A importância de sinalizar as Ciclo-rotas

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Como já anunciamos por aqui, está em andamento em São Paulo o projeto das Ciclo-rotas, que consiste em levantar, mapear e divulgar as melhores rotas para os ciclistas no centro expandido da cidade.

Em abril de 2011, o Vá de Bike esteve presente na cerimônia de assinatura do contrato, na Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME). Juntando num mesmo espaço muita gente disposta a mudar a cidade, a apresentação do projeto acabou virando um fórum de debates, com críticas, sugestões e comentários de alto nível. E quando informaram que a sinalização das Ciclo-rotas não está contemplada no projeto, iniciou-se um intenso debate, que se prolongou por quase uma hora.

Posteriormente, em uma apresentação do projeto aos ciclistas na sede do Cebrap, o assunto foi retomado e discutido à exaustão.

Não, essa não é a sinalização de uma Ciclo-rota, infelizmente. É só uma brincadeira feita em uma placa que sinaliza o sentido dos ônibus no corredor da Av. Santo Amaro. Mas fica a dica. Foto: Willian Cruz/Vá de Bike

Sem sinalização

As Ciclo-rotas serão implantadas sem sinalização. Isso porque a iniciativa do projeto é da SEME e sinalizar cabe apenas à CET. Mas apesar de não participar diretamente do projeto, havia na reunião de assinatura do contrato um representante da Secretaria de Transportes/CET, o André Castro, assessor do secretário Marcelo Branco, que mostrou-se bastante aberto ao diálogo e a entender as necessidades dos ciclistas urbanos em São Paulo.

Castro disse ser importante mudar a cultura dos motoristas da cidade, mas que isso infelizmente não ocorrerá de um dia para o outro. Há muita resistência a mudanças, por isso as coisas acabam caminhando a passos lentos. Apesar disso, ele deu uma notícia interessante: a de que haverá sinalização indicando bicicleta na rua “muito antes do que se espera, talvez até antes das Ciclo-rotas”. Torçamos por isso.

Sinalizar é muito importante

Dois tipos de sinalização são necessários: sinalização de rota e sinalização de tráfego. A sinalização de rota serve para indicar ao ciclista que caminho seguir, quais são as melhores vias, os melhores trajetos, como chegar onde se deseja ir. Já a de tráfego é aquela que indica que naquele local há a presença de bicicletas na via, com indicações sobre o compartilhamento da pista, qual faixa o ciclista deve ocupar, velocidade máxima para os motoristas, etc.

Renata Falzoni criticou com veemência a falta de sinalização nas Ciclo-rotas e a tradicional postura da CET em relação ao ciclista nas ruas

Sinalizar as Ciclo-rotas é de fato algo MUITO importante, como os cicloativistas presentes, eu inclusive, salientamos durante a reunião. E a importância não é somente para que os ciclistas as encontrem (o que por si só já seria um bom motivo), mas também para oficializar a presença da bicicleta nas ruas.

Mesmo com o Código de Trânsito tratando a bicicleta como veículo e protegendo o ciclista em diversos artigos, ainda somos tratados por alguns motoristas como clandestinos, como se ocupássemos um espaço do qual não teríamos direito. Sinalização nas vias indicando e oficializando esse direito ajudaria a reeducar esses motoristas, tornando as ruas mais seguras.

Mais segurança para o ciclista, por sua vez, incentivaria muito mais pessoas a adotarem a bicicleta. Muita gente deseja utilizá-la em seus deslocamentos, mas ainda não o faz por medo da agressividade do trânsito. E quanto mais ciclistas nas ruas, mais seguras elas se tornam, acelerando e fortalecendo um importante ciclo de crescimento do uso da bicicleta que já vem ocorrendo naturalmente ao longo dos anos.

Renata Falzoni também comentou sobre essa importância. E emendou no assunto vários exemplos de descaso da CET em relação ao ciclista, como por exemplo a omissão em relação aos motoristas que passam ao lado da Ciclofaixa de Lazer em alta velocidade, sendo que o limite, durante a operação da Ciclofaixa, é teoricamente de 40km/h.

Conquista

Mesmo sem sinalizar, a implantação das Ciclo-rotas será um passo importante para a aceitação e o reconhecimento da bicicleta como meio de transporte legítimo na cidade de São Paulo. Depois de implementadas, teremos nas mãos um forte instrumento para pleitear – e conquistar – a sinalização que oficializará nossa presença nas ruas. Hoje, infelizmente, ainda somos tratados por motoristas e poder público como clandestinos quando exercemos nosso direito legal de utilizar as vias.

Chega de fechar os olhos: ciclistas trafegam todos os dias pela cidade, são muitos, crescem a cada dia e merecem ser tratados como cidadãos, não como estorvo. As Ciclo-rotas podem ser o começo dessa mudança, por isso é importante colaborarmos para essa iniciativa dar certo.

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

5 comentários para A importância de sinalizar as Ciclo-rotas

  • Marcos

    William, nunca consegui entender qual é o grande benefício das ciclo-rotas. Claro, elas ajudam a educar os motoristas, porém, se fosse apenas para isso, não seria melhor criar uma campanha publicitária, ou, se já há uma, aumentar o seu tamanho/alcance? É que não me sinto mais seguro andando em uma rua onde há, pintado, um símbolo de uma bike…

    Além disso, as ciclo-rotas contam como parte dos inúmeros quilômetros de vias cicláveis prometidas? Pois, ao meu ver, elas não deveriam, e se contassem, serveriam apenas para “comer” quilômetros prometidos…

    Thumb up 1 Thumb down 0

    • Willian Cruz

      Marcos, resposta bem resumida, porque responder a isso merece um artigo bem completinho: uma campanha de conscientização, aliada a fiscalização e multas, tem um efeito que também tendo a acreditar que seja maior. As ciclorrotas são importantes por legitimar, através da sinalização, a presença dos ciclistas, mas incorre no risco de passar a mensagem de que as bicicletas só são aceitas naquele espaço. E é aí que entra a tal campanha, esclarecendo que a bicicleta é um veículo como qualquer outro.

      Thumb up 0 Thumb down 0

      • Marcos

        Exatamente, Willian, você mesmo já disse várias vezes: criar “rotas” (ou mesmo ciclovias/faixas) passa a impressão que bicicletas apenas podem andar nesses lugares específicos. Temo que a criação de ciclorrotas sirva mais para desligetimar (lol) o uso da bicicleta pelas ruas do que ajudar na legitimação…

        Thumb up 1 Thumb down 0

  • Edson Murakami

    Na espera das ciclo-rotas e de suas sinalizações, a PMSP/CET/SPTrans/etc já poderiam colocar faixas nas principais vias de SP (similares ao RESPEITE O PEDESTRE) para educar e “oficializar” o direito legítimo da bicicleta ocupar os leitos viários. Uma medida simples, rápida, eficiente e extremamente econômica.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Juliano Pappalardo

    William, fico feliz em saber que as ciclorotas serão implantadas e que só nos restará lutar pela sua sinalização (se não a fizermos por conta).

    Numa cidade em que a maioria das pessoas (incluindo os motoristas) está se acostumando com informações através símbolos e escritos a sinalização é muito importante, lembro uma vez que a Falzoni disse como os motoristas passaram a respeitá-la depois que uma “bicicletinha” daquelas foi pintada no chão perto da Av. Rebouças aqui em SP, parece que as pessoas não conseguem ver um ciclista mas conseguem ver uma placa ou pintura no chão.
    abs

    Thumb up 2 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>