Ciclorrota incentivou leitor a deixar o carro em casa

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Sinalização de vias no bairro do Brooklin torna as ruas mais seguras e estimula o uso da bicicleta

Há quem ainda insista que a Ciclorrota do Brooklin, em São Paulo, não serve para nada. Geralmente essa opinião reflete desconhecimento sobre o que realmente é a Ciclorrota ou total desdém sobre o direito de circular com a bicicleta em segurança.

Se você ainda tem dúvidas sobre a utilidade da Ciclorrota, leia o depoimento abaixo, enviado pelo leitor Márcio Mollica.

Parabéns a CET pelo projeto…e obrigado ao Vá de Bike por divulgarem esta informação.

Há algum tempo estava considerando “abandonar” meu carro, e a notícia da ciclorrota foi o incentivo que precisava. Moro em Moema, trabalho na região do Shopping Morumbi, e grande parte deste percurso está coberto pela ciclorrota, contrariando quem acha que ela leva “o nada a lugar nenhum”. Levo pouco menos de meia hora no trajeto, o mesmo que levava de carro, e as condições para pedalar são boas….só vi problema nas ruas mais rápidas, como a Bacaetava, onde os motoristas ainda não estão respeitando os novos limites de velocidade.

Márcio Mollica

CET acertando o passo

Foto: Ciclocidade

O Vá de Bike explicita e reitera os parabéns à Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo pela coragem em contrariar o senso comum de que a rua é feita apenas para os carros e implantar medidas para aumentar a segurança dos ciclistas nas ruas.

Cabe salientar que mudanças como a Ciclorrota, a diminuição da velocidade nas vias e o Programa de Proteção ao Pedestre não protegem apenas pedestres e ciclistas (o que, por si, já as justificaria), mas também os motoristas e motociclistas, que por trafegarem em menor velocidade e com mais atenção se envolvem menos em acidentes. Uma cidade mais humana, voltada para as pessoas, é um lugar melhor para se viver – mesmo para quem preferir continuar dirigindo.

A infraestrutura da Ciclorrota representa uma melhoria pequena? Em relação ao tamanho de São Paulo e à mudança que queremos ver, talvez. Mas tudo tem seu começo e prefiro ver a Ciclorrota como um sinal claro de mudança. Continuemos avançando em busca de uma cidade melhor para todos. Sempre que a CET acertar o passo, estaremos apoiando.

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

13 comentários para Ciclorrota incentivou leitor a deixar o carro em casa

  • Adriano Rotting

    A idéia da ciclorota é 10. Incentiva o cidadão deixar o carro em casa e fazer o uso da bike como seu meio de transporte.

    Sei que esta ciclorota do Brooklin (área nobre de Sampa) por enquanto é só uma. Mas desejo que esta se multiplique para todos os cantos da cidade.

    Hoje, dia 22 de setembro, graças a Deus o tráfego de carros estava devagar quase parando.

    Andar de bike na nossa cidade ainda é tenso, mas acredito que um dia os mautoristas acordem deste pesadelo…

    Ótimo pedal a todos!

    Thumb up 2 Thumb down 1

  • PATRICIA F. SADALLA COLLESE

    Parabens pela CICLOROTA e espero que muitos ciclistas comecem a utiliza-la.
    Vou para o meu escritorio todos os dias pela ciclorota e acho que é um começo para educar o transito e fazer os carros entenderem que onde tem ciclistas eles devem diminuir a velocidade e devem respeitar a todos. Afinal a rua tem que dar espaço pra todos , pedestres, ciclistas, motociclistas e carros.

    Vamos, que vamos, pedalar é saudavel, deixa você de bom humor e faz com que saõ paulo não tenha transito.
    minha bike eletrica FELISA é minha paixão e só uso a bike pra tudo pois vou na feira, trabalho, visito clientes e me divirto, faço exercicio e muitas vezes chego antes do que quem vai de carro.
    PEDALAR, PEDALAR ESSE É O NOSSO LEMA !!!
    EU VENDO A FELISA ( BIKE ELETRICA ), INFORMAÇÕES NO MEU SITE !

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Sergio Leis

    Moro no Brooklim e trabalho da Paulista. Ficou um tesao a ciclorota…ta muito melhor…pelo menos no final do meu trecho diario.. Parabéns CET…vamos divulgar e usar.

    Thumb up 1 Thumb down 1

  • Henrique

    Pessoal!!

    Acho que ao mesmo tempo em que tentamos, de alguma forma, implementar melhores condições para os ciclistas cobrando as “autoridades”, também devemos demonstrar nosso apreço quando estas realmente fazem algo.
    Vamos enviar e-mails para a ouvidoria da CET (ouvidoria@cetsp.com.br) parabenizando-os.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Márcio Mollica

    Já estou na segunda semana sem carro, e estou bem adaptado…acho que com a presença de mais ciclistas nas ciclorrotas, os motoristas naturalmente vão ficar mais atentos e respeitar os limites de velocidade. Também queria destacar a iniciativa do condomínio Rochaverá, onde trabalho, que disponibiliza estacionamento e vestiários com chuveiros para os ciclistas.

    Thumb up 3 Thumb down 0

    • Laudari

      Márcio,

      Essa infraestrutura é realmente importante. E compactuo com a sua postura de que quanto mais ciclistas, mais respeito e atenção haverá. Portanto, ciclistas, às ruas!

      Thumb up 2 Thumb down 0

  • ciclovia para quem? | as bicicletas

    […] ciclo-rotas já são um passo adiante. pena que ainda por uma área pequena da cidade, o bairro do brooklyn, mas já resultam em maior número de ciclistas na região, já há quem se manifeste, como se pode ver nesse post do vá de bike. […]

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Claudio Br

    A ciclorrota faz parte de 30% do meu caminho e faz diferença sim. Só precisamos ver como baixar a velocidade dos carros na Bacaetava, ali, mesmo com a bicicleta pintada no chão, faixa e placas o pessoal que atravessa a Roque Petroni chega muito afobado, principalmente porque começa com uma subida leve, onde a bike diminui a velocidade.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • André Pasqualini

    O mapa de rotas deve estar pronto em setembro, antes do Dia Sem Carro. Com o mapa nas mãos, se a CET quiser, em menos de 6 meses consegue criar um sistema cicloviário com ciclorrotas com mais de 500 quilômetros.

    Aliás Willian, passei pela ciclorrota e mesmo nas ruas mais movimentada como a Bacaetava, os motoristas estão dirigindo mais devagar do que em outras vias parecidas, tanto é que em nenhum momento do meu pedal senti qualquer insegurança. Mas claro que a minha sensação de segurança é bem diferente da galera que está iniciando.

    De qualquer forma, também compactuo desse parabéns a CET e que continuemos assim, sempre progredindo.

    André Pasqualini

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

  • jose

    Willian, existe alguma previsão de quando sai o mapa das rotas?

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Phil

    Todo incentivo positivo traz mais ciclistas para as ruas…

    A bicicleta está ganhando muito destaque e esta ciclo rota é um exemplo disto!

    Pode não significar nada pra quem não quer ver, mas pra muitos isso é uma ótima oportunidade!

    Parabéns Márcio! Você é mais um exemplo pra todos que se sentem reprimidos e com vontade de sair pedalando!!!

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>