Ciclofaixa de Lazer da Av. Paulista está sendo sinalizada

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Foto: Paulo Dimas

Foto: Renata Cardamoni

O Paulo Dimas nos enviou a foto acima, que mostra o início dos trabalhos de sinalização da Ciclofaixa de Lazer da Avenida Paulista.  A foto ao lado foi enviada pela Renata Cardamoni. Com o início da pintura da via, a data de 26 de agosto se fortalece como provável para inauguração. Atualizado: inauguração adiada para 2 de setembro.

Por ser voltada exclusivamente ao lazer, a estrutura é temporária e só valerá aos domingos e feriados nacionais, das 7 às 16h. Apesar disso, a Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo (CET) declarou ao jornal Folha de São Paulo que a estrutura foi criada porque a avenida não seria segura para os ciclistas “no dia a dia”, dando a entender que a ciclofaixa aos domingos ajudaria a diminuir esse problema. Já a reportagem do jornal O Estado de São Paulo foi mais coerente ao afirmar que “a Ciclofaixa de Lazer não vai solucionar o problema de segurança viária envolvendo ciclistas na avenida”.

Lazer versus transporte

Somos favoráveis à Ciclofaixa de Lazer, mas é importante lembrar que há duas demandas diferentes: lazer e transporte. A estrutura temporária atende a apenas uma delas e alguns ciclistas temem até que ela prejudique a outra, dando a entender, a alguns motoristas, que a bicicleta só deva circular na avenida nos dias e horários especificados.

A CET declara que a avenida não oferece segurança aos ciclistas no dia a dia. Mas, ao afirmar isso, esquece que é a responsável por garantir essa segurança, conforme determinação legal:

Art. 24. Compete aos órgãos e entidades executivos de trânsito dos Municípios, no âmbito de sua circunscrição:
(…)
II – planejar, projetar, regulamentar e operar o trânsito de veículos, de pedestres e de animais, e promover o desenvolvimento da circulação e da segurança de ciclistas;

Continuaremos aguardando.

Leia também: Ciclistas podem circular em avenidas? Por que insistem em fazê-lo?

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

20 comentários para Ciclofaixa de Lazer da Av. Paulista está sendo sinalizada

  • Ostra

    Comprei uma bike dobravel só p andar na nova ciclofaixa, acabei de limpar e revisar a da minha filha, q ja andava aos finais de semana de patins na Av Paulista, mas nunca deixei ir de bike, moro ao lado, estou ansiosa p poder aproveitar o espaço e quem sabe tomar coragem de andar de dia de semana tb.
    Só fiquei chateada de não ser nesse fds, esta tudo pronto aqui em casa 🙂

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • sheila

    sou monitora de ciclofaixa e posso afirmar , é o melhor momento em são paulo para praticar o ciclismo em segurança..e sou muito feliz no que faço , e a alegria das pessoas contagiam nosso pessoal.. é uma satisfação.deveriam se extender a outros lugares tb, outras prefeituras …

    Thumb up 3 Thumb down 0

    • jpliberdade

      Concordo plenamente com você sheila. É SÓ ALEGRIA 🙂 estarmos juntos nesta harmonia, é uma satisfação muito gratificante.

      Os governantes deste país, precisam resolver o grande problema de transporte, começando a criar Ciclofaixas fixa, exclusivas para Bicicletas, com diversos pontos de bicicletários, para que possamos deixa-la guardada com segurança livre de furtos.
      É claro, isso só dependerá dos governante, se interessar em planejar uma cidade cada vez melhor.
      Por enquanto, vamos fazendo a nossa parte, cobrar os nossos interesse em fazer uma cidade cada vez melhor para toda a sociedade.

      Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Mauro-SP

    Que seja só para lazer (por enquanto)…Que seja só aos domingos e feriados (por enquanto)… O fato é que mudanças estão acontecendo e as bicicletas estão pouco a pouco ocupando seu espaço nas ruas de S. Paulo… Cada vez mais pessoas estão perdendo o receio e aderindo… Em nenhum processo eleitoral anterior o uso da bicicleta teve tanto espaço….
    O próximo passo é a extensão da ciclo faixa por toda a Vergueiro, Domingos de Morais e Av. Jabaquara…

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

    • Felipe Prenholato

      Sim, que assim seja, fácil podem remover aquele canteiro central e dar uma aperta nas faixas de rolamento para caber até uma ciclovia definitiva

      O trânsito entre Metro Conceição e Praça da Árvore é infernal, continuando pesado até Vila Mariana, mas nem tão infernal. Mesmo um ciclista saindo do Metrô Conceição em direção a Av. Paulista (Metrô Trianon), demora 1hr hoje, se respeitar os semáforos. Uma ciclovia ligando pelo menos, Conceição até Paraíso teria um trafego tão grande de ciclistas que com certeza poderia ter impacto positivo no trânsito da região.

      Thumb up 2 Thumb down 0

      • Willian Cruz

        E vale lembrar que no trecho que você cita já existe um tráfego grande de ciclistas, apesar das condições desfavoráveis no trecho da Vergueiro.

        Thumb up 0 Thumb down 0

        • Felipe Prenholato

          Vale lembrar também que entre Conceição e Praça da árvore, não existe sequer, uma alternativa viável para quem vai para a região do Metrô Paraíso. As ruas paralelas são em sua maioria inexistentes, quebradas e cheia de aclives, na maioria pesados.

          Para quem vai pra região do Ibirapuera, a Indianópolis é quase um paraíso, flui-se muito bem lá apesar dos ônibus. Se a pessoa ainda encarar uma boa subida na boa, chega fácil na Paulista subindo do Ibirapuera tbm, MAS, com uma ciclovia até paraíso, ou quem sabe, até o fim da Av Paulista, o ciclista levaria acho que entre 30 e 40min para subir os ~12km que a via teria … fiz isso num sábado de manhã …

          Thumb up 0 Thumb down 0

  • jpliberdade

    Confirmado! Atravessei a Paulista com a Brigadeiro hoje 17:40 realmente tá sinalizada para ser utilizada nos domingos e feriados.

    Agora o que eu achei estranho hoje passando pelo Centro, é duas faixas paralelas vermelhas (novinhas), na Rua Quitanda com a Rua Quinze de Novembro.Eu me pergunto o que isso seria!?! Só não tirei foto, porque tava sem o celular.

    Domingo agora 26/08 tenho compromisso, se não iria passar de bike ver se é rota de bike mesmo. Fiquei curioso em saber.

    Thumb up 1 Thumb down 0

    • Willian Cruz

      É a rota cicloturística do Centro. Falaremos sobre ela aqui nos próximos dias. Mande foto! 🙂

      Thumb up 3 Thumb down 0

      • jpliberdade

        Matou minha curiosidade, que legal, bom saber, pena que só terei domingo livre no dia 9. Hoje é quase provável que eu passe pelo centro, aí sim estarei tirando foto e te enviando.
        Ter rota cicloturística no Centro de SP, tem muito sentido. QUE LEGAL 🙂

        Thumb up 2 Thumb down 0

      • Rafael

        Quanto a essa rota cicloturistica do Centro, massa. Uso o trajeto diariamente.

        Só não gostei ali na Sé, pois ela foi sinalizada muito bem perto da mureta onde costumam ficar um pessoal (não sei se são moradores de rua, aposentados, e de qualquer forma, não interessa).

        Ou seja, ou 1) a rota vai expulsar as pessoas que já usam esse local (perto da mureta, onde dá pra sentar, tendo em vista a falta de bancos na praça da anticidade); ou 2) todo ciclista vai ter que pedalar gritando “licença, ó a bike” ou pedalar fora da rota. Além do mais, achei um pouco estreita.

        Thumb up 0 Thumb down 0

        • Gerd

          Bem assim. Eu não me arrisco a gritar “óia a bike” ali… rs
          Gostaria que espalhassem bicicletários seguros pelo centro também, para que eu pudesse deixar a bike mais perto do serviço – hoje deixo-a na Sé e caminho até a Líbero, quase em São Bento. A única vez que a deixei no paraciclo da São João, foi-me subtraída – prática comum naquele local, pelo que apurei.

          Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Cinira

    Soluciona uma parte, mas sem resolver outra. Aguardo pelo dia em que não precisarei dizer para mim mesma “melhor que nada”, como consolo.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Rafa

    Po, legal. O caso do Ricardo é um dos motivos para se apoiar as ciclofaixas de lazer!

    O que não pode é a Prefeitura e seu candidato contabilizar as ciclofaixas como estrutura cicloviaria somadas às permanentes – e pior, contando ida e volta.

    Enfim, apoiamos as ciclof. de lazer, tanto como opção de lazer como pelo estimulo que dao ao uso da bike. Mas que fique claro que elas nao resolvem nada no que se refere a estrutura para o transporte diario.

    Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 0

  • Leonardo

    É um passo. Precisamos ocupar esse espaço e mostrar que se tivesse espaço teriam muito mais bicicletas na Paulista. Por mais perverso que seja o motivo da CET ter feito a ciclofaixa a gente precisa pegar esse espaço, talvez até andar nele durante a semana… talvez só massivamente nos domingos e feriados.

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

  • Ricardo João

    Acho que já comentei que minha história com a bicicleta começou com a ciclofaixa de lazer. Isso mudou radicalmente o meu comportamento no trânsito, além de notar mais as bicicletas nas ruas. Apesar de concordar que uma solução permanente seria o ideal, não posso deixar de reconhecer que isso pode trazer mais gente para a bicicleta, gente que pode ter experiências transformadoras, como as que eu tive.

    Reconheço a iniciativa como um primeiro e importante passo, mesmo que a ciclofaixa não ligue nada a lugar nenhum por enquanto. Existe uma boa oferta de estações de metrô e coisas para se fazer além de pedalar na região da paulista. vai ser divertido ver os cafés cheios de ciclistas e o comércio também ganhará com isso. Quem sabe a ficha não cai e eles sacam que pode ser todo dia assim? 🙂

    Comentário bem votado! Thumb up 19 Thumb down 0

  • eser

    Enquanto isso nas marginais sao criadas mais e mais faixas de rolamento para carros e, como sempre as obras que iriam beneficiar ciclistas e pedestres nao saem do papel! veja: temos que cobrar…… http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,marginal-tiete-segue-incompleta-,891588,0.htm

    Comentário bem votado! Thumb up 10 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>