Permalink

A Gol cobra para transportar bicicletas

Eu tinha escrito um artigo meio pesado sobre esse assunto, porque no meu entender a Gol estava desrespeitando a lei ao realizar essa prática. Há tempos a empresa cobra um adicional de quem transportar uma bicicleta, mesmo estando dentro dos limites de bagagem, desmontada e acondicionada no chamado “mala-bike”. A taxa já foi de R$ 25,00, passou pra R$ 50,00 e agora está em R$ 100,00. Se o cliente reclama, ainda é capaz de ter que agüentar deboche dos funcionários. Outras empresas não cobram nada, só o excesso quando esse peso for ultrapassado.

Eu acreditava que a lei garantisse o direito de transportar a bicicleta dentro da franquia de bagagem, pois a legislação cita o limite de 23kg e faz referência apenas a animais vivos. Uma bicicleta, já com a embalagem, pesa sempre bem menos do que isso e, até onde eu tenha notado, não tem vida própria; apesar disso, essa página do site da Gol diz que a franquia de bagagem não pode ser utilizada para bicicletas ou pranchas de surf.

Mas algumas pessoas com formação jurídica ou que trabalham na área de aviação pesquisaram o assunto e descobriram que a companhia tem sim o direito de cobrar. Ela pode cobrar sobre o que considerar como bagagens especiais, que seriam inaceitáveis “por razões de peso, tamanho ou características frágeis ou perecíveis”. A Gol pode alegar que uma bicicleta tem características frágeis que exigem tratamento especial – afinal, eles realmente não podem jogá-la no carrinho de transporte junto com as malas. A TAM por exemplo cobra para transportar pranchas de surf, prática também realizada pela Gol, pois a prancha é relativamente frágil e volta e meia há casos de ressarcimento.

Apesar disso, a Federação de Triathlon do Estado do Rio de Janeiro (FTERJ) continuará tentando na justiça reaver os valores cobrados dos triatletas do estado e informou por e-mail que aguarda um pronunciamento oficial da Agência Nacional de Aviação Civil sobre o assunto.

Enquanto muitas empresas se esforçam para incentivar o esporte, sempre tem quem tente andar na contramão. Quando for viajar de avião com a bicicleta, leve em conta não apenas o preço da passagem, mas também a taxa adicional para o transporte do seu equipamento, pois R$100 é uma taxa *BEM* salgada. Exercite sua liberdade de escolha e opte por uma empresa que respeite o esportista.

Agradecimentos ao Leandro Martinucci e à FTERJ.


6 comentários para

  • Essa eu não sabia, ainda existem companhias aéreas cobrando esta taxa? Qual o valor atual?

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • helcio

    Lamentável essa atitude da gol. Pode estar dentro da lei, mas é vergonhosa.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • abdo hamdam

    Embora este post seja de 2006 e estejamos em 2008 vai minha dica, a Tam não cobra pela bike, sequer precisa embalar a mesma, basta virar o guidão e os pedais, e esvaziar os pneus. assim ao chegar o destino com um par de chaves e uma bomba manual voce pode sair do aeroporto pedalando a magrela.
    ponto pra tam, gol contra pra gol

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Rubens Burgel

    Voem com a Tam, que nas promoções tem preços tão bons quanto os da Gol e não abusa nas taxas para transportar bikes (Desde que estas estejama acondicionadas nas referidas malas). Mas, se tiverem de pagar a taxa, juntem tudo que puderem de documentação para pedir ressarcimento da taxa e de qualquer dano que ocorra com o equipamento. E todos sabemos que não há viagem que algo não estrague na bagagem, nem que seja a própria mala.
    Rubens Bürgel

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Alexandre Afonso

    O veio, me perdoe desenterrar esse assunto, até porque não uso esse meio de transporte (avião), mas como todo ciclista, gosto de saber quando estou certo ow não, portanto ai vai:
    Existe alguma novidade relacionada a esse assunto (transporte da magrela via aerea)?
    Aproveitando, e em outros modos de transporte público, onde consigo literatura e regras para conhecimento?
    Pra fechar, parabens pelo material!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • vinicius

    referente a prancha de surf,as Cias aéreas cobram uma taxa de cargas especiais,alegando que é uma carga fragil e que requer um maior cuidado, eles alegam que tem muitos casos de idenizaçoes,oque nao é verdade,pois quando vc embarca uma prancha em sua capa,você assina um documento informando que a cia aérea nao se responsabiliza por danos… entao porque cobrar essa taxa,pois caso aconteça algum danos eles não pagam nada…

    Thumb up 0 Thumb down 0

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>