SUVs matam mais

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Uma matéria da Folha de São Paulo informava, em 2007, que os “jipões” (SUVs) correm mais risco de capotamento. E quem afirmava era um instrutor de pilotagem da BMW. Ele minimizava o fato, dizendo que esses veículos possuem mais equipamentos de segurança, que reduzem os danos ao motorista em caso de capotamento.

Vejam bem: reduzem os danos ao motorista. Quem estiver na rua que se dane. Se o carro capotar numa curva e atingir um ponto de ônibus, seu peso maior vai esmagar mais gente. Não há air-bag para quem está do lado de fora. Os reforços na estrutura do veículo só ajudam a destruir mais os corpos das pessoas que estão fora dele, seja andando na rua, seja em outro veículo.

Passei uma vez por acaso pelo local de um acidente em que uma pickup enorme tinha moído um carro de passeio comum. Não aconteceu praticamente nada com a SUV, mas o motorista do outro veículo provavelmente morreu, ou no mínimo se feriu gravemente. E isso não foi na estrada, foi numa rua tranquila do bairro de Moema, em São Paulo. As vítimas não estavam mais lá, só a polícia técnica e os curiosos. O acidente deve ter ocorrido no meio da tarde, num final de semana, em uma rua plana, com pouco fluxo, muitas esquinas e muita gente andando a pé.

Saiba mais:

Leia aqui a matéria da folha (só para assinantes).

Leia mais sobre SUVs e o perigo maior de morte e acidentes que elas representam.

Cidade dos 4×4: Uma sátira (em inglês) ao uso de SUVs.

Comercial anti-SUV do Greenpeace

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

4 comentários para SUVs matam mais

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>