Reciclagem de óleo de cozinha – acabou a desculpa!

Divulgação

Mas qual é o problema?

O óleo de cozinha, quando descartado no ralo da pia, causa entupimentos nos esgotos e polui milhares de litros de água. Parece exagero, mas é o que acontece: veja nesta foto o que acontece à água com apenas uma gota de óleo de soja.

O primeiro problema é que o óleo cria uma barreira que impede a passagem de água, o que causa entupimentos na rede de esgotos. Esse fator de impermeabilização também pode atuar de outra forma igualmente nociva: se o óleo contaminar o solo, ele não conseguirá mais absorver adequadamente a água e a conseqüência pode ser uma enchente.

O segundo problema é que cada litro de óleo contamina até 20 mil litros de água. O óleo que chega a rios e mares impede a entrada de luz e a circulação de oxigênio na água, causando a morte de diversas espécies de peixes, algas e do fitoplâncton que é base da cadeia alimentar aqüática.

O tratamento de esgoto não resolve isso?

Alguns defendem a idéia de que aqui na cidade de São Paulo basta jogar no ralo, pois o esgoto é tratado pela Sabesp e a contaminação das águas não ocorreria (só o entupimento das redes de esgoto, que beleza). Mas, na prática, apenas 68% do esgoto coletado na capital paulista é efetivamente tratado – sem contar o que não é coletado e vai parar na rede de águas pluviais e nos córregos.

E o que eu posso fazer pra ajudar?

A Porto Seguro iniciou uma campanha em que fornecem até um minigalão para coleta do óleo. De graça. É só passar lá e pegar. E depois reciclam seu óleo sujo, também sem cobrar nada por isso. Para saber onde obter o galãozinho e onde entregar o óleo, visite o site da campanha.

A rede de supermercados Pão de Açúcar e Extra também realiza coleta de óleo de cozinha usado, em quase todas as lojas. Você pode levar o óleo em uma garrafa PET (aquela garrafa plástica de refrigerante, ou a do óleo mesmo), que também será reciclada. Eles também coletam papel, plástico, vidro e metal.

Ou seja, tem UM MONTE de pontos onde você pode entregar o óleo. Sem cobrar nada, sem perguntas, sem burocracia. Seu único trabalho é levar o óleo em algum posto de coleta a cada 3 semanas em média. Convenhamos que não é nenhum esforço descomunal. E provavelmente você passa por algum desses pontos a caminho do trabalho, da faculdade, do cinema…

Vamos lá, não custa nada e ajuda muito!


3 comentários para Reciclagem de óleo de cozinha – acabou a desculpa!

  • Carlos

    Eu recolho o óleo do pessoal que que faz sua parte aqui em SP/SP.
    Acima de dez litros a gente retira sem custo nenhum.
    E pro pessoal que usa muito óleo por mês(condominios,bares e etc…), (minimo de 30 Lts/mês), a gente disponibiliza uma bombona para coleta, quando estiver cheia é só avisar que a gente retira e deixa outra no lugar.
    e-mail: carhau3@yahoo.com.br

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Hermes David Ramos

    Ótima iniciativa. Faz mais de ano que coleto o óleo de cizinha e entrego em um posto de combustível perto de minha casa. Esse estabelecimento já é conhecido como ecoposto.
    Hermes David Ramos
    Canoas RS

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Silvio

    O fitoplâncton também é um dos principais responsáveis pela captura de CO2 e liberação de O2. Sem eles provavelmente nós estaríamos em maus lençóis.

    Muito boa essa campanha da porto seguro.

    Thumb up 0 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>