Motorista, respeite o ciclista

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Ótima campanha da revista Go Outside, do final do ano de 2006. Infelizmente, o hotsite da campanha não existe mais.

Direto do túnel do tempo, via Mountain Bike  BH.

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

10 comentários para Motorista, respeite o ciclista

  • Não corra. Não mate. Não morra. |

    […] Vá de bike e Mountain Bike […]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Willian Cruz

    Oi Leonardo, tudo bom? O Cássio e o Vinícius já deram boas dicas. Veja também o Fórum da Bicicletada em http://forum.bicicletada.org/ e a seção Dicas para o Ciclista Urbano aqui neste blog: http://vadebike.org/category/dicas-para-o-ciclista-urbano/

    Sobre as pontes, se for no horário em que o trânsito entope, fica mais fácil, mas só ande no corredor entre os carros se eles estiverem parados. Quando eles começarem a andar de novo, sinalize para o carro e de trás e volte à faixa, ocupando o espaço de um carro. É importante você ocupar a faixa de modo que os carros não te espremam – veja em http://vadebike.org/2006/03/20/dicas-para-o-ciclista-urbano-4/

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Vinícius Mundim Zucheratto

    Valeu a referência, Wilian!

    Ao amigo de São Luís: http://www.mountainbikebh.com.br/forum
    Tem vários tópicos sobre o uso da bike como transporte (muitos retirando material daqui) e experiências do pessoal de BH que usa ou já tentopu usar a bicic como transporte.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Leonardo M

    ok… é pq como vc respondeu logo achei que era teu blog.

    existe algum FORUM onde se troca informações sobre bicicleta? pelo visto ainda tenho o que aprender antes de me aventurar…(SEM CONTAR OS DE COMPETIÇÃO pq nao é minha praia)

    da minha casa pro trabalho sao 12Km, só que acho que vou mudar e o proximo vai ser 16km (acho muito longe!!)

    quanto a olhar o motorista nos olhos não tem como! como eu viro o rosto olho pro cara sem cair da bike? nao entendi essa.
    Velocidade média aqui é 60km/h (e nao tem pardal, então pode ser bem mais as vezes), no rush menos… mas quanto as pontes que falei dificilmente a velocidade nelas cai. Isso equivle a uma marginal ou uma 23?

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Cássio

    Leonardo, este BLOG não é meu, e sim do Willian Cruz. Começe com uma bike boa, muitos iniciantes perdem o gosto por pedalar porque compraram suas bicicletas em mercados. Procure uma casa especializada e diga que seu uso será urbano. Uma boa bicicleta é aquela que te atende sem dar dor-de-cabeça, isto é, responde rápido, não dá problema toda hora e é adequada ao seu corpo. Depois de adquirir a bicicleta, faça treinos em lugares menos movimentados antes de encarar as vias ‘punk’.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Neto

    Uma dica muito boa para enfrentar essa “guerra” com os carros é o contato visual, a partir do momento em que vc olha nos olhos do motorista, ele abre passagem, pois não vai te enfrentar. Junte-se isso ao domínio total da bike e sinalização antecipada de suas manobras e vc está apto a enfrentar qualquer rua. Só não seja louco de pegar as Marginais na hora do rush ou a 23 de maio.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Leonardo M

    na verdade eu não sou de SP mas de São Luís – MA. mas vou ver se crio coragem, essa semana compro uma bicicleta pra começar a me exercitar pq ainda to muito sedentario.

    se eu conseguir eu te falo aqui, pq aí vc terá ajudado mais um a usar a bicicleta. e olha que encontrei teu site por acaso, antes eu nem pensava em nada assim 😀

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Cássio

    Claro que tem. Sempre pedalei, uma vez fiquei um tempo parado e antes de voltar me bateu um ‘medo’ tipo esse seu. Bastaram dois dias de pedal pra ver que eram fantasmas que rondavam minha mente. Aí em São Paulo tem os Bici-Anjos. Por que não procura eles? Não vejo maneira melhor para começar a pedalar.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Leonardo M

    to com muita vontade de passar a ser um ciclista e nao usar mais carro… mas o problema é o medo de acidentes sem contar que pra ir pro meu trabalho eu teria que passr sobre 2 pontes onde mal cabem os carros… tem jeito?

    Thumb up 0 Thumb down 0

    • tiago barufi

      Leonardo, as pontes de SP são realmente o que há de pior em sistema viário. Não têm pontos de travessia para quem não está de carro, e a velocidade às vezes as torna muito perigosas para as bicicletas, principalmente por causa das alças.
      Eu conheço gente que prefere ir pela calçada [precária] delas.
      Quando tenho que atravessar alguma delas, prefiro me meter no meio dos carros, mas é sempre uma aventura.
      Entretanto, a respeito do trânsito, é menos perigoso do que parece. Use equipamento bom, luz, roupa clara e postura firme ao negociar espaço.
      Seja bem-vindo!

      Thumb up 2 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>