“Pimp my carroça” quer humanizar as ruas e valorizar carroceiros de São Paulo

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Carroças bonitas e com frases de efeito para fazer quem está no trânsito refletir. Foto: Thiago Mundano

O projeto “Pimp my Carroça”, idealizado pelo artista e ativista Thiago Mundano (@mundano_sp), foi assim chamado para fazer uma referência irônica ao programa televisivo “Pimp my Ride”, onde o único objetivo é gastar milhões para “tunar” carros velhos.

A ideia do projeto é fazer quase a mesma coisa, só que gastando bem menos, sem apelo midiático e nem pretensão de virar obra de incentivo ao luxo e consumismo. Ao contrário.

Invisíveis

Mundano sensivelmente percebeu que, além do trabalho fundamental para a coleta seletiva, os carroceiros – principalmente de São Paulo – sofrem com a invisibilidade com que a cidade e o trânsito hostil tratam as pessoas.

Se pedestres e ciclistas são invisíveis aos olhos da administração pública e motoristas, imagina quem precisa atravessar a cidade carregando um veículo movido puramente à força humana. Esses cidadãos levam nos braços quilos e quilos daquilo que muitos consideram “lixo”, mas que é o sustento de muitas famílias. Eles são marginalizados e humilhados com condições de vida e de trabalho desumanos. Mesmo sendo tratados como restos do consumo e do capitalismo, a atividade dos carroceiros vem ganhando cada vez mais destaque, dignidade e respeito graças a ações da sociedade civil.

Mundano já pintou mais de 100 carroças Brasil afora, com cores e frases de efeito a fim de valorizar essas pessoas e torná-las visíveis nas ruas.

Um dos projetos futuros do Mundano é adaptar bicicletas às estruturas das carroças, para facilitar o transporte. Foto: Thiago Mundano

Pimpando

O projeto está na plataforma de financiamento coletivo Catarse e já foi apoiado por mais de 400 pessoas até o momento. A ideia é usar o dinheiro arrecadado para promover uma ação social, sustentável e artística com 50 carroças. “O projeto pode beneficiar muito mais do que apenas 50 catadores se conseguirmos ultrapassar essa meta inicial, só depende da sua doação e o seu comprometimento em espalhar a ideia e conseguir mais apoiadores”, diz a descrição do vídeo.

O Pimp my Carroça está previsto pra acontecer no início de Junho, dias antes da Conferência RIO+20 e durante a Virada Sustentável de São Paulo. O local ainda não foi definido, mas será um dia muito simbólico com shows, atendimento médico aos carroceiros, comida e atividades culturais.

São necessários R$ 38.200 reais até o dia 10 de maio para promover o evento, com uma maratona de pinturas em massa. Neste documento estão descritos os custos do projeto. Você pode fazer uma doação a partir de R$ 15 e também contribuir com os materiais necessários.

Contribua e compartilhe!

Mundano é conhecido por usar a arte do graffiti para questionar a sociedade. Foto: Thiago Mundano

Carroceata

Depois de “pimpadas”, as 50 carroças (ou mais) sairão em passeata pelas ruas de São Paulo, distribuindo arte e alegria para os motoristas da cidade. “Fico imaginando a carroceata com centenas de catadores sorridentes, com o tanque cheio de combustível, saúde em dia e com suas carroças totalmente pimpadas com itens de segurança e com arte de qualidade. Mas meu sonho mesmo é que o Pimp My Carroça seja um marco histórico, que servirá para questionar e mudar o descaso da sociedade em relação aos catadores e o destino de incontáveis toneladas de materiais recicláveis que desperdiçamos diariamente”, diz Thiago Mundano.

Contato para críticas, sugestões e parcerias: pimpmycarroca@gmail.com

Veja a belíssima palestra que o Mundano fez no TEDx sobre seu projeto Cidades Recicláveis, contexto de criação do Pimp my Carroça:

As carroças e as ruas

Assim como sempre falamos aqui no Vá de Bike, as ruas são feitas para que todos os cidadãos possam se deslocar e usufruir democraticamente delas com segurança. Ainda que haja algum tipo de discussão sobre a presença dos carroceiros nas vias ou nas calçadas, precisamos ter em mente que eles existem e fazem um trabalho FUNDAMENTAL para nós. Para além dessa discussão, temos que compreender sua presença e compartilhar o espaço também com eles, para continuar pondo em prática e legitimando nosso discurso.

Parabéns Mundano, por mais essa ação que, com toda certeza, vai revolucionar a maneira como essa cidade enxerga os catadores – e, por tabela, o acesso às ruas. Os ciclistas também lutam pela humanização do trânsito e da vida. Obrigada!

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

7 comentários para “Pimp my carroça” quer humanizar as ruas e valorizar carroceiros de São Paulo

  • Repensando fronteiras entre você e um carroceiro – Crônica – Falta de Antolha ou Falta de Escolha?

    […] PIMP MY CARROÇA […]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Arnaldo Aparecido Valerio

    Gostaria de indicar o Carroceiro Joao Canuto Bezerra, catador de papel e papelao aqui em Santana ‘ Zona Norte, a dez anos ele dorme embaixo da carroca, na rua doutor cesar, frente ao 328, acho que merece sua carroca grafitada. Quando chega a noite, recolhe o lixo do quateirao e varre, para poder dormir. Da uma força pra ele.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • silmara

    adorei o seu trabalho. e gostei muita da sua palestra muito bom o que vocÊ faz deu valor para pessoas que neguem dava reconheceu o trabalho delas e muito importante para o mendo….

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • carlos

    sei lá acho muito ruim os caras empurrarem isso ai no braço como fazem, deveriam ter tipo um veiculo acoplado para irem pedalando. acho que o medo seria empinar devido ao peso mas compensava muito pra eles botar menos peso e ir pedalando que empurrando a pé!

    Thumb up 1 Thumb down 2

    • Willian Cruz

      Carlos, o que compensa mais para eles é garantir comida no final do dia, por isso quanto mais conseguirem carregar, melhor. :/ E nem sempre a carga é pesada, muitas vezes é quase totalmente papel e papelão, que é leve mas volumoso.

      Thumb up 2 Thumb down 0

  • Rafael Science

    Acabei de contribuir 🙂

    Thumb up 3 Thumb down 1

  • Sergio Melega

    Acho interessantíssimo esse trabalho e apoio totalmente, porém sabemos que alguns carroceiros ao invés de recolherem material reciclável, recebem uma miséria de alguns que precisam remover entulhos de obras, e tiram da casa do cidadão pra jogar em algum outro canto mais escondido, tirando o lixo de um ponto e jogando em outro. Falando nisso, como está suja a nossa cidade de São Paulo!

    Thumb up 3 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>