Saiba como funcionam as provas de Ciclismo de Pista nas Olimpíadas

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Atenção: Texto escrito para Londres 2012,
veja aqui as modalidades e regras para a Rio 2016

Das quatro modalidades nas competições de ciclismo – estrada, mountain bike, pista e BMX – todas contaram com participação do Brasil nas Olimpíadas de Londres 2012, exceto as provas de pista. Foram nove atletas representando nosso país, a maior delegação brasileira da história do ciclismo (além de três triatletas), mas não colocamos ninguém no velódromo.

O desmonte do velódromo da USP

Velódromo da USP abandonado. Foto: Marco A. Soares/ Reprodução

Para formar atletas de pista é necessário ter um equipamento fundamental: o velódromo. Com provas extremamente emocionantes e velozes, o Brasil permanece fora do ranking mundial e sem tradição no esporte por um motivo muito simples: parou de investir e enterrou a modalidade. Inclusive um dos poucos velódromos existentes, localizado no Rio de Janeiro, foi demolido recentemente causando o encerramento da equipe que lá treinava.

Em São Paulo, a pista da CepeUSP, idealizada para os jogos Panamericanos de 1975, está abandonada há quase 30 anos, funcionando hoje apenas como palco de festas universitárias (o que por si só não significaria um problema, já que em muitos países há espaços para outros esportes e eventos culturais nos velódromos).

Veja matéria do Jornal do Campus, elaborada por alunos da instituição. Na reportagem, publicada em 2008, o então diretor do Cepeusp, Carlos Bezerra de Albuquerque, já afirmava sobre as duas possibilidades de futuro para o nosso velódromo: reforma ou destruição.

“As duas soluções são caras, por isso ainda não se considera uma reforma para a pista de ciclismo. Ele acredita que os benefícios seriam poucos para um custo alto, pois não existem muitos ciclistas de pista e os ciclistas da USP não utilizariam a pista, uma vez que ela possui 200m e eles treinam por distância“. Quatro anos se passaram e absolutamente nada foi feito até agora.

Não existem muitos ciclistas de pista justamente porque não há pista! Além do mais, dizer que a pista não seria usada porque só tem 200m é um disparate. Existe em algum lugar do mundo um velódromo com vários quilômetros de pista?

Infraestrutura gera demanda!

Tipos de provas nas Olimpíadas

Voltando a falar sobre os jogos olímpicos de Londres, a partir da quinta-feira 02 de agosto vamos acompanhar as disputas, realizadas em um velódromo com 250m de pista. Por não ser uma modalidade muito comum no Brasil, o Vá de Bike fez um resumo das regras de cada prova, divididas em quatro disputas: Omnium, Sprint, Keirin e Perseguição. Veja mais detalhes no site oficial.

Sprint

Sprint. Imagem: reprodução

Os ciclistas de Sprint têm uma característica bem comum: Pernas gigantes! Por ser uma prova de muito impulso e arrancada, eles precisam usar a força máxima, no limite para vencer o concorrente. É a prova mais rápida que acontece no velódromo.

Dois ciclistas precisam percorrer três voltas eliminatórias na pista, mas somente a última é cronometrada. Então as duas primeiras voltas são muito lentas e estratégicas, eles se estudam, procuram a melhor posição de “ataque” e evitam ficar à frente um do outro para que não se dê a vantagem do vácuo. Quando entram na terceira volta, eles explodem e chegam a mais de 70km/h. Quem cruzar a linha de chegada primeiro, vence.

Revezamento de posição. Imagem: reprodução

Perseguição

Essa prova acontece em duas modalidades, individual e por equipes.

Se for individual, dois ciclistas (um de cada equipe) largam em posições opostas do velódromo. A idéia é pedalar até alcançar o da frente, quem ultrapassar primeiro o adversário ganha a prova. Caso isso não aconteça, o vencedor é aquele que completar o percurso da prova em menos tempo. Para homens, a distância é de 4km (ou 16 voltas) e, para as mulheres, 3km (ou 12 voltas).

Em equipe, a lógica é a mesma. São quatro atletas de cada equipe, que se posicionam nos lados opostos da pista e o grupo mais rápido vence. Eles também precisam buscar e alcançar a equipe adversária.

Aqui os atletas revezam seus posicionamentos com muita técnica e precisão. A mudança de posições acontece para puxar o comboio, isso maximiza e melhora a performance de todos.

Após completar a primeira volta, o ciclista que está puxando sobe pelo lado direito da parede do velódromo, se posiciona em último da fila e dá lugar ao segundo, que passa a comandar o ritmo. Essa “dança” acontece sucessivamente até o fim. Essa é uma das provas mais bonitas do velódromo. São 4km (ou 16 voltas) no masculino e 3km (ou 12 voltas) no feminino.

Keirin

Essa prova conta com o auxilio de uma moto e aqui se registram os piores tombos da competição. Seis ciclistas de várias equipes pedalam em grupo atrás de uma moto, o piloto controla a velocidade dos atletas em 30km/h para os homens e 25km/h para as mulheres.

Quando completam 4 voltas e meia, começa a disputa forte. Nos últimos 600 metros, os competidores alcançam velocidade de até 50km/h no masculino e 45km/h no feminino, quem chegar primeiro vence.

Omnium

Esse é o maior desafio individual para os ciclistas de velódromo. A competição é dividida em 6 provas diferentes, disputadas durante dois dias. O vencedor de cada prova ganha um ponto, ao final de todas as provas quem tiver acumulado mais pontos é o grande ganhador da categoria.

  • Flying Lap: Cada ciclista dá uma volta de 250m sozinho, contrarrelógio. Quem fizer o melhor tempo, ganha.
    .
  • Corrida de pontos: Os pontos são disputados em Sprints que acontecem a cada 10 voltas e o ciclista também ganha pontos se conseguir dar a volta no pelotão. São 30km para homens e 20km para mulheres.
    .
  • Eliminação: O pelotão disputa sprint eliminatórios, o último que passar pela linha de chegada a cada duas voltas é eliminado da competição. E quem ficar até o final ganha.
    .
  • Perseguição individual: Dois ciclistas largam em lados opostos do velódromo, disputando quem anda mais rápido em 16 voltas/4km no masculino e 12 voltas/3km no feminino.
    .
  • Scratch: O pelotão larga junto e quem chegar primeiro ganha! São 16km para homens e 10km para mulheres.
    .
  • CR (Contra-Relógio): Prova de muita velocidade, o atleta que fizer o melhor tempo ganha. Apenas 1km para homens e 500m para mulheres.
Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

8 comentários para Saiba como funcionam as provas de Ciclismo de Pista nas Olimpíadas

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>