Desvende os bastidores de um torneio de Bike Polo

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

O Coletivo Audiovisual La Ciudad en Bici divulgou essa semana um documentário de pouco mais de 30 minutos que mostra os bastidores e preparativos da organização do primeiro torneio oficial de Bike Polo entre países da América do Sul.

Mais do que uma modalidade esportiva relativamente “nova”, o vídeo retrata um pouco da atmosfera competitiva, amigável e democrática que envolve o esporte. Nele participam homens e mulheres de todas as idades e tipos de bicicleta. “Un deporte del caballeros” (um esporte de cavalheiros), disse um dos jogadores, referindo-se ao respeito que existe dentro da quadra.

“En Octubre de 2011 se llevó a cabo en Santiago de Chile el primer torneo sudamericano de bike polo, más que una competencia deportiva esta fue una gran experiencia para todos quienes formaron parte de ella.

Fueron 3 jornadas llenas de emoción, victorias y derrotas, palllets y ruedas, en donde los bikepoleros de todo el continente se reunieron para intercambiar experiencias, conocimientos e ideas.

Este documental registra la génesis de la amistad que se ha comenzado a forjar entre la comunidad sudamerica amante del bikepolo y de la movilidad urbana en bicicleta.”

[Tradução livre] “Em outubro de 2011 foi realizado em Santiago do Chile o primeiro torneio de Bike Polo da América do Sul, mais que uma competição esportiva esta foi uma grande experiência para todos que fizeram parte dela.

Foram três dias cheios de emoção, vitórias e derrotas, mallets e rodas, onde os poleiros de todo o continente se reuniram para trocar experiências, conhecimentos e ideias.

Este documentário registra a gênese da amizade que começou a surgir entre a comunidade sul-americana amante de bikepolo e da mobilidade urbana em bicicleta”.

A primeira edição do Torneio aconteceu em Santiago/CHI, em 2011, seguida por Buenos Aires/ARG em 2012.

A próxima, em 2013, será em São Paulo/BRA!

Foto: Divulgação

Dificuldades e descobertas

Interessante notar que o Chile foi o primeiro país a receber a competição e, portanto, todos naquele momento estavam diante de algo inédito, de uma experiência ainda sem precedentes, rodeada de muitas dúvidas e incertezas sobre como aconteceria.

Foto: Divulgação

Tenemos que aprender mucho” disse um dos jogadores. O balé de passes, jogadas perfeitas, engraçadas, tombos cinematográficos, tudo isso evoluiu, para melhor.

A fala dos organizadores do Sudamerican Polo Rockers no documentário mostra claramente os prazeres e dificuldades de fazer nascer um campeonato internacional das próprias mãos com sangue, suor e sorrisos. Um feito histórico, quase heroico, desde a escolha dos árbitros, a discussão sobre as regras mais internas do jogo, a construção artesanal da quadra, o envolvimento e a vontade de que fosse um sucesso.

E foi.

Buenos Aires, 2012 / São Paulo, 2013

Vimos tudo se repetir em Buenos Aires – inclusive a final emocionante entre Underdogs (BRA) e Mono Polientos (CHI) – com mais experiência, maturidade e número de equipes.

Argentina e Chile passaram com louvor o bastão para nós brasileiros, que os receberemos em São Paulo, junto a outros irmãos da nossa América do Sul, para a terceira edição do sul-americano. A responsabilidade e ansiedade são enormes e faremos de tudo para não decepcionar.

O Bike Polo pode parecer uma bobagem adolescente. Há até quem diga que é moda, algo passageiro. Mas somente quem ousou experimentar equilibrar-se com um taco, dominar a bolinha, driblar adversários, armar uma jogada e “chutar” para um mini-gol – tudo isso sem cair – consegue entender o espírito coletivo, de força (física e psicológica), superação, autoestima e controle que existe.

Nesse esporte, mais do que nunca, a bicicleta é sua principal companheira. Toda e qualquer jogada só funciona em comum acordo com ela. E com seus parceiros de time: sem sinergia com eles, pouca coisa (ou quase nada) pode-se fazer.

Bastidores

Assistam um resumo do que há por trás de um torneio de Bike Polo:

Chile post a la base. Ahora es de acá para arriba

“Chile fez a base. Agora é disso pra cima”

Foi dada a largada. Estão todos convidados para ver, ajudar, prestigiar, participar e se apaixonar por mais esse esporte urbano da cultura de rua que invadiu São Paulo, Rio de Janeiro e que aos poucos conquista outras cidades.

Em breve teremos mais informações sobre datas, horários e locais. Fique de olho aqui no Vá de Bike!

Assista à final do torneio

Assista abaixo o jogo EMOCIONANTE da grande final, que trouxe o título sul-americano 2012 aos Underdogs!

Conheça o São Paulo Bike Polo e a Liga Feminina de SP!

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>