Uma janela em Copenhagen

As bicicletas estão sempre presentes em cidades que valorizam as pessoas. Imagem: Reprodução

Em meio às suas andanças, Felippe César (ciclista que durante muito tempo viajou por diversos países com seu projeto Pedais pelo Mundo) registrou, através de sua janela, a simplicidade da vida passando em uma rua de Copenhagen. As imagens, em preto e branco, mostram uma cidade de velocidade humana, pacífica, que permite (e estimula) encontros casuais, troca de olhares, conversas e sensações em meio à calmaria, tranquilidade e, claro, bicicletas.

O vídeo “The Window” mostra um cotidiano despretensioso e comum de quem está ”aberto à cidade e ao que acontece ao seu redor”, conectando diferentes histórias enquanto o mundo gira sem parar. Sensibilidade capaz de notar a riqueza da vida nos pequenos gestos e de ter na janela a representação do olhar que enxerga as paisagens de dentro para fora.

Essa é a diferença de ter espaços públicos feitos para as pessoas, onde as ruas são mais do que áreas de passagem, mas locais de convivência e descoberta constante. E o deslocamento em bicicleta facilita essa experiência, permitindo ver e ouvir a cidade, as ruas e as pessoas, possibilitando parar, conversar, olhar, aprender.

Desacelere, permita-se conhecer gente, conversar com os mais velhos, pedalar pelas ruas. Tente encontrar a paz e a tranquilidade em meio ao caos avassalador que insiste em nos engolir todos os dias.

E você? Percebe pequenos momentos na cidade ao seu redor?


9 comentários para Uma janela em Copenhagen

  • MARCELO SAMPAIO

    Igualzinho a São Paulo, nos meus sonhos.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • ‎*****VAMOS AJUDAR NOSSOS CICLOIRMÃOS.Vereadores de Balneário Camboriú: arquivem o PL que limita o uso de bicicletas e outros veículos alternativos, sob multa e apreensão

    Petition by
    Charline Carelli
    Balneário Camboriú, Brazil

    ***** https://www.change.org/petitions/vereadores-de-balneário-camboriú-arquivem-o-pl-que-limita-o-uso-de-bicicletas-e-outros-veículos-alternativos-sob-multa-e-apreensão?utm_campaign=friend_inviter_chat&utm_medium=facebook&utm_source=share_petition&utm_term=permissions_dialog_true

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Valdemir

    Bacana o video! Que delicia deve ser esta realidade deles que nós aqui ainda não conhecemos! Com relação ao que o amigo alguns posts acima citou sobre não levarmos a pressa e a falta de educação do transito para as ciclovias, ele está certo, pensei nisto outro dia, nas ciclovias e ciclofaixas que ando por aqui vez ou outra infelizmente sempre passa um apressadinho de Speed, como se estivesse em uma pista de treino, sendo que ciclovia é para se lococomover, cilcofaixa para passear com os amigos ou com a familia, e não para TREINAR, para isto existem locais mais apropriados, mas…vai tentar explicar para alguns.
    Mas também é um ou outro chato, de resto dá para curtir bem o pedal!

    Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

  • Paulo Fernandes

    Opa…percebo sim! De bicicleta, dá pra falar bom dia pra várias pessoas, ver várias pessoas indo correr ou se exercitar no parque barigui de manhazinha e até reconhecer e parar para conversar com algumas. Já estou virando amigo da tiazinha que entrega o jornal Metro em uma das esquinas aqui em Curitiba.
    Abracos!!

    Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

  • Bom eu tanto dirijo quanto pedalo. Gosto um pouco dos dois mundos. Ultimamente só posso curtir a cidade (ou estrada) quando não estamos num congestionamento, tarde da noite por exemplo. Mas quando saio de bike, parece que não tem ambiente ou horário ruim. Pode ser uma rua tranquila de bairro ou uma avenida mais movimentada, mas a diferença de humor é muito grande e aproveitamos melhor o momento. Pedalando a gente curte mais a cidade.

    Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 0

  • A bicicleta realmente é o meio de transporte mais democratico que existe, conforme foi citado no comentario acima devemos tomar certos cuidados para não exitarmos a violencia que nem aontece com os motoristas, va de vagar e vá sempre.

    Thumb up 3 Thumb down 2

  • Sergio

    Eu saí de SP e vim morar em Santos recentemente. Aqui a bici faz parte da vida das pessoas e o cenário é bem diferente do da capital. De qualquer forma, nas ciclovias existe uma certa agressividade (claro que não é a mesma entre os automóveis), mas percebe-se pressa, impaciência com quem vai mais devagar e há casos até de gente que caiu por conta disso. Portanto, temos que tomar cuidado para não levar a a mesma lógica dos carros para a bicicleta.

    Comentário bem votado! Thumb up 18 Thumb down 0

  • Flavio

    Copenhagen de fato é uma cidade muito Bike Friendly e democrática com seus cidadãos. A Alemanha é outro lugar onde os espaços públicos são feitos para as pessoas, o que ajuda em uma participação maior delas no espírito da cidade. Estou cansado de São Paulo e da loucura que é isso aqui. Me parece que todo mundo está sempre à flor da pele, sempre em ponto de combate, pronto para explodir. Pedalo diariamente para o trabalho e posso ver isso nos olhos e no comportamento das pessoas. E infelizmente amigos, isso é algo que não vejo muito como mudar. Nós, ciclistas conscientes de nosso papel social, somos uma minoria constantemente sendo ameaçada e intimidada pelos motoristas que se multiplicam dia-a-dia. A maioria é sempre burra e não vai querer mudar o estilo de vida dela.

    Por essas (e muitas outras) que em muito breve voltarei a morar na Alemanha.

    Comentário bem votado! Thumb up 15 Thumb down 1

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>