Cidade de São Paulo comportaria mais de 1000 km de ciclovias, afirma secretário de Transportes

Para Jilmar Tatto, São Paulo está bastante atrasada em termos de bicimobilidade. À esquerda, secretário cruza as faixas de uma avenida, na saída de uma ponte. Imagens: Rachel Schein

Para Jilmar Tatto, São Paulo está bastante atrasada em termos de bicimobilidade. À esquerda, secretário cruza as faixas de uma avenida, na saída de uma ponte. Imagens: Rachel Schein

Meta de implantação é bastante agressiva. Equipes técnica e operacional terão que correr contra o tempo. Fonte: CET-SP

Etapas de implantação do plano de 400 km de ciclovias. Fonte: CET-SP

Nessa entrevista em vídeo (mais abaixo, nesta página), o secretário de Transportes, Jilmar Tatto, fala sobre a implantação dos 400 km e afirma que a cidade de São Paulo comportaria “pelo menos mil quilômetros de ciclovias”. “Desconheço na América uma cidade que vai ter tanta ciclovia como a cidade de São Paulo”, diz o secretário, afirmando que essa é uma decisão política.

Entretanto, reforça a necessidade de dinheiro para essa implantação. Por isso, a solução adotada para possibilitar a criação dessa extensão no prazo desejado é uma estrutura mais barata que as tradicionais ciclovias de canteiro central, com menor nível de segregação porém mais rápida para ser implantada (veja detalhes do novo padrão). Afinal, a meta é instalar esses 400 km em apenas 18 meses, em um ritmo bastante agressivo, como pode ser visto na tabela ao lado. As equipes do órgão, tanto na área técnica como operacional, terão que correr contra o tempo.

Mudança de entendimento

Separamos abaixo alguns trechos importantes da entrevista, que demonstram uma mudança grande no entendimento da mobilidade em bicicleta, mostrando um momento de ruptura na maneira como o tema sempre foi tratado pelo poder público na cidade. Assista a entrevista completa no vídeo de Rachel Schein, logo abaixo.

A cidade de São Paulo está atrasada em relação a isso [criação de infraestrutura cicloviária], mas vai ficar muito avançada daqui uns dois anos pelo menos. E vai ser uma conquista da cidade, veio pra ficar.

Se precisar tirar o carro estacionado [para implantar uma ciclovia], nós vamos tirá-lo.

É uma cidade que não se preparou, não está planejada para o pedestre e nem para o ciclista. Então é um movimento de mudança de cultura e do ponto de vista ambiental, que a cidade está precisando.

O usuário do carro geralmente é um cara mais duro, travado, ele é um cara estressado por natureza. Não sei se é porque ele tá dentro do carro, fechado. E quem usa a bicicleta é um cara mais… de bem com a vida. A impressão que dá é isso.

A gente percebe um apoio muito grande da população a esse projeto de 400 km de ciclovia na cidade de São Paulo. Já tem gente que diz que tem que ter mais! Já me falaram ‘secretário, 400 é pouco’! Vamos fazer os 400 km, quem sabe depois nós podemos fazer mais, mas vamos garantir os 400 km que esse tem dinheiro, né? Os outros não tem, então não adianta.

Eu acho que a cidade comportaria pelo menos mil quilômetros de ciclovia. Nós seríamos a cidade no mundo que mais teria ciclovias. Não seria fantástico isso?

Veja também a entrevista com Ronaldo Tonobohn, superintendente da CET


25 comentários para Cidade de São Paulo comportaria mais de 1000 km de ciclovias, afirma secretário de Transportes

  • Fabio

    Tenho a impressão de que esse cronograma previsto para terminar em dezembro está atrasado. Se estiver em dia, faltam 75 kms, se tiver atrasado falta mais.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • JOSE AUGUSTO

    Concordo com vc Miguel, porém temos que lutar para não deixar isto acontecer, temos que exigir mais ciclovias e esta briga não é fácil, pois bicicletas e ciclovias vão contra os interesses de muitos empresários, principalmente as montadoras multinacionais que já estão sentindo queda nas vendas das carroças para nós.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Miguel

    Tenho medo de que essa paranóia anti PT que tomou conta de parte do Brasil possa fazer com que o Haddad nao seja reeleito, e colocarem lá um prefeito conservador que nao de condinuidade as ciclovias.

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

    • Renato

      Pior é que um novo prefeito de outro partido pode fazer a mesma coisa que fez o prefeito de Taboão da Serra: Remover uma ciclovia que foi implantada antes….

      Thumb up 0 Thumb down 0

    • Rodrigo Pontes

      Renato infelizmente. vamos perder um prefeito que não só lutou pelos ciclistas que quando viram se totalmente desprotegido! pediram socorro! e parece que foram atendidos!
      As ciclovias dão alguma segurança para os que optam viajar pela cidade de bike!
      Uma vez o Haddad disse q não governava para ser reeleito e sim para realizar melhorias… e são varias mafias que ele já desafiou.

      Thumb up 2 Thumb down 0

  • ricardo

    Falta educação para todos, incluindo os ciclistas que acham que podem andar onde quiserem. Bicicletas são veículos de propulsão humana existem regras, as quais são desobedecidas por grande parte dos ciclistas.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Rodrigo

    Acho incrível a ignorância politica das pessoas.. aqui nível chega… Um direito que é constitucional esta sendo combatido só por que o prefeito é do PT. vejo quase que diariamente matérias em jornais de SP atacando as ideias que são totalmente de cunho progressista para cidade. Tanto o corredor de Ônibus como as ciclovias mais recentemente! A diferença entre esta administração e a anterior tem um abismo de diferença!
    As ciclovias tem que crescer alem das fronteiras do município tem que haver integração com metro e ônibus. E por fim nada disso vai adiantar se a consciência miúda do paulista não mudar!

    Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

  • RC

    Quanto à qualidade da gestão Haddad, quem mora em SP pode (e deve) avaliar melhor. Mas o comentário atribuído a ele pela Folha hoje é espetacular: “Cobra-se muito a revolução desde que não se mexa em nada”.

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

    • Essa frase resume bem o momento que estamos passando. Dizem que não usam ônibus porque demora, mas são contra as faixas exclusivas. Dizem que não usam a bicicleta porque é perigoso, mas são contra as ciclovias. Dizem que tem carro demais na rua, mas são contra o rodízio. Dizem que falta espaço pra circulação no viário, mas são contra a retirada de vagas de estacionamento.

      Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

  • Rosana

    Pois é, enquanto isso, aqui no DF, Lúcio Lima, diretor técnico do DFTrans, responde a uma pergunta, feita a ele em entrevista à CBN, que “já havia andado muito de transporte público, mas que hoje já não o fazia e esperava que o mesmo acontecesse ao autor do questionamento”.
    Quando a gente pensa que não pode piorar, alguém vai lá e piora.
    http://pedaladas.wordpress.com/2014/03/24/solucao-para-o-transporte-comprar-um-carro/

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • vamos ver se isso nao é só palavra pra campanha…

    Thumb up 1 Thumb down 3

  • Pedro Gadelha

    Alguma novidade em termos de bicicletários, Willian?

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Eu moro no Rio. Vamos combinar o seguinte: eu mando o Prefeito Eduardo Paes, para São Paulo e vocês enviam o prefeito Fernando Haddad, para o Rio. O que vocês acham?

    Comentário bem votado! Thumb up 11 Thumb down 1

  • rafael

    [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 1 Thumb down 7

  • [...] hoje foram vistoriados mais alguns quilômetros de ciclofaixa ciclovia no centro de são paulo. jilmar tatto, secretário de transportes, chegou pedalando, e não apenas  pedalou para as fotos.  sabe-se que ele tem ido aos eventos da secretaria, sempre que possível, numa bicicleta. está tornando-se um ciclista urbano e percebe-se isso pelas suas declarações, repercutidas pelo vá de bike, nesse link aqui. [...]

    Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 0

  • Alex

    De olho nessa tabela com o cronograma: considerando que fizeram 6km de ciclovias, temos agora 2 semanas para 34km saírem do papel.

    Thumb up 2 Thumb down 2

  • Olha, creio que muitos trechos destas novas ciclovias estarão aquém dos mais exigentes. Assim como muitas ruas e calçadas da cidade sofrem com buracos e ondulações, as ciclovias não serão excessão. Se pensarmos, já enfrentamos estes problemas pedalando entre os carros, então enfrentá-los em uma via segregada não será um grande desafio. O ideal seria tudo ser perfeito, porém, só de estar em um espaço segregado já é uma melhoria de 90% na qualidade de vida de todos. Para nós que pedalamos e para os demais integrantes do trânsito: veículos e pedestres. Pdem acusar a prefeitura de trabalhar por ser um ano de eleição, mas é inegável que a filosofia realmente está mudada. No passado, obra eleitoreira significava mais viadutos, alargamentos de pista e novos túneis. Hoje são ciclovias. Portanto, que tenham eleições todo ano!

    Comentário bem votado! Thumb up 13 Thumb down 0

  • Ricardo Corbetta

    [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 2 Thumb down 15

    • Alexandre

      Este ano tem eleições estaduais e federais, não municipais. Não é ano de eleição para prefeitos nem vereadores.
      Jilmar Tatto é secretário do Haddad, que é prefeito. Então isso não tem nada a ver com ano eleitoral.
      Mas, com certeza, estaremos atentos!

      Abraço!

      Comentário bem votado! Thumb up 12 Thumb down 0

  • Reinaldo

    Se nos 400 km de vias cicláveis tiver um bom plano para a travessia segura de ciclistas e pedestres em viadutos e alças de acesso da periferia ao centro expandido, ele ganha o meu respeito.

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Alexandre

    O Haddad está sendo, na minha opinião, o melhor prefeito que esta cidade já teve. E tem uma equipe incrível com ele. Ter um secretário de transportes nessa cidade dizendo as coisas que o Jilmar Tatto disse nessa entrevista é algo sem precedentes aqui. Pela primeira vez há esperança de transformar esse amontoado de gente que é São Paulo em uma cidade de verdade. Cidade, com cidadãos de fato e, principalmente, cidadania.

    Comentário bem votado! Thumb up 28 Thumb down 0

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>