Foto: Bike Zona Sul

Nova ciclovia surge na Granja Julieta e Chácara Santo Antônio, na Zona Sul de São Paulo

Veja fotos e saiba o trajeto da nova ciclovia que está sendo sinalizada na Granja Julieta e Chácara Santo Antônio, Zona Sul de São Paulo.

Foto: Bike Zona Sul
Foto: Bike Zona Sul

Por Bike Zona Sul

É com muita alegria que informamos que uma nova ciclovia está para ser inaugurada na Zona Sul. Trata-se da ciclovia da Granja Julieta/Chácara Santo Antônio. A estrutura seguirá por uma boa parte da primeira ciclorrota da Cidade de São Paulo, a Ciclorrota do Brooklin.

Tudo indica que será uma ciclovia totalmente bidirecional, ou seja, de mão dupla, que começará na Rua Alexandre Dumas (esquina com a Rua Comendador Elias Zarzur), cruzando as avenidas Vereador José Diniz, Adolfo Pinheiro e Santo Amaro. Depois, seguirá pela Rua Francisco de Moraes, descendo a Fernandes Moreira até chegar à Rua José Vicente Cavalheiro, voltando para a Alexandre Dumas e continuando até a Estação Granja Julieta.

Próximo à estação, já estão sendo colocadas placas de sinalização, além de faixas da CET, indicando a presença da ciclovia pelo local.

É muito bonito de se ver uma estrutura cicloviária sendo criada. Nem acreditei quando vi… Estou até agora sentindo o cheiro de tinta fresca.

Esperamos que venham muito mais ciclovias para conectar outros bairros, principalmente na extrema Zona Sul, onde mais precisamos dessas faixas dedicadas exclusivamente às bikes.

Veja essas e outras fotos, comentadas, na fan page do Bike Zona Sul

41 comentários em “Nova ciclovia surge na Granja Julieta e Chácara Santo Antônio, na Zona Sul de São Paulo

  1. Informamos que os moradores da Rua Fernandes Moreira querem a remoção da ciclovia da Granja Julieta/Chácara Santo Antônio, principalmente pelo fato de praticamente quase não haver a utilização por parte dos ciclistas.

    Além disso, oferece risco aos raros ciclistas que aparecem, considerando que a rua é muito estreita e bastante movimentada, onde todos os caminhões que transitam na via sempre são obrigados a utilizar metade da ciclofaixa para poderem transitar.

    É muito revoltante de se ver uma estrutura cicloviária mal planejada que segue causando transtornos aos cidadãos, sendo que há muito tempo está gerando um grande problema aos moradores do bairro.Esta rua que é de mão única e anteriormente era permitido estacionamento em ambos os lados, depois da instalação da ciclovia registrou-se um aumento de automóveis bloqueando a entrada e saída de veículos dos imóveis.

    A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) não monitora e nem fiscaliza o trânsito nas imediações o que favorece a prática abusiva de infrações de trânsito, principalmente o artigo 181, inciso IX, do Código de Trânsito Brasileiro estabelece, como infração de trânsito de natureza média, sujeita à penalidade de multa e medida administrativa de remoção do veículo, a conduta de “Estacionar o veículo onde houver guia de calçada (meio-fio) rebaixada destinada à entrada ou saída de veículos”.

    É preciso urgente fazer uma readequação, principalmente onde elas não podem ser usadas de forma segura, tanto para ciclistas como para moradores e frequentadores como é o caso da rua da Fernandes Moreira onde quase não há utilização de bicicletas.

    Thumb up 0 Thumb down 3

  2. Moro na Chác.Santo Antônio e outro dia resolvi conhecer a ciclo q fizeram por aqui, pedalo há 8 anos e sempre foi fora de SP, em trilhas, mas qndo criaram a ciclo da CPTM e a ciclofaixa aos domingos, sempre vou, pois consigo manter meu ritmo,porém achei a ciclo da Chác. um pouco desorganizada no sentido de começar do nada e acabar do nada…Ñ entendi mto bem, mas sou mto à favor de ciclos em SP, porém acho q tem q ter um pouco mais de planejamento em relação ao fazer em frente das casas das pessoas, e claro, o povo precisa ter mais educação…

    Thumb up 0 Thumb down 0

  3. O problema de tudo isso é que tudo isso é serviço público, então até para comprar papel higiênico precisa de licitação e estas tintas foram compradas sem licitação, e em época eleitoral, e isso é proibido. Resolveram jogar a tinta no chão e pronto, desço a Fernandes Moreira durante a semana todos os dias para ir ao trabalho e o pequeno trajeto que faço a pé, vi que realmente a tinta foi jogada no chão, porque está com buracos em muitas partes dela, e muitos desníveis, e largada as traças, porque não vejo um ciclista subir ou desce-la, e nem aos finais de semana, porque quem trabalha nas empresas lá mais abaixo na região do Carrefour usa o trem, ou os ônibus que vem pela marginal pinheiros.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  4. Sinceramente, colocar ciclovia na porta da casa das pessoas é um absurdo.
    Passo todos os dias pela ciclovia da granja julieta e nunca passam ciclistas.
    A prefeitura deveria colocar ciclovia aonde tem fluxo de ciclistas, não na porta da casa das pessoas!
    Sou muito a favor das ciclovias, mas por favor coloquem em lugares pertinentes!

    Thumb up 2 Thumb down 2

    1. Por que é absurdo ciclovia na porta das casas das pessoas, João? Ciclistas também moram em casas, não? Ou acampam em terrenos baldios, se escondem nos subterrâneos, sobem nas árvores para dormir à noite? Não entendi.

      Polêmico. O que acha? Thumb up 5 Thumb down 3

      1. Por que não manter apenas a ciclo-rota, bem sinalizada e incentivar a convivencia no transito?
        Por que precisa pintar tudo?
        A questão e muito mais simples, é só educação e respeito.
        A rua e muito maior que uma faixa pintada, cabe todo mundo.

        Thumb up 0 Thumb down 0

  5. Como morador do bairro gostaria de uma sugestão que possa ser levada em conta no assunto ~ciclovia~. Sei que há um grande descontentamento com a ciclovia recem-implementada…

    Em breve teremos pronta a ponte Laguna, que contará com uma ciclovia, que ligará a Rua Laguna / Luiz Seraphico / Alceu Maynard até o Burle Marx. Minha sugestão é a construção de ciclovia na Av. Prof. Alceu Maynard Araujo, pois é uma via larga, arborizada, tranquila e que poderá fazer ligação do Severo Gomes ao Burle Marx, através da ponte com ciclovia.

    Thumb up 1 Thumb down 1

    1. Leandro, se você não sabe, entre no site do Parque Burle Marx, é completamente proibido, andar de skate, de patins, de bicicleta dentro dele, e até levar animais para passeios lá dentro. O Parque é somente para caminhada, corridas, passeios das pessoas.

      Thumb up 0 Thumb down 0

  6. Ontem estive passando por lá, e no quarteirão perto da estação, a ciclovia está sendo utilizada pelos vendedores ambulantes ao invés dos ciclistas. No tempo que fiquei ali (+/- 40 minutos), no horário de pico da parte da manhã (entre 7h e 8h) não vi passar nenhum ciclista. Só haviam os camelos mesmo.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  7. Prezados Willian e ciclistas,

    Antes de tudo, a ciclovia Granja Julieta/Chácara Santo Antônio foi um tremendo avanço para a cidade de São Paulo. Entretanto, para mim que sigo a partir da região do terminal de ônibus João Dias, está sendo mais conveniente seguir pelo interior do bairro (por ser mais tranquilo) até a avenida Verbo Divino e, por ela, seguir direto até a Chácara Flora, vez que o meu destino é a avenida Paulista. A razão deste trajeto seria que o acesso para a ciclovia a partir das proximidades da marginal Pinheiros está no grande volume de carros que por ali transitam e, em segundo, que o cruzamento pela Alexandre Dumas, próximo das avenidas Santo Amaro, Adolfo Pinheiros está muito ruim. Seguir direto pela Verbo Divino mostrou-se muito mais tranquilo e rápido. O acesso em sentido inverso, ou seja, Paulista/ciclovia também é complicado, pois teria que pedalar um bom pedaço pela avenida Vereador José Diniz que, salvo melhor entendimento, é um bom caminho.

    Então, fica aqui a minha sugestão, reconheço que atrasada: não teria sido mais interessante a implantação da referida ciclovia ao longo das avenidas Verbo Divino e Alexandre Dumas, acompanhando assim o fluxo normal do trânsito???

    Grande abraço a todos.

    Parabéns a você Willian pelo carinho com que abraçou a causa em pró da bicicleta.

    Cordialmente

    Mario

    Thumb up 1 Thumb down 1

  8. Nada quanto as ciclofaixas, mas vi uma situação logo que se criou a ciclofaixa chacara Santo Antonio, a ciclovia de mão dupla. Estava eu para atravessar a R. Alexandre Dumas para voltar a pé para casa, e uma ciclista, aguardando o semáforo da Av Adolfo Pinheiro ja estava fechado, sendo q como pedestre eu posso atravessar, logo abriu o semáforo para os carros descerem a Alexandre Dumas, e entrarem da Alexandre para a Adolfo, para seguirem seus caminhos,e a ciclista parada a tempos lá, como cruzar a avenida, para continuar ate a Com Elias Zarzur, impossivel né, tem urbanista da prefeitura que deve ter se formado na terra do faz de conta !!!

    Thumb up 0 Thumb down 0

    1. Há sempre pontos a melhorar. Nessa travessia, talvez o melhor seja pintar uma faixa vermelha ao lado da faixa de pedestres, incentivando o ciclista a fazer o mesmo caminho para chegar seguro ao outro lado, mas sem invadir a área destinada a eles. Mas é preciso indicar ao ciclista qual o caminho mais seguro.

      Thumb up 2 Thumb down 0

  9. Vim aqui só para elogiar o William, pontual como sempre, e todos os demais pelos excelentes argumentos. A bicicleta é uma escolha racional, eficiente. Não é necessário ser apaixonado por ela para perceber isso. Quem se opõe à cosntrução das ciclovias tenta usar velhos argumentos do tipo “preciso trabalhar” e “prejudica a segurança” para esconder seus preconceitos e a birra de perder privilégios que sempre teve. A cidade é de todos. Já estava na hora de o espaço urbano deixar de privilegiar exclusivamente o cidadão que anda de carro. Que as ruas sejam para as pessoas!

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

  10. Realmente estamos vendo que alguns paulistanos só olham pro próprio umbigo e com o “jeitinho brasileiro” ainda querem utilizar o espaço público para guardar um bem particular.

    Lugar de estacionar carro é na garagem, simples assim…

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  11. É isso aí, Eduardo, ao invés de ficarem reclamando de congestionamento, lucro das montadoras, impostos abusivos e do preço da gasolina, esses petro-ativistas tinham que se mudar mesmo, pra bem longe.

    Thumb up 2 Thumb down 1

  12. [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 0 Thumb down 23

    1. Eduardo, você está ficando repetitivo. Talvez a meia dúzia de lagartixas seja quem reclame por não ter mais vaga para estacionar na porta de casa, escondendo seu objetivo egoísta de utilizar o espaço público para fins particulares por trás de uma suposta preocupação com mobilidade, fluidez, etc. Limpe suas lágrimas de crocodilo e veja oportunidade onde outras lagartixas choronas se limitam a enxergar uma crise.

      Grande abraço e obrigado por visitar com tanta frequência nosso site. 🙂

      Comentário bem votado! Thumb up 19 Thumb down 0

  13. [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 0 Thumb down 25

    1. Ok, Rubens, você já conseguiu dar o seu recado. Desejo toda a felicidade do mundo pra você. E melhoras pro seu degradado habitat de jacaré, ok?

      Comentário bem votado! Thumb up 13 Thumb down 0

  14. [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 1 Thumb down 20

    1. Maria Lúcia, vamos separar as coisas. Primeiro, Metro é de responsabilidade estadual, sim faz parte do planejamento urbano e de mobilidade da cidade mas quem faz (ou deixa de fazer) é o governador, ciclovias e ônibus são municipais. Querer que um espere o outro para fazer algo é inviável.
      Quanto aos ônibus têm bastante coisa sendo feita, os corredores de ônibus, que tanta gente reclama é justamente uma das principais medidas para melhorar este modal. A prefeitura está fazendo as duas coisas, melhorando o transporte público e criando estrutura cicloviária. Não vejo motivo para uma coisa só poder ser feita depois da outra se é possível faze-las ao mesmo tempo.

      Comentário bem votado! Thumb up 19 Thumb down 1

    2. [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

      Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 0 Thumb down 19

    3. Claro, porque afinal se em vez da faixa de bicicletas houvesse carros estacionados, aí sim “os veículos” teriam local para transitar, hein? No mais, nenhuma ciclovia retirou espaço dos ônibus (muito menos do metrô), então não entendo a celeuma.

      Vale lembrar que bicicleta também é veículo, reconhecido como tal pelo Código de Trânsito (Lei Federal 9.503, de 23 de setembro de 1997).

      Comentário bem votado! Thumb up 13 Thumb down 0

  15. Muito legal! Ela já está pronta e funcionando, e ligará também ao parque severo gomes na granja julieta, já colocaram cavaletes, só falta pintar a faixa.

    Thumb up 4 Thumb down 1

  16. [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 2 Thumb down 27

  17. Muito legal ter uma ciclovia vizinha a minha casa! Já tive o prazer de utilizá-la! Mas um bom trecho dessa ciclovia não fica na Granja Julieta… É Chácara Santo Antônio!!!

    Thumb up 4 Thumb down 2

  18. [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 3 Thumb down 23

  19. Nossa, que máximo!

    Espero que um dia eles liguem a região da brigadeiro com a Faria Lima.

    Infelizmente eu ia de bike trabalhar antes, pegava a ciclovia da Faria Lima, ou ia pela ciclovia pinheiros, mas agora moro na Bela Vista e parei de ir 🙁 tenho medo de descer o morro no meio dos carros..

    Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 1

  20. Muito legal né! Vi esses dias e fiquei felicissima! Vc sabe se vão ligar a da marginal? Como para exatamente na porta do teem imaginei que fosse esse o sentido, mas não achei nada na internet…

    Thumb up 5 Thumb down 2

    1. Júlia, de fato faria todo sentido que a CPTM abrisse um acesso para a ciclovia da marginal…no entanto eles estão pouco se lixando para a integração das ciclovias. Perguntei na ouvidoria da CPTM e eles responderam o seguinte:

      “Nº da Manifestação: 2014/032571

      Informamos que, no momento não há previsão de construção de novos acessos à ciclovia. Somente após o término das obras da Linha 17 do Metrô, será possível avaliar as condições para implantação de um novo acesso.

      Atenciosamente

      Núcleo de Comunicação Digital
      Gerência de Relacionamento
      Companhia Paulista de Trens Metropolitanos CPTM
      0800 055 0121”

      Destaco o trecho : “Somente após o término das obras da Linha 17 do Metrô, será possível avaliar as condições para implantação de um novo acesso”

      Fala sério!! Como sabemos que a linha 17 só será suas obras concluídas em 2117, a resposta da CPTM à minha manifestação deixa evidente o DESCASO desta companhia e do Governo Estadual em colaborar com a prefeitura na integração das cicláveis. É REVOLTANTE, pois a ciclovia termina logo ali na frente da Estação Granja Julieta e não tem, nem está prevista um simples acesso que a integre com a ciclovia da marginal!

      Resultado: a ciclovia da Chácara Santo Antonio ficará subutilizada no que depender da CPTM e do governo do Estado. Resta esperar que a prefeitura tenha o bom senso de delimitar novas ciclovias que liguem a chácara santo antonio às regiões centrais da cidade, pois já vimos que da CPTM não se pode esperar colaboração NENNHUMA.

      Thumb up 3 Thumb down 0

  21. Ótima notícia, a realidade está mudando, agora falta um acesso para a ciclovia do Pinheiros na estação.

    Comentário bem votado! Thumb up 11 Thumb down 1

    1. Infelizmente, no que depender da CPTM, isto não vai acontecer até que a linha 17 do metrô tenha suas obras concluídas… quem sabe em 2392?

      Thumb up 1 Thumb down 0

Deixe uma resposta para Mario Sanchez Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *