Prefeitura de Curitiba instala estacionamentos para bicicletas no leito viário

Momento da instalação de um dos "bike corrals" da capital paranaense. Foto: Everson Bressan/SMCS

Momento da instalação de um dos “bike corrals” da capital paranaense. Foto: Everson Bressan/SMCS

A prefeitura de Curitiba (PR) tem investido em infraestrutura para melhorar a segurança do ciclista em seus deslocamentos, como parte do Plano de Mobilidade da gestão do prefeito Gustavo Fruet (PDT). A mais recente ação envolve a instalação de três conjuntos de paraciclos em vagas do Estacionamento Regulamentado (EstaR).

Cada equipamento disponibiliza gratuitamente oito vagas para bicicletas separadas do trânsito veicular e de outras vagas por floreiras. A instalação é feita no leito viário, um sistema conhecido internacionalmente como “bike corral” (literalmente, curral de bicicletas), regulamentando um espaço de estacionamento para bicicletas do mesmo modo que se regulamentam vagas para automóveis, com a instalação de alguns anteparos para evitar que a área seja invadida por algum motorista. A quantidade de bicicletas que podem estacionar no espaço antes utilizado por um único automóvel salta aos olhos. Sem dúvida um enorme avanço em relação às tentativas realizadas em 2011.

As instalações estão sendo realizadas nos seguintes locais:

  • Avenida Cândido de Abreu, em frente ao Fórum Cível de Curitiba;

  • Rua Barão do Cerro Azul, em frente à Agência Bicicleta;

  • Rua Francisco Torres, em frente à Secretaria Municipal de Saúde.

O assessor da Coordenação de Mobilidade Urbana da Secretaria Municipal de Trânsito (Setran), Jorge Brand, o Goura, afirma que esses locais têm uma demanda real por um estacionamento de bicicletas. “Além de dar segurança aos ciclistas, o paraciclo libera a área de passeio apenas para os pedestres, pois os ciclistas não precisam mais estacionar suas bicicletas em postes ou outros apoios nas calçadas”, diz. Um primeiro equipamento já havia sido instalado em fevereiro na rua Paula Gomes.

Foto: Everson Bressan/SMCS

Foto: Everson Bressan/SMCS

Outras regiões da cidade estão sendo mapeadas para a expansão do projeto. Segundo a prefeitura, há projetos para instalação, em breve, de novos equipamentos nas ruas Trajano Reis e Jaime Reis, no bairro São Francisco.

Moradores de Curitiba que quiserem fazer solicitações de instalação desses equipamentos em vagas da EstaR podem encaminhar mensagens à Coordenação de Mobilidade Urbana por meio do serviço 156 ou diretamente na Setran. Os engenheiros e técnicos da secretaria farão a análise de viabilidade dos pedidos.

Investimento em bicicleta

Recentemente, foi inaugurada uma ciclorrota ligando o bairro Portão à Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), no bairro Prado Velho, e à avenida Comendador Franco (avenida das Torres).

A atual gestão afirma já ter implantado em Curitiba mais de 70 quilômetros de vias cicláveis, com destaque para o projeto da Via Calma da avenida Sete de Setembro (com 6,3 km de ciclofaixas preferenciais), a implantação das ciclovias da avenida Comendador Franco e da Linha Verde Sul e Norte, e a requalificação da ciclovia da avenida Marechal Floriano Peixoto.


4 comentários para Prefeitura de Curitiba instala estacionamentos para bicicletas no leito viário

  • João Luiz

    Considero válida a iniciativa da Prefeitura em melhorar as ciclofaixas e criar novas. Agora é muita estupidez criar uma ciclofaixa como foi feito na Linha Verde, onde é feito em “zig-zag”. Aquilo é para quem quer passear, para o deslocamento diário é inviável, aí o ciclista acaba se arriscando entre ônibus e carros para não perder tempo… Pensem em mobilidade nessa hora, e não em Design!

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Vitor

    Sério, vocês vão continuar publicando a quilometragem divulgada pela prefeitura sem questionamento? Eu já disse: a via calma não tem 6,3 km. Essa contagem está duplicada pois leva em conta as pistas de ida e a de volta separadamente. Nunca vi em lugar nenhum do mundo se fazer esse tipo de conta. Desse jeito não há como fazer comparações diretas.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Renato

    Boa iniciativa, mas tem que construir ciclovias, senão, pouca gente vai usar. Ciclorrota ajuda, mas ciclovia é melhor por conta do espaço segregado e sensação de segurança…

    Thumb up 0 Thumb down 0

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>