Comerciantes pediram para retirar ciclovia do Bom Retiro, diz Avelleda

Em entrevista exclusiva ao Vá de Bike durante a Velo-City, Avelleda revelou o que será feito no Bom Retiro. Imagem: Willian Cruz/Vá de Bike

Em entrevista exclusiva ao Vá de Bike durante a Velo-City, Avelleda revelou o que será feito no Bom Retiro. Imagem: Willian Cruz/Vá de Bike

O secretário de Mobilidade e Transportes de São Paulo, Sergio Avelleda, esteve com Pieter Litjens, responsável pelo tráfego e transportes em Amsterdam durante a Velo-City 2017 – conferência mundial sobre mobilidade e bicicletas que aconteceu na Holanda, em junho. Além de conversar, fizeram uma pedalada pela cidade.

Avelleda conversou com o responsável pelo trânsito de Amsterdam, Pieter Litjens, e pedalou com ele para conhecer a estrutura da cidade. Foto: Willian Cruz/Vá de Bike

Avelleda conversou com o responsável pelo trânsito de Amsterdam, Pieter Litjens, e pedalou com ele para conhecer a estrutura da cidade. Foto: Willian Cruz/Vá de Bike

Em entrevista exclusiva, o Vá de Bike perguntou a Avelleda que aprendizado São Paulo pode tirar dessa visita e o que pode mudar na cidade a partir disso. “Acho que a principal lição que a gente aprendeu em Amsterdam foi o foco nas pessoas. Olhar em primeiro lugar para as pessoas, pra quem a cidade é feita”, conta o secretário. “Mas principalmente o que eu levo de Amsterdam é como a cultura da bicicleta se enraizou. Isso tudo começou com crianças clamando por segurança e nos anos 70 o uso da bicicleta voltou a crescer na cidade.”

“Acho que o que a gente precisa fazer em São Paulo é conversar mais, entender mais a cidade e explicar mais para a cidade as vantagens da bicicleta”, continua Avelleda. “Mostrar que é possível andar de bicicleta, é possível chegar no terminal de ônibus, na estação de trem de bicicleta, promover mais integração com o transporte público. E seguir com o plano cicloviário, buscando implantar estruturas de qualidade, que sejam negociadas com as comunidades, que as permitam participar dos projetos aumentando o número de ciclistas na cidade.”

Ciclovia removida no Bom Retiro foi repintada por ciclistas.

Ciclovia removida no Bom Retiro foi repintada por ciclistas.

Bom Retiro

Durante a entrevista, Avelleda afirmou que os comerciantes do bairro do Bom Retiro pediram que a ciclovia fosse retirada. Mas em outras oportunidades ele garantiu que o trecho removido na Silva Pinto não era uma retirada, mas sim uma reforma. Atualmente repintada por ciclistas com sinalização do tipo “sharrow”, a ciclovia naquela rua deve ser remodelada em breve, porém mantida, de acordo com o secretário.

“Os comerciantes pediram para a gente retirar a ciclovia. Nós dissemos a eles ‘não dá, a ciclovia pé estruturante, ela faz parte da rede’. Reestudamos a geometria da ciclovia, resolvemos boa parte da preocupação dos comerciantes, os cicloativistas aprovaram as alterações na reunião da Câmara Temática, ou seja, conversando, negociando, reduzimos as diferenças, chegamos a um consenso e hoje nós vamos ter uma nova ciclovia nos próximos dias no Bom Retiro e que todo mundo vai estar contente. É essa busca que nós vamos fazer diariamente no plano cicloviário.”

Para Avelleda, fazer a comunidade participar do planejamento das estruturas é o segredo para aumentar a aceitação das ciclovias na cidade. Nosso receio é que essa participação acabe segurando a expansão da malha cicloviária, pela postura intransigente de muitos segmentos da sociedade.

Assista a entrevista completa:

Clique aqui para assistir o vídeo

9 comentários para Comerciantes pediram para retirar ciclovia do Bom Retiro, diz Avelleda

  • Guilherme Santos

    [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 3 Thumb down 13

    • Tiago

      mimimi

      Muitas avenidas com comercios tiveram vagas de estacionamento suprimidas e ninguém falou nada…

      As vias são para CIRCULAÇÃO e DESLOCAMENTO de todos os veiculos, motorizados ou não motorizados. Não é para estacionamento privado de veiculos. Quem quer estacionar que deixe em um estacionamento ou crie o seu próprio espaço.

      O orgão de transito tem plena autonomia para fazer intervenções no viario, assim como criar espaços seguros como ciclovias e ciclofaixas.

      Para criar a faixa e corredor de onibus, tb foi necessário tirar vaga de estacionamento e foi o mesmo mimimi egoísta….

      Faça o favor….

      Comentário bem votado! Thumb up 10 Thumb down 3

      • Guilherme Santos

        [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

        Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 3 Thumb down 11

      • Tarantino

        Uso privado? A partir do momento em que uma pessoa põe o pé na rua, ela está se utilizando da via pública. Se, por exemplo, tal pessoa utilizar a rua para caminhar até o supermercado, está fazendo uso da rua para fins privados. Todos nós pagamos pela construção e uso das ruas, através de impostos; aqueles que utilizam automóveis e motos, pagam altos impostos e taxas adicionais pelo uso adicional, então é justo que possam usufruir. É o mesmo caso do transporte coletivo: todos pagam por ele, até mesmo quem não utiliza, mas aqueles que o utilizam pagam um adicional pelo uso (o valor da passagem). Perfeitamente justo, não vejo nada de errado nisso.

        Thumb up 2 Thumb down 1

        • Tarantino

          Aliás, só pra complementar: a prefeitura obriga os estacionamentos privados a terem seguro contra roubo, furto e incêndio para os usuários; nada mais justo, já que se trata de um serviço pago. Porém, para estacionar em certas vias, o motorista é obrigado a pagar a Zona Azul, e a prefeitura não oferece seguro algum. Não tem coerência nem em relação às normas criadas por ela mesma.

          Thumb up 2 Thumb down 1

  • Renato

    Como diria o Michael Bloomberg, ex prefeito de NY

    “….Já o prefeito, ao falar do assunto em uma coletiva, citou as críticas do comércio a algumas ciclovias “com pouco uso”. Ao longo do mandato, Doria vai aprender que os comerciantes não são bons conselheiros: são medrosos e refratários a mudanças, mesmo as benéficas. Se ouvisse comerciantes, Bloomberg não teria mudado a cara de Nova York nem sido eleito para três mandatos….”

    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/leaoserva/2017/04/1877954-prefeito-fecha-ciclovia-para-dar-aos-pedestres-em-londres.shtml

    —————

    Se só ficar discutindo cada 100 metros de ciclovias ,não vai fazer nada, pois não dá para agradar a gregos e troianos. E esse é o problema de gestores do PSDB….falta de prioridades. A cidade é das pessoas, não dos carros. A preservação da vida tem que estar acima de qualquer coisa.

    Estacionamento não é direito constitucional previsto por lei em lugar algum do mundo.

    Comentário bem votado! Thumb up 12 Thumb down 1

Enviar resposta para Tiago Cancelar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>