Centro de São Paulo terá “Sexta sem Carro” uma vez por mês

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Cidadãos caminham livremente em ruas do centro no Dia Mundial Sem carro, quando a circulação só foi permitida a ônibus, táxis e bicicletas. Foto: Willian Cruz

Diversas ruas do centro histórico de São Paulo terão acesso restrito a automóveis e motocicletas particulares uma vez ao mês, sendo liberadas apenas para ônibus, táxis e bicicletas. A iniciativa, chamada pela prefeitura de “Sexta sem Carro”, acontecerá toda última sexta-feira de cada mês, começando no próximo dia 27 de outubro.

Das 6h às 18h, carros e motos não poderão circular em toda extensão da Rua Boa Vista, Ladeira Porto Geral, Largo de São Bento, Rua Líbero Badaró, Viaduto do Chá e em trecho da Rua Florêncio de Abreu (entre a Ladeira da Constituição e a Rua Boa Vista), sendo permitido somente o trânsito de ônibus, táxis e bicicletas.

Agente da CET orienta motoristas sobre a interdição. Foto: Willian Cruz

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o objetivo da ação é conscientizar a população para que passe a utilizar outros meios de transporte e também caminhar pelas ruas do centro da cidade. Ainda segundo o órgão, busca-se incentivar o debate sobre o uso do veículo motorizado na cidade, propor soluções como a prática da carona entre amigos e vizinhos e estimular o uso do transporte coletivo e as pequenas viagens a pé ou de bicicleta.

Veja no mapa abaixo as áreas com circulação restrita para veículos motorizados particulares. E se precisar ir ao centro nesses dias, aproveite a rede cicloviária paulistana e vá de bicicleta.

Centro de Sao Paulo fechado a carros e motos no Dia Mundial Sem Carro. Foto: Willian Cruz

Bem aceita até por comerciantes

A abertura das ruas do centro uma vez ao mês é resultado direto do sucesso da primeira ação, realizada no Dia Mundial Sem Carro desse ano (22 de setembro). Naquela ocasião, o Vá de Bike circulou pela região de acesso restrito, fazendo um live no Facebook, quando encontramos com o secretário de Mobilidade e Transportes, Sergio Avelleda, que também circulava de bicicleta pelo local e conversou com nossa reportagem ao vivo.

“Estou impressionado com o sucesso”, relatou Avelleda na ocasião. “Todo mundo que trabalha nesse lugar está me procurando para perguntar por que não vira definitivo. A receptividade está sendo muito boa, não tenho registro de reclamação.”

Líbero Badaró também terá circulação restrita. Foto: Willian Cruz

De acordo com o secretário, houve um trabalho anterior de comunicação com os residentes e trabalhadores de todos os imóveis que estariam dentro da área de restrição, com faixas e panfletos distribuídos nos imóveis, explicando o objetivo da iniciativa. Avelleda relatou sua conversa com o garçom de um restaurante tradicional da região, o Girondino (Largo São Bento), que afirmou que o movimento estava “melhor que no dia que tem carro”.

“Os agentes da CET reportaram que não houve dificuldade com o tráfego ao redor, tudo sob controle, não teve nenhum ponto de estrangulamento grave no trânsito, e as pessoas que usam o centro ficaram felizes”, contou o secretário. “O prefeito [João Doria] gravou um live dizendo que se a experiência fosse positiva a gente poderia repetir. E eu tô achando que ele vai querer repetir”, antecipou.

Vídeo

Veja abaixo como foi a primeira restrição a veículos motorizados particulares no centro e como ficaram as ruas, no vídeo que transmitimos ao vivo naquela ocasião. A entrevista com o secretário está a partir dos 10 minutos e tem cerca de três de duração.

Clique aqui para assistir o vídeo

 

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

3 comentários para Centro de São Paulo terá “Sexta sem Carro” uma vez por mês

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>