Reinaugurado o empréstimo e aluguel de bicicletas no Rio, o BikeRio

Foi reinaugurado o sistema de empréstimo e aluguel de bicicletas do município do Rio de Janeiro, o BikeRio. Custando metade do preço do sistema antigo, com bicicletas de característica bem urbana, estações bem próximas umas às outras e bastante automatização, assemelha-se aos melhores do mundo.

Bicicletas do BikeRio. Nos detalhes, percebe-se uma bicicleta bastante adequada ao uso urbano. Foto: Transporte Ativo

Foi reinaugurado em 28 de outubro o sistema de empréstimo e aluguel de bicicletas do município do Rio de Janeiro, com um novo nome: BikeRio. Custando ao usuário metade do valor do sistema antigo, pretende triplicar o número anterior de estações. O objetivo é ter 60, com um total de 600 bicicletas disponíveis para empréstimo e locação.

O sistema anterior, o Pedala Rio, foi suspenso em julho de 2011 após problemas com furtos, falta de bicicletas e erros no sistema eletrônico de liberação. Nessa nova versão, a iniciativa foi reestruturada e modernizada para corrigir as falhas e aumentar a segurança contra furtos.

Bicicletas urbanas

O que mais chamou a atenção do Vá de Bike foram as bicicletas, com acessórios que as tornam ótimas para uso urbano:

  • Cesto na frente, para levar os pertences bem à vista.
  • Paralamas, para não respingar água ou sujeira das ruas na roupa do ciclista.
  • Protetor de corrente, permitindo pedalar de calça comprida sem sujá-la nem danificá-la.
  • Quadro rebaixado, mudando a forma como se monta na bicicleta, permitindo passar a perna pela frente do selim em vez de ter que levantá-la por cima como se montássemos em um cavalo. Isso ajuda principalmente mulheres, idosos e pessoas com menos flexibilidade.

Tudo isso em uma bicicleta bastante estilizada e facilmente identificável nas ruas.

O paralama traseiro, estilizado para acomodar a publicidade, poderia funcionar como guarda-saias se fosse um pouco mais fechado à frente, onde fica o ponto mais crítico para enroscar a ponta da saia. O guarda-saias (skirt guard) é um acessório que permite pedalar de saias sem que elas enrosquem ou sujem nos raios da roda.

Funcionamento

Para utilizar o sistema, é necessário primeiro fazer um cadastro pela internet. Pelo site também é possível comprar passes e baixar um aplicativo para o celular.

Se você usar a bicicleta por até uma hora, não paga nada. Você pode fazer várias viagens gratuitas no mesmo dia, com um intervalo de pelo menos 15 minutos entre elas. O que exceder esses 60 minutos será cobrado pelo valor de R$ 5,00 a hora.

É possível comprar passes diário e mensal pelo site e pelo celular, pelos valores de R$ 5 e R$ 10, respectivamente. Baratíssimo.

Um aplicativo para o celular, disponível para Android e iPhone, permite encontrar estações com bicicletas disponíveis e vagas para devolução, informação que também pode ser obtida ligando para 21 4063-3111.

Para liberar a bicicleta, ligue do celular que foi cadastrado para o número 21 4063-3111, digite o número da estação, o número da posição da bicicleta, confirme a operação e puxe a bicicleta quando a luz verde estiver acesa. Tudo automatizado. Na hora de devolver, é só encaixar a bicicleta numa posição livre e verificar se ficou travada.

Estações

O serviço inicia com 11 estações em Copacabana: Posto Seis, Sá Ferreira, Miguel Lemos, Cantagalo, Santa Clara, Dias da Rocha, Serzedelo Correa, Siqueira Campos, Copacabana Palace, Cardeal Arcoverde e Princesa Isabel. A meta é instalar todas as 60 bases até 13 de dezembro, em bairros da Zona Sul e Centro. Entre eles, Leblon, Ipanema, Lagoa, Botafogo, Flamengo (incluindo Aterro), Urca, Jardim Botânico e Gávea.

A proximidade entre as estações permite retirar e devolver as bicicletas com facilidade (veja no mapa) e também facilita a utilização gratuita do sistema. Como nas melhores cidades do mundo, você pode utilizar a bicicleta para fazer um trajeto curto, devolvendo-a próximo ao seu destino e pegando outra na hora de voltar.

A Transporte Ativo colaborou com sugestões sobre a localização das estações, dentro de sua larga experiência com uso urbano da bicicleta.

Futuro

De início, o sistema tem estações apenas na Zona Sul e no Centro. Mas, obviamente, você pode pedalar com a bicicleta até mais além e trazer de volta mais tarde. Agora devemos ajudar o projeto a dar certo, usando as bicicletas e divulgando o serviço, pois tenho a certeza de que, sendo um sucesso, o BikeRio será expandido para o resto da cidade rapidamente.

Da maneira como está estruturado, o BikeRio é uma iniciativa que vai ajudar e muito a cidade durante a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Parabéns à cidade do Rio de Janeiro, à empresa que opera o sistema e aos patrocinadores.

7 comentários em “Reinaugurado o empréstimo e aluguel de bicicletas no Rio, o BikeRio

  1. ola boa tarde trabalho na prefeitura de americana sp, e estamos querendo inplantar esse projeto aqui tambem nas avenidas principais
    eu gostaria de saber qual o modelo dessas bicicletas e aonde vcs modificaram o paralama e a cestinha ficarei muito grato se nos derem essa força
    tenha uma boa tarde

    Thumb up 0 Thumb down 0

  2. Será que o desenvolvimento do sistema de emprestimo de bikes em SP nao esta muito restrito e complicado? Nao vejo um aumento de estacoes e bikes disponiveis e o acho muito complicado para que possa ser aumentado pela cidade.
    O que falta para implacar um sistema mais eficaz?

    Thumb up 0 Thumb down 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *