Casar ou comprar uma bicicleta? 6 motivos para juntar os dois e ser feliz

Cada vez mais gente escolhe casar de bicicleta, juntando padrinhos e convidados à pedalada. Veja fotos de quem já casou assim no Brasil.

Cada vez mais gente tem optado por casar de bicicleta, juntando padrinhos, parentes e convidados à pedalada. Na foto, o casamento de Willian e Priscila, em São Paulo. Foto: Thiago Benicchio
O casamento de Priscila e Willian, em São Paulo, foi um evento público, com convite aberto, e contou com um cortejo de 50 ciclistas em 2009. Foto: Thiago Benicchio

Cada vez mais gente tem escolhido casar de bicicleta, juntando padrinhos, parentes e convidados à pedalada. Veja seis motivos para adotar as magrelas como coadjuvantes nesse grande dia:

Foto: Thiago Benicchio
“Não sei se caso ou se compro uma bicicleta”. Se você pretende casar, por que não unir as duas coisas? Foto: Thiago Benicchio

1Mais sustentável – O simples incentivo a que os convidados se desloquem em bicicletas já traz a sustentabilidade ao casamento. Afinal, cada carro a menos representa menos poluição no ar que todos nós respiramos. Outras iniciativas podem ser acrescentadas, como por exemplo evitar o uso de copos descartáveis. Por que não criar canecas personalizadas como lembrança e incentivar seu uso durante a festa?

2Mais criativo – Se sua intenção é tornar o evento divertido, avalie essa possibilidade com carinho, em vez de apenas promover aquele mesmo conto de fadas comercializado em pacote, com o roteiro e as músicas de sempre.

3Mais bonito – Um casal de noivos em bicicletas, levando um cortejo de ciclistas atrás de si, chama atenção por onde passa. Todos param para ver, tiram fotos, sorriem e se emocionam. A alegria de quem está participando contagia a todos pelo caminho. A beleza desse momento merece ser espalhada pelas ruas da cidade!

4Mais barato – A bicicleta traz consigo a ideia de retomada dos espaços públicos. Se você fizer sua festa em um clima mais despojado, em local aberto, vai gastar MUITO menos do que a indústria do casamento quer te convencer a gastar. 😉

5Mais realista – Faça um casamento que tenha relação com sua personalidade e com o que você gosta. Por que a noiva deve chegar num carrão antigo, que não tem absolutamente nada a ver com seu dia a dia, com seu comportamento, com as emoções que ela deseja para sua vida? Sejam vocês mesmos.

6Inesquecível – Realizar uma pedalada no casamento o torna mais do que apenas divertido, agradável e bonito. Deslocar-se pelas ruas em duas rodas sem motor, com a família e os amigos pedalando ao seu lado, traz emoções e sensações que tornarão seu casamento inesquecível. Tanto para o casal quanto para os convidados!

Ênio e Paty transbordando alegria, em seu casamento festivo no Recife. Foto: Erika Pessoa
Ênio e Paty transbordando alegria, em seu casamento festivo no Recife. Foto: Erika Pessoa

Quem já casou assim

Sites especializados em casamentos costumam mostrar eventos realizados com bicicletas em outros países, como exemplos de inovação e sustentabilidade. Mas não é preciso ir tão longe: aqui mesmo no Brasil já aconteceram vários casamentos assim. E a lista continua crescendo!

O primeiro “casamento de bicicleta” de que se tem notícia no Brasil, com convidados e familiares também pedalando, foi o do editor do Vá de Bike, Willian Cruz, em outubro de 2009. A Praça do Ciclista foi enfeitada pelos amigos do casal, que prepararam até uma faixa suspensa por balões de gás. O grupo atravessou toda a Avenida Paulista e seguiu até o bairro da Saúde, onde ficava o cartório. De lá, ainda foram para a festa, em uma lanchonete. Os convidados pedalaram pelo menos 12km naquele dia, sem reclamar. Os noivos pedalaram cerca de 25, devidamente caracterizados. Clique aqui para ver fotos, vídeos e relatos.

Mariana e Carlos celebraram seu amor pedalando na avenida mais famosa de São Paulo. Foto: Willian Cruz
Mariana e Carlos celebraram seu amor pedalando na avenida mais famosa de São Paulo, a Paulista. Foto: Willian Cruz

No mesmo ano, pouco depois, veio o segundo casamento, com Suyanne e Bernardo, no Rio de Janeiro. A chuva não desanimou noivos e convidados, que realizaram a cerimônia ao ar livre na Vista Chinesa, no meio da Floresta da Tijuca! Veja relato e fotos.

Em 2010 foi a vez de Florianópolis, com o casamento de Ana e André. Ela teve o cuidado de tornar tudo mais sustentável, preparando das lembrancinhas ao buquê, incluindo até a gravata do noivo! Veja as fotos e os detalhes sobre a preparação do casamento.

No início de 2012, São Paulo teve um segundo casamento em bicicletas, infelizmente pouco divulgado e documentado.

Janaina Schoeffel e Renato Brodzinski, seguidos pelos pais e padrinhos, na cidade de Rio Negrinho/SC. Foto: arquivo pessoal
Janaina Schoeffel e Renato Brodzinski, seguidos pelos pais e padrinhos, na cidade de Rio Negrinho/SC. Foto: arquivo pessoal

Mary e Carlos se casaram, também em São Paulo, em fevereiro de 2013. Ela pedalava com um vestido pink, acompanhando o noivo em uma tandem. Saíram da Praça do Ciclista e foram ao cartório na R. Frei Caneca. De lá, passaram novamente pela Avenida Paulista e foram até o Parque do Ibirapuera, onde fizeram uma festa ao ar livre, no melhor estilho piquenique. Veja relato e fotos.

Recife também teve seu casamento em bicicletas, com Paty e Ênio, em março de 2013. A noiva usava um vestido vermelho e alguns convidados estavam fantasiados, levando o clima de festa pelas ruas da cidade. Veja relato e fotos.

Em abril de 2013, Janaina Schoeffel e Renato Brodzinski fazerem uma pedalada em seu casamento, na cidade de Rio Negrinho, em Santa Catarina. Parabéns!

Mariana e Francisco se casaram no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, e foram até lá pedalando com os padrinhos. O casamento e o piquenique aconteceram em novembro de 2013 e estão documentados, em ótimas fotos, neste site. Neste caso, diferentemente dos demais listados acima, houve contratação de empresas profissionais para produzir o evento, que acabou virando matéria de TV e serviu como divulgação das empresas envolvidas. De qualquer maneira, continua sendo um casamento muito diferente do tradicional. E, certamente, inesquecível.

E em janeiro de 2015, Elijane Coelho e Nilson Young, casal que organiza o grupo de pedaladas “Sopa de Pedra”, selou seu matrimônio no Parque do Sóter, em Campo Grande/MS, em uma segunda-feira, para aproveitar o parque fechado. Em vez de jogar um buquê, a noiva sorteou uma bicicleta entre as convidadas. De vestido curto e em uma bicicleta urbana e estilosa, Elijane entrou no parque pedalando na companhia de dois sobrinhos, como pajem e dama. Veja relato e fotos.

 

Se você tem conhecimento de outro casamento nesse estilo, conte aqui nos comentários! 🙂

 

Veja também
Por que cada vez mais gente escolhe a bicicleta
O que o Código de Trânsito diz sobre bicicletas e ciclistas
Como pedalar nas ruas de forma segura

7 comentários em “Casar ou comprar uma bicicleta? 6 motivos para juntar os dois e ser feliz

  1. Parabéns!
    Precisamos de mais casamento assim, sem “carrões” apenas “bicicletões”.
    Também precisamos de campanha para paternidade e maternidade responsáveis . Pois, a população aumentando aproxim. 4 milhões por ano no Brasil (100 milhões no mundo) logo não terá espaço nem para bicicletas (mais detalhes em http://www.amayorca.blogspot.com.br).

    Thumb up 0 Thumb down 0

  2. No dia 21/04/12 eu e minha flor (Poliana) fizemos o nosso casamento “bicicletoso” (substituindo o religioso), nos jardins do Museu Histórico Abílio Barreto, em Belo Horizonte. Foi uma cerimônia linda, improvisada mesmo, sem avisar nenhuma “autoridade”. Convidamos os amigos (até o convite era de bicicletas http://goo.gl/YtLZ4a), e dos 80 presentes, cerca de metade foi pedalando. Depois, pedalamos até uma pizzaria para a “recepção”. Foi uma tarde inesquecível, que selou nosso amor diante dos amigos queridos, do mesmo jeito que nos conhecemos, pedalando, 2 anos antes. O casamento civil foi em 30/04/12, em Almenara, 700km daqui.

    Agora, já temos 3 anos e 3 meses juntos, sendo 1 ano e 3 meses casados. Muito felizes e sempre pedalando 🙂

    Fotos do Amigo José Roberto – https://www.facebook.com/joseroberto.passoslanna/media_set?set=a.473071716040751.127936.100000137804768&type=3

    Fotos do Amigo Fred Muzzi – http://www.fredmuzzi.com.br/poliana-e-vinicius/

    Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

  3. Eu escolhi comprar uma bicicleta, e foi decisão facinha, viu? Que casar é um pusta trampo, né? Sei que até tem gente que escolhe casar com a bicicleta, mas eu nem isso, nem juntar os trapos juntamos, ela mora lá no subsolo e eu aqui, no 14o. andar, e só nos encontramos pra gozarmos juntos (e mesmo “discutir relação”) lá fora, nas ruas, eu pedalando nela e ela sendo pedalada por mim. União mais do que perfeita…rs.

    Thumb up 1 Thumb down 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *