Bicicletário superlotado da estação Butantã do metrô. Foto: Daniel Guth

SP: Bicicletários da Linha Amarela do Metrô precisarão de cadastro em site para serem utilizados

Após cadastro, primeira utilização exige apresentação de documento e comprovante de residência. Objetivo é implantar biometria, para aumentar a segurança

Bicicletário superlotado da estação Butantã do metrô. Foto: Daniel Guth
Bicicletário superlotado da estação Butantã, administrado pela Via Quatro. Foto: Daniel Guth

A partir de 18 de setembro, o ciclista que precisar utilizar um dos bicicletários da Linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo, operada pela ViaQuatro, deverá ter feito um pré-cadastro por meio do site da concessionária, preenchendo dados pessoais e aceitando o termo de uso. Depois, o usuário deverá apresentar a um funcionário do bicicletário documento original com foto, comprovante de residência e o número de protocolo gerado no pré-cadastro, feito pela internet.

A medida tem como objetivo implantar a biometria, para que nas próximas vezes o usuário tenha acesso ao local utilizando-se apenas dessa tecnologia. Segundo a assessoria da ViaQuatro, a nova regra pretende aumentar a segurança dos usuários. Com o cadastro, também haverá um registro de acesso, gerando um histórico de utilização.

A ideia parece boa, mas pode complicar a vida de ciclistas eventuais, de pessoas que não saibam da nova regra e de turistas que porventura precisem utilizar os serviços. De acordo com a assessoria, esses usuários podem procurar o SSO da Estação, após preencher o cadastro no site por meio de seu smartphone.

Para saber mais detalhes e fazer seu cadastro, visite esta página.

Locais, horários e regras

A ViaQuatro mantêm três bicicletários, que totalizam 359 vagas. São eles:

  • Estação Butantã (150 vagas): 6h às 22h, diariamente
  • Estações Pinheiros (123 vagas): de domingo a sexta, das 4h40 à meia-noite; sábados das 4h40 à 1h
  • Fradique Coutinho (86 vagas): de domingo a sexta, das 4h40 à meia-noite; sábados das 4h40 à 1h

As bicicletas devem ser presas com correntes e travas dos próprios ciclistas, que também ficarão responsáveis pela chave.

É permitido guardar a bike por até quatro dias. Depois deste período, o veículo é retirado do bicicletário e fica guardado por 60 dias em um galpão da empresa.

Superlotação do bicicletário Butantã

Em 2014, o bicicletário da estação Butantã já registrava superlotação. A própria ViaQuatro reconheceu à época que a estrutura era insuficiente para a demanda. “A demanda por vagas nesse bicicletário aumentou de forma considerável após a abertura da ciclovia da avenida Eliseu de Almeida”, disse a concessionária na ocasião.

De acordo ainda com esta avaliação, os moradores trocaram o automóvel ou linhas do transporte coletivo para utilizar a bicicleta neste percurso.

20 comentários em “SP: Bicicletários da Linha Amarela do Metrô precisarão de cadastro em site para serem utilizados

  1. Bom dia.
    Gostaria de saber como faço para me cadastrar no bicicletário da estação Butantã.
    Um abraço

    Thumb up 0 Thumb down 0

  2. Tá valendo muito a pena pra mim. Tem muita segurança e o serviço é excelente. Sempre utilizo este bicicletario.
    Ótimo projeto realizado. E o melhor ainda tudo coberto. Os seguranças sempre estão monitorando.

    Thumb up 1 Thumb down 0

    1. Liga na via quatro que as informações serão bem explicadas, os detalhes também. Vale muito a pena o serviço.
      O telefone e 0800 no site….
      Faca seu cadastro e ative lá na hora com sua bike, e seus documentos.

      Thumb up 1 Thumb down 0

  3. Boa noite!
    Gostaria de saber se o serviço do bicicletário é pago ou gratuito, e se for pago, qual a ideia de preço… obrigada

    Thumb up 0 Thumb down 0

  4. Alguém tem informação se a estação São Paulo – Morumbi prevê bicicletário? É fundamental para aliviar a superlotação na estação Butantã…

    Thumb up 2 Thumb down 0

    1. O formulário pode ser feito em 2011mas o importante são seus dados serem atualizados. E o melhor e funcionar muito bem e ter a segurança.
      Qualquer coisa cadastra naquele cipó bike e paga.
      Sou carioca e admirei o trabalho do bicicletário, infelizmente tem muitos paulistanos ignorantes.

      Thumb up 1 Thumb down 2

Deixe uma resposta para antonio silva Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *