Pneus de uso misto

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

O melhor mesmo é um pneu para cada coisa, mas se você pretende ter um jogo só de pneus na sua bicicleta – seja porque você não sabe ficar trocando, não tem grana pra ter 2 jogos ou faz sempre percursos mistos (ex.: 30km de asfalto + 20 de terra) – vale a pena usar um semi-slick. É um tipo de pneu que tem poucos e pequenos cravos (ou mesmo nenhum) no meio da banda de rodagem e bastante cravos nas laterais.

Se o seu uso da bicicleta é misto tendendo mais para o asfalto, não é uma boa ficar pedalando com pneu cravo porque ele gasta mais rápido e fica segurando seu giro. Além de durar mais e não te segurar tanto no asfalto, as laterais do semi-slick ajudam a não escorregar muito quando você estiver na terra. Só não dá muito certo com barro, mas na terra batida (tanto seca quanto molhada) você pega o jeito logo.

Um pneu bom desse tipo é o Wormdrive da Maxxis. Tem dois modelos de Wormdrive, o traseiro ou o dianteiro. A diferença é que o dianteiro não tem nenhum cravo no centro da banda de rodagem; o traseiro tem uns cravos baixos e transversais. Na verdade você pode tanto usar dois traseiros quanto dois dianteiros sem problemas. O modelo que é considerado traseiro tem um pouco mais de grip, o dianteiro é mais pra slick. A idéia de usar um desenho de pneu na frente e outro atrás é que na frente você precisa de mais estabilidade e atrás de mais tração, por isso o que tem mais grip vai atrás.

Esse Wormdrive que está no site da Maxxis é o desenho que antigamente era chamado de “dianteiro” e me parece ser o único ainda em produção, porque o outro eu não achei no site. Obs.: esse é sem câmara, mas você encontra de monte aqui no Brasil o modelo para uso com câmara.

Aqui nesta página tem duas boas fotos dos modelos dianteiro e traseiro do Wormdrive. O primeiro da página é o desenho dianteiro, o segundo é o desenho traseiro. Comprei recentemente um par desses pneus com o desenho traseiro para usar na minha bike, já que por aqui eu faço um uso bem misto mesmo, sempre com bastante asfalto e um pouco de terra (às vezes “um muito” de terra também). Já peguei até barro com eles. Não têm um desempenho maravilhoso no barro, mas também não vão pro vinagre quando eu pego os 30km de asfalto na volta pra casa… Paguei R$45 cada, numa promoção da Tao do Pedal, e neles está escrito “Wormdrive Rear” na lateral. Antes eu estava usando dois dianteiros, porque o desenho traseiro está bem difícil de ser encontrado.

A Maxxis também tem o High Roller Type R, que eu ainda não vi para vender por aqui, mas que pelo desenho dá a impressão de ser o substituto do antigo “Wormdrive traseiro” para o uso em XC.

A Tioga tem um modelo que eu ainda não experimentei, mas que parece bom: um tal de Factory XC Slick 1.85″, que apesar do nome é um semi-slick.

Tem também os Cheng-Shin, que são a linha de baixo custo do mesmo fabricante dos Maxxis. É a linha que eles vendem na ásia. Duram um pouco menos e não têm a mesma estabilidade, mas são bem mais baratos. Usei esses pneus durante um bom tempo, em trilha e asfalto, sem nenhum problema. Passei a usar os Wormdrive porque duram mais e têm mais estabilidade.
Nessa página tem links para todos os modelos da Cheng-Shin e esse é o site principal – não dá pra entender nada, mas dá pra ver o logotipo da Maxxis no lado direito…

Ao escolher um pneu de uso misto, prefira os de material mais duro. Um pneu com composto mais mole geralmente gasta mais rápido em asfalto e apresenta melhor desempenho em terra.

Em alguns lugares na internet você pode ver pneus semi-slicks sendo chamados de semi-knob, o que significa “semi-cravo”. Dá na mesma. É que tem gente que chama de semi-knob os pneus mistos que tendem mais ao cravo que ao slick.

Atualizado em 18/06/2010: Tenho utilizado há um bom tempo o Kenda City (chamado por alguns de Kenda Cidade), que tem um ótimo custo-benefício. Saiba mais aqui.

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

3 comentários para Pneus de uso misto

  • Rota Cicloturística Márcia Prado – é nesse sábado! | Vá de Bike!

    […] asfaltadas, mas há cerca de 20 quilômetros em estrada de terra. O ideal é que a bicicleta tenha pneus híbridos, já que o trecho de terra, se não estiver chovendo, é possível ser percorrido com pneus de […]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Pneu novo, sensação estranha | + Vá de bike! +

    […] na Bike Stop e achei exatamente o pneu que eu queria, um Kenda semi-slick, por meros R$20. É um pneu que eu considero o melhor para uso urbano, […]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Cláudio Lacerda

    Você conhece o pneu Michelin XC Hard Terrain?

    Thumb up 0 Thumb down 2

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>