Bicicletas dobráveis

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

As bicicletas têm sido cada vez mais utilizadas como meio de transporte urbano nas grandes cidades do mundo todo. E nesse contexto, uma bicicleta dobrável tem como principal vantagem a possibilidade de poder ser guardada debaixo de sua mesa no trabalho, sem você se preocupar com lugar para estacioná-la ou se ela ainda estará lá quando você voltar. Com uma bicicleta portátil, você pode voltar de carona se começar a chover, carregá-la no ônibus ou até trancá-la em um armário para pegar no dia seguinte.

Há vários modelos de dobráveis, embora apenas um deles esteja disponível a nós por venda direta – e mesmo assim a um custo bem alto. No geral elas são todas caras para nosso padrão latino-americano, mesmo descontando o custo e os impostos de importação. A mais barata parece ser a Genius.

Listo abaixo as dobráveis que eu tenho conhecimento. Colaborações e correções são, como sempre, muito bem vindas.

Dahon: Dentre todas, a única que tenho conhecimento de ser vendida em lojas aqui do Brasil. Em São Paulo, quem vende é a Track & Field. Se não me engano essa loja vende apenas o modelo mais simples, mas há vários modelos, inclusive bicicletas de estrada e de trilha, como essa aro 26 que tem freio a disco Avid e suspensão Manitou, mais parecida com as mountain-bikes tradicionais.
Genius: O fabricante, a Mobiky, diz que essa bicicleta de três marchas dobra em três segundos e desdobra em apenas dois. É ver para crer… Tem design moderno e está disponível em várias cores.
Puma UM: a Urban and Mobile da Puma, além de dobrável, tem um sistema de tranca com um cabo de aço que se for cortado inutiliza a bicicleta, só podendo ser reparada em uma oficina autorizada (assim diz o site). E claro, eles vendem um tênis modernoso pra usar com a bicicleta… Mas ele até que tem uma funcionalidade interessante: um elástico para prender a barra da calça faz parte do calçado e serve para evitar que ela seja mordida e estragada pela coroa. Airnimal: Também com modelos para a cidade, a estrada e a trilha, essa bicicleta tem um design mais tradicional, chegando a até 27 marchas. A página do modelo Chameleon diz que em 30 segundos você a dobra o suficiente para colocar em um carro ou trem; em 3 minutos é possível dobrá-la a ponto de guardar em uma mala, para embarcar em um avião; e com 15 minutos de paciência é possível colocá-la dentro de uma mochila. Diz o site que essa bicicleta já ganhou uma medalha no campeonato mundial de triathlo, além de ter participado do Tour e do Paris Brest…
iXi: Essa bicicleta não tem corrente e sim uma correia dentada, o que dispensa o uso de graxa e óleo na transmissão. Dá pra pedalar com aquela calça clara social que não pode sujar de graxa (só não vale passar em poça d”água…). Dentro do quadro dessa bicicleta tem ferramentas, “kit remendo” e capa de chuva. Um dos modelos não é apenas dobrável, como também desmonta, “quebrando” a bicicleta em duas partes. Ela tem 4 marchas em um câmbio Shimano, e é cheia de pequenos truques e detalhes de conforto e design. Strida: Eu acho essa bicicleta muito feia, parece bicicleta de circo ou coisa feita em casa, mas ela cumpre a função. Pesa apenas 10kg e, como a iXi, também funciona com correia dentada para não sujar a roupa com graxa.

Brompton: Essa bicicleta é a folding bike preferida de um amigo meu que morou em Londres, pois além de ser dobrável, portátil, leve e etc., tem suspensão traseira, o que a torna mais confortável. O modelo M-Type tem um desenho clássico, com paralamas de metal muito úteis para dias de chão molhado.

Veja aqui um texto que eu escrevi sobre esse assunto alguns meses atrás, quando a revista Superinteressante publicou uma página falando sobre bicicletas urbanas.

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

11 comentários para Bicicletas dobráveis

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>