Imunidade jornalística

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!
Carro da Rede Globo estava sobre a calçada “em serviço”.
Imagem: reprodução

Nesta reportagem da TV Globo, a repórter Glória Vanique se mostra inconformada pelo fato da CET ter pedido para retirarem o carro da reportagem de cima da calçada. Segundo ela, o carro da Rede Globo estava “em serviço”, o que em sua opinião também deve dar direito a estacionar sobre a faixa, passar sinal vermelho, exceder limite de velocidade e trafegar na contramão.

Havia também uma viatura da GCM de Embu, que havia levado alguém a um hospital e resolveu ficar estacionada sobre a calçada até que a pessoa fosse atendida. Claro, só ia demorar um minutinho, ainda mais num hospital público…

A repórter afirma que havia autorização da PM, tanto para eles quanto para a GCM. Provavelmente, uma autorização verbal e informal. E, oficial ou não, a autorização é errada: calçada não é lugar para estacionar o carro, mesmo que seja uma viatura, muito menos um carro de reportagem. Se precisaram parar na calçada emergencialmente para que a paciente descesse, tudo bem, mas ficar ocupando espaço na calçada para esperar o atendimento é um pouco demais. Ficar ocupando espaço na calçada para filmar o trânsito, um completo absurdo.

Mas, como comentei por aqui ontem, num lugar onde é comum a própria autoridade de trânsito dar o mal exemplo, o cidadão, o jornalista e o guarda civil também se acham no direito de fazer o mesmo.

A repórter encerra dizendo que o trânsito está “coooomplicaaaaaado” na região, passando sutilmente a opinião de que a CET deveria estar desentupindo o trânsito. Para a maioria das pessoas, essa é a única função da CET, inclusive para o presidente da empresa.

A âncora do programa encerra a matéria dizendo que “as leis são as mesmas pra todo mundo”, referindo-se ao fato da CET ter sido multada pela PM, que foi chamada ao local. Ué, se as leis são as mesmas para todo mundo, não sei porque se irritaram em ter que tirar o carro de cima da calçada…

Parabéns ao agente da CET, que cumpriu sua função. Pena que estacionou em local proibido para fazer isso, dando margem para as críticas da matéria, que focou na multa aplicada pela PM como saldo positivo do imbróglio.

(via @panopticosp)

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

2 comentários para Imunidade jornalística

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>