Voltou pedalando do Bike Tour 2011? Conte como foi

Esse texto refere-se ao evento de 2011.

Para voltar pedalando em 2012, informe-se aqui.

Após o Bike Tour, ciclistas experientes no uso da bicicleta na rua acompanharam quem quisesse voltar pedalando, fosse para casa, para o metrô ou de volta para o ponto de saída, na Ponte Estaiada. Entenda o motivo da ação.

Montamos a faixa logo na entrada da USP. Conforme os participantes iam chegando, nos identificavam pelas camisetas amarelas e perguntavam sobre voltar pedalando.

A maioria queria voltar para a Ponte Estaiada ou ir para o Metrô, mas apareceu gente querendo ir para lugares mais distantes, como ponte João Dias, Zona Norte ou Taboão da Serra.

A Ciclofaixa de Lazer, mesmo inoperante no dia do evento, ficou tomada de gente que tentava por si só voltar pedalando.

Alguns voluntários definiram um rota própria, atendendo determinados bairros. Outros montaram ou adaptaram seus roteiros de acordo com a demanda.  Os grupos que se formavam para os bondes eram identificados por placas amarelas com o destino.

Havia muita gente querendo voltar pedalando. E havia muitos voluntários, mas mesmo assim foi difícil conseguir atender a todos.

Levei um “bonde” de volta à Ponte Estaiada, mas havia tanta gente voltando pedalando pelas ruas de Pinheiros que parte do grupo acabou dispersando. Optei por ruas tranquilas, arborizadas, com mais sombra e menos trânsito, mas alguns no grupo preferiram seguir pelas avenidas mesmo. Não é a melhor escolha, mas tudo bem.

Era tanta gente ao mesmo tempo pedindo informação que acabei nem conseguindo falar com todos os voluntários. Mas a todos, nosso muito obrigado.

E você, voltou pedalando? Como foi?

Voltou pedalando do bike tour? Tendo ou não sido acompanhado pelos voluntários, conte como foi aqui nos comentários!

Tem fotos?

Tem fotos da sua volta para casa pedalando? Mande o link! As minhas estão aqui.


24 comentários para Voltou pedalando do Bike Tour 2011? Conte como foi

  • Até ví a faixa Amarela, mas não tive a descencia de ler! (imaginei que fosse qualquer outra coisa) Por fim!

    Moro no KM 15 da raposo tavares, só a 5km da portaria 1 da USP! já havia feito esse caminho a pé uma vez e sabia que não ia ser facil! a Rodovia não foi pensada para nada que tivesse que se locomover sem a queima de combustivel fóssil! (ignorem os carros elétricos, eles quase não existem) em muitos trechos a simpleste não existe acostamento e nem calçada! mesmo assim, lá fui eu! Pra casa! Depois de 9 ou 10 KM (não sei) de pedaladas, minhas pernas (fora de forma) não estavam preparadas para subidas! e foi o que mais eu encontrei pelo caminho! Tive de descer de Bike e ir caminhando pelo menos metade do caminho! Foi quando pela Raposo passou um carro com duas Bikes na traseira e uma garota no banco do carona vestida de Bike Tour me deu um Xauzinho! e eu pensei, xauzinho é legal mas carona até em casa é melhor ainda!……

    Saldo = depois de quase morrer atropelado umas 3 vezes! cheguei em casa dolorido, desidratado, suado, sujo de areia da rua e de poluição! Mas tudo bem! minha bike é muito louca! e ter a pista expressa da marginal só pra pedalar não tem preço!

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Isabel Cristina

    Oie! Adorei o passeio do World Bike Tour.
    Eu e mais 3 amigos voltamos pedalando Sentido Taboão da Serra, juntamente com o Rafael, que era um dos voluntários do “Volte Pedalando”.
    Nós fomos até o fim da Eliseu de Almeida com ele, dá uns 5km. Dali eu e uma amiga fomos para o Umarizal e os outros 2 foram para o Centro de Taboão da Serra.
    O Sol estava queimando mesmo, mais de 30º na sombra.
    O percurso não foi muito puxado, exceto que a Eliseu tem muitos buracos na pista e não podiamos nos aventurar na pista mais rápida como é de costume dos ciclistas mais experiêntes.
    O Rafael prefere a Eliseu ao invés da Francisco Morato e eu concordo com ele, tem menos subidas e menos carros.
    Adorei!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Voltaria de boa pra Diadema pedalando, mas tinha um casamento pra ir 12hs… (acabei chegando só pra festa…)

    Optei por voltar de carro (um amigo estava me esperando no USP)…

    Mas que sabe no próximo BT não voltamos de bike!!!

    Abrax

    flow

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Felipe, uma opção melhor da USP para o KM 15 da Raposo Tavares é sair pelo P3 (de fim de semana dá pra sair pelo portão de pedestres) e seguir pela Av Escola Politecnica até o final. Ali você tem acesso ao JD Ester, Jd Maria Luiza, Rio Pequenop, Vila Dalva, Pq dos Principes, Vila São Francisco e dá pra atravessar a Raposo pelas passarelas indo pra Jd Boa vista, Jd Joao XXIII, Jd Arpoador, Jd Ipe, entre outros.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Edmea Dantas

    Eu voltei com o bonde que ia pro Jabaquara e na República do Líbano, nos dividimos. Eu, Mariana e Daniel (nosso bike anjo!) fomos para Vila Mariana. Eu e a Mariana sofremos um bocado na subida da Sena Madureira, mas chegamos ao topo vivas. Essa iniciativa foi sensacional, eu não pedalo sozinha pelas ruas, tenho medo, mas se tiver pelo menos 1 comigo, me sinto mais segura e vou embora, o que me falta é força nas pernas para aguentar as subidas, aí desço da bike e bora caminhar, fazê o q ?? Valeu Daniel, Silvia, Elisa, Tiago e todos que estavam no Bonde pro Jabaquara !!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Ricardinhus

    Curti muito o passeio e ainda mais a iniciativa da galera ajudar o pessoal a seguir de bike pra casa!
    Como moro na Z/L, tinha muito chão pra pedalar e meu irmão não aguentaria nem até a Barra Funda.
    Mas achei essa iniciativa mais importante que o passeio, pois se a idéia é mais bicicletas nas ruas, nada melhor que
    numa situação real.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Willian,

    Muito legal a iniciativa de abrir espaço para depoimentos. Parabéns a todos que ajudaram nos bondes. Coloquei algumas fotos e impressões no http://outrasvias.com.br/2011/01/26/fotos-do-bike-tour-sao-paulo/

    Saudações,

    Santini

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Foi muito legal mesmo. A procura foi grande. Muita gente queria voltar de bike para casa e vocês ajudaram.
    Veja umas fotos no meu site: http://www.flickr.com/photos/evertonpatti/

    Abraços,
    Everton Patti

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • [...] pedalando do Bike Tour? Conte aqui como foi! Sete mil pessoas participarão do evento esse ano. Como fazer para levar a bicicleta pra casa? [...]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Voltei com o William para a ponte estaiada, ainda bem que voces tiveram essa iniciativa, pois eu sou meio perdido pra andar de bicicleta, preciso de um gps nela!! Mas foi bem legal o passeio e tambem a volta, é uma oportunidade de pessoas que não andam com tanta frequencia pegar gosto pelo passeio coletivo! Eu gostei e com certeza gostaria de participar de outros passeios..

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • [...] com o tratamento que a organização e a CET dá aos ciclistas, resolveram se mexer e montaram esquemas de “bondes” para fazer o retorno das pessoas com [...]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Danilo May

    Parabéns pela iniciativa. Com pequenos gestos como esse faz o pensamento de pessoas mudarem.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Monica

    Foi muito legal, voltei pedalando.. Encontramos com o William fomos ate a Av. Sumare, o passeio foi maravilhoso!! Valeu cada centavo!! Espero participar dos proximos eventos!

    Abraço a todos!!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Vania

    Chegamos na USP e o Bonde da Estaiada já estava pronto e saindo. Voltamos de boa até a Funchal. De lá tomamos o rumo de casa (que é o resto da ciclovia). Adoramos a companhia e a nossa guia de camiseta amarela (como avisado no site) foi perfeita. Em turma tivemos muito mais força e dominamos a ciclovia. Parabéns pela iniciativa, amamos e fizemos o que planejamos: Voltamos pedalando. Mas foi graças a vcs. Bjus a todos.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Pessoal, o bike tour foi uma experiencia incrivel e eu adorei pois fui com a minha bike eletrica – FELISA UMA BICICLETA QUE EU VENDO PELA POrto SEguro e que leva o nome de meu pai ( FEL=ICIO SADALLA = FELISA ).
    Uso a FElisa pra tudo e não uso mais carro, sao paulo ficou uma cidade tranquila e com tudo mais perto pra mim.
    Voltamos do Bike Tour aqui pra Santo Amaro e achei incrivel notar que a bicicleta une as pessoas porque quanto mais ciclistas juntos, menor o perigo na ruas . O carro isola as pessoas ao contrario da bike.
    Parabens a todos que organizaram o bike tour !!!

    Adorei pedalar no bike tour e voltar com pessoas que foram se juntando a nós.
    Vamos repetir a dose masi vezes e espero que as empresas adotem mais a bike eletrica que melhora a saude, o bom humor e é economica, eu por exemplo gasto R$ 5,00 de conta de luz por mes pra pedalar em media 400 kilometros por mes, não é algo fantastico !!!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Alexandre

    Willian,
    Como será este ano??
    Moro na zona oeste, Pirituba. Será que terá alguém vindo para estes lados?

    Abraços!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • [...] volta até a largada e a alguns outros pontos, pedalando em grupo e deixando o retorno mais seguro. Clique aqui e confira o depoimento de quem retornou pedalando em [...]

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Carolina Souto

    Olá Willian Cruz, neste ano haverá grupo voltando para largada? Como funciona? Que horário costumam sair?

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • [...] ajudou os participantes do World Bike Tour a voltarem pedalando para diferentes destinos (veja AQUI como foi). Neste ano o passeio contará com o apoio da Bradesco Seguros, através do Movimento Conviva, que [...]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • [...] até a largada e a alguns outros pontos, pedalando em grupo e deixando o retorno mais seguro. Clique aqui e confira o depoimento de quem retornou pedalando em [...]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Moro em São Paulo no Planalto Paulista que esta a 3Km do meu trabalho em Moema, uso minha bike todos os dias como transporte realmente,com a ida e a volta tambem para o almoço,pedalo uns 12km por dia, a chuva é um fator que realmente atrapalha um pouco, como agora no verão onde chove todos os dias, mas meu deslocamento é muito prazeroso, com o cuidado devido com os motoristas “profissionais” que se acham donos da rua e que nos não deveriamos andar na via, na cabeça deles.
    Mas vale a pena sem dúvida alguma, experimente.

    Thumb up 1 Thumb down 0

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>