World Bike Tour SP 2011: volte pedalando para casa

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Esse texto refere-se ao evento de 2011.

Para voltar pedalando em 2012, informe-se aqui.

Sete mil pessoas participarão do evento esse ano. Como fazer para levar a bicicleta pra casa? (Foto: Divulgação)

Na próxima terça-feira 25, ocorre a terceira edição do World Bike Tour São Paulo, um passeio de bicicleta da “Ponte Estaiada” até a USP, pela pista da Marginal Pinheiros, no feriado de aniversário da cidade. Quem conseguiu se inscrever ganha uma bicicleta, além de capacete, mochila, camiseta e outras prendas.

Apesar da página que descreve o evento citar como um dos objetivos “a sensibilização para o uso da bicicleta como meio de lazer e transporte não poluente“, a organização do evento, novamente, não se preocupou com os participantes que queiram voltar de bicicleta para casa ou para o ponto de partida.

Ganhe uma bicicleta, mas coloque-a no carro

A única opção pensada pela organização – e pela CET – é voltar de trem até o ponto de largada para colocar a bicicleta no carro. Ou deixar o carro no destino e ir de trem até a largada para pegar a bicicleta. Ou seja: participe do Bike Tour e ganhe uma bicicleta, mas use seu carro.

Muitos participantes ficarão sem opção por não ter um carro para transportar a bicicleta até suas casas, tendo que apelar a amigos e parentes. E o mais interessante é que ninguém se preocupou que seriam necessários SETE MIL CARROS para transportar as bicicletas dos sete mil participantes da edição desse ano!

Já tentei voltar pedalando

Nos anos anteriores, muita gente tentou voltar pedalando, fosse para o ponto de partida ou para casa mesmo. Isso, aliás, é de seu direito: as ruas são de todos, inclusive das bicicletas. Porém, a maior parte dos participantes é formada por pessoas que ainda não estão habituadas a pedalar nas ruas. Sem apoio ou instrução de como usar as vias de forma segura, acabam por se arriscar sozinhas nas calçadas, pela contra-mão ou por vias de tráfego intenso.

Mesmo com esse problema ocorrendo por dois anos seguidos, a organização do evento e a CET preocupam-se apenas em tentar evitar que esses ciclistas usem as ruas, em vez de instruí-los a trafegar com segurança. Mais fácil dizer para voltar de trem e colocar a bicicleta no carro, assim isentam-se de qualquer responsabilidade: quem resolver pedalar na rua, é por sua conta e risco. Afinal, a organização recomendou não fazê-lo.

Quer voltar pedalando? Pergunte-me como!

Sabe-se que muita gente gostaria de pedalar de volta ao ponto de saída – ou mesmo levar a bicicleta para casa pedalando, o que afinal é bem mais coerente com a proposta do evento. Cientes disso, ciclistas experientes decidiram ajudar os participantes, muitos dos quais usarão a bicicleta nas ruas pela primeira vez nesse dia.

Pedalar em grupo é seguro e conhecemos caminhos ideais para iniciantes. Guiaremos os participantes a vários bairros da cidade, portanto se você quiser levar sua bicicleta para casa pedalando, nos procure na chegada do passeio. Os voluntários estarão identificados por uma faixa e por cartazes nas bicicletas, além de camisetas amarelas.

Também levaremos um grupo ao ponto de partida do evento, para ajudar quem tiver deixado o carro lá, e outros a estações do Metrô. Assim como a CPTM, o Metrô permite o transporte de bicicletas durante todo o dia em domingos e feriados (nos sábados, a partir das 14h).

Não temos nenhuma ligação com o World Bike Tour. A organização do evento não nos procurou em nenhum momento. Ninguém nos contratou, não estamos ganhando nada com isso e não cobraremos pela ajuda. Só queremos mostrar que é possível usar as ruas em uma bicicleta, com segurança e prazer – diferente do que prega a CET, que ainda considera ciclistas um incômodo e os aconselha a voltarem de trem.

Os voluntários estarão esperando na chegada do passeio, com uma faixa identificando a iniciativa. Essa não é uma ação do Vá de Bike. Embora esse site a apóie e eu esteja participando dela, sou apenas um entre muitos. A idéia e a execução vêm de vários ciclistas que desejam uma cidade mais humana, com menos carros e mais bicicletas, onde todos possam pedalar nas ruas. Inclusive você.

Seja bem vindo.

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

78 comentários para World Bike Tour SP 2011: volte pedalando para casa

  • Paulo brito figueiredo

    Quem manda ir ao passeio , você que não sabe andar de bike , quem é acostumado vai de guarulhos até campos de Jordão kkkk

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • carlos orlando

    pedalar é o meu esporte predileto.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • ANA MARIA

    Olá pessoal!!!

    Gostaria de saber se eu vou poder pegar o metro e o trem da cptm com minha bike??? Moro no ABC e se nao bastasse estou a 2 anos sem pedar (motivo cirurgia) Alguem pode sugerir alguma coisa??????

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Willian Cruz

    Para quem deseja voltar pedalando esse ano (2012), informações aqui:
    http://vadebike.org/2012/01/world-bike-tour-2012-volte-pedalando-para-casa/

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Patricia

    Texto perfeito! mesmo! muito pontual! pretendo voltar pro Alto do Ipiranga, aliás, descobrir uma boa rota pois pretendo com essa bike ir todo dia da minha casa para o meu trabalho no Morumbi. Alguém ai vem pra região da Vila Mariana, Santa Cruz, Ipiranga??

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • André Vianna

    Olá pessoal!
    Minha namorada vai participar do WBT e irá voltar de bike pra casa (se ela aguentar). Ela mora na Zona Sul, Av. Nossa Senhora do Sabará. Então eu pergunto, alguém vai pra esses lados? Se não for eu me voluntario a acompanhar um grupo, pra zona sul. ok? Abraços

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • PATRICIA F. SADALLA COLLESE

    pESSOAL, voltei pedalando e fui me jutantdo a outras pessoas e no final estavamos num grupo de umas 15 pessoas voltando pra santo amaro, foi muito gostoso e vou participar de novo no ano que vem. fui com a minha bike eletrica e sai por ultimo pois queria mesmo observar tudo . o bom da bike eletrica é que você pedala o tempo todo e só usa o motor como um auxiliar nas subidas ou pra atingir uma velocidade maior do que as outras bike, fora isso ele é uma bicicleta MAS melhor ainda porque você faz exercicio o tempo todo só que se cança bem menos do que uma bike normal. é DIVINA E estar no passeio vendo aquela multidão de pessoas, me emocionou demais e na volta as pessoas foram se junando porque quanto mais ciclistas juntos menor o periog. A BIKE UNE AS PESSOAS E O CARRO ISOLA !!!
    Vivam os ciclistas do Brasil e do Mundo !!!!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • WDE » O Primeiro Libvee em São Paulo, entre o ruim e o péssimo.

    […] ser um pouco sem sentido, mas não me furto de alguns comentários: no BikeTour (BikeTour de 2009 e Biketour de 2011, no Vá de Bike) existia um gigantesco aparato de marketing, ok, e ainda assim teve muito problema. […]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Desio Vieira

    Voltei de bike pra casa… mas no meio do caminho, na volta pela marginal mesmo (pois moro próximo ao Carrefour da Marginal Pinheiros), uns “marronzinhos” e policiais militares me obrigaram a sair da marginal pois ela seria liberada imediatamente! E me xingaram ainda por cima! Gritei para aqueles F*****-DA-P*** que a marginal só seria liberada às 13h e que deveriam ter mais respeito com os cidadões que ali estavam, tentando retornar pra casa ou para alguma estação de trem! Cortei pela pista local da marginal, entre as estções Hebraica-Rebouças e Cidade Jardim – quase na rua Campo Verde – que estava parada e super movimentada e indaguei para um grupo de ciclistas que ali estavam o porquê de não ter um CET ali nos ajudando a atravessar ao invés de nos expulsar dali como gado! Nós mesmos tivemos que nos organizar para que os carros nos dessem passagem (forçada por sinal!). E teve um cara que me acompanhou nas ruas por ali querendo saber como fazia para voltar para a Ponte Estaiada pois havia deixado seu carro nas proximidades da Berrini! Já estava super-puto com este evento FURADO (pois tive que trocar de bike 3 vezes – sendo duas pelo pneu estar furado!) e ainda depois ter passado por isso com uma bike ruim de dar dó! Já tive várias Caloi’s mas essa é fraca viu! Mas valeu por ter pedalado livremente pela pista expressa da Marginal Pinheiros! Demais! Ano que vem (2012) vou com a minha “speedona” lindona de forma autônoma só pra curtir novamente a Marginal livre! Abraços

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Voltou pedalando do Bike Tour? Conte como foi | Vá de Bike!

    […] Voltou pedalando do Bike Tour? Conte como foi Por Willian Cruz, em 25 de janeiro de 2011 Após o Bike Tour, ciclistas experientes no uso da bicicleta na rua acompanharam quem quisesse voltar pedalando, fosse para casa, para o metrô ou de volta para o ponto de saída, na Ponte Estaiada. Entenda o motivo da ação. […]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • davi

    tinha um rapaz com plquinha do facebook/vá de bike ou coisa parecida

    Thumb up 0 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>