Outras noites são possíveis

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Flyer da noite de 07/10 - clique para ampliar

Está rolando em São Paulo, de outubro até dezembro, um projeto musical diferente: o Outras Noites em 2011.

No ano passado, o Festival de Música Popular Brasileira de 1967 foi retratado no documentário “Uma Noite em 67“. A partir do filme, surgiu a ideia de reunir algumas bandas da cena alternativa paulistana para a realização de uma série de shows pela cidade, em homenagem a “era dos festivais”. Cada banda presta homenagens a um artista da época, em linguagens originais, mostrando também nos espetáculos sua cara e seu tempo, construindo um diálogo entre gerações e realidades históricas distintas.

A noite de 67 foi o retrato de uma geração incrivelmente talentosa da música brasileira. Em alguma medida, o festival da canção, transmitido para todo o Brasil, teve o suporte dos meios de comunicação e da indústria fonográfica. O projeto “Outras noites em 2011” é o retrato de uma nova geração de artistas, que inventa seus próprios espaços com sua lógica de auto-organização, de divulgação sustentada principalmente pelas redes sociais e que têm a possibilidade de construir suas trajetórias independentes das grandes produtoras.

Kim Cotrim, um dos produtores, define o projeto como “um resgate ao respeito à musica bem feita e aos profissionais que se dedicam ao estudo e difusão da cultura através da música” e “principalmente uma homenagem a Chico, Gil, Caetano, Edu Lobo e outros”.

Música e bicicletas

Com a visão de que a música e a cultura movimentam a sociedade em direção ao respeito à vida e a cidades mais humanas, os realizadores do evento Márcio Lazaro, Kim Cotrim e Paulinho Tó entraram em contato com o Vá de Bike e o Movimento Viva Vitão, por perceber que os três movimentos defendem, cada um à sua maneira, uma cidade mais harmoniosa, pacífica e feliz, com a valorização da vida e da cultura em primeiro lugar.

Ao expormos a dificuldade que os ciclistas encontram para ir de bicicleta a eventos, baladas e shows, Kim teve a ideia de fazer um evento bike friendly. E embora seja difícil conseguir espaço para estacionar as bicicletas na maioria das casas (que dependem de serviços de estacionamentos que, como sabemos, não aceitam bicicletas), Kim conseguiu com uma delas (até o momento) um espaço para estacionar bicicletas.

Vá de bike e entre de graça!

Na noite do dia 21 de outubro, na Trackers, no centro de São Paulo, quem chegar de bicicleta até a 1h30 da manhã terá entrada VIP. É, de graça, free, não paga pra entrar! E após esse horário, ainda tem 50% de desconto na entrada. Haverá uma sala dentro do prédio para guardar as bicicletas (leve sua tranca!). Chique, hein?

E então? Bora pedalar pra essa festa? 🙂 Um evento que entende a importância da bicicleta para a cidade e que valoriza a presença do ciclista merece ser prestigiado!

Veja a programação completa no site do projeto

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

4 comentários para Outras noites são possíveis

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>