Metrô e CPTM liberam uso das escadas rolantes para os ciclistas em São Paulo

Até agora, ciclistas eram obrigados a carregar a bicicleta escada acima.

Desde 2007, os ciclistas em São Paulo podem transportar suas bicicletas nos trens do Metrô e da CPTM, em dias e horários determinados. Os ciclistas eram obrigados a carregá-las pelas escadarias, sem poder fazer uso de escadas rolantes ou elevadores.

Mas isso está para mudar, graças principalmente à atuação organizada e propositiva da CicloLiga e ao apoio do presidente do Metrô, Sérgio Avelleda. A essas pessoas, aos ciclistas que enviaram mensagem à companhia e aos técnicos e demais funcionários do Metrô, ViaQuatro e CPTM que participaram dessa decisão, nosso muito obrigado.

Mudança a partir de 4 de fevereiro

A partir do dia 4 de fevereiro de 2012, um sábado, o transporte de bicicletas será liberado nas escadas rolantes das estações do Metrô – incluindo a linha amarela, da ViaQuatro – e também nas estações da CPTM.

A liberação é só para as subidas, mas sem dúvida é uma excelente notícia! É justamente nas subidas a pior situação. Para descer, veja a recomendação do Vá de Bike e não se esforce desnecessariamente.

Gostou da novidade? Mande seu elogio para o Metrô e para a CPTM! Os canais de comunicação não servem só para reclamar. Decisões acertadas merecem ser reconhecidas, para que venham as próximas!

O problema

Pode não parecer complicado para quem não precisa se utilizar do serviço ou para um ciclista em boas condições físicas. Mas carregar a bicicleta nos ombros por vários lances de escada pode se tornar extenuante e até trazer problemas para a saúde.

Bicicleta é para todos, atletas ou não. Homens, mulheres, crianças, idosos. Gente com vários tipos de constituição física, que nem sempre conseguem carregar a bicicleta por mais que alguns poucos metros. Alguns possuam condições especiais, como problemas de coluna, que os colocam em risco de lesões ao levantar a bike do chão. E são justamente essas pessoas as que mais precisam da integração com outros modais, para poupar quilômetros do caminho e tornar a bicicleta um meio de transporte viável.

Cronologia de uma conquista

Nesses cinco anos de operação do serviço, muitos ciclistas já haviam tentado conversar com o Metrô, através de funcionários nas estações ou entrando em contato com a ouvidoria, para tentar negociar um uso pontual ou definitivo das escadas rolantes. Ao pedir a funcionários, a resposta era geralmente um sinal de não com a cabeça, olhando para outro lado. A Ouvidoria alegava questões de segurança para negar os pedidos.

Foto: Mau Alcântara

Primeiro contato

Em 26 dezembro de 2011, o Maurício Alcântara, do projeto Coletivas, publicou em seu site Um, Nenhum e Cem mil um relato de sua última experiência, contando quantos degraus teve que subir carregando a bicicleta nas costas: foram 270, o equivalente a 15 andares de um prédio.

Considerando que uma bicicleta comum pesa cerca de 20kg, principalmente se estiver com carga no bagageiro, dá para se ter uma ideia do tamanho do esforço. É mais do que carregar um botijão de gás cheio. No mesmo dia, Sabrina Duran publicou também no blog Na Bike um artigo sobre o assunto, comentando sobre o possível uso de escadas rolantes.

Enquanto Maurício estabelecia contato através da Ouvidoria, Sabrina procurou o Metrô de São Paulo para conseguir uma entrevista com seu presidente, Sérgio Avelleda. A ouvidoria foi receptiva, prometendo avaliar o caso. E Avelleda aceitou conceder a entrevista.

Entrevista

O presidente do Metrô, que também usa a bicicleta como meio de transporte, compreendeu rapidamente a reivindicação e mostrou-se disposto a ajudar, como se pode ver na entrevista concedida à Sabrina e publicada no blog Na Bike, em 9 de janeiro. Mas ainda seria necessária uma análise técnica por parte do Metrô, para avaliar as alternativas.

Sugestões

No dia seguinte, 10 de janeiro, o Vá de Bike fez uma pesquisa para descobrir as soluções adotadas em outros metrôs e trens do mundo, publicando um artigo com diversos links e vídeos que mostram o que deu certo em outros países. Dependendo da cidade, o ciclista pode utilizar escadas rolantes, elevadores ou mesmo rampas automatizadas.

Ciclistas em escada rolante de Roterdam, na Holanda.

O objetivo era contribuir, de alguma forma, com a análise que seria feita pelos técnicos do Metrô. O texto também estimulava os leitores a entrarem em contato com a Ouvidoria, relatando suas dificuldades e solicitando que a regra fosse mudada.

Aos ciclistas que enviaram mensagens ao Metrô, a Ouvidoria começou a responder que a regra estava sendo revista pelo técnicos, “a pedido do Presidente da companhia”. Publicamos essa resposta aqui no Vá de Bike, no dia 12 de janeiro, junto com o depoimento de uma leitora que contou ter precisado ir ao hospital, após ser obrigada a carregar uma bicicleta dobrável nas escadarias de uma das estações.

No dia 17, o Vá de Bike viria a publicar dicas para carregar a bicicleta nas escadarias. Com duas opções para carregar na hora de subir e uma descrição detalhada sobre a forma mais segura de descer, o texto pedia aos leitores que relatassem as soluções que encontraram.  Vale a pena ler os comentários enviados.

A criação da CicloLiga

Como produto dessa mobilização conjunta, os grupos e sites Bike AnjoColetivasColetivo CRUVá de Bike se organizaram em um “coletivo de coletivos”, que decidimos chamar de CicloLiga. Com essa união, buscamos propor, juntos, projetos e ideias que transcendam o universo de atuação de cada grupo e que ajudem a promover uma cidade mais amiga de quem usa a bicicleta em seus deslocamentos.

O site da CicloLiga foi lançado no dia 23 de janeiro, com um vídeo que conseguia mostrar, por meio de diversas comparações, o quanto era sacrificante carregar a bicicleta nas escadas. Em menos de cinco dias, o vídeo já tinha mais de 1100 visualizações.

Junto com o vídeo, foi redigida uma carta aberta ao presidente do Metrô, detalhando o problema e oferecendo sugestões para resolvê-lo. Esse documento foi enviado para Metrô, ViaQuatro e CPTM, mas ainda será entregue em mãos, em um encontro futuro.

Primeira experiência

No dia 25 de janeiro, feriado em São Paulo devido ao aniversário da cidade, ocorreu o evento World Bike Tour, com muita gente voltando de bicicleta para casa. Boa parte dessas pessoas se utilizou do Metrô, embarcando principalmente na estação Butantã, da linha amarela.

Surpreendentemente, os ciclistas puderam usar as escadas rolantes da linha amarela para subir com as bicicletas. A exceção foi feita apenas nas estações dessa linha. Se você voltou pedalando nesse dia, principalmente se tiver usado o Metrô, conte sua história aqui!

Questionada pelo blog Na Bike, a ViaQuatro enviou a seguinte resposta:

“O transporte de bicicletas nas escadas rolantes foi excepcionalmente autorizado nas estações da Linha 4 – Amarela na última quarta-feira, 25, em ocasião do evento World Bike Tour, que reuniu cerca de 8 mil ciclistas. O objetivo da ação foi facilitar o fluxo de passageiros que iam ou voltavam do evento.

A experiência foi positiva e o usuário não encontrou nenhuma dificuldade, realizando o percurso de forma segura.”

Perceberam a última frase? :)

Foi um ótimo teste, em situação que excedia em muito a média diária de utilização do sistema por ciclistas. E, se nessas condições não houve nenhuma dificuldade, o próximo passo seria…

A liberação

Na noite da última sexta-feira, 27 de janeiro, o blog Na Bike publicou a informação de que Metrô, ViaQuatro e CPTM passarão a permitir o uso das escadas rolantes para subir com as bicicletas, a partir do dia 4 de fevereiro. O comunicado veio da Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos.

Segundo o texto da Sabrina, a medida ainda está em regime de testes. Durante esse período, equipes operacionais avaliarão como os ciclistas e demais usuários se adaptam ao transporte da bicicleta nas escadas rolantes.

“Após testes, constatou-se que a subida na escada rolante pode ser feita com segurança (freios acionados e mantendo distância dos demais usuários). No sentido de descida das escadas rolantes, o transporte das bicicletas não será liberado, pois requer maior esforço e habilidade do ciclista para garantir a própria segurança e a dos demais usuários”

Do comunicado enviado pela Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos.

O blog Um, Nenhum e Cem Mil, do Maurício Alcântara, publicou um relato pessoal sobre o assunto, na mesma sexta-feira.

E o Estadão publicou uma matéria sobre o assunto no domingo 29, em sua versão impressa e também na internet. A matéria foi replicada em diversos lugares, inclusive no Portal iG.

CicloLiga também publicou a notícia em seu site, com um agradecimento a todas as pessoas envolvidas nesse processo de mudança.

Horários

No Metrô, as bicicletas são permitidas de segunda a sexta, a partir das 20h:30. Aos sábados, a partir das 14hs. Nos domingos e feriados, o dia todo. Veja a informação oficial aqui.

Na CPTM, as bicicletas ainda não são aceitas durante a semana. Aos sábados, domingos e feriados, os horários são os mesmos do Metrô. Veja aqui.


24 comentários para Metrô e CPTM liberam uso das escadas rolantes para os ciclistas em São Paulo

  • [...] SP) e no blog Um, Nenhum e Cem Mil, ambas no dia 27/01, no jornal O Estado de S. Paulo e no blog Vá de Bike (nesse último, com uma detalhada cronologia dos fatos que levaram à decisão do metrô), ambas [...]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Ótima notícia, espero que o movimento continue crescendo !

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Gente fico impressionada como é difícil conseguir uma pequena conquista no sentido de melhorar a integração da bicicleta com os demais meios de transporte.
    William e Ciclo Liga estão de parabéns pelos esforços. Nota 10 para voces com a produção de vídeos, das matérias nos blogs etc…mas ainda fico decepcionada com certas restrições (no caso agora das descidas pelas escadas rolantes). Bom, espero que estejamos a meio caminho da conquista. Vamos esperar pela liberação da descida.
    Também sugeriria a liberação dos elevadores pera ciclistas idosos e também para aqueles que tenham bagagem na bicicleta (mais seguro do que as escadas rolantes).

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

  • Verônica Pereira

    aeeeeeeeeeeeee que ótima notícia! Vim aqui postar a resposta do metrô e tive uma surpresa ao me deparar com a notícia uhuuuuu

    Prezada sra. VERONICA PEREIRA GREGORIO FRANCO

    Em atenção a sua solicitação esclarecemos que o Metrô está ciente das questões relacionadas ao acesso dos ciclistas às estações. Por este motivo está sendo desenvolvido um estudo sobre o uso de escadas rolantes e de estratégias alternativas utilizadas em outros metrôs do mundo para o deslocamento com bicicleta no Metrô.

    Sabemos que a garantia de acessibilidade aos ciclistas no sistema metroviário contribui para a melhoria das condições de mobilidade e sustentabilidade da cidade.

    Agradecemos o seu contato.

    Atenciosamente,

    Vera Massa
    COMPANHIA DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO – METRÔ

    Comunique-se com o Metrô:
    Fale conosco no Site do Metrô: http://www.metro.sp.gov.br
    Central de Informações: 0800-7707722, todos os dias, das 5h30 às 23h30.
    Telefone do Usuário nas estações: Tatuapé, Sé e Tucuruvi
    Atendimento Pessoal: Central de Serviços – Estação Sé, de 2ª a 6ª feira, exceto feriados, das 7h às 20h.
    Correio: Rua Vergueiro, 1200 – Paraíso – CEP 01504 000 – Fax: 3179-2053
    Caixa de Sugestões em todas as estações

    Thumb up 2 Thumb down 0

    • Verônica Pereira

      Agora encaminhei um elogio ao metrô. Não importa o quanto tenhamos esperado. O que vale é que não desistimos de dialogar e que fomos todos ouvidos e nossas sugestões foram consideradas \o/

      Thumb up 2 Thumb down 0

  • Olha, eu sei que isso é um grande avanço, mas não acho que seja motivo de tanta comemoração. Pô, libera logo na descida também, não faz diferença nenhuma, é muita sacanagem. Por que todo mundo está satisfeito com isso?

    Thumb up 1 Thumb down 0

    • Ricardo Laudari

      Renato, entendo sua decepção. Afinal, também entendo que foi excesso de zelo do Metrô. Entretanto, não podemos deixar de reconhecer que é um primeiro passo e todas as caminhadas começam assim!

      Thumb up 1 Thumb down 0

      • Eu reconheço, e isso já aparece no meu primeiro comentário. Mas vejo que praticamente todo mundo está só comemorando, não vi ninguém salientando que na descida também é importante. Se fosse um pedido que exigisse uma grande obra, daí tudo bem não conseguir muito depressa, mas nesse caso é apenas uma questão de decisão, pode ou não pode e ponto final. É uma questão de respeito com o ciclista, eu não admito essa falta de consideração. Estão se satisfazendo com muito pouco!

        Thumb up 1 Thumb down 0

  • Elaine

    uhullll!!!

    acabei de registrar um elogio ao metro!

    fiz tb a sugestão da descido por escadas rolantes, já que sou usuaria continua das escadas pq sou deficiente, e eles não me barram… e percebo q a população em geral tb apoia, e não oferece risco algum!!

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Izabela

    Muito legal, gente!
    Isso foi reflexo exato da comunhão de esforços de todo mundo.
    Parabéns a todos por essa conquista!

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Paulo Sak

    Parabéns Willian Cruz e à comunidade de bikers.

    Só com conscientização, união e ação é que podemos ser fortes e buscar mudanças em nossa Sociedade.

    E alguma coisa mudou. Não veio do nada. Veio porque pessoas reivindicaram seus direitos através de ações organizadas.

    Mérito àqueles que se mobilizaram em prol da comunidade.

    Parabéns.

    Paulo

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • luis fernando

    Uma grande vitória de todos os ciclistas e da cidadania.
    Agora todos nós devemos zelar pela conquista, utilizando de modo seguro evitando ao máximo o incômodo aos outros usuários, mantendo a escada limpa (cuidado com seu pneu sujo, graxa, barro, etc).
    A opinião dos outros clientes deve ser dividida a respeito dessa liberação.
    Se tomarmos os devidos cuidados, utilizando a escada com responsabilidade, vamos conseguir muitos apoiadores.
    Recentemente (14/01) tentei acessar a passarela/esteira rolante no acesso da Estação Consolação até Estação Paulista. A funcionária do Metrô, muito gentilmente, me impediu. Mas, já na Estação Paulista, outro funcionário da vigilância contratada do Metrô me indicou a escada rolante dos fundos para a descida à plataforma. E disse: “hoje pode”.
    Parabéns a todos nós.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Ricardo Laudari

    Willian, as vitórias são gratificantes não pela sua envergadura, mas sim pelo esforço que sabemos ter depositado para obtê-las!

    Como deixei no blog do Mauricio, a grande vitória mesmo é perceber que o episódio culminou com a formação da Ciclo Liga, trazendo a força de um movimento coordenado! Isso foi fundamental para esta conquista e futuras.

    Forte abraço,
    Laudari

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Felipe Vitor Paixão

    Sou Auxiliar de Supervisão dos bicicletários do Metrô, administrado pelo Instituto Parada Vital, e há algum tempo utilizo a minha bicicleta para passar em todos os bicicletários…
    Sobre a liberação, na segunda-feira, quando eu estava na sede do IPV, ouvi essa tão boa notícia da ciclista Evelyn Araripe, que visitava a sede… logo eu fiquei muito contente, pois há duas estações [Brás e Liberdade, sem contar a Sé, que o acesso à rampa fecha às 19h00], onde o acesso é através de escadas… ambas as estações citadas, antes utilizava essas escadas rolantes, sempre olhando se alguém do Metrô passasse perto de mim… só fui abordado uma vez por um segurança quando eu chegava no Brás, e o mesmo me explicando o porque da não liberação de bikes nas escadas rolantes, e eu dizendo que tenho tendinite [e tenho mesmo tendinite], mas ele nem quis saber, e me orientou por procurar uma ajuda pra subir as escadas fixas…
    Esses dois bicicletários possuem acessos difíceis, através de escadas… agora, com a liberação, tenho mais do que comemorar…

    Parabéns ao “Vá de Bike” e a “Ciclo Liga” pelo esforço… a cada dia vocês conquistam uma legião, com os vídeos e imagens aos principais órgãos… nota 10 pra vocês…

    Abraços!
    E um dia todos vocês e eu nos encontramos em qualquer bicicletário do Metrô…

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • luiz carlos

    Estive com meu filho de 13 anos na ciclovia de Pinheiros dia 12 de fevereiro de 2012 e na volta , na estação Pinheiros da Cptm , fui cercado por 4 seguranças da mesma que me impediram de subir as escadas rolantes.Não adiantou argumentar que a Cptm e o Metro tinham liberado as escadas rolantes para os ciclistas. Tive que carregar a bike nas escadas fixas.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Luiz, é importante formalizar uma reclamação com o Metrô. Mesmo que não tenha anotado o nome dos seguranças, pela data e horário deve ser possível rastrear a equipe que trabalhava no momento:
    http://www.viamarela.com.br/contato.swf
    http://www.metro.sp.gov.br/app/faleConosco/01acc00/custom/faleNew02.asp?tipoId=2

    Thumb up 0 Thumb down 0

    • luiz carlos

      O ocorrido foi na estação Pinheiros da CPTM. Os seguranças afirmaram que a liberação das escadas rolantes para ciclistas era somente para o Metro e não nas estações da CPTM. Esta correto? Tenho que fazer a reclamação com o Metro?

      Thumb up 0 Thumb down 0

  • luiz carlos

    Acabei de publicar reclamação no site da CPTM .Neste site confirma a liberação de acessar as escadas rolantes com bike.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Davitk

    Cade o capacete dessa mocinha de cabelo estranho?? Vamos dar o exemplo!!

    Thumb up 0 Thumb down 2

  • Adilson

    Numa escada rolante em movimento, ciclista e bicicleta estão parados em relação aos degraus da escada. Na escada estática, ciclista e bicicleta movimentam entre si e em relação aos degraus da escada. Portanto é mais seguro transportar bicicletas em escadas rolantes.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Camila

    Tem alguma perspectiva de um novo diálogo com o Metrô e CPMT sobre tentar liberar nas descidas também? Hoje tive uma experiência bem ruim na estação Butantã voltando para casa após um passeio na ciclofaixa, os seguranças da linha 4 além de grosseiros são assustadores..

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Jacqueline

    O metrô está instalando rampas de acesso para bicicletas nas escadas:
    http://bikelink.blogspot.com.br/2012/05/trilho-ou-rampa-de-acesso-para-bikes-no.html

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Gabi

    Muito organizado o site, obrigada pelas informações!
    E parabéns!

    Thumb up 1 Thumb down 0

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>