Aracaju de bicicleta, um caso de amor

Ciclovia na avenida beira mar

Aracaju fica localizada no nordeste do Brasil, possui pouco mais de meio milhão de habitantes e uma qualidade de vida de dar inveja. Sua malha cicloviária chega aos 70 km, tornando perfeitamente possível cruzar a cidade utilizando as ciclovias que, no geral, são sinalizadas, interligadas e conservadas (salvo algumas exceções).

Estive na capital de Sergipe no início de 2012. Durante os 10 dias que fiquei por lá, pedalei em boa parte dessas ciclovias, reencontrei amigos, participei da Bicicletada Nacional, conheci outros ativistas engajados, etc.

Placas "piratas" pedem respeito à lei do 1,5m

Aracaju é o lugar onde vivi boa parte da infância e adolescência e, vergonhosamente, confesso que não a conhecia muito bem. Quando morei lá, andava de ônibus e de carro, e me tornei mais uma sergipana que só reclamava do trânsito e da sua eterna falta de estrutura.  Alguns anos se passaram e, olha só: estruturas viárias foram construídas e os congestionamentos triplicaram! A cidade está mais travada do que nunca e as pessoas, estressadas, não têm tempo de perceber as belezas e prazeres daquele lugar.

Não é exagero nenhum afirmar que pedalar como meio de transporte em Aracaju resolveria grande parte dos problemas de muita gente. 90% dos deslocamentos urbanos diários não passam, quando muito, dos 10km (isso é um dado de percepção pessoal). A cidade é plana, pequena, agradável e ciclável.

Praia de Atalaia

Mas por que o sergipano ainda resiste à idéia de adotar a bicicleta para se locomover? Por que ainda é necessária uma Massa Crítica reivindicando respeito, espaço e visibilidade?  O que tem de errado?

A bicicleta e as teorias

1 –  Ter muitas ciclovias não significa necessariamente que o trânsito é amigável e gentil. Por mais que as pessoas saibam que tem ciclistas nas ruas, eles estão sempre separados dos outros veículos, não havendo convívio harmonioso e pacífico. Quando, por algum motivo qualquer, o ciclista precisa circular fora desses espaços exclusivos, as ameaças verbais e físicas são constantes.

2 – Infelizmente (bem infelizmente mesmo) muitos aracajuanos não amam aquela cidade. É sério! Isso não quer dizer que eles a odeiem, mas não a amam, não se apropriam dela. É muito comum encontrar pessoas que desconhecem detalhes do seu próprio bairro ou nunca visitaram pontos turísticos conhecidíssimos da cidade, apesar de morarem lá há décadas.

Apesar da boa estrutura cicloviária, o ciclista é ignorado nas pontes

De bicicleta fica mais fácil olhar a cidade no olho, sem filtros nem mediadores. Em Aracaju eu vi de perto as belezas dos arredores do Mercado Municipal, o cartão-postal da ponte que passa pelo Rio Sergipe, o cheiro da Passarela do Caranguejo, a maresia na Orla de Atalaia e os banquinhos de praça que margeiam os mangues, sempre convidando para apreciar o pôr do sol.

Falo isso com propriedade. Morei lá muitos anos e nunca, absolutamente nunca, tinha notado todas essas coisas quando andava de carro ou de ônibus. Andar a pé era raro. De bicicleta? Deus me livre daquele calor infernal. Eu não percebia que todas as desculpas do mundo só afastam cada vez mais os cidadãos da sua cidade.

A Av Beira Mar é cheia de banquinhos de praça

Desafio

Que tal, então, a partir de agora tentar reparar mais ao seu redor? Desacelerar o ritmo, se permitir ousar e mexer o corpo. Pedalar, caminhar, sentar num banco, olhar o céu, tentar fotografar a lua. Ouvir os barulhos, sentir os cheiros, conversar com um desconhecido.

Só assim para se apaixonar pelo lugar que você mora e cuidar dele como se fosse seu quarto. Reclamar para os governantes, exigir políticas públicas, entender onde estão os problemas, estudar soluções coletivas. Tornar a cidade o melhor lugar do mundo para se viver e criar seus filhos.

Aracajuano: EXIJA da Prefeitura campanhas de educação no trânsito, respeito ao ciclista, fiscalização, policiamento, compartilhamento das vias, harmonia entre os veículos. O ciclista tem DIREITO de pedalar e o motorista o DEVER de respeitar.

Sinalização que dá passagem aos ciclistas

Ciclovia interligada no canteiro central

Ciclovia liga pontos importantes da cidade

 

Aniversário

No mês em que Aracaju completou 157 anos, alguns sergipanos presentearam a cidade com esse lindo vídeo. Inspire-se.


13 comentários para Aracaju de bicicleta, um caso de amor

  • Sandra Ribeiro

    Só gostaria de fazer uma reivindicação; na zona norte deveria se ter a mesma estrutura que nas ciclovias como o da 13 de Julho, mais sinalização.
    Peço aos nossos governantes para que se invista mais nessas ciclovias, para que se possam realmente todos passarmos utilizar nossas bicicletas sem correr risco de acidentes.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Vanja Almeida

    Aline,

    Fiquei encantada com a sua reportagem e com o vídeo! Me deu uma vontade danada de andar de bicicleta! Saí por aí com o vento batendo direto na cara. Que maravilha!
    Pelo vídeo pude perceber que a minha cidade está cada vez mais bonita! Ela só tem 157 anos e ainda é muito jovem.
    Parabéns pra você e pra minha cidade que amo muito!
    Viva ARACAJU!!!!

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Kelly Caldas

    Aline, achei muito bacana o seu texto.
    Moro em Aracaju desde os 14 anos e somente a pouco tempo começei a andar de bike (ainda sem muita prática kkk), mas concordo com as suas descrições.
    Realmente, ao andar de bike, caminhar, correr, enfim se movimentar com a energia do nosso corpo e não com os motores dos carros ou barulho infernal dos ônibus precários de nossa cidade, me sinto mais viva e mais apaixonada pelo meu habitat.
    Que novas ciclovias sejam construídas, que mais e mais pessoas começem a defender essa idéia e a respeitar esse forma nobre de locomoção.
    Ainda não tive coragem de trocar meu carro pela bike, confesso! Sair da inércia não é fácil, o comodismo nos impede de buscar alternativas mais saudáveis, graças a pessoas como você, conseguimos olhar a nossa realidade por um outro ângulo.
    Parabéns pela iniciativa, agora o vadebike.org entrou nos meus favoritos.
    Bjos.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • ALIOMAR SANTANA

    SOU PARTICIPANTE DO BIKE CLUB FILHOS DO VENTO (PARIPIRANGA-BA)E FIQUEI MAIS ORGULHOSO EM VE UMA CONTERRANEA FAZENDO PARTE DE LINDO VIDEO. VALEU ARACAJU

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Mt boa a matéria, gostei mt, q bom seria se isso fosse feito em todo o Brasil,c certeza em muitos lugares deste país existem pessoas q gostariam de sair por aí pedalando suas magrelas, porém o medo de serem confrontados pelos veiculos q não os respeitam, os reprimem de tomarem essa atitude de liberdade. Mas eu tenho esperança……
    Me parece q as pessoas q são pedestres no dia a dia, tb não gostam dos ciclistas, hj quando andava de bike, tomei um chão mt forte, bati as costas em um poste de sinalização de transito, q me deixou sem respirar por alguns segundos, pedi ajuda para levantar, mas ninguém me ajudou, é mt triste. Desculpem esse desabafo.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Eliane

    Aline querida, parabéns pelo excelente texto, adorei tudo que foi colocado sobre a nossa bela Aracaju!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Robin

    Registro os parabéns à autora pelo belo texto. Concordo integralmente com os comentários, apenas ratifico a necessidade de valorização da capital sergipana pelos próprios aracajuanos e por quem foi acolhido por tão bela cidade. Seguramente, o convívio pacífico entre ciclistas e motoristas é um importante meio para se atingir esta finalidade.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Cristiane Nunes

    Parabéns Aline, por seu texto!!!! Depois que resolvi adotar a bike como meio de transporte também passei a observar mais a cidade que eu morava. Infelizmente, ainda não posso fazer TUDO de bike, mas nos momentos que posso, aproveito o máximo. As pessoas daqui estão começando a mudar esse comportamento, é um trabalho lento, precisamos continuar com as campanhas. Temos muito caminho pela frente e como sou muito otimista, tenho certeza que conseguiremos conviver em paz no trânsito – carros e bikes.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Eva

    Belíssimo texto. Vamos aproveitar ARACAJUANOS nossa cidade Linda; PEDALAR, CAMINHAR, enfim, conhecer cada cantinho
    dessa cidade que amoooo! Parabéns Aline!! Parabéns ARACAJUUUUU. bjos

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • alberto junior

    adorei, muito bom minha irmã, bjus

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Glauston Pinheiro

    Deu vontade de pedalar em Aracaju e conhecer a cidade!

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>