Cicloviajantes buscam histórias e iniciativas “fora do sistema” pela América do Sul

 

Matt Trotamundo. Foto:Divulgação

Em agosto de 2012, o jornalista de São Paulo, Matt Trotamundo subiu em sua bicicleta e saiu pedalando em busca de novas histórias, costumes e iniciativas fora do comum, que representem algum tipo de mudança social. Quatro meses depois, Matt encontrou a portuguesa Vanessa Correia, que estava no Peru, para seguirem tocando juntos, pelos próximos dois anos, o Projeto Saia do Sistema.

Levando uma vida simples, com o mínimo de dinheiro possível, uma barraca no bagageiro e contando com a ajuda e solidariedade de quem encontrarem pelo caminho, os dois cicloviajantes pedalarão sem pressa pela América do Sul.

Matt e Vanessa pedalarão pela América do Sul em busca de histórias de pessoas "fora do sistema". Foto: Divulgação

“O Saia do Sistema é um projeto que mistura jornalismo e cicloviagem. De setenta em setenta quilômetros por dia, do Atlântico ao Pacífico, o objetivo é ver na prática como é o dia a dia de artistas de rua, poetas marginais, ativistas, coletivos libertários, moradores de ecovilas e tantos outros sonhadores da nossa rica América do Sul”, diz o site do Projeto.

Ambos são ativistas e lutam por um mundo menos hierárquico, menos burocrático e mais harmonioso. Acreditam em movimentos autogestionados, horizontais, cultura livre e anarquia. Têm histórico com a Bicicletada e acreditam na bicicleta, na arte e no amor como instrumentos de revolução das pessoas e das cidades. São vegetarianos, adeptos do freeganismo e praticantes do CouchSurfing – rede social que reúne mochileiros para receber e abrigar outros mochileiros pelo mundo, gratuitamente.

Com um projeto bastante politizado, o Saia do Sistema faz jus ao nome, propondo novos valores e dinâmicas de vida bem diferentes do que estamos acostumados a ver por aqui. Além de viverem “fora do sistema”, os viajantes querem conhecer não só pessoas que decidiram sair do sistema, mas também aquelas que o próprio sistema expulsou, fazendo com que vivam na marginalidade e improviso.

De acordo com as últimas atualizações do site, Matt está no Rio de Janeiro (nov/2012) e deve encontrar Vanessa em breve para dar continuidade à viagem. Além dos dois, o projeto conta com a ajuda de mais sete voluntários: Renata Cardamoni, Diego de Paula, André Freitas, Renato Moll, Thiago Tecepê, Tamiris Gomes e Jéssica Moreira. A equipe auxilia com a arte do site, atualização, manutenção das páginas, conteúdo, divulgação e suporte na viagem caso seja necessário.

Mapa com o roteiro da viagem pela América do Sul. Clique para ampliar

Saia do sistema não precisará de muito dinheiro: eles tentarão acampar ou buscar abrigos em escolas, corpo de bombeiros, com pessoas solidárias, etc. Mas, ainda assim, muitas vezes será necessário ter alguma verba para cobrir despesas com a bicicleta e com a viagem. Saiba como ajudá-los.

Ao final, a ideia é editar um documentário a partir de todos os registros que forem feitos nesses dois anos pelo caminho. “Queremos mostrar à sociedade que outro mundo é possível. Desejamos encontrar gente que acredita em um mundo diferente e, por isso, rompe com o hoje criando um novo amanhã. Enxergar a vida além dos valores financeiros”.

Curta a página do projeto no Facebook e acompanhe todas as novidades

 

O Vá de Bike deseja boa sorte aos cicloviajantes. Estamos acompanhando! :)

 

Os movimentos recentes de Ocupação pelo mundo foram uma das inspirações para o Projeto. Foto: Divulgação


4 comentários para Cicloviajantes buscam histórias e iniciativas “fora do sistema” pela América do Sul

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>