Prefeito de São Paulo receberá ciclistas – envie sua sugestão

Leia também
Os planos do prefeito Fernando Haddad para as bicicletas

Prefeito afirma: todo novo corredor de ônibus terá ciclovia

Manifestações pediram segurança e prefeito receberá ciclistas

Por que os ciclistas continuarão usando a Avenida Paulista

Na manhã dessa sexta-feira, 22 de março, o prefeito Fernando Haddad receberá ciclistas para uma conversa sobre o que pode (e deve) ser feito na cidade para proteger quem se locomove de bicicleta na cidade.

O encontro surgiu após a manifestação do domingo 17 e mostra a disposição do prefeito em dialogar com a sociedade civil. Haddad se mostra disposto a entender melhor as necessidades dos ciclistas e atuar para reduzir as mortes de cidadãos no trânsito da cidade de São Paulo.

Cabe lembrar que o atual prefeito assinou carta de compromisso com a Ciclocidade durante a campanha, em 2012. Saiba mais aqui e assista abaixo o vídeo produzido pela Ciclocidade, onde Fernando Haddad fala de suas propostas de campanha para o uso da bicicleta na cidade.

Fernando Haddad pedalou durante a campanha, em 2012, em encontro com a Ciclocidade. Na ocasião, assinou carta de compromisso com uma cidade mais ciclável. Foto: Jeanne Gibson/Divulgação

Fernando Haddad pedalou durante a campanha, em 2012, em encontro com a Ciclocidade. Na ocasião, assinou carta de compromisso com uma cidade mais ciclável. Foto: Jeanne Gibson/Divulgação

Comissão

Todo ciclista tem alguma sugestão para melhorar a cidade e, ainda que algumas delas sejam conflitantes, temos todos o mesmo objetivo: uma cidade mais segura, agradável e ciclável, para nós e nossos filhos.

Entretanto, é impossível termos todos os ciclistas nessa reunião, por razões mais que óbvia. Já se foi o tempo em que os cicloativistas eram um punhado de desbravadores, vistos pelos demais como malucos e visionários. Hoje somos muitos. Por isso, uma comissão para representar os ciclistas está sendo formada, ao longo de uma acalorada discussão sobre o que apresentar no encontro, que vem ocorrendo via Facebook e e-mails desde o início da semana.

Vá de Bike participará ativamente da reunião. Estarei por lá, junto a representantes de outros grupos e entidades como Bike AnjoCiclocidadeCicloBR, além de alguns dos ciclistas que participaram da manifestação do último domingo e conseguiram obter essa abertura rápida de diálogo com o poder executivo.

Participe

Ciclistas passam pela Av. Paulista, como outros centenas de milhares fazem diariamente em toda a cidade: vidas que precisam ser preservadas.

Ciclistas passam pela Av. Paulista, como outros centenas de milhares fazem diariamente em toda a cidade: vidas que precisam ser preservadas, tanto no centro quanto na periferia.

Todo ciclista que coloca sua bicicleta na rua, apesar de ser criticado, apesar de ouvir frases desmotivadoras como “é perigoso”, “vá pedalar no parque” ou “nessa cidade não cabem bicicletas”, é na prática um cicloativista, pois está fazendo parte, ainda que não se dê conta, da conquista desse direito para as gerações que virão.

Todos vocês merecem nosso carinho e nossos sinceros agradecimentos. Continuem pedalando, nossos filhos dependem de vocês. Gostaríamos que todos pudessem participar da reunião, contar suas histórias, suas necessidades, seus sonhos de uma cidade melhor, onde possamos pedalar com nossos filhos pequenos e nossos pais idosos, sorrindo despreocupados. E essa cidade virá.

Por isso peço que enviem, aqui no espaço de comentários dessa página, as suas sugestões do que poderia ser feito para melhorar essa cidade para nós, que pedalamos diariamente, e para nossos amigos que gostariam muito de usar a bicicleta mas ainda não conseguem se sentir seguros para isso.

Claro que já tenho uma ideia do que merece ser falado, claro que não posso levar todas as propostas colocadas aqui diretamente ao prefeito, mas garanto que lerei tudo que for escrito neste espaço e as informações passadas aqui ajudarão a construir minha opinião – como sempre ajudam, ainda que vocês não saibam. Outros participantes da comissão também lerão o que for postado aqui.

Por favor, sejam sucintos e enviem propostas para resolver o problema da cidade, não dessa ou daquela avenida ou ciclovia. Agradecemos de antemão a participação de vocês.

Compareça

Ainda que poucas pessoas possam entrar na reunião, a presença de ciclistas em frente a prefeitura enquanto o encontro acontece é importante e mostra que há mais do que uma dúzia de pessoas preocupadas com a bicimobilidade e com a preservação de suas vidas e de nossos amigos, familiares e amores que pedalam. Chame os amigos e mostre, com sua presença, que a vida de quem pedala na cidade não pode esperar.

Prefeitura de São Paulo
Viaduto do Chá, 15 - Centro
Sexta, 22 de março, às 6h


89 comentários para Prefeito de São Paulo receberá ciclistas – envie sua sugestão

  • Alex Monaco

    Há vários anos, em Londres, existe uma cobrança como espécie de pedágio para os veículos que transitam no centro da cidade. A fiscalização de quem pagou ou não pagou é feita por radares, assim como os que fiscalizam o rodízio de veículos em São Paulo. Essa solução seria justa, desincentivando as pessoas a usarem os veículos para transitar no centro e centro expandido, e ainda aumentaria a receita da cidade.

    Thumb up 1 Thumb down 1

  • Junior

    Fala Rodrigo, blz, cara realmente tua pesquisa é bem curta e rápida. Fico no aguardo dos resultados agora.

    Grande abraço e boa sorte

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • francisco gouveia

    ci clovia nos dois lado da maginal com entrada e saída em varios pontos. tenho certeza que muita gente optaria por pedalar. estou indo ao trabalho de bike ha 40 dias estou gostando muito. mais falta lugar seguro.

    Thumb up 2 Thumb down 0

    • Francisco, também acho a ciclovia da marginal show de bola, entretanto ela não atende muitos ciclistas, infelizmente. Eu trabalho na av. paulista e acabo não utilizando ela, por exemplo, quem me dera.
      Você acha que tem muita gente que pedala por ali na marginal para ir ao trabalho? tirei um dia de folga e não vi muita gente…

      Abraço

      Rodrigo

      Thumb up 1 Thumb down 0

  • Luciana

    Quero uma cidade onde posso usar a minha bicicleta como meio de locomoção!!!

    Thumb up 2 Thumb down 1

  • Márcio

    E aí, William!

    Como foi lá?!

    Thumb up 2 Thumb down 1

  • Poderiam nos passar o que foi definido na reunião, por gentileza ?

    Thumb up 2 Thumb down 1

  • Paulo

    Para aumentar a segurança nas ciclovias atuais e das futuras que serão construídas, evitando veículos invadirem estas que ficam ao lado e no mesmo nível da rua, deveria ter paralelepípidos (com certa altura) dividindo o espaço dos carros com a da bicicleta.

    Thumb up 2 Thumb down 1

  • Erick

    Redução de velocidade nas vias públicas!
    As zonas 30 devem ser IMPOSTAS, ao invés de se esperar a boa vontade dos moradores/comerciantes de cada região que as adotem espontaneamente.
    E MUITO MAIS fiscalização, tanto por agentes da CET quanto de câmeras. Diariamente vemos um festival de desrespeitos às leis de trânsito, causadoras de ferimentos e mortes!

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Marcelo

    Deveria ter ciclovia permanente,definitiva,em toda a capital,pra todos que querem ir trabalhar,estudar,enfim se locomover de bicicleta com segurança e muita sinalização.
    Só temos a ganhar com isso,principalmente nas grandes capitais,melhorando o trânsito,saúde,estresse,barulho,menos acidentes,enfim tudo fica melhor.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Olá,

    Que massa! Dá pra sentir que as coisas estão andando.

    Ok, eu também tenho uma sugestão. Eu noto que a ciclovia do zona oeste, a do rio pinheiros, tem um grande potencial, mas alguns detalhes a impedem de ser mais usada. Vou postar aqui:

    - Mais acessos: O acesso do parque do povo ainda não saiu :(
    - Ligar os acessos com os grandes centros. Por exemplo, muita gente trabalha na Faria Lima e quando sai da ciclovia tem que pegar um pouco de espaço perigoso;
    - CPTM: Habilitar uso de bike durante a semana;
    - Após os dois primeiros itens estiverem concluidos, a ideia seria divulgar o uso da bike de quem faz rotas que já são cobertas por: ciclovias, ciclorotas e, quem sabe um dia, ciclofaixas (*). Divulgações do tipo: “Vai de Santo Amaro até a Faria Lima? Já pensou em ir de bike? Saiba mais em…”

    A mensagem geral é: fazer o que já é existente ser util para o trabalho (pois é o que motiva a maior parte das locomoções de carro durante a semana).

    * Sei que muitos ciclistas, como o Willian Ribeiro, apoiam o maior respeito dos motoristas para com os ciclistas, também apoio isso, mas nem todos tem a habilidade de “não tremer” quando um motorista “tira fina” de ciclista ou quando um veiculo gigante passa fazendo barulho, assim sse a prefeitura for motivar o uso, eles devem ter certeza que as condições são boas para todos.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Diego Aguiar

    O Tiago Barufi já pontuou a minha maior questão, que seria a travessia segura nas pontes.
    Creio que o Odir, caso vá ao encontro, levantará essa questão.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Juliano

    Willian, muito legal a iniciativa, parabéns. Algumas sugestões, organizadas por eixos:
    Infraestrutura:
    • Implantar uma rede de ciclovias, ciclofaixas e rotas de bicicleta que sejam funcionais aos deslocamentos urbanos, baseado em estudos e pesquisas e com ampla participação social dos ciclistas, priorizando-se as vias de grande demanda e com alto índice de acidentes, como as Avenidas Paulista e Eliseu de Almeida
    • Detalhar como será executada a proposta do Prefeito de integrar o sistema de bicicletas públicas ao bilhete único (prazos e forma de uso)
    • Ampliar a estrutura que favoreça a intermodalidade, como redes cicloviárias no entorno das estações do sistema integrado de passageiros, ampliação e adequação da capacidade e do horário de funcionamento dos bicicletários ao horário de funcionamento do transporte coletivo.
    • Regulamentar a lei que institui o Sistema Cicloviário (Lei 14.266 e PL 655/09), para que o mesmo seja, de fato, implantado.
    • Assegurar a participação da sociedade civil na elaboração dos projetos cicloviários, através da criação do Conselho Municipal de Transportes.
    • Adequação da frota de ônibus (com a implantação de racks dianteiros) e vagões de trem e metrô de modo a favorecer o transporte de bicicletas em qualquer horário do dia, sem prejuízo aos demais usuários.
    Educação:
    • Regulamentar a Educação do Trânsito como matéria obrigatória nas escolas de primeiro e segundo graus.
    • Promover campanhas permanentes para todos os atores do trânsito, visando a redução de comportamentos agressivos e da violência no trânsito.
    • Promover Campanhas de incentivo ao uso da bicicleta, ajudando a esclarecer “mitos” sobre a inviabilidade da bicicleta para a cidade.
    • Ampliar o programa “Escola de Bicicleta” para outras unidades além dos CEUs.
    • Qualificação dos técnicos da CET e Secretaria Municipal de Transportes em Planejamento Cicloviário.

    Incentivos Econômicos
    • Reduzir a carga tributária sobre bicicletas (sobretudo os modelos dobráveis que são permitidos no trem e metrô) e peças de bicicletas. Obs: Tenho dúvida se essa ação cabe ao executivo municipal.
    Abraços!

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Gustavo C.

    É claro que precisamos de muitas melhorias como a implementação do plano cicloviário, sinalização, entre outras coisas. Mas, na minha opinião, nada disso adianta se um motorista te ver pedalando numa via que não possui ciclovia e pensar que você não tem esse direito.
    Por essas e outras, pra mim, o primordial é uma campanha de conscientização e respeito principalmente dos motoristas para com os ciclistas. Divulgação das leis de trânsito já existentes que prevêm nossa segurança com faixas, campanhas publicitárias, sinalização em todas as vias de maior movimento pela possibilidade de se deparar com uma bicicleta, agentes de trânsito para fiscalizar motoristas imprudentes e todos os problemas ocorridos na interação carro/bicicleta.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Tem bastante comentário e eu não li todos, então com certeza devo colocar coisas duplicadas…

    1 – Fazer com que os prédios cumpram a lei que exige bicicletário. Criar uma lei que exija não só o bicicletário adequado (a lei poderia prover os modelos indicados não?) como exija do prédio vestiários e armários para se guardar os objetos do ciclista. Isso não precisa ser de graça, pagaria numa boa 50/mês para ter acesso a isso!

    2 – Ciclovias fixas nas principais vias da cidade. As maiorias das principais vias da cidade estão no topo da topografia do local ou em fundos de vale, mas mais que isso, são bastante planas e muitas delas não tem alternativas (vide Av Jabaquara entre Metrô Conceição e Metrô Santa Cruz). Essas mesmas vias são muito usadas por ciclistas por serem caminhos óbvios e deveriam ser o principal alvo de ciclovias fixas. Na minha vivência, que sou da Zona Sul, Av Jabaquara, Av Indianópolis, Av Ibirapuera, Sena Madureira, Rua Vergueiro.

    3 – Melhor integração com modais de transporte público. Ciclistas também querem usar metrô e ônibus!

    4 – Educação sobre trânsito para ciclistas e motoristas

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Patrícia

    William, minhas sugestões:

    - Ponto seguro de acesso as ciclovias;
    - Execução de todos os projetos aprovados, que ainda estão no papel;
    - Estacionamento de bikes espalhados pela cidade;
    - Plano de incentivo aos motoristas para usarem bicicleta: desconto em impostos ! Assim como acontece com a NFPaulista. Por exemplo: o ciclista que apresentar capacete + CNH nos estabelecimentos, ganha pontos e no final de 01 ano pode deduzir do IPTU. O estabelecimento que o ciclista apresenatr tal documento também ganha pontos que por sua vez, terá desconto nos impostos.

    Boa reunião a todos !
    Abs,

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Koiti Yoshimura

    Prefeito, é preciso vontade política e criatividade para implementar Ciclovias: Ciclofaixas,além de ser muito bom para o lazer,ajudam muito para encorajar novos ciclistas a pedalar; Porém para minimizar o trânsito e estimular o uso de bicicleta em substituição ao carro , é necessário Ciclovias seguras e que permitam sair de um ponto e chegar noutro , seja de periferia ao centro , entre periferias e no próprio centro, e locais onde deixar as bicicletas com segurança. Vale também ir conhecer cidades onde estão sendo implementadas o uso de bicicletas para minimizar o transito caótico como São Paulo.

    Thumb up 2 Thumb down 0

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>