Foi de bike ao trabalho? Conta pra gente!

O pessoal da Agência TUTU, em São Paulo, aderiu em peso! Dez pessoas foram de bicicleta, muitas delas pela primeira vez. Bike Anjos e o experiente Enzo Bertolini ajudaram na ação. Foto enviada por Gabriel Pelosi.

O pessoal da Agência TUTU, em São Paulo, aderiu em peso! Dez pessoas foram de bicicleta, muitas delas pela primeira vez. As “Bike Anjas” Daisy Lee e Rejane Barion e o experiente Enzo Bertolini ajudaram na ação. Foto enviada por Gabriel Pelosi.

Wagner convenceu seu sócio Francisco a pedalar com ele por 7 km de uma ciclovia paulistana para chegar a uma reunião. Duas empresas de São Paulo, a agência TUTU e a Clearsale, ofereceram café da manhã para quem chegou de bicicleta.

Norton pedala 22km para chegar ao trabalho, no Centro Cultural Ação da Cidadania, no Rio de Janeiro. Na foto, ele pedala dentro do prédio, que tem 180 anos. Foto enviada por Norton Tavares.

Norton pedala 22km para chegar ao trabalho, no Centro Cultural Ação da Cidadania, no Rio de Janeiro. Na foto, ele pedala dentro do prédio, que tem 180 anos. Foto enviada por Norton Tavares.

Em Santos/SP, Danilo fez em 10 minutos o trajeto que lhe consumiria meia hora dirigindo. Karol pedalou para o trabalho em Uberaba/MG, curtindo o sol e a cantoria dos bem-te-vis. Anderson chegou de bicicleta mais uma vez no seu trabalho em Recife/PE, buscando sempre os caminhos mais seguros.

Priscila é professora de inglês no Colégio Educare, em São Bernardo do Campo (SP). Seus alunos sempre vão recebê-la quando chega de bicicleta. Foto enviada por Priscila Regina Vicente Ribeiro.

Priscila é professora de inglês no Colégio Educare, em São Bernardo do Campo (SP). Seus alunos sempre vão recebê-la quando chega de bicicleta. Foto enviada por Priscila Ribeiro.

Alirio enfrentou sorrindo uma manhã gelaaaaada para chegar pedalando no Serviço Municipal de Água de Brusque/SC! Em Natal/RN, vários professores foram de bicicleta para a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em Natal, cartazes explicam conduta segura para ciclistas e motoristas. Os professores param as bicicletas até dentro de suas salas. Foto enviada pelo Prof. John Fontenele Araujo

Na UFRN, em Natal, cartazes explicam conduta segura para ciclistas e motoristas. Os professores param as bicicletas na grade do portão e até dentro de suas salas. Foto enviada pelo Prof. John Fontenele Araujo.

E Jeferson, que já fazia pedaladas noturnas em São Carlos/SP, resolveu ir pela primeira vez de bicicleta ao trabalho – e adorou. O jornalista da TV Clube/Band teve um AVC há menos de um ano e a bicicleta lhe ajuda a superar as sequelas. “Pedalar mudou minha vida”, resume.

"Pedalar mudou minha vida". Foto enviada por Jeferson Vieira.

“Pedalar mudou minha vida”. Foto enviada por Jeferson Vieira.

Essas são algumas das histórias recebidas por e-mail pelo Vá de Bike. Veja todas as fotos e depoimentos na nossa galeria!

Atenção: Todos que enviaram suas fotos até as 23h59 do dia 10 de maio receberão nosso kit completo de adesivos! \o/

Adesivos Vá de Bike

E você, foi de bicicleta para o trabalho na sexta 10 de maio?

Conta pra gente aqui nos comentários!


18 comentários para Foi de bike ao trabalho? Conta pra gente!

  • Alencar

    Moro em Jaçanã na zona norte da cidade de São Paulo, trabalho em Taboão da Serra, a empresa oferece ônibus fretado que utilizo como segunda opção, pois a minha preferência é ir e voltar pedalando em minha Montain Bike.
    O trajeto compreende aproximadamente 66Km (ida e volta), em média são 100 minutos por percurso, utilizo o máximo de dispositivos de segurança, os principais são refletores, lanternas dianteiras e traseiras, capacete, luz de freio, retrovisor e roupas com cores vibrantes (se possível com faixas reflexivas).
    O uso de bicicleta como meio transporte deve ser fruto de forte planejamento e muita atenção.
    A experiência é revigorante e a sensação de liberdade e colaboração com o meio ambiente são contagiantes.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • luiz melo

    Todos os dias vou de bike pro trabalho saiu do Burgo paulista e vou ate Lago do Pari ,pela ciclovia da Radial pena que não vai ate o centro, precisar fazer na avenida tiquatira valeu vamos pedalar.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Petrus Freire

    Moro em Fortaleza (Ceará). A distância da minha casa ao trabalho é de apenas 2,5km, mas eu costumava ir de carro porque trabalho na área jurídica e eventualmente preciso ir de paletó. Fortaleza tem clima quente, mas precisava mudar meu meio de transporte porque todos os dias pegava engarrafamento de até 40 minutos. Então, resolvi fazer o seguinte: Deixei dois blazers no meu trabalho; comprei um alforge pra ficar na garupa levando minhas coisas. Deu tudo certo. Já faz um mês que estou indo de bike e sinto que muitas pessoas se sentem incentivadas a fazer o mesmo. Vá de bike!!!!

    Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

  • Leonardo

    Costumo dizer que sou um predestinado… a ciclovia da Av. Ana Costa começa, literalmente, na porta de casa e passa, também literalmente, na porta do serviço. A distância entre um ponto e outro? 1,7 Km.

    E, mesmo assim, eu só comecei a vir de bike pro serviço regularmente há pouco mais de um mês… vinha e voltava de carro. Insano, não?
    Agora faço em menos de 10 minutos o mesmo percurso que, dependendo do trânsito, fazia em até 20 – ou mais nas quartas-feiras. Pedalando na maciota, sem forçar o ritmo. E, óbvio, com mais saúde.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Rodrigo

    Fui de bike para o meu trabalho aqui na Avenida Paulista, foi ótimo pedalar o ruim foi a recepção, aqui não tem estacionamento, não tenho como subir no meu predio com a magrela no elevador (obvio) o jeito foi me virar com o cara da padaria aqui perto, como eu almoço lá direto, não teve muito stress, mas a minha bike não ficou num lugar muito tranquilo não. Depois, aqui não tem chuveiro, embora eu tenha seguido bastante a “cartilha” do vá de bike, ainda fiquei um pouco suado, nada de mais claro, mas um banho seria bem melhor.
    De resto, foi otimo!
    Ida~20min
    volta-30min (mas por que fui até o ibira, sabe como é né, volta pra casa de sexta… sem pressa)

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Glauston Pinheiro

    Trabalho numa Secretaria Estadual no Rio de Janeiro, que tem como foco o desenvolvimento regional. Trago na minha bagagem profissional o trabalho com a mobilidade sustentável e promovi com uma amiga de trabalho uma campanha neste dia. Divulgamos o cartaz da campanha do Bike Anjo no prédio.
    Dois amigos de trabalho passaram em minha casa para virmos juntos. Chegando à Secretaria já havia um espaço especial somente para as bicicletas e todos os que chegavam de bicicleta eram presenteados com “squeezes”, o guia da TA – Transporte Ativo (De Bicicleta Para o Trabalho), adesivo 1.50M e kit camiseta e livro O Rio Pedala da Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro.
    Foi uma experiência gratificante, pois além da animação dos que vieram de bicicleta foi uma ação que contagiou a todos. Inclusive algumas pessoas que não possuíam bicicleta, vieram com algo relacionado, como pingentes, brincos, vestidos… Foi um dia especial.
    Hoje estamos confeccionando um cartaz para divulgar a data na Secretaria e vamos colocar o relato dos que vieram para a divulgação também.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Neste dia 10 de maio fui pedalando para o trabalho, como já faço há 4.5 anos (moro em Floripa). Aqui na empresa, temos bicicletário, vestiário, armário e chuveiro com água quente :) . Se não tivesse, seria difícil para mim, pois pedalo 27 km para chegar à empresa.
    Foi uma pedalada tranquila e agradável, pois a temperatura estava muito boa para a pedalada, apesar de um pouco fria! Tem até foto da minha chegada à empresa neste link: http://goo.gl/szkt2
    Já existe um grupo que vem pedalando para a empresa e estamos sempre tentando aumentá-lo!

    CicloAbraços!

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Flavio

    Eu fui, como vou todos os dias. Como foi? Perigoso como sempre.

    Thumb up 3 Thumb down 1

  • Enzo Bertolini

    Grande Willian, esse dia foi memorável para muitos aqui da agência e sementes foram plantadas. Queremos tornar o dia de bike ao trabalho rotineiro aqui.

    Abs parceiro

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Nelson Oliveira

    Bom, assim como alguns colegas acima, também fui ao trabalho de Bike. Sai de casa ás 05h30, pois gosto muito da tranquilidade da rua nesta hora. estimei um tempo maior, mas em 45min e após 17Km já estava guardando a bike no bicicletario do CENESP. Aqui, são 64 vagas em ótimas condições e segurança, mas ainda peca pela falta de vestiário (que está em fase de conclusão com armários e chuveiros). O trajeto que faço de carro, gasto por volta de 01h30 fora o stress. Por volta das 10h00, fui até o bicicletário verificar se outras pessoas aderiram, mas infelizmente, somente 5 bicicletas ocupavam o imenso bicicletário. Muitos alegam medo em atravessar a Ponte João Dias, outros dizem que é um pouco afastado da residência e que não teriam onde de limpar etc. A verdade, é que muitos encontram uma desculpa para não usar e ainda tentam de desanimar ao máximo, te chamando de louco, como eu tenho coragem de andar na rua e por aí vai. A verdade, é que nestes 35km entre ida e vinda, não tive um incidente sequer. Todos os motoristas foram parceiros e pelo menos dessa vez, nenhuma “fina educativa”. Como um dos amigos acima, também fui celebridade na empresa este dia. Muitos me parabenizaram, mas nenhum se animou à fazer o mesmo. Uma pena.

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

    • Ricardo

      Nelson, trabalho no CENESP e quero muito ir de bike, não sabia que tinha bicicletário! Eu costumava ir de bike para a Vila Olímpia, durante um ano e um mês, e nunca me acidentei! Tem que ser cauteloso – medroso mesmo! – e respeitar carros, motos e ônibus!

      Thumb up 3 Thumb down 0

  • Opa, fui também. Como faço todos os dias, parti da Vila Madalena em direção à Barra Funda. Pedal agradável, às 6:30 h, com pouco trânsito e a ciclovia da Av Sumaré dando segurança na maior parte do trajeto. No trabalho há um bicicletário organizado e bem localizado. Com 20 vagas, ele dificilmente atinge metade da lotação. O problema é que muitos se cadastraram e não usam. Assim, colegas que querem começar a vir pedalando para o trabalho não podem deixar as bikes lá, por que ele está “lotado”. E a administração do bicicletário lava as mãos, aguardando desistências oficiais. Falta também um vestiário para o pessoal se arrumar. Como entro bem cedo, não tenho problema com o calor, mas um colega que começa às 14h chega algumas vezes em estado “lamentável” para trabalhar.

    A foto é de hoje, mas acho que vale, né?

    http://www.flickr.com/photos/fabioalmeida/8735149646/in/photostream

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Fui de bike ao trabalho e fui notícia na minha cidade!!!

    Segue o link da reportagem: http://www.pautasjp.com/index.php?pagina=atualidades_noticias&id=2735

    Nos vemos pelas estradas de Sanjo e do mundo!

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • André Yamamoto

    Tenho ido ao trabalho de bicicleta todas as sextas há 1 mês, sendo o vestuário casual o principal motivo para ir somente nesse dia da semana. Dia 10/05 não foi diferente, segui de bike pela avenida vergueiro até a avenida paulista, onde trabalho. Foram 5km gelados mas muito bons. Uma curiosidade é que me senti meio celebridade, pois muitos vieram falar comigo para perguntar se eu realmente fui de bike e quando confirmo acham o feito incrível e corajoso. Prova de que a cultura de mobilidade do nosso pais está muito longe de ser amigável para a bicicleta.

    Trecho de carro: 45min
    Trecho de Bike: 25min

    André Yamamoto

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

  • Katia Nunes

    Sempre vou de bicicleta para o meu trabalho no Rio de Janeiro. A distância de cerca quatro quilômetros faco em 15 a 20 minutos. É ótimo, pois tenho pouco tempo para a academia e nao preciso de carro. De vez em quando volto após 20:00 h e com notebook na bagagem, passando por alguns trechos escuros com menos movimento, fico preocupada. Somente eu e um colega vamos de bicicleta para o trabalho e nao conseguimos até agora animar outros colegas para o mesmo. No prédio da empresa nao tem biciletário. O trânsito está cada vez mais complicado no Rio e o planejamento da rota, incluindo trechos sobre a calcada, saltando da bicicleta, é necessário.

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • No dia 10 de maio fui pela primeira vez de bicicleta ao meu local de trabalho.

    Segui direitinho as dicas do VadeBike! Pensei um trajeto antes, fugindo das vias movimentadas, trafeguei sempre a direita, sinalizando tudo o que eu fazia. Capacete, luvas, roupas leves, retrovisor de capacete, mochila com uma muda de roupa.

    Moro em Fortaleza, cidade quente, e nesse dia eu meu horário começava 13h. Para quem é de cidades mais frias nesse país, considere um sol forte, com temperatura por volta de 30 graus! Pedalei devagar, sempre buscando a sombra das árvores, com direito a pausa para calibrar os pneus.

    Cheguei bem rápido, mesmo pedalando devagar na ida. Não tive calor, me senti muito bem ao londo de meu horário de trabalho. Na volta, coloquei de novo a roupa da ida e, como voltava para casa, não tive pena! Pedalei de sem medo de suar!!

    Distância: 2km
    Ida de bicicleta: ~15 minutos
    Ida de carro: ~15 minutos
    Retorno de bicicleta: ~10 minutos
    Retorno de carro: ~30 minutos

    Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>