Avenida de Vitória/ES recebe sinalização de compartilhamento e bike boxes

Bike box na Av. Adalberto Simão Nader. Repare que há outro na próxima esquina. Foto: André Sobral/PMV

Bike box na Av. Adalberto Simão Nader, durante os trabalhos de pintura. Repare que há outro na próxima esquina (clique para ampliar a imagem). Foto: André Sobral/PMV

A Secretaria Municipal de Transportes de Vitória (ES) anunciou no início de dezembro a sinalização de faixa compartilhada na avenida Adalberto Simão Nader, Goiabeiras, além da pintura de bike boxes. A obra tinha previsão de término para o dia 17 de dezembro, mas atrasou devido às chuvas que castigaram Vitória ao longo do mês. A finalização da pintura só pode ser feita com o asfalto seco.

De acordo com a Secretaria de Comunicação, além da sinalização horizontal (pintura no asfalto) e vertical (placas), outras melhorias estão sendo realizadas, como a criação de percursos seguros para a ligação com as ciclovias das avenidas Dante Michelini e Fernando Ferrari. “São dois grandes cruzamentos que necessitaram de um tratamento especial para dar mais segurança aos ciclistas”, informou a Secretaria à reportagem do Vá de Bike.

Nos dois quilômetros de faixa compartilhada também há bike boxes nos semáforos. Esses espaços exclusivos para bicicletas são instalados à frente da faixa de retenção dos carros. Os bike boxes dão mais segurança ao ciclista, pois garantem que não haja disputa de espaço com os carros no momento da saída, quando o ciclista está em baixa velocidade e obtendo o equilíbrio inicial. Além de aumentar a segurança, é uma forma de legitimar e explicitar a prioridade de circulação prevista no Código de Trânsito (art. 58).

Mais sinalização

A avenida Adalberto Simão Nader é a primeira via da Grande Vitória a receber sinalização de compartilhamento de via e bike boxes em cada cruzamento. A Secretaria Municipal de Transportes informou que essa sinalização partiu da demanda apresentada por ciclistas e que sempre os ouve na elaboração dos projetos.

Dados divulgados pela Secretaria de Comunicação mostram que aproximadamente 300 ciclistas circulam por dia na avenida. Com as melhorias, há a expectativa de que esse número aumente. A Secretaria de Transportes informou que outros pontos da cidade estão previstos para receberem sinalização, entre eles parte da rodovia Serafim Derenzi e da avenida Maruípe. Não foram divulgados prazos.

Vitória tem 29 km de ciclovias implantadas. O município quer dobrar esse número até 2016, chegando a 60 km.

A bicicleta no CTB

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) coloca a bicicleta como veículo e, como tal, deve ocupar as vias de tráfego e com preferência sobre os automotores, como informa o artigo 58: “Nas vias urbanas e nas rurais de pista dupla, a circulação de bicicletas deverá ocorrer, quando não houver ciclovia, ciclofaixa, ou acostamento, ou quando não for possível a utilização destes, nos bordos da pista de rolamento, no mesmo sentido de circulação regulamentado para a via, com preferência sobre os veículos automotores”. A sinalização da via é mais um passo para legitimar o espaço da bicicleta como meio de locomoção.

Veja aqui tudo o que o Código de Trânsito diz sobre bicicletas e ciclistas. E saiba por que o ciclista deve ocupar a faixa ao circular pelas ruas.

Infraestrutura de Vitória

29 km de ciclovias implantadas

16 km de ciclovias em projeto

29 km de tratamento cicloviário a definir
(vias que vão receber ciclovia ou ciclofaixa)

22.835 Viagens de bicicleta por dia em Vitória

Trabalho e estudo são os principais motivos das viagens

Ciclovia na Praia de Camburi. Foto: André Sobral

Ciclovia na Praia de Camburi. Foto: André Sobral


4 comentários para Avenida de Vitória/ES recebe sinalização de compartilhamento e bike boxes

  • Uirá Lourenço

    A Grande Vitória tem grande potencial ciclístico. O número de viagens de bicicletas é bastante significativo em cidades como Serra e Vila Velha. Há algumas boas iniciativas recentes, como as vagas para bicicletas em formato de carro (viés educativo de mostrar o pouco espaço ocupado pelas magrelas) e o ônibus adaptado para ciclistas na ligação entre Vitória e Vila Velha. Mas o “bike-box” da avenida Simão Nader é mero enfeite para gringo ver. Passei recentemente pela avenida. O espaço dos carros está lisinho, recapeado. Pintaram umas bicicletas ao longo da via (espaço compartilhado à direita), com muitos carros em alta velocidade. Não há sinalização vertical de alerta aos motoristas nem radares para conter a pressa motorizada. As calçadas possuem crateras lunares de um lado. Do outro lado, a calçada é tomada por carros. Os pontos de ônibus estão em estado deplorável e não há acessibilidade. Fotografei e filmei o local, pura perfumaria. Aliás, os “bike boxes” em dois cruzamentos ocupam toda a largura da avenida, quando o correto seria se restringir à lateral direita, por onde os ciclistas circulam. A sinalização é dúbia. Há placa de compartilhamento do passeio entre pedestres e ciclistas (detalhe: calçada toda esburacada) e bicicletas pintadas no asfalto. A constatação: nem a prefeitura sabia a intenção: se queria os ciclistas compartilhando a via rápida com carros ou ônibus ou o compartilhamento do espaço com inúmeras crateras. Não à toa muitos ciclistas – especialmente os que levam crianças – optam por pedalar pela calçada em péssimo estado, com medo do fluxo de carros. Em uma extremidade da via, na avenida que vai até o aeroporto, inicia-se uma ciclovia segredada e pintada de vermelho.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Parabéns pela iniciativa de Vitória, e que sirva de exemplos para outras metrópoles do Brasil!

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Fabricio Semmler

    Fiquei até com vontade de viajar pra lá e conhecer!

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Rosana

    Sou capixaba de nascimento e candanga de coração. É com alegria que vejo essas boas notícias sobre minha cidade natal, onde estive e pude constatar o quanto é utilizada a (bem-feita) ciclovia e como são bem construídos e sólidos os paraciclos com desenho de carro. Brasília, que eu amo, tem MUITO o que aprender com suas ciclovias que mais parecem calçadas, seus paraciclos precários e sua mentalidade cabeça-tronco-4rodas.

    Thumb up 1 Thumb down 0

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>