São Paulo troca vagas de carros por ciclovia na Zona Norte da cidade

Trecho do corredor verde da zona norte: projeto receberá investimentos de R$ 1,165 milhão e tem previsão de término para o fim de 2014. Foto: Enzo Bertolini

Trecho do corredor verde da zona norte: projeto receberá investimentos de R$ 1,165 milhão e tem previsão de término para o fim de 2014. Foto: Enzo Bertolini


Área vinha sendo usada como estacionamento. Navegue!

O subprefeito de Santana/Tucuruvi, Carlos Candella, anunciou em reunião do Movimento Santana Viva para discussões do plano de bairro da região, a extensão do Corredor Verde na avenida Cruzeiro do Sul, zona norte de São Paulo, em local hoje utilizado como estacionamento de automóveis.

As obras acontecerão em dois trechos: entre a avenida General Ataliba Leonel e a rua Leite de Morais, na altura da estação Santana do Metrô, e entre o cruzamento da avenida Zachi Narchi até a estação Tietê, onde também está localizado o Terminal Rodoviário. O projeto segue o modelo já implantado, com serviços de jardinagem e calçamento compartilhado entre pedestres e ciclistas. No total serão 4 km nos dois sentidos.

Parte dos trabalhos de Requalificação de Centralidades Urbanas, da Secretaria Municipal de Coordenação das Subprefeituras, o projeto receberá investimentos de R$ 1,165 milhão do Fundo de Desenvolvimento Urbano (Fundurb) e tem previsão de término para o fim de 2014, segundo informações da subprefeitura - sem considerar a sinalização horizontal e vertical, que ficará a cargo da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), e a iluminação, sob responsabilidade do Departamento de Iluminação Pública (Ilume). O edital de licitação com tomada de preço deve ser publicado em 15 dias.

A área com cerca de 10 mil m² sob o elevado do Metrô (estações Carandiru e Tietê da Linha 1-Azul) recebeu obras recentes de requalificação do canteiro central, retirada dos gradis existentes, execução de canteiros verdes com novo paisagismo e plantio de grama, reconstrução de calçadas e implantação de ciclovia bidirecional. A subprefeitura Santana/Tucuruvi afirmou que a CET deve realizar a sinalização horizontal e vertical para pedestres e ciclistas até o fim de julho.

Transformação

A revitalização do canteiro central da avenida Cruzeiro do Sul é resultado da luta dos integrantes do Movimento Santana Viva, formado por um grupo de moradores e comerciantes da região. Após o início do gradeamento do canteiro central da avenida sem nenhuma consulta prévia à população, o grupo se reuniu e manifestou desacordo com a instalação das grades em uma das principais vias da zona norte. “O gradeamento dividiria o bairro de Santana em dois”, diz o comerciante Jorge Ifraim, membro eleito do Conselho Participativo Municipal da Subprefeitura de Santana/Tucuruvi (CADESst) e integrante do Movimento Santana Viva.

O primeiro trecho do Corredor Verde teve início em outubro de 2013 e corresponde apenas a um terço do solicitado pela comunidade, que debateu o projeto com o poder público e solicitou que a obra fosse de ponta a ponta, ou seja, do início da avenida em Santana até seu término, já na região central, no cruzamento com a avenida do Estado. Caso fosse realizada, a obra facilitaria o acesso de ciclistas e pedestres ao Centro de maneira segura, especialmente no cruzamento da Ponte Cruzeiro do Sul, hoje bastante inóspito para esses modais.

Em primeiro plano, grafite do artista Zezão. Foto: Enzo Bertolini

Em primeiro plano, grafite do artista Zezão. Foto: Enzo Bertolini

Museu de grafites

O canteiro central da avenida Cruzeiro do Sul concentra 66 painéis de grafite feitos nas pilastras que sustentam o trecho elevado da linha 1-Azul do metrô de São Paulo e que formam o Museu Aberto de Arte Urbana (MAAU). As obras de arte foram realizadas por 58 artistas, entre eles Binho, Chivitz, Akeni, Minhau, Larkone, Onesto, Zezão, Higraff, Presto e Anjo, a maioria residente da Zona Norte, um dos berços do grafite em São Paulo.

A direção do metrô havia se comprometido, em reunião com o representante do Movimento Santana Viva e com o vereador José Police Neto (PSD) em 2013, a instalar paraciclos e a fazer a iluminação dos grafites. “Pretendemos retomar esta conversa assim que a prefeitura inaugurar a obra”, finaliza Ifraim.

Veja também
Pontes devem ser sinalizadas para proteger a vida de ciclistas

10 comentários para São Paulo troca vagas de carros por ciclovia na Zona Norte da cidade

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>