Brasília celebra a gentileza com passeio da ONG Rodas da Paz

Foto: Rodas da Paz/Divulgação

Em 2013, mais de cinco mil participantes. Foto: Rodas da Paz/Divulgação

Passeio terá dois percursos: um para jovens e adultos, com 10km, e outro para crianças, com 5km. Imagem: Reprodução

Passeio terá dois percursos: um para jovens e adultos, com 15km, e outro para crianças, com 5km. Imagem: Reprodução

No próximo dia 10 de agosto de 2014, a ONG Rodas da Paz realiza a XII edição do seu passeio tradicional em Brasília/DF, um encontro anual que reúne milhares de pessoas – ciclistas, skatistas, patinadores – e tem entre os propósitos celebrar a cultura da bicicleta e alertar governantes sobre a necessidade de investir em mobilidade humana.

“O passeio é um momento de celebração, de alegria, mas também de conscientização sobre o potencial da bicicleta na cidade. É uma mobilização positiva que permite levar uma mensagem educativa, atingindo milhares de pessoas – não apenas os participantes – através da mídia, pois o passeio é capa de grandes jornais da cidade. Assim, além da difusão do nome da ONG e do seu maior reconhecimento, a discussão é colocada para toda a população. Isso tem efeito para se discutir políticas de incentivo ao uso cotidiano deste meio de transporte”, explicou Jonas de Oliveira Bertucci, presidente da Rodas da Paz.

Desde 2003 o passeio acontece na capital federal, sempre com temas diferentes. No ano passado foi “A Rua é de Todos”, já nessa edição o tema é “Bicicleta Gera Gentileza”.

Veja fotos da edição 2013!

Percurso

Com cerca de 15km, o passeio sai do Museu Nacional, passa pelo Congresso, Praça dos Três Poderes, atravessa a Ponte JK e volta sentido Museu Nacional novamente.

Para as famílias com crianças, o percurso “Rodinhas da Paz” tem 5 km, passando pela Esplanada entre o Museu e o Congresso Nacional.

“Percebemos que o tema foi colocado na pauta das políticas públicas, embora haja muito para avançar e o passeio certamente contribuiu para isso. Ano passado tivemos mais de cinco mil participantes nas ruas e a expectativa para esse ano é ainda maior”, comemorou Jonas.

Bicicleta gera Gentileza

A edição 2014 do pedal anual do Rodas da Paz quer promover o equilíbrio das ruas e a gentileza entre as pessoas, por isso a ideia é disseminar o papel da bicicleta também no que diz respeito à pacificação das cidades. “Esse ano a proposta é mostrar que a incorporação da bicicleta na cidade nos ajuda a fazer um trânsito mais gentil, reduzindo limites de velocidade e qualificando a relação do cidadão com sua cidade e com os demais”.

Quando e onde

XII Passeio Rodas da Paz – Bicicleta Gera Gentileza

Domingo 10 de agosto, às 8h

Concentração no Museu Nacional – Brasília/DF

As inscrições são gratuitas e já estão abertas no site do Rodas da Paz.

Manifesto do Rodas da Paz

O mundo tem um monte de índices. Se inventassem um índice de gentileza, a cidade que tivesse mais bicicletas seria uma cidade mais gentil. Quanto mais bicicletas nas ruas, melhor a vida para todos.

Mesmo quem não pedala se beneficia com a bicicleta no trânsito. Com mais ciclistas e pedestres nas ruas, não apenas os motoristas ficam mais atentos, mas também os governos tendem a investir em mais e melhor infraestrutura. Junto com esse investimento, vêm as campanhas educativas. A bicicleta no trânsito é uma aula diária de convivência e respeito às diferenças.

Em um acidente a 64km/h, 85% dos pedestres atingidos morrem e nenhum sai ileso. A 32km/h, 5% morrem e 30% sobrevivem ilesos. Velocidade mais baixa significa também mais incentivo aos meios sustentáveis de deslocamento, como caminhar, pedalar ou utilizar o transporte público, possibilitando conforto e fluidez nos trajetos.

Este é um padrão observado em várias partes do mundo: quanto mais gente utiliza a bicicleta como meio de transporte, menores são as taxas de fatalidades. Aí reside o potencial da bicicleta como instrumento pela pacificação do trânsito.

Nos EUA, a avaliação estatística dos dados de trânsito feita pela organização Alliance for Biking & Walking em parceria com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, não deixa dúvidas: as cidades com a maior participação de ciclistas têm as menores taxas de fatalidades com bicicletas. Na Holanda, após a bicicleta se tornar parte integral da política de transportes, as mortes de crianças caíram de mais de 400, em 1971, para 14 em 2010. Na cidade de Bogotá, na Colômbia, de 1995 a 2003, o governo aplicou um conjunto de medidas voltadas para pedestres e ciclistas que reduziu em 3 vezes a mortalidade no trânsito.

Em Brasília, com o programa Paz no Trânsito e a implementação da faixa de pedestre (1995 a 1998), em três anos as mortes envolvendo pedestres caíram em 50%. Sem campanhas educativas de massa, as mortes de ciclistas demoraram o dobro do tempo para cair na mesma proporção. No Brasil, a violência no trânsito ainda é responsável pela morte de 65 mil pessoas a cada ano, o que equivale a 4 anos da Guerra do Iraque.

A bicicleta é um veículo econômico, ágil e prático. Ajuda a evitar engarrafamentos, pois, mesmo quando não pode ser utilizada em longas distâncias, pode ser combinada com outros meios de deslocamento e reduzir os índices de poluição e de stress.

Quem pedala é mais saudável e vive a cidade de maneira mais leve. Fica mais fácil fazer amigos, descobrir novos lugares, desfrutar caminhos e tudo isso, junto, vai deixando a cidade mais bacana.

Uma cidade com mais bicicletas é uma cidade mais segura e saudável. Por isso, nós do Vá de Bike, acreditamos que parte da mudança no mundo passa pelo estímulo a meios de locomoção mais humanos, com velocidades compatíveis à vida e menos motor.


1 comentário para Brasília celebra a gentileza com passeio da ONG Rodas da Paz

  • Rosana

    Ano passado foram mais de 5 mil participantes.
    Não teve o trajeto “Rodinhas” e mesmo assim muitos pequenos pedalaram bravamente por todo o percurso, além dos menores nas cadeirinhas. E alguns cachorros foram de carona também!
    Handbikes, tandens do “DV na trilha” (usadas em trilhas com deficientes visuais) sol, céu azul, a melhor energia do mundo! Imperdível!

    Thumb up 1 Thumb down 0

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>