Estudantes do Maranhão criam bicicleta para cegos

Sensores captam presença de objetos no meio do caminho. Imagem: Reprodução TV Globo

Sensores captam presença de objetos no meio do caminho. Imagem: Reprodução TV Globo

Estudantes de Engenharia e Controle de Automação de uma universidade de São Luís (MA) desenvolveram uma bicicleta equipada com sensores e que pode ser utilizada por cegos. O objetivo é dar independência à pessoa com deficiência, que hoje depende de um “vidente” pedalando em conjunto em uma bicicleta dupla, como uma tandem por exemplo (veja aqui um relato dessa experiência).

Na primeira fase, o projeto foi utilizado pelos inventores, que pedalaram com os olhos vendados. Na segunda fase, pessoas cegas já começaram a fazer testes. Uma placa de programação recebe sinais de quatro sensores instalados na bike: um no guidão, de maneira central, um no canote do selim e outros dois no garfo, um de cada lado. A cada objeto detectado à frente, a placa emite um som diferente. Os sensores conseguem perceber obstáculos em distância mínimas de dois centímetros até quatro metros.

Segundo os pesquisadores, após um período de treinamento, os ciclistas cegos estarão aptos a pedalar sem apoio e estarão mais habituados a reconhecer os alertas sonoros de obstáculos. O próximo passo é desenvolver um GPS que trabalhe junto com os sensores e oriente o ciclista com deficiência visual sobre qual direção seguir.

O sistema desenvolvido pelos pesquisadores pode ser aplicado em diferentes tipos de bicicletas e custa apenas R$ 150. O projeto está sendo desenvolvido há pouco mais de um ano e está em fase de patenteamento.


6 comentários para Estudantes do Maranhão criam bicicleta para cegos

  • David

    Caramba! Já faz tanto tempo que esse projetinho apareceu e foi embora. Eu sou o cara que fez isso acontecer. Realmente não sabia direito o que estava fazendo, tampouco dominava essa tecnologia que é super simples e prática. Mas o que aconteceu na verdade foi impulso da mídia daqui do maranhão junto com a Globo. Transformaram tudo em um teatro que não existia. Esse projeto nunca foi viável e os outros dois estudantes envolvidos não estavam nem perto de estarem preparados para lhe dá com tal projeto.
    Faculdade Pitágoras de São Luis Maranhão. Estudantes do curso de engenharia de controle e automação. Zero financiamento e muita exculpação e história mal contada.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Adriano

    que legal! basta saberem se farão algo para os motoristas “cegos! também, que sempre ao serem abortados após uma fechada em algum ciclista dizem que “não viram”

    Thumb up 1 Thumb down 2

  • Jessé

    Bom apesar de parecer uma boa ideia estão usando sensores HC-SR04 que oferecem grandes limitações para detecções de obstáculos, acho que o projeto precisa mudar de estrategia para que isso de certo rs…

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Vitor

    Caramba, não pensei que eu fosse ver cegos pedalando tão cedo!
    Agora, quem é o grupo? Que Universidade é? Faltam informações.

    Thumb up 2 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>