“Minhocão”, em São Paulo, será aberto às pessoas a partir do próximo sábado

Apesar da chuva e tempo frio, houve quem utilizasse o espaço. Imagem: José Renato Bergo/Reprodução

Apesar da chuva e tempo frio, houve quem utilizasse o espaço. Imagem: José Renato Bergo/Reprodução

A partir do próximo sábado, 11 de julho, o Elevado Costa e Silva, conhecido como Minhocão, será aberto às pessoas a partir das 15 horas. A liberação ocorrerá em todos os sábados seguintes, com a liberação para o trânsito de automóveis retornando às 6h30 das segundas-feiras.

O anúncio foi feito pela Prefeitura de São Paulo no final da tarde desta segunda (6). Estudos da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), realizados nos dias 20 de junho e 4 de julho, indicaram que “o trânsito na região transcorreu dentro da normalidade e o transporte coletivo não foi afetado, com a absorção dos veículos em outras vias”. O órgão informou que o monitoramento nos próximos sábados poderá resultar em ajustes nas sinalizações vertical, horizontal e semafórica, para garantir a fluidez do tráfego motorizado na região.

Frio e chuva no segundo teste

No segundo teste de fechamento aos automóveis (que preferimos chamar sempre de “abertura às pessoas”), no sábado 4 de julho, o clima frio e chuvoso desestimulou os paulistanos, que compareceram em pequeno número no local. Já no domingo, com tempo um pouco melhor, houve bastante utilização por ciclistas e pedestres, que convivem sem grandes problemas no amplo espaço liberado.

José Renato Bergo esteve por lá e conversou com um dos ciclistas que trafegavam pelo local, flagrando alguns outros em suas imagens (veja no vídeo abaixo). O professor Fernando Bispo, com quem Bergo conversou, é a favor da abertura. “É uma boa alternativa, porque dá mais uma opção de lazer para as pessoas”, afirmou. Porém o professor é contrário à demolição do Minhocão, uma proposta que vem sendo cada vez mais discutida nos últimos meses: “uma vez que já existe o espaço, é melhor aproveitá-lo pra lazer”.

A estrutura, que liga o Centro à região da Barra Funda, na Zona Oeste de São Paulo, costuma ser aberta às pessoas todos os domingos. Com o teste, ele ficou sem automóveis desde as 15h do sábado, quando o fechamento normalmente ocorreria apenas às 21h30. Além dos domingos, o espaço fica livre de carros todas as noites, das 21h30 até as 6h30 da manhã, para dar algum alívio aos moradores que vivem em seu entorno.

Reunião do Conselho da Cidade teve a presença de secretários e do prefeito Fernando Haddad. Foto: Fábio Arantes/Secom

Reunião do Conselho da Cidade teve a presença de secretários e do prefeito Fernando Haddad. Foto: Fábio Arantes/Secom

Aprovação

Na última quarta-feira (1º de julho), o Conselho da Cidade aprovou uma moção de apoio para o novo horário de abertura do Minhocão, após apresentação de estudo da CET sobre o impacto nas vias da região. Os conselheiros defenderam que a abertura de vias para atividades de lazer e convivência seja acompanhada de propostas culturais, como promoção dos artistas de rua. “O espaço viário na cidade é a maior quantidade de espaço público, por volta de 25% do território da cidade é composto por vias públicas, muito mais do que parques. Promover a apropriação do cidadão destes espaços, pela cultura e pelo lazer, é fundamental”, concordou o secretário da Cultura, Nabil Bonduki.

O conselheiro Percival Maricato, fundador da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, apontou também para a necessidade de ampliação das ruas de lazer. “Seria importante fazer isso também na periferia, em bairros que têm muito menos opções de lazer e que seriam muito mais agradáveis. A população pode usar para todo tipo de sociabilidade, para esporte, lazer e cultura”, defendeu.

A primeira experiência de abertura aos sábados ocorreu no dia 20 de junho, junto da Virada Cultural 2015. Na ocasião, Bonduki já havia destacado a possibilidade de inclusão de atividades no local. “O Minhocão é muito adequado para fazer eventos culturais além do lazer, da recreação, da caminhada e da bicicleta. A gente tem como intenção realizar atividades culturais aqui, adaptadas pelo fato de estar junto aos edifícios”, afirmou.

Conselho da Cidade

O Conselho da Cidade é composto por cerca de 140 membros da sociedade civil, entre representantes de movimentos sociais, entidades de classe, empresários, cientistas, pesquisadores, artistas e lideranças religiosas. Criado em março de 2013, o órgão realiza reuniões gerais, denominadas Pleno, em que são discutidos os assuntos mais importantes da cidade. O conselho é administrado por um Comitê Gestor, integrado por 15 conselheiros, que são eleitos para um mandato de dois anos.

Fechamento de outras avenidas

O secretário de Transportes, Jilmar Tatto, pretende realizar estudos em outras vias da cidade, como nas avenidas Sumaré (Zona Oeste) e dos Patriotas (Zona Sul), para que munícipes e turistas se apropriem mais da cidade. Na avenida Paulista, os estudos já foram iniciados com a inauguração da nova ciclovia no canteiro central: no dia 28 de junho, a via foi aberta das 10h às 17h, atraindo cerca de 50 mil pessoas de todas as idades, que compartilharam o espaço a pé, de bicicleta, patins e skates, em uma convivência harmoniosa e inesquecível.

“É possível você democratizar, compartilhar, fazer com que todos usem de forma agradável”, afirmou o secretário. “A cidade está precisando cada vez mais de tolerância, as pessoas procurarem um convívio maior com todos. Então é possível você ter espaço para o pedestre, para o ciclista, para o skatista, para o usuário do ônibus e para o usuário do carro também. O domingo é um excelente dia para as pessoas saírem às ruas para curtir a cidade ao invés de ficar dentro de casa. Isso é uma tendência mundial.”

De acordo com Tatto, os estudos elaborados irão contemplar a liberação de veículos de saúde e segurança, além das atividades comerciais exercidas nas regiões. “Tem que ser flexível para não prejudicar a atividade comercial daquela área, ou mesmo morador. Tudo isso é possível adaptar. Você faz com cuidado, se tiver a necessidade de cadastrar, cadastra. O problema não está ai, o problema é como você ocupa este espaço por todos e isso é possível fazer sem prejudicar as pessoas”, declarou.


1 comentário para “Minhocão”, em São Paulo, será aberto às pessoas a partir do próximo sábado

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>