Bicicletas tiveram destaque em conferência internacional de sustentabilidade, no Rio de Janeiro

Terceira edição do Sustainable Brands. Foto: Aline Souza

Terceira edição do Sustainable Brands. Foto: Aline Souza

A cidade do Rio de Janeiro recebeu, entre os dias 25 e 27 de agosto, a terceira edição do Sustainable Brands, um evento global que pretende levantar o debate em torno das ações de sustentabilidade das marcas e o poder que elas têm de transformar o mundo. Com o tema central “How Now: Como a inovação em sustentabilidade gera escala na transformação dos negócios agora”, o evento apresentou cases nacionais e internacionais que exemplificam tendências de transformação dos negócios a partir da inovação em soluções sustentáveis.

Criado por KoAnn Vikoren Skrzyniarz em 2006, a ideia é mostrar que em vez de ser uma barreira a ser vencida pelas organizações, a sustentabilidade deve ser vista como uma possibilidade de ampliar os negócios das empresas. Em entrevista à revista Época no mês de julho, Skrzyniarz afirmou que ser sustentável é uma oportunidade. “Acreditamos que responder às questões ambientais e sociais que enfrentamos localmente e globalmente representa a maior oportunidade da inovação no século 21”, disse.

Muitas iniciativas empresariais estão caminhando nesse sentido, outras ainda precisam avançar. A marca Reserva, por exemplo, mostrou sua atuação sustentável que envolve a contratação de pessoas com mais de 60 anos; a equidade salarial e de cargos entre homens e mulheres (que nem deveria ser visto como diferencial, mas o é, infelizmente); o uso de lâmpadas de led que reduz o consumo em 78% de energia para iluminação; a escolha de um dia para doar todo o faturamento das lojas no Brasil para projetos sociais apoiados pela marca; e o uso de bicicletas para fazer as entregas de seu e-commerce no Rio de Janeiro, somando um total de 3.600 entregas, que evitam a emissão de cerca de 10 toneladas de CO2 na atmosfera.

Gabriele Valente (esq.), do Viva Bairro, e a repórter do Vá de Bike Aline Souza. Foto: Arquivo Pessoal

Gabriele Valente (esq.), do Viva Bairro, e a repórter do Vá de Bike Aline Souza. Foto: Arquivo Pessoal

Destaque para as bikes

Quem também esteve circulando por lá foi o pessoal da Courrieros Entregas Ecológicas, que recém chegou ao Rio de Janeiro e já atua na zona sul, centro e Tijuca. A cidade já contava com um serviço parecido, a Ciclo Courier, que também usa bikes nas entregas.

Outra iniciativa empresarial que se destacou foi o projeto Viva Bairro, desenvolvido pela Aoka Labs Liderança Sistêmica, pelo Extra e pelo Instituto Aromeiazero para experimentar a criação coletiva de melhorias em comunidades urbanas. Cinco bairros foram mapeados nas cidades de Rio de Janeiro e São Paulo, onde os agentes locais tiveram autonomia para propor as mudanças que eles desejam ver no território. A partir disso, já estão em plena atividade os projetos Praças Vivas (Jaguaré-SP), Praça dos Povos (Mooca-SP), Conexão Tabajaras e Cabritos (Copacabana-RJ), TUAS (Tijuca-RJ) e Tá Limpo (Méier-RJ).

Ainda sobre o Viva Bairro, o que chamou mesmo a atenção de quem circulava pelo Sustainable Brands foi a bicicleta posicionada no meio do salão para dar mais informações aos congressistas. De acordo com Gabriela Valente, uma das responsáveis pelo trabalho no Rio de Janeiro, a demanda por mobilidade é tão grande nessas regiões que somente na Tijuca dois circuitos ciclísticos foram mapeados e se tornaram rotas seguras a serem feitas de bicicleta. No dia 12 de setembro está marcado um encontro do TUAS – Tijuca Unida Artística Sustentável na Praça Saens Peña às 14h para a realização do Festival Trapicheiros.

Contudo, teve também quem falasse de carros em meio a um evento de sustentabilidade. A BMW veio a público apresentar sua nova divisão de negócios (BMWi) voltada para a produção de veículos de baixo impacto ambiental, mas sem nenhuma proposta real de coletividade na hora de pensar em locomoção. Carlos Côrtes, gerente sênior de Vendas e Marketing da companhia, chegou a mencionar o termo “mobilidade individual” ao dizer que o carro inova o mercado. “Nos próximos anos, vamos passar pela maior transformação da indústria automotiva – um segmento que já tem mais de um século de existência”, avalia Côrtes. Sendo a bicicleta um veículo de mobilidade mais antigo que o carro e muito mais funcional, se depender das novas tendências, os serviços premium da BMW vão acumular nas lojas.

Sobre a plataforma SB Rio

Sustainable Brands é uma comunidade global que se propõe a repensar o papel das marcas e sua capacidade de gerar valor, fortalecer tendências e disseminar soluções sustentáveis para a sociedade. Com o propósito de reunir a comunidade de líderes no Brasil e no mundo, interessados em transformar os negócios utilizando a sustentabilidade como orientadora da inovação, a plataforma Sustainable Brands, no Brasil, tem como principal ativo a conferência que foi realizada pelo terceiro ano consecutivo no Rio de Janeiro, além de encontros da comunidade de líderes ao longo do ano em todo país. SB Rio compõe uma rede global de conferências Sustainable Brands com nove eventos que incluem Bangkok, Barcelona, Boston, Buenos Aires, Istambul, Kuala Lumpur, Londres e San Diego. A edição brasileira é organizada pela Report Sustentabilidade, em parceria com a Sustainable Life Media e com a Apex-Brasil, Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, além de uma ampla rede de apoiadores e patrocinadores no Brasil e no exterior.

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>