Foto: Willian Cruz

Coisas que quem está dirigindo não repara

Há certas coisas, como essa árvore que floresce em um cruzamento movimentado de São Paulo, que os motoristas não percebem. Mas por quê?

Há certas coisas, como essa árvore que floresce todos os anos na mesma época, em um cruzamento movimentado de São Paulo, que os motoristas simplesmente não percebem.

E por que quem está dirigindo não repara nesse tipo de coisa?

Porque está ocupado demais com a distância do carro da frente, para não deixar ninguém entrar.

Porque está preocupado com quanto tempo vai levar para chegar no destino,
fazendo cálculos mentais que não levam a nada, por terem variáveis imprevisíveis.

Porque está preocupado em sair correndo assim que o sinal abrir,
para o carro de trás não buzinar, a suprema ofensa do trânsito.

Porque está com medo de assalto.

Porque quer passar na frente do carro que o ultrapassou no quarteirão anterior.

Porque está falando ou digitando no celular,
seja para não se sentir tão isolado ou para avisar que vai atrasar “15 minutos”.

Porque aproveitou o trânsito congestionado para ler o jornal.

Porque está procurando vaga para estacionar.

Porque só vê os “obstáculos” ao seu deslocamento: os outros carros,
as lombadas, os sinais fechados, os pedestres e ciclistas.

Porque está procurando um posto que não seja tão caro quanto aquele outro,
nem tão barato que o combustível pareça ter sido adulterado.

Porque se preocupa só com o som artificial do rádio e não escuta
os pássaros na rua (até porque o barulho do próprio carro não deixa).

Porque está regulando o ar condicionado.

Porque está reclamando da fumaça que entrou pela fresta do vidro aberto,
esquecendo que seu carro também produz fumaça,
que é jogada lá para trás para só incomodar aos outros.

Porque está fazendo um “não” com a mão e uma cara feia, atrás do vidro
escuro e fechado, para a menina que vende bala, num misto de raiva e medo.

 

Transforme o martírio do trânsito em um momento de lazer, exercício, descontração.

Vá de bike e aproveite a vida

9 comentários em “Coisas que quem está dirigindo não repara

  1. Valeu este é mais um motivo pras pessoas se concientizarem e deixar uns dias os carros e irem trabalhar de bike,não só pelo fato de estarem contribuindo com o meio ambiente como tambem na parte esportiva e pisicológica.
    MENOS CARROS MAIS BICICLETAS!!!!!!!!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  2. Parabéns. Apesar de eu não conseguir pedalar tranqüilamente, apreciando a paisagem, sei que vejo muito mais a cidade que alguém sentando atrás de um volante. Esse vê o interior do veículo, os outros veículos e as ruas. Curti o tag: bicicleta é muito mais.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  3. estou deixando de ser um motorizado e passando a ser um ciclista e não pude deixar de ME enxergar em várias frases aí… é incrivel como nos acostumamos a esse tipo de coisa e depois passamos a achar “normal”…

    Thumb up 0 Thumb down 0

  4. Cara, ótimo post!!!
    show de bola mesmo…

    Fui lendo as frases e imediatamente já lembrando de amigos meus que fazem tal coisa…
    ou seja, definem todos os motoristas…

    Abraço

    Thumb up 0 Thumb down 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *