Em destaque, o sistema de transmissão completo (clique para ampliar). O eixo é mais "gordinho" porque o sistema de passagem de marchas fica ali dentro. Foto: Willian Cruz

Aluguel de bicicletas em SP usa sistema de marchas internas

O sistema de marchas internas é mais fácil de usar para os iniciantes, que costumam se confundir com o sistema de câmbio tradicional. A corrente é mais grossa, com tensão maior e não escapa facilmente.

Sistema oferece bicicletas com marchas mais simples para os iniciantes e com menor necessidade de manutenção

Pode não parecer, mas essa bicicleta tem marchas. Foto: Willian Cruz

O serviço de empréstimo e aluguel de bicicletas paulistano, o UseBike/NossaBike, está começando a adotar em suas bicicletas um sistema de transmissão ainda pouco conhecido dos brasileiros: o cubo de marchas internas. Embora comum em bicicletas urbanas no exterior, o sistema ainda é difícil de ser encontrado por aqui, pela tradição “esportiva” no design das bicicletas nacionais.

Em destaque, o sistema de transmissão completo (clique para ampliar). O eixo é mais "gordinho", porque o sistema de passagem de marchas fica ali dentro. Foto: Willian Cruz

O modelo de câmbio adotado é o Nexus, da Shimano, e fica dentro da peça conhecida como “cubo” traseiro, que corresponde ao eixo da roda. Segundo o fabricante, os sistemas de bicicletas compartilhadas de Paris, Montreal, Toronto, Irvine, Minneapolis, Portland, Melbourne, Londres e Nova York também usam esse tipo de transmissão.

E não é à toa: o sistema de marchas internas é mais fácil de usar para os iniciantes, que costumam se confundir com o sistema de câmbio tradicional, e necessita de menos manutenção. A corrente, mais grossa e com tensão maior (lembrando a das fixas), não escapa e desgasta menos. Essa disposição estática da transmissão também facilitaria a instalação de um protetor de corrente, para não sujar a calça – item que ainda falta na bicicleta de aluguel.

Como funciona

Há apenas três marchas, que se adaptam bem a subidas e velocidade devido à grande variação entre elas. O ciclista só precisa se preocupar em aumentar ou diminuir a marcha, sem precisar saber conjugar os câmbios dianteiro e traseiro. As marchas não desregulam e é possível fazer a passagem pedalando, sem precisar “aliviar”. E sem passagem de marchas que altere a posição e a tensão da corrente, é muito improvável que ela escape ao pedalar.

Passe em uma estação de empréstimo e aluguel de bicicletas, teste o sistema e nos conte o que achou!

31 comentários em “Aluguel de bicicletas em SP usa sistema de marchas internas

  1. Olá, tenho uma bike com cambio shimano nexus 3v e gostaria de saber se ao pedalar nas veloc 2 e 3 elas fazem barulho. Ainda não me adaptei e também não achei ninguém que tenha a mesma. Alguem pode me responder?
    Obrigada e boas pedaladas.

    Thumb up 0 Thumb down 0

    1. Elaine, comprei essa semana uma bike com o Shimano Nexus 3, comigo ocorre o problema citado, na marcha 1 é silencioso, na 2 e 3 fica fazendo um “tec tec tec tec”… Você conseguiu arrumar o problema?

      Thumb up 0 Thumb down 0

    2. Oi, gente. Tenho uma elétrica que usa o mesmo câmbio. Vocês precisam levar numa loja. A minha começou a ficar insuportável quando decidi levar. Os caras me falaram que é super normal, e é simples de acertar. No meu caso, foi arrumado na revisão de 30 dias.

      Thumb up 0 Thumb down 0

  2. Puxa pessoal… Comprei uma monark brisa totalmente original(rosa) com pedais, bancos e calotas das porcas novinhas, foi comprada nova e nunca usada por um velhinho que havia dado à esposa que faleceu logo depois-acho que ela é 96. Eu ia pinta-la de preto e montar uma retrô mas fiquei com dó pois ela está original e é uma das últimas holandesinhas do Brasil. Moro em sc e na loja pintou o kit nexus 3 da shimano por 320 instalado, quero instalar nela esse cubo e o dianteiro dínamo. Escrevi para dizer que existem muitos malucos que gostam dessas coisas ! abçs galera

    Thumb up 0 Thumb down 0

  3. Eu sinto falta é das bikes com câmbios de 3 e 5 marchas, como eram as Cruiser e Ceci antigas… sempre fui da tese que esse tipo de câmbio era o ideal pra uma bike urbana.
    Agora me deparo com esse sistema Nexus, do qual nunca havia, sequer, ouvido falar… taí a realização do meu sonho! heheheheh.

    Quem sabe, mais pra frente ($) eu acabe pondo um desses na Rosa Púrpura.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  4. O Sistema Nexus de 3 Marchas das bikes do ‘Nossa Bike’ estará disponível em lojas até o fim do ano. O custo não é “proibitivo”, pelo contrário. Se pensarmos que esse sistema tem manutenção baixíssima, aí fica ainda mais atraente.

    Mas o principal deste sistema é a característica democrática: fácil de usar – troca de marchas com a bike parada (para pessoas que não tem muita intimidade com marchas), apelo visual clean, baixa manutenção, totalmente em harmonia com mobilidade urbana.

    Thumb up 1 Thumb down 1

  5. Este tipo de câmbio não é novidade por aqui. Na década de ´70 eu tive uma bicicletanacional fabricada pela Caloi, modelo SS-3. Funcionava muito bem. Mas quando surgiu as bicicletas de 10 marchas, a SS-3 sumiu!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  6. Na década de 70 a moda era “speed” como Caloi 10 e Monark 10.
    Depois ou mais ou menos junto veio a moda BMX.
    Atualmente a moda é MTB (ou pelo menos o look de MTB), e nada disso tem paralamas e bagageiro.
    Talvez um dia os fabricantes brasileiros decidam pela moda europeia de citybikes.
    Enquanto isso vamos adaptando…

    Thumb up 1 Thumb down 0

  7. É pena que nossos fabricantes de bicicletas são muitos atrasados, pois nossas bicicletas não estão com nada. Não vem com paralamas, com protetor de corrente, com bagageiro, com iluminação. Realmente falta um fabricante arrojado para por no mercado bicicletas como as europeias e faturar bastante com a venda das mesmas.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  8. Marchas internas são mais antigas que as que usamos, pena que não se encontre aqui.
    A Shimano Nexus Inter 3 é uma das mais simples, a mesma linha existe com 7 e 8 marchas. A SRAM faz uma com 9.
    A Rohloff constroi meu sonho de consumo, o câmbio 500/14 com 14 marchas internas ativadas por apenas um “grip shift”. Pena que spo o câmbio custe mais do que uma boa bike.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  9. Bacana, acho que nunca vi de perto uma bici com esse sistema de câmbio, gostaria de testar =)

    Mas nunca é demais repetir: bicicleta urbana deve ter pelo menos o pára-lamas!! Só quem NÃO USA bike no meio urbano acha uma boa conceber uma bike urbana sem pára-lamas e algum lugar pra carga.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  10. Minha bicicleta possui um sistema desses. Na verade é um shimano nexus 3V que comprei separado e instalei sem problemas. Antes estava na dúvida entre single e câmbio 21V, mas quando descobri esse cubo resolvi tentar. Na verdade não é caro. É fácil achar (eu achei) por menos de R$ 300,00 na caixa, com nota, manual, loja idônea e tudo que tem direito.
    Minha avaliação final é que vale a pena para a cidade. Como a bike e o cubo eram novos, demorou pra coisa “amaciar”, ora ou outra a corrente caía. Agora não, depois de uns 1000km rodados a corrente não cai mais. RECOMENDO.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  11. Eu uso bastante as bicicletas do usebike desde que (re)comecei a pedalar. Quase todas as vezes consegui pegar uma com câmbio nexus. Realmente é muito bom e simples; para mim que ainda não consigo entender direito as marchas normais facilita bastante. É só girar um mecanismo na manopla direita.
    Quanto a falta de paralamas e bagageiro – realmente é complicado. Mas o que mais me faz falta é a iluminação noturna nas bicicletas, já que é possível devolvê-las até às 22h.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  12. Acabei de voltar da alemanha onde as bikes para alugar tem esse sistema… percebe-se que o intuito eh simplificar ao maximo para que mais pessoas consigam usar sem problemas. Gostei bastante, as marchas eram bem diferentes entre si, a troca era suave e muito simples (girando a parte medial da manopla). Se as brasileiras forem copias identicas, acho otimo. Fiquei curiosa para testar…

    Thumb up 1 Thumb down 0

  13. Interessante eles optaram por um sistema de transmissão interno, apesar do custo mais alto. Este custo deve ser compensado com uma manutenção mais esporádica, mas o modus operandi normal aqui no Brasil é usar as coisas com custo inicial mais baixo *e* fazer menos manutenção…

    Parabéns ao pessoal do UseBike, espero que a ideia se espalhe rápido por todo o país!

    Thumb up 2 Thumb down 0

    1. ai é que vc se engana!!!

      No Jamur vc encontrava o nexus 3v por uns 150-170 reais até pouco tempo atrás!!! Isso é preço alto para um sistema, quase completo, de transmissão? Bota na ponta do lápis uma transmissão simples mas minimamente confiável, digamos um acera da shimano… o kit sai por 3-4x mais caro dq esse nexus! Tá certo que um kit desses tem 21 ou 24 velocidades, uma baita amplitude de marchas, etc.. mas a menor amplitude de marchas compensa pela manutenção quase zero do sistema de marchas internas!

      Pena q oq era doce acabou…. esse cubo foi trazido pela ISAPA, e eles não tem previsão de quando vão ter o cubo novamente a venda por aqui, uma pena…

      Sobre a matéria, parabéns ao site por divulgar e a ao serviço de aluguel de bikes por adotar esse sistema, que é o mais lógico e eficiente para bikes urbanas! Um dos pontos vitais já foi atingido, agora faltam outros, como paralamas, cestinha/bagageiro e protetor de corrente.

      Thumb up 1 Thumb down 0

    1. Fabrício, se a tua corrente cai com muita frequência, talvez tua bici esteja precisando de uma manutenção. O custo de uma transmissão interna ainda é proibitivo para mim, e tenho uma com câmbio convencional — mas que muito raramente derruba a corrente.

      Se os derailleurs estiverem bem ajustados e a corrente bem tensionada, ela não deve cair.

      Thumb up 2 Thumb down 0

  14. Eu não entendo como a turma bota bikes pra rodar na cidade sem paralamas, protetor de corrente e algo pra carregar uma mochila (bagageiro, cesta, etc).

    Thumb up 2 Thumb down 0

    1. Concordo plenamente, por isso que não deixo de ir com a minha e meus para-lamas, acredito que seria um incentivo ainda maior para o povo alugar uma.

      Thumb up 1 Thumb down 0

Deixe uma resposta para Fabricio Semmler Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *