Robson Mendonça e sua Bicicloteca. Foto: Divulgação

Biciclotáxi começou a funcionar dia 25 de janeiro em São Paulo

Passeio turístico pelo centro de São Paulo em bicicleta começou a operar no aniversário da cidade. Saiba mais aqui.

Robson Mendonça e sua Bicicloteca. Foto: Divulgação
Robson Mendonça e sua Bicicloteca. Foto: Divulgação

No dia 25 de janeiro, aniversário de São Paulo, a cidade ganhou de presente um biciclotáxi. Apesar do nome, que sugere um serviço semelhante aos táxis automotores, trata-se de um passeio turístico pelas ruas da capital paulista. A iniciativa é de Robson Mendonça, responsável pelo Movimento Estadual de Pessoas em Situação de Rua e pela Bicicloteca, biblioteca itinerante sobre três rodas que circula pelo centro de São Paulo e muitas outras cidades do Brasil.

O projeto tem duas rotas pelo centro, a primeira e maior saindo do Pateo do Colégio, passando por Largo São Bento, Praça da Sé, Largo São Francisco, Praça do Patriarca, Teatro Municipal e encerramento na Galeria do Rock (avenida São João, 439). O segundo trajeto terá início na Galeria do Rock, seguindo pelo Largo do Paissandú, República e término no Largo do Arouche. Segundo Robson, essa rota tem mais subidas, por isso é menor.

Os passeios são realizados aos sábados, domingos e feriados, para aproveitar o baixo movimento de carros e a estrutura das ciclofaixas. “Além disso, há muitas atrações turísticas de fim de semana”. Até o lançamento do serviço, o valor a ser cobrado ainda não estava definido. O dinheiro é utilizado para manutenção das bicicletas e pagamento dos meninos que as conduzem, ex-internos da Fundação Casa, dando um viés social ao projeto, com a integração desses jovens a uma opção de trabalho.

O biciclotáxi tem dois lugares e foi construído em cima da plataforma de uma bicicloteca, que estava com o baú danificado. Já foi realizado um teste de sucesso em dezembro, além da bicicleta ter sido utilizada para uma ação de Natal com crianças.

O veículo conta com dois espelhos retrovisores e capacetes para os passageiros. Apesar do item não ser obrigatório pelo Código de Transito Brasileiro, Robson acha importante que os passageiros tenham a opção de usar.

Uma nova unidade está quase pronta, mas ainda faltam algumas peças. Como todo o projeto depende de doações, esse biciclotáxi terá que esperar um pouco mais antes de ir para as ruas. Quem puder colaborar pode entrar em contato diretamente com o Robson, pelo e-mail situacaoderua@yahoo.com.br.

Participe da pesquisa sobre Bike Táxis

A fim de medir a aceitação de um serviço de “bike táxis” em São Paulo, o Movimento Viva Vitão está realizando uma pesquisa via internet, perguntando se você utilizaria ou não e por qual motivo. O sistema funcionaria com um ciclista levando até dois passageiros em um triciclo, fazendo viagens como um táxi comum. Importante frisar que não há relação com a iniciativa de Robson Mendonça.

Participar é fácil e rápido. Clique neste link e responda às duas perguntas. Não leva mais que alguns segundos e você não precisa se identificar.

4 comentários em “Biciclotáxi começou a funcionar dia 25 de janeiro em São Paulo

  1. Eu usaria sim em qualquer município que tenha o serviço, mas com ”menor infrator” conduzindo, de jeito NENHUM!!!

    Isso tem que ser profissionalizado e com gente responsável conduzindo, não ”muleque”, que normalmente já são irrsponsáveis, que dirá ”infrator”.

    Nem pensar.

    Thumb up 1 Thumb down 5

  2. O sr. Robson é definitivamente um ponto fora da curva! A bicicloteca, nos moldes como ele criou, é fantástica e agora o biciclotaxi, que também tem forte viés de inclusão social. Parabens!

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *