Preciso mesmo usar máscara para pedalar?

Posso tirar às vezes? Se já tive corona, preciso usar também? Quais as melhores máscaras? Tiramos essas e outras dúvidas com um médico que corre e pedala, veja aqui!

A gente sabe que a máscara incomoda um pouco pra pedalar. Principalmente naquela subida do caminho, ou quando a gente dá uma forçada maior no treino.

Nessas horas, sempre surge o questionamento: preciso mesmo usar máscara pra pedalar? Será que não faz mal ficar respirando o mesmo ar que você está exalando? Não seria melhor usar a bicicleta ou fazer meu exercício sem a máscara, pra ter um resultado melhor?

Para obter respostas claras e fundamentadas, convidamos um especialista em medicina esportiva para esclarecer esse assunto. E não é só um médico qualquer, que veio dar lição de moral em ciclista: ele pratica corrida de rua, faz trilhas de bike e vem praticando atividade física durante a pandemia. Ele sabe muito bem como é usar máscara pra fazer essas atividades, com experiência prática sobre esse uso.

Nosso convidado é o Dr. Samuel Lopes. Especialista em trauma do esporte, ele é membro efetivo da sociedade Brasileira de Ortopedia (SBOT), da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ) e da Sociedade Brasileira de Artroscopia e Traumatologia do Esporte, além de ser chefe do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Santa Casa de Juiz de Fora – MG.

 

Apresentação do entrevistado, Dr. Samuel Lopes 0:00
Preciso mesmo usar a máscara? Por que? 2:05
Me alimento bem, tenho boa saúde, preciso usar? 4:12
E quem já teve Covid? Usa ou não? 7:40
Tem que trocar quando a máscara fica úmida? 9:13
Respirar CO2 na máscara faz mal? 11:01
Fiquei sem fôlego, posso tirar a máscara? 13:14
Mas você pratica esporte de máscara pra saber? 16:35
Qual a melhor máscara pra pedalar? 17:50
Quem ficou parado pode voltar de uma vez? 19:36
Você não preferia *não* usar a máscara, doutor? 😀 22:04
Qual conselho você deixa pros ciclistas? 23:47
Contato para dúvidas com o Dr. Samuel 25:16
Bônus 1: Teste de oxigenação com atleta olímpica 26:09
Bônus 2: Teste de corrida de 35 km com máscara 26:41
Encerramento 27:07
Bloopers (erros de gravação) 27:54

Testes práticos

O site Globo Esporte publicou, no final de junho, um teste que o médico do esporte Alexandre Carvalho, da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), fez com a atleta de vôlei de praia Ágatha Rippel, medalha de prata nas Olimpíadas do Rio em 2016. A conclusão foi que o uso da máscara pode até ser desconfortável, mas não prejudica a entrada de oxigênio ou a saída de gás carbônico. Ela também não causa intoxicação por gás carbônico.

Outro médico, na Inglaterra, também decidiu testar se a máscara não reduziria a oxigenação. Para isso, resolveu correr 35 km com ela. A medição do Dr. Tom Lawton mostrou que, ao longo de todo o exercício, os níveis de oxigênio nunca caíram a menos de 98% do que seriam sem o uso da máscara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *