Desrespeito às leis

É irônico como a prefeitura desrespeita as leis e a imprensa nem comenta (e geralmente ainda aplaude). O desrespeito está espalhado pela cidade toda e se tornou prática comum, mas por falta de conhecimento das leis por parte da própria população, passa desapercebido, mesmo estando sob nossos narizes.

Além dos desrespeitos às leis no Complexo Viário Real Parque (Estilingão e “Avenida Jornalista”), a prefeitura descumpre as leis ao liberar pistas recapeadas sem pintar a chamada sinalização horizontal. Faixas de pedestre, faixas entre as pistas de rolamento, indicações de “pare” e até rotatórias foram engolidas pelo asfalto eleitoral em muitas ruas e avenidas de São Paulo.

R. Pamplona com R. Ribeirão Preto, sem faixa de pedestres
A esquina das ruas Pamplona e Ribeirão Preto ficou assim por quatro meses.
Foto: Incautos do Ontem

A R. João Cachoeira (Itaim Bibi), por exemplo, foi recapeada há meses, mas até hoje as faixas de pedestre e demais sinalizações de solo não foram pintadas. O mesmo tem acontecido na Av. Paulista, nos Jardins, na Moóca, em Perdizes e diversos outros pontos da cidade. O pior é que esse não é um problema exclusivo de São Paulo: o Rio também sofre com a negligência da prefeitura.

Segundo o Art. 88 do Código de Trânsito Brasileiro, “nenhuma via pavimentada poderá ser entregue após sua construção, ou reaberta ao trânsito após a realização de obras ou de manutenção, enquanto não estiver devidamente sinalizada, vertical e horizontalmente, de forma a garantir as condições adequadas de segurança na circulação”. Seja em São Paulo, no Rio de Janeiro ou em Manaus.

No entanto, o que acontece é que a via mal é fechada durante o recapeamento. Não há a menor preocupação com a pintura da sinalização horizontal, o que importa é liberar rápido a pista para não comprometer a “fluidez”. Mesmo que o risco de abalroamento lateral entre os carros aumente, mesmo que a faixa de ônibus passe a ser ignorada, mesmo que o risco para os motociclistas e ciclistas aumente, mesmo que os pedestres não tenham onde atravessar porque a maré de carros entalados no congestionamento cobre o pavimento todo. Melhor seria entregar uma via bem sinalizada do que três sem sinalização.

Sinalização na via é uma questão de segurança e a vida das pessoas é mais importante que a fluidez e a pressa.


4 comentários para Desrespeito às leis

  • moacir antonio esquevani

    Bom se alguem fabricar uma bicicleta modelo calçado e fazer um comercial e nisso pra nossa cidade de birigui for adiante deve virar um documentario ciclistico municipal.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • moacir antonio esquevani

    Abram caminho porque esta na hora de ir de bike até uberlãndia ou qualquer outro lugar deste país onde a natureza se mostra por inteira com momento meio ambiente com qualidade de vida e muita energia pra gastar um grande evento como o busão do brasil más de bicicleta vamos la rapasiada agora é com voçeis.

    Thumb up 0 Thumb down 0

    • moacir antonio esquevani

      Continuação sabe como com a “Discocicleta” 2011 isso como a musiquinha do canasauro e ele pilotando a mesma pelas nossas rodovias a fora pode ser um bom comentario como documentario extra ciclistico.

      Thumb up 0 Thumb down 0

  • Marcelo Mig

    No dia 02/02/;2010 fiz solicitação de número 8990706 no site http://sac.prefeitura.sp.gov.br/ : , exatamente sobre esse tema. Uma esquina possui travessia em duas fases: a primeira com sinalização, a segunda sem nada. O pedestre chega na Ilha central e fica náufrago lá…

    A prefeitura respondeu na hora: “02/02/2010 – Sua solicitação está sendo tratada no processo nº 00.25.01474/10-43, que foi encaminhado à Área Técnica da CET, para análise. Oportunamente, informaremos os resultados do estudo neste SAC.”

    Adivinha se o CET deu andamento? Estou esperando até agora.

    Vou abrir outro chamado sobre o mesmo tema.

    Thumb up 0 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>