Chega de carros nas calçadas

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Eu não paro a pé no meio da rua para impedir sua passagem, você não para o carro no meio da calçada e estamos conversados!

Uma ação em Portugal está dando o que falar. Revoltados com a falta de respeito de muitos motoristas, que estacionam em cima da calçada sem a menor cerimônia, um grupo de amigos se inspirou em uma iniciativa grega para colocar em prática a idéia de colar no carro um adesivo, difícil de ser retirado, para tentar fazer o motorista entender que o carro sobre calçada ou faixa incomoda SIM.

Muitos motoristas, em mensagens ao site da iniciativa, reclamam que “é só desviar”. Mas desviar pode significar ir para a rua, o que coloca em risco a vida do pedestre. E mesmo que o carro esteja estacionado de modo a deixar espaço para que as pessoas passem, esse espaço pode não ser suficiente para alguém obeso, em cadeira de rodas ou usando muletas, ou com um carrinho de bebê, só para dar alguns exemplos. E, acima de tudo, é uma questão de respeito.

Aqui no Brasil, onde a prática de ocupar a calçada com o carro também é comum, já houve quem criasse iniciativa semelhante, que infelizmente não teve a divulgação e a adesão merecidas.

 

É crime colar um adesivo desses?

É claro que não! Desde que não estrague o carro, colar um adesivo desses não é crime. Poderia sê-lo apenas se o adesivo danificasse o carro, ou se trouxesse alguma consequência danosa ao proprietário do veículo. (veja outras opiniões nos comentários deste post)

O ideal seria colar em algum dos vidros laterais, de preferência nos de trás, para não prejudicar a visão do motorista ao dirigir, caso ele resolva tirar o adesivo mais tarde, ou se resolver deixá-lo ali como lembrança.

Essa discussão também surgiu em Portugal, ao que a Polícia Municipal de Lisboa informou que “para um proprietário de um veículo apresentar queixa por dano, só se o papel/autocolante colocado no vidro, inequivocamente, destruir, deformar, alterar o vidro do automóvel ou o local onde foi colocado, e se houver dolo (intenção de produzir o efeito de dano) na sua colocação”. Apesar das diferenças nas leis, pode-se dizer que a situação é a mesma por aqui.

E, acima de tudo, se alguém está infringindo a lei, esse alguém é quem parou o carro em cima da calçada. Disso não há a menor dúvida.

E se o uso da calçada para estacionar é recorrente em determinado local, não pense duas vezes: denuncie.

 

Como fazer?

Gostou da inicativa? Pretende fazer por aqui? Se você tem um computador com impressora, é fácil: há papel adesivo em formato A4 (mais), próprio para impressoras jato de tinta. O papel é um pouco caro, mas você pode rachar com alguns amigos, ou juntar mais amigos ainda e mandar imprimir em uma gráfica.

Faça um desenho bacana e coloque uma frase de efeito (se não sabe desenhar, uma boa frase basta, ou use estes). Imprima vários por página, corte, leve no bolso e comece a colar no vidro dos motoristas sem educação. Enquanto estiver tentando retirar o adesivo, ele vai ter algum tempo para refletir que estacionar na calçada é uma falta de respeito e atrapalha a vida das pessoas. 

Se você é bom em criação gráfica e quiser criar uma arte bacana, ótimo! Mande que eu disponibilizo por aqui.

 

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

20 comentários para Chega de carros nas calçadas

  • JANE MATOS

    Na minha rua tem um carro velho parado a mais ou menos uns 6 meses já criou mato na volta e a noite usuarios de crack dormem dentro e não sei a quem denunciar.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • SANDRA REGINA FOURNIER

    DESDE QUE MINHA FILHA NASCEU, PASSEI A ISSO. HOJE, ELA TEM 8 ANOS. ELA ME PEDIU PARA IR DE BIKE PARA A ESCOLA, ENTÃO ALÉM DA MINHA, ELA VAI COM A DELA.OK, MAS, VEJO TODO DIA OS MESMOS PROBLEMAS. MOTORISTAS QUE ESTACIONAM EM CALÇADAS, NA DESCIDA DE RAMPAS, ATÉ EM CICLOVIAS E O PIR, PARAM NA FAIXA DE PEDESTRES. É UM ABSURDO.CADÊ AS LEIS? ONDE ESTÃO? COMO FALAR PARA UMA CÇA QUE COMENTA COM VC. MAMÃE TEM MUITA GENTE MAL EDUCADA NO TRANSITO, NÉ? QUERO QUE MOTORISTAS QUE NÃO RESPEITAM SE DANEM .,… AQUI NO RIO, A COISA TÁ FEIA.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • P3DR0

    Nem o Fábio nem o William têm razão! Destruir e deformar um passeio com o peso dos carros é crime, e um crime tem que ser combatido hoje em dia das formas mais radicais, ou voces também estacionam mal os carros? secalhar deve ser isso! já que a polícia portuguesa é tao forte e nao faz nada, o melhor é semos nós a agir. saibam voces que na minha cidade quem é apanhado a estacionar mal, nao só ouve nomes horriveis como por vezes também apanha porrada e até agora ainda nenhum fez queixa – nem tinha razao de o fazer! sejamos radicais c@r@lh0 ! ! ! !

    =@

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Jaqueline

    Já passei a chave também´pis acho um absurdo, e já andei como no vídeo do site: http://www.apocalipsemotorizado.net/2009/04/07/por-calcadas-sem-carros/

    e o cara continuou acelerando, então onde está o respeito? meu corpo é meu patrimônio, engraçado que a discussão virou para o patrimônio alheio(MATERIAL) ou a ofensa(que sinceramente não enxergo se não houver termos pejorativos). É impressionante como temos que respeitar o patrimônio do cara, nos desviando para rua, ou passando em lugares apertados, mas e o respeito dele cadê? Há uma lei que proibe o fumo em lugares públicos fechados? será que vai ser respeitada? o que quero dizer é qual a sua solução Fábio?
    Não é justiça com as próprias mãos, é divulgar e educar aqueles que perderam o respeito pelo outro. quem faz somos nós, ou vc acha que o cara da CET ou da prefeitura ou o caralho a4 tá preocupado com o pedestre? pois eu acho que não. Não temos carro, não temos um bem, não somos nada, então não faz diferença. o problema é falta de união e organização, se houvesse não só para essa questão mas outras diversas as coisas mudariam sim. Isso é exercer cidadania.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Fábio Caparica

    HEhehehehehe…
    Se “uma prefeitura faz algo, esse algo deixa de ser ilegal”…

    Vc realmente acredita nisto?
    Maluf deve concordar com vc!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • leonardo

    esqueceram que a prefeitura do rio de janeiro fez algo semelhante um tempo atras? http://www.apocalipsemotorizado.net/2007/12/13/desculpas-nao-colam/

    acho que quando uma prefeitura faz algo, esse algo deixa de ser ilegal.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Wlad

    no mais das vezes eu ando por cima.. e se tiver o dono dentro, passo olhando pra cara dele, o palhaço.
    http://www.apocalipsemotorizado.net/2009/04/07/por-calcadas-sem-carros/

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Fábio Caparica

    Não é questão de ser melhor ou pior. Todas as duas situações, podem ser entendidas como prejuizo por quem sofrer a retaliação do pedestre ou do ciclista. Se existe lei, que se procure fazer com que ela seja cumprida. Se todo mundo resolver fazer “justiça com as próprias mãos”, a merda vai cobrir.

    E sinceramente…

    Dano é Dano. É delito, é agressão e pronto. Pra mim é Hipocrisia dizer que “foi o outro que começou”, quando seria muito mais inteligente e exemplar poder dizer que foi o primeiro a parar com o cíclo vicioso.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Cássio

    Patrimônio alheio que estava me mandando ir para o meio da rua e correr o risco de ser atropelado. Não sou de fazer isso mas tem hora que qualquer um deixa a filosofia de lado e apela! Sinceramente não acho que o dano que causei a ele foi maior que o dano que o ruminante causou às pessoas que transitavam por aquela rua, nem espaço pra um gato passar tinha. Estou bastante desesperançoso quanto à justiça e sociedade brasileiras, sei o que fiz e no mais faço as palavras do Renan as minhas.

    Cássio

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Willian Cruz

    Então Fábio, não seria melhor se o nosso amigo Cássio tivesse colado um adesivo educativo no tal carro? Não causaria prejuízo e ainda passaria informação ao dono do carro, que pode ter visto o risco só no dia seguinte e não relacionado a consequência à causa… 😉

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Fábio Caparica

    Pois é.

    Rapidinho, da coisa que pode ser entendida como ofensa moral, passamos para o dano ao patrimônio alheio…

    Certa vez o Comissário Gordon comentou com alguém que o fato de contarmos com um Justiceiro encapuzado dava margens pra que os meliantes passem a crer que devem também se encapuzar e usar gadgets mortais…

    Uma “escalada armamentista” praticamente.
    Final dos tempos, por assim dizer.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Cássio

    Juízes e advogados a parte, sem cerimônias, hoje passei a chave num carro que estava estacionado na calçada. É certo? Não sei, mas tem hora que a única solução é dente por dente e olho por olho.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Renan

    Wlad, essa constatação é a mais triste que podemos chegar. Mas o fato é: nada irá acontecer ou mudar se não houver uma “faísca” para dar ignição na massa cinzenta da massa. Não precisa ser caro. Basta não ser agressivo/arrogante/mesquinho com quem vc ensina. =)

    Vou botar em prática essa idéia. Nada que uma boa fita crepe não resolva. =)

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Wlad

    o foda é gastar a minha grana (a que está no meu bolso) pra ensinar esse ‘otário’ a colocar sua propriedade no lugar certo, enquanto a minha grana (a que o governo amealhou) é usada pra bacanais por ai.

    mas agora comecei a fazer fotos.. e mandar pro site da pref. vamuve o que dá

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Fábio Caparica

    Uma coisa é gritar “vejam o que ela está fazendo!” outra é gritar “vejam o que aquele otário está fazendo”… São lógicas diferentes. Apesar do otário ser o mesmo. O que vai causar ou não um dano a moral de alguém é extremamente subjetivo. E subjetividade vai estar também em quem for julgar.

    Nos dias de hj, as pessoas se ofendem quando alguém dá bom dia! Colar adesivo fazendo crer que o dono do veículo se acha um Otário, dá muita margem. Um advogado mediano e um juiz que possua uma SUV… Pense na combinação…

    Questão de prudência.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Willian Cruz

    Fábio, você tem razão: se o motorista se sentir ofendido ele pode processar quem colou o adesivo no carro dele.

    Mas processar é uma coisa que qualquer um pode fazer com qualquer outra pessoa por qualquer motivo, ganhar a ação é que são outros quinhentos. Não trabalho nessa área, mas no meu entender de leigo imagino que se uma pessoa faz algo errado no meio da rua e eu aponto para ela gritando “vejam o que ela está fazendo!”, acho difícil ela conseguir me processar. A lógica seria a mesma para a colagem do adesivo: quem colou estaria, no máximo, constrangendo o motorista, mas não humilhando a ponto de causar “danos morais”. Se ele considera humilhação o fato de alguém evidenciar o que ele fez, pode-se dizer que ele admite que o que fez é o real motivo da humilhação. O tal adesivo só chama atenção para o fato.

    E quanto a se sentir ofendido, bem… aí depende do que estiver escrito no adesivo! 🙂 Se você escrever um belo elogio à progenitora do cidadão, que educou tão bem seu menino crescido, ele pode mesmo alegar que o adesivo ofende e humilha. Se o texto for educado e sarcástico, não vejo como.

    Reforço que advocacia e legislação não são minha área e estou opinando da janela. 😉

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Fábio Caparica

    Só pra constar… Eu gosto da iniciativa, acho válida e tal.
    Mas não concordo com o “não é crime”…

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Mario Amaya

    Eis uma causa bacana.
    E eu adoraria colar o cartaz NOS CARROS DA CET que adoram infringir as próprias regras.
    Poderíamos repetir o desenho original, trocar peões por pedestres, de acordo com nosso regionalismo dialetal, e um abraço!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Fábio Caparica

    Bom….

    “Desde que não estrague o carro, colar um adesivo desses não é crime. Poderia sê-lo apenas se o adesivo danificasse o carro, ou se trouxesse alguma consequência danosa ao proprietário do veículo.”

    Não é bem assim. Se o proprietário do veículo se sentir ofendido – independente dele estar ou não ofendendo outros – ou achar que sua imagem está sendo “pixada” ele pode procurar seus direitos na justiça.

    Thumb up 0 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>