Ciclo-rotas em São Paulo devem mesmo sair

Projeto consiste em levantar, mapear e divulgar as melhores rotas para o ciclista no “centro expandido” da cidade de São Paulo

Paula Montero (Cebrap) e Walter Feldman (SEME) assinaram contrato para criação das Ciclo-rotas na cidade de São Paulo

Recentemente, comentou-se na imprensa que seriam criadas rotas para ciclistas na cidade de São Paulo. Parecia mais uma promessa para acalmar cicloativista, mas pelo jeito não é.

Na última quinta-feira (14/04), o Vá de Bike esteve presente na cerimônia de assinatura do contrato do projeto das Ciclo-rotas, na Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME). Fiz uma cobertura em tempo real no Twitter, mas faço aqui um relato um pouco mais detalhado, junto com as fotos que fiz por lá.

Dividi o relato em mais de um texto. Neste aqui, informações sobre quem participou da reunião e como será o projeto. Os debates, sugestões e declarações que surgiram ao longo da reunião ficam para uma próxima postagem.

João Lacerda, Max Meirelles, Marcelo Mig, Cleber Anderson e Ana Hoffman

Daniel Guth, Renata Falzoni, Carlos Freire e Leandro Valverdes

Ao lado de Walter Feldman, André Castro, representando a Secretaria de Transportes

Presenças

Muita gente conhecida da cena cicloativista paulistana estava presente: Renata Falzoni, João Lacerda, Carlos Aranha,  Leandro Valverdes, André Pasqualini, Marcelo MigCleber AndersonMax Meireles e outros. Havia representantes da Secretaria de Esportes e Lazer, da Secretaria de Transportes/CET, do grupo Pró-Ciclista e outras entidades.

A presença da Secretaria de Transportes (SMT), na figura do André Castro, assessor do secretário Marcelo Branco, surpreendeu os ciclistas. Só essa presença já sinaliza uma mudança, já que até pouco tempo SMT e CET ignoravam as iniciativas pró-bicicleta na cidade. Castro mostrou-se bastante aberto ao diálogo e a entender as necessidades dos ciclistas urbanos em São Paulo. Fico feliz com esse posicionamento.

O projeto

A apresentação do projeto começou com um discurso muito bom do Daniel Guth, da SEME, sobre ciclistas conhecerem e descobrirem caminhos na cidade e como esse conhecimento pode ajudar a tornar a cidade mais ciclável.

Em seguida, Carlos Freire do CEBRAP explicou um pouco como será desenvolvido o projeto e a pesquisa de campo, com ciclistas mapeando caminhos para coletar as informações, criação dos mapas, transformação das informações para formato digital e disponibilização pública.

Com o entendimento de que o melhor trajeto para a bicicleta raramente é o mesmo utilizado para os carros, o projeto pretende mapear os melhores caminhos para o ciclista na área conhecida como centro expandido da cidade de São Paulo.

Há intenção de disponibilizar a base em forma digital, permitindo futura integração com Google Maps, Apontador e outros serviços de mapas na internet. A ideia é poder fornecer em alguma dessas ferramentas os pontos de origem e destino e ter uma rota traçada com o melhor caminho para se chegar de bicicleta.

Freire falou ainda sobre a intenção de realizar palestras sobre as Ciclo-rotas para ciclistas e potenciais ciclistas, informando e depois os levando para uma pedalada coletiva pelos caminhos mapeados.

Muito bonito, muito bom, mas… vai mesmo sair?

Veja o que o Daniel Guth, da SEME, respondeu sobre isso no Twitter:

[blackbirdpie url=”https://twitter.com/DanielGuth/status/58939643562967040″]

Eu e o André Pasqualini (O Bicicreteiro) assinamos como testemunhas no contrato da SEME com o Cebrap. Vamos cobrar!

Willian Cruz e André Pasqualini assinaram como testemunhas. Na foto, a assinatura do André.

Mais informações em breve

Assim que o Vá de Bike tiver mais detalhes sobre a operação do projeto, as informações serão publicadas aqui.

A divulgação das Ciclo-rotas será um desafio e deverá ser muito bem planejada, pois não haverá sinalização. E esse é o tema do próximo texto do Vá de Bike sobre o assunto, junto com sugestões e declarações interessantes que surgiram durante o evento.

Para se manter informado, cadastre seu e-mail (na coluna direita aqui da página) e receba um aviso sempre que surgir um novo artigo aqui no site.

Veja mais fotos



13 comentários para Ciclo-rotas em São Paulo devem mesmo sair

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>