Ciclofaixa de Lazer poderá ser usada em dias da semana em SP

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Ciclofaixa de Lazer hoje: só domingo - Foto: Carlos Aranha (@carlosaranha)

Fomos surpreendidos novamente. Ontem à noite saiu no Último Segundo matéria informando que a prefeitura pretende liberar a Ciclofaixa de Lazer para ser utilizada um dia da semana por mês. O objetivo, segundo Kassab, é que “o paulistano comece a conviver com a ideia de ter uma ciclovia na cidade mais ampliada”.

“A prefeitura está analisando qual é o melhor dia para realizar essa operação, mas já decidiu que isso é necessário para melhorar a convivência de ciclistas e motoristas, com o intuito de tornar a bicicleta mais um meio de transporte para quem mora em São Paulo. O uso da ciclofaixa durante um dia da semana deve acontecer nos próximos meses.”

Texto da matéria do Último Segundo

Pelo texto acima, entende-se que isso já está decidido. Vão fazer.

Receio

Os ciclistas estão divididos quanto à notícia. Enquanto alguns comemoram, outros estão apreensivos. Afinal, a Ciclofaixa tem seu traçado e projeto voltados ao lazer, não à mobilidade. Será que uma ciclofaixa ligando parques e na faixa da esquerda é a melhor opção para mobilidade?

No Facebook, André Pasqualini diz que prefere que a prefeitura não coloque isso em prática. “A Ciclofaixa de Lazer é de lazer, não de transporte. O público é diferente, objetivos diferentes”. Para ele, é melhor continuar investindo nas ciclo-rotas. Gustavo Figueiredo tme que a iniciativa gere inimizade com os motoristas.

No Twitter, Vanessa Tordino lembra que em Nova Iorque as ciclofaixas (bikelanes) também ficam na faixa da esquerda e acredita que vale fazer um teste. Para o pessoal do site Eu Vou de Bike, “seria um bom começo para inserir ciclistas de fim de semana na rotina da cidade durante a semana”, ainda mais considerando que ela passa por algumas regiões com muitos escritórios.

Como a ciclofaixa foi pensada para ligar parques e não para atender à demanda de mobilidade, muitos ciclistas temem que ele não seja utilizada o suficiente nesse dia e acabe gerando efeito inverso ao que se pretende, dando argumentos a quem ainda pensa que não adianta priorizar a bicicleta em São Paulo, porque ninguém usa mesmo.

Afinal, no final de semana as pessoas vão até a ciclofaixa pois a têm como destino, mas para deslocamentos convencionais só a utilizarão se ela fizer parte de sua rota. Os ciclistas não desviarão sua rota em quilômetros apenas para circular pela ciclofaixa. Eles estão indo ao trabalho, não passeando.

E você, o que pensa sobre isso? Deixe seu comentário.

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

33 comentários para Ciclofaixa de Lazer poderá ser usada em dias da semana em SP

  • roberto Leão

    Deve ser implantada sim mas com traçado diferente neste dia implantar um traçado para transporte e mobilidade segura de deslocamento a ciclistas que pretendem ir para diferentes áreas de sua extensão a fim de não prejudicar nem os ciclistas como tentar evitar ao máximo o desagrado com os motoristas par que sim eles aprovem e participem optando também em usar a bicicleta caso lhes seja oportuno .

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Sorrusso

    Mais uma vez a falta de planejamento mostra a incompetencia dos nossos governantes. A idéia de uma ciclofaixa de lazer é excelente! Mas pq não colocá-la no lado esquerdo da via? Onde nós ciclistas devemos andar?
    Se estivesse do lado esquerdo, aí sim criaria a consciencia da presença do ciclista daquele lado da via.
    Tenho receio da liberação desta faixa durante a semana, até mesmo pq muitos retornos de carros, e acessos ficam interditados aos carros.
    Não queremos faixa exclusica, queremos faixa compartilhada! Essa é nossa luta!

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Rural

    Percebi em mais de uma oportunidade que a maioria, diria sem medo de errar 90%, dos veículos que trafegam na Berrini evitam a faixa da esquerda pintada de vermelho. Isso ocorre quando não está trânsito! Ou eles se mantém na mesma via ou vão para a direita. É engraçado ver isso porque não existe nada exigindo tal atitude, e achei muito interessante o que a cor vermelha significa e sua consequencia. Imagino eu e espero que no curto prazo, quando a ciclo faixa for restrita a ciclistas em todos os dias, os motoristas terão noção e ciência de que aquela parte do asfalto é, realmente, para os ciclistas.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Eliel Bragatti

    Esqueci de dizer, ciclofaixa permanente, todos os 365 dias por ano!!! Outra coisa, bike todos os dias no Metrô e CPTM, todos os horários. Além de suporte para bikes no Busão, em todos ônibus da cidade, custa pouco para ser implantado, pagamos muito pela tarifa!!!

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Eliel Bragatti

    Ciclofaixas em todas avenidas da cidade, uma faixa a menos para automóveis, aumenta o congestinonamento e mais pessoas vão querer ir de bike também. É só “tacar tartarugas” e faixas contínuas, custa pouco e pode ser implantado de imediato. Basta pressionarmos, nos mobilizarmos, mandarmos email para Prefeitura, SPTrans, Governo Estadual, Governo Federal etc.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Ricardo Poletti

    Um dia da semana é muito pouco, precisamos de mais ciclovias iguais a baxada santista, onde muitos a usam p/ trabalhar.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Vitor

    Moro perto da USP e informo que a região que compreende Afrânio Peixoto, Alvarenga e ponte da Cidade Universitária fica um caos aos domingos. Sem contar o efetivo do CET que é destinado pra isso. Durante a semana só vemos este mesmo efetivo multando.
    Eu concordo que bike é sensacional mas o trânsito de São Paulo é caótico e destinar uma faixa para as bikes vai piorar ainda mais as coisas. Notem, que muita gente não usa bike porque é inviável. Muita gente trabalha muito longe de casa e as distâncias, o sobe e desce, e a falta de conexão com outros meios de transporte inviabiliza o uso.
    Fazer ciclo faixa é fácil, rápido, barato, salta aos olhos da população mas é uma ação paleativa (como sempre) e eleitoreira. Porque a prefeitura e o governo do estado não investem pesado para colocarem os metrôs nos quatro cantos desta cidade para que não seja mais necessário usar carro e aí sim, possa sobrar espaço para integrar tudo, incentivar e educar para o uso das bikes?
    Mas, daí alguns vão dizer mas é o início…pois bem, aceitem este “cala a boca” que nossos governantes oferecem para vocês.

    Thumb up 1 Thumb down 3

    • Eliel Bragatti

      Mas isso é bom, que fique mais caótico ainda. Ciclofaixas em todas as Avenidas de São Paulo, não só em bairros nobres. Assim o congestionamento fica maior, o caos aumenta e mais pessoas vão querer ir de bike, pois terão por onde ir a qq lugar da cidade. E não tem desculpas de distância, já temos a disposição bikes elétricas que podemos pedalar e acionar tbm o motor par adar uma forcinha boa, ou seja, não tem mais desculpas nem argumentos para deixar isso de lado. O momento é agora, vamos nos mobilizar em mandar emails para prefeitura, governo estadual, federal e tudo mais. Exigindo também acesso todos os dias em Metrô, CPTM e os suportes nos ônibus, em todos os ônibus da cidade. Isso tudo é rápido e barato, qeu aumente o congestionamento, mas teremos opção mais saudável e econômica para se locomover por toda cidade. Acesse meu blog e veja o que postei lá… abraço…

      Thumb up 0 Thumb down 0

  • Carlos Lavieri

    A idéia é ótima! Vamos deixar de ser medrosos? Quando o cara dentro do carro vir a bike passando e ele parado pode se que caia a ficha e ele passe a usufruir da opção. Talvez a certo momento tenhamos a situação mágica que vemos em cidades européias, pouco transito para os carros, devido as milhares de pessoas nas bicicletas. O grande problema na minha opinião é que um único dia por semana não é o suficiente para criar rotina e usar a bicicleta para trabalhar, ir a padaria, ou qualquer outra atividade é algo que só se consegue quando muda a cabeça do cidadão. As pessoas ainda vivem a “ilusão do carro”, e isso não acaba com um dia por semana. Agora seria melhor criar a ciclofaixa em ruas (por exemplo numa joão cachoeira), do que em avenidas.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Erhard

    CALMAAAAAAAA PREFEITO !!! ISSO É PERIGOSO !!! (Sou ciclista também).
    Conheço muito bem a “Psicologia” do trânsito. Entendo essa iniciativa da prefeitura mas sou da opinião de se fazer “PRIMEIRO” Ciclofaixas ou Bikelane “DEFINITIVAS” só onde há calçadas mais largas na cidade. Exemplo: A Av. Paulista possui calçadas bem largas. Não importa o bairro desde que tenha calçada larga de mais ou menos 3 a 4 metros de largura e dependendo do fluxo de pedestres também. Um (1 metro) de largura é o suficiente para uma Ciclovia (Nos dois sentidos ida e volta) desde que bem demarcadas com alguma tinta colorida assim como foi feito dentro do parque do Ibirapuera. Um dia quando a população se acostumar de verdade e, se Deus quiser, poderão ser alargadas mais. Idéias não faltam, é só fazer alguma campanha de opiniões, concurso etc OK?! Observação: Espero que “motoqueiros e outros bólidos” não atrapalhem e interfiram nesse caminho em pról das melhorias do transporte em São Paulo. Atenciosamente,

    Thumb up 0 Thumb down 3

    • Willian Cruz

      Erhard, não posso concordar em retirar espaço dos pedestres para fazer ciclovia. Para utilizar o mesmo exemplo, passam pela Av. Paulista diariamente cerca de um milhão de pessoas a pé, enquanto circulam pelas pistas cerca de 90 mil carros. Quem precisa de mais espaço?

      Retirando espaço de pedestres, estaremos incentivando as pessoas a andar de carro, porque andar a pé fica cada vez mais difícil. Se tirarmos espaço dos carros, dirigir se tornará mais difícil e obrigará as pessoas a procurarem outro meio de se locomover.

      A falta de espaço seguro e “oficial” para circular com determinado meio de transporte é um dos fatores que desincentiva seu uso. Como você também percebe, a falta de espaço seguro para pedalar faz com que muita gente deixe de fazê-lo.

      Devemos sim ter vias seguras (não necessariamente específicas e segregadas) para uso da bicicleta, mas sem diminuir o já minguado espaço dos pedestres.

      Outro motivo para não usar as calçadas como ciclovias é que os cruzamentos se tornariam perigosíssimos para quem está de bicicleta, já que os motoristas fazem a curva sem a menor preocupação se há alguém passando e os ciclistas não terão paciência para esperar cinco minutos para atravessar a cada vinte segundos de pedalada. É até uma incoerência.

      Estou escrevendo rápido essa resposta por falta de tempo para um texto melhor, mas a idéia básica é essa. Abraço!

      Thumb up 3 Thumb down 0

  • Wolf

    Eu acho válido e acho que isso é uma excelente iniciativa, eu passo por vários trechos da ciclofaixa no meu dia a dia (sempre na faixa da direita obviamente) e sempre fico pensando que algum motorista de veiculo automotor irá reclamar comigo, que eu não teria direito de circular ali por não ser domingo.

    Acho que nós ciclistas temos que nos mobilizar e mostrar para todo mundo que estamos sim interessados em mais espaço para os ciclistas. Acho que vale o esforço de pedalar alguns quilômetros a mais e não só desfrutar de um pouco mais de segurança como também mostrar que estamos conquistando espaço e que esse espaço é mais do que merecido.

    Ficar colocando defeito é muito fácil… difícil mesmo é se desdobrar para fazer as coisas darem certo.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Camila Oliveira

    Confesso que fiquei muito surpresa com a notícia, por essa não esperava! Não é a melhor das maneiras de incentivar o respeito aos ciclistas mas como em SP as coisas parecem sempre estar ao contrário, acho extremamente válido priorizar bicicletas em trechos da cidade, mesmo que sejam tão poucos kms. Tenho certeza que muita gente que tem medo de pedalar graças aos motoristas desrespeitosos que andam por aí vai se animar e, nada melhor do que experimentar a bicicleta, mesmo que apenas uma vez por mês, pra perceber como é chegar sem estresse ao trabalho. Acho que a partir dessa experiência novos ciclistas surgirão e com isso seremos mais compreendidos e respeitados.

    E, Willian, não temo pela falta de uso, a quantidade de ciclistas cresce a cada dia de forma irreversível, muita gente vai poder sim usufruir da ciclofaixa pra ir ao trabalho.

    Agora, o que ninguém pode esperar é ter uma faixa congestionada de bicicletas, porque bicicleta transita, não congestina:)

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Wolfgang Fischer

    Não creio que a prefeitura mobilize também o pessoal de sinalização que trabalha nos fins de semana. Uma ciclofaixa sem sinalizadores será respeitada pelos motoristas?
    De resto, o trajeto da faixa foi mesmo pensado para o lazer, não sei se a ocupação será grande.
    De qualquer forma, vale a pena tentar, já é um sinal de que estão pensando no assunto.
    Só quem não erra é quem não tenta.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Sergio Figueiroa

    Achei a ideia ótima, mas acho que deveria ao invés de ocupar uma faixa inteira de da via em cada sentido poderia se pensar em dividir essa faixa em duas mãos no início e dependendo da demanda aumentar no caso de necessidade, para não gerar pouco uso nos dias de semana.

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

    • Willian Cruz

      Boa ideia, Sergio. Assim também diminui o xororô dos motoristas, que pensarão que o trânsito é por causa da ciclofaixa e não do excesso de veículos. Pode-se até mudar de lado da avenida, usando o sentido com menor fluxo de acordo com o horário.

      Thumb up 1 Thumb down 0

  • Claudio Br

    Acho que vamos ter que fazer massa crítica nos primeiros dias dessa ciclofaixa pra ninguém ser atropelado.

    Vou confessar que nos meus tempos que motorista dependente de carro (que acabaram em 2003) eu ficaria muito, mas muito bravo em ver uma pista liberada bem no rush.

    Tiago, talvez valha fazer uns flyers explicando para os motoristas que a via a mais é ilusão, inclusive que se todas as bicicletas nela fossem convertidas em carros, provavelmente ocupariam a faixa toda (e parados).

    Precisamos de um professor de matemática 🙂

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • tiago barufi

    é verdade, Claudio. Não é preciso haver estreitamento de pista para haver engarrafamento. Basta lembrar que os pontos de entrada e de saída da via não mudam, e o resultado em fluxo é basicamente o mesmo. Esse conceito bastante simples não costuma estar na mente dos nossos planejadores urbanos, que adoram alargar avenidas ou colocar cinco faixas onde haviam quatro, para ‘desafogar o trânsito’…
    O que acontece é muito mais um efeito psicológico na mente de quem está dentro de um carro e não quer saber de problemas de fluxo. Quando essa gente enxerga uma pista ‘vazia’ o instinto de ocupá-la imediatamente, ainda que para andar uns poucos metros, parece muito forte.
    Eu temo pela nossa segurança numa situação assim e também temo pelo sucesso a longo prazo da iniciativa! Mas não deixo de estar otimista.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Claudio Br

    Eu acho que só vou pegar um pequeno pedaço no caminho casa-trabalho, o pedaço novo que vai pegar a Berrini, mesmo assim, acho que vale experimentar.

    O que não podemos fazer é experimentar e nunca mais pensar em nada parecido se não funcionar. Encontrar a solução envolve tentativa e erro.

    Eu gostaria muito de testar a tese de que remover uma pista de uma rua engarrafada que possui três (como a Berrini) não afeta em nada o trânsito na prática.

    Eu passo lá de bike e fico assustado com o tempo que os carros ficam parados sem se mover nenhum metro fazendo a terceira (ou quarta, ou quinta) pistas parecerem apenas um estacionamento.

    Vamos ver.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Carlos Alkmin

    Bem lembrado pelo Tiago “Há sinais de que alguém na Prefeitura fez viagens internacionais e aprendeu alguma coisa”. Até a mais famosa cidade do país mais carrocrata do mundo implantou várias “bike lanes”.

    Contudo, no nosso caso aqui, há, de início, um problema conceitual. A “Ciclofaixa de Lazer” não é propriamente “ciclofaixa”, mas sim uma “ciclovia temporária”, visto que tem toda aquela estrutura de cones enfileirados e os supervisores com bandeiras de parada orientando nos cruzamentos. Faz sentido porque é de lazer, permite um programa-família. Inegável que seja um embrião da desejada convivência dos modais. Porém, se não tivesse essa segregação de pista, seria um risco até para ciclistas experientes, pois motoristas não iam se poupar de manobras arriscadas em ultrapassagens. No stress dos dias de semana, uma faixa de rolamento inteira talvez não seja algo fácil de absorver.

    A iniciativa é ótima e riscos sempre existirão. Acho fundamental uma campanha maciça de educação no trânsito, de deixar bem claro que o ciclista pode estar lá naquela faixa.

    Por último, quanto aos itinerários, o corredor da Berrini e Roberto Marinho é muito bem-vindo em se tratando de locomoção para o trabalho, já que é uma região saturada de escritórios e plana. Conheço gente que declarou espontaneamente a vontade de trocar o carro pela bike num trajeto que utiliza estas vias. Só não o faz pela falta de segurança no trânsito.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Jonas Faustino Santos

    GOSTARIA DE FAZER UMA SUGESTÃO/PROPÓSTA AO VÁ DE BIKE!!!!
    – Não podemos perder esta oportunidade de mostrar que há demanda quando há vontade política em relação ao transito de bicicletas na cidade, desta forma acho, que msm esta ciclo faixa não atendendo o trajeto da grande maioria das pessoas e sendo uma ciclo faixa delimitada e pensada pro lazer, deveríamos nos esforçar para ocupar ela neste dia do mes que ela funcionará durante a semana msmo que ela não faça parte do nosso trajéto para o trabalho ou para casa. Funcionaria como uma bicicletada, mas sem horário de encontro e de partida, apenas com todos os ciclistas se comprometendo a no horário livre ( almoço, antes do trabalho, depois do trabalho etc ) passar por todo o circuito da ciclo faixa, desta forma teríamos um transito intenso de bikes neste único dia do mês, não seria um grande esforço absurdo a mais pra ninguém, já que estamos falando de apenas um único dia do mês de desvio no trajeto. Isso provavelmente surpreenderia bastante as autoridades e talvez ajude a ter maior repercussão na mídia enfim…msm não sendo o ideal, devemos saber aproveitar esta oportunidade pra progredir e não entender essa notícia como algo que pode nos prejudicar devido as circunstancias ( localização da faixa que nao atende as necessidades de locomoção dos ciclista ), só sairemos prejudicados se não nos mexermos, devemos saber transformar algo que poderia ser uma fraqueza em força!
    Esta pseudo bicicletada mensal a qual proponho pra que realmente seja eficiente e nos traga resultados positivos, se for levada adiante, tem que ser divulgada não apenas pelo Vá de Bike, mas pelos principais blogs e sites relacionados a bike, alem de divulgação no Facebook e no Orkut e onde mais for possível para que todos possam contribuir por nossa causa… ;]
    Acho uma boa idéia, ficaria feliz de ver ela na prática, mas precisaria da ajuda de vcs, que possuem um veículo de comunicação que atinge boa parte dos ciclistas mais conscientes da cidade!

    Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 1

    • tiago barufi

      Eu planejo fazer algo nesse sentido. Meu trabalho fica perto da faixa, e se ela estiver funcionando vou passar por ela para usufruir, mesmo que tenha que andar um tanto a mais.

      Thumb up 2 Thumb down 0

    • jose

      Ótima idéia!!!

      Eu apoio a inciativa desde que a prefeitura não faça a ciclofaixa funcionar num horário de corno… 7 as 14 é ridículo, parece horário de funcionamento do metrô de brinquedo, ops, linha 4… Se a ciclofaixa funcionar até o final da tarde/começo da noite, eu tô dentro!

      Thumb up 1 Thumb down 0

  • andrea

    Eu acho uma ótima ideia. Aumenta a visibilidade dos ciclistas na cidade e cria uma opção ´mais segura´ para os ciclistas novatos usarem a bike para ir ao trabalho. Ela vai dar acesso a algumas áreas comerciais e de escritórios como a Juscelino, a Faria Lima… eu com certeza vou usá-la! Claro que isso não exclui as Ciclo Rotas, quanto mais opções melhor.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Grace Oda

    Os motorista vão ficar irritados? vão! Mas acho super válida essa inciativa.
    Queremos que os motoristas nos respeitem, que nos enxerguem, que se conscientizem que bicicleta também é um meio de transporte, então a ciclofaixa de dia de semana já é um começo, será que vai ter movimento, será que não? Tem que testar pra ver! Se não, não saberemos… Se não der certo, ok! Mas pelo menos estão tentando melhorar são paulo de alguma forma. E se der certo! Maravilha! a ciclofaixa pode ser transformada numa ciclovia de verdade mais pra frente, quem sabe? espaços definidos, melhor sinalização e a tão sonhada convivência ciclista E motorista. É isso que todo ciclista em sampa quer não é?

    é uma tentativa! vamos apoiar e fazer com que dê certo! 😉

    #vamosdebike

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Marco Labão

    Acredito que o importante é sempre vermos essa “onda” invadindo as ruas. Não tenho dados para compilar a eficiência das ciclofaixas sendo utilizadas, mas bicis na rua, e cada vez em maior número começaremos sim nos acostumarmos com essa nova era.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Otávio

    Acredito que poucas pessoas vão utilizar e irá gerar muita reclamação, outra questão que levantaria, acho os moldes da ciclofaixa fora do padrão, pelo menos nas cidades que vejo ciclofaixas ou ciclovias o espaço utilizado é menor. Parar 2 faixas de rolamento na rua alvarenga por exemplo vai dar muita reclamação. Uma ciclofaixa geralmente tem entre 1 e 1,20 m mais o espaço de segurança, totalizando uns 1,70 +/-, o que seria metade de uma faixa de carro aproximadamente. Sendo montada dessa forma acredito que geraria menos “revolta” por parte dos motoristas.

    []s

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Cebo da Cilva

    Acho a iniciativa ótima, mas tenho medo de ser um tiro no próprio pé. Quem já pedalou na ciclofaixa no domingo já viu que, muitas vezes, o trânsito para os motoristas fica bem complicado. Imagina o furduncio que vai ser os retornos das avenidas fechados bem no meio da semana?
    Sei que a tendência é a gente pensar que “eles merecem”, mas acredito que nem sempre bater de frente seja uma boa idéia. Imagina a quantidade de inimigos que a gente vai arrumar quando aparecer a seguinte manchete no G1: “Ciclofaixa complica trânsito na região do Ibirapuera”.
    De uma forma ou de outra, acho a iniciativa extremamente positiva e acredito que vale a pena porque simboliza uma mudança de postura.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Tati Cardoso

    Claro que é uma otima noticia, faz anos, decadas que esperamos essa inserção das bicicletas nas ruas. Ter esse convivio mais frequente mesmo que seja na “faixa de lazer” será muito gratificante, até mesmo porque só sai as ruas quem acredita nisso.
    É motivo pra comemorar e nao ficarmos pessimistas.
    Um passo de cada vez e muito em breve conseguiremos um melhor espaço e principalmente mais respeito por parte dos motoristas.
    Eu tenho esperança e acredito nisso!

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • 8bits

    Acho que a questão principal não é nem a viabilidade do uso dessa ciclofaixa em dias de semana.

    Fiquei muito esperançoso é pela mudança na atitude dos orgãos públicos em ver a bicicleta como uma forma viável de transporte. Isso é ótimo! Fico ainda mais feliz se essa atitude da prefeitura seja passada para a população, isso faria com que muitos motoristas que acham que lugar de bicicleta é em parque mude sua forma de pensar.

    Quanto a questão da ciclofaixa em si, mostra uma boa vontade do pessoal da prefeitura mas também mostra o quanto eles não entendem nada desse meio de transporte.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Thiago

    Acho uma boa, é um começo, só temos que ficar atentos quanto ao respeito dos motoqueiros com essa faixa exclusiva para os ciclistas…
    Concordo que o melhor seriam as ciclo-rotas mas é melhor que nada né?

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • tiago barufi

    O perigo mencionado pelo Bicicreteiro e pelo @oCebo não é desprezível… estou apreensivo também. Eu trabalho perto dessa pista, mas minha casa é para o outro lado, não vai adiantar para mim. Não vou poder fazer número se mantiver meu trajeto normal.
    Se não houver tráfego a interrupção vai irritar os motorizados, aqueles convictos.
    De qualquer modo estou feliz porque a prefeitura está tomando uma iniciativa favorável. Se é a melhor possível, não tenho certeza. Entretanto, já significa vontade de experimentar. Eu ando aqui há tempo suficiente para saber que a iniciativa pelo trânsito da bicicleta sempre foi nula. Há sinais de que alguém na Prefeitura fez viagens internacionais e aprendeu alguma coisa!

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Juliano Pappalardo

    é uma boa notícia, aconteça o que acontecer as pessoas estarão mais conscientes em relação ao ciclista. abraços

    Thumb up 1 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>