Ciclovia Rio Pinheiros: expansão, novos acessos e iluminação

Clique aqui para informações atualizadas sobre acessos e horário de funcionamento

As demais considerações desta página continuam corretas e pertinentes

A Ciclovia Rio Pinheiros tem um potencial enorme como alternativa de mobilidade na cidade, por diversos motivos. O deslocamento de bicicleta se dá ainda mais rápido que o usual, pela topografia totalmente plana e pela ausência de cruzamentos e semáforos; por proteger o ciclista do tráfego pesado de automóveis, a viagem se torna bastante segura, mesmo para quem está começando; seu trajeto passa por vários bairros da zona sul, com potencial para chegar até a zona oeste. Se tivéssemos ciclovias nas duas marginais então, teríamos acesso fácil, rápido e seguro a boa parte da cidade.

Situação atual

Foto: Willian Cruz

O que temos por enquanto é apenas uma ciclovia de lazer, que não ajuda em praticamente nada nos deslocamentos do tipo commuting, como ir ao trabalho, à escola, à casa da namorada. Ela funciona apenas durante o dia e tem apenas três acessos, sendo um deles bastante próximo a uma das pontas. Esses acessos se situam a mais de uma dezena de quilômetros um do outro e sem nenhuma outra saída no meio caminho. Se você não mora próximo a uma ponta da ciclovia e não trabalha perto da outra, dificilmente conseguirá colocá-la em sua rota – e ainda que consiga, ela estará fechada quando você precisar voltar para casa depois do trabalho.

O mais óbvio, barato, eficiente e correto seria termos acessos em todas as pontes. Os ciclistas geralmente chegam à Marginal por alguma avenida que cruza o rio por uma ponte; havendo nela um acesso para descer à ciclovia, problema resolvido, tanto para quem está de um lado do rio quanto do outro. Acessos distantes das pontes fariam muitos ciclistas pedalarem por um trecho de Marginal até chegar neles, sendo mal recebidos pelos motoristas, que os colocariam em risco. Além disso, os acessos nas pontes integrariam a ciclovia ao viário, permitindo captar e distribuir os ciclistas ao longo de sua extensão.

Quem utiliza a bicicleta como transporte não sai de casa para pedalar na ciclovia, sai para ir a algum lugar. Se ela não fizer parte do caminho dele, ou não for acessível sem um desvio grande, não será utilizada. Por enquanto, a ciclovia nem ajuda a proteger os ciclistas que  utilizam a marginal diariamente e nem incentiva as pessoas a trocarem o carro pela bicicleta, já que poucos podem utilizá-la em seus deslocamentos cotidianos e, enquanto não há novos acessos, ela continua servindo mesmo ao lazer.

Atrasos

Discurso de inauguração da Ciclovia Rio Pinheiros. Foto: Willian Cruz

Na inauguração da ciclovia, em fevereiro de 2010, o então secretário estadual de Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, anunciou: “passaremos a quatro acessos rapidamente”. José Serra complementou que esses acessos seriam providenciados por empresas privadas. Já havia também a promessa de expandi-la até o Jaguaré. Mas Serra deixou de ser governador, Portella foi substituído e a ciclovia empacou.

Em outubro de 2010, os jornais comentavam que a expansão até o Jaguaré seria feita ainda naquele ano e que haveria mais quatro acessos até fevereiro de 2011. Esses acessos seriam passarelas e estruturas metálicas, sem relação com os viadutos existentes. Para integrar a ciclovia às pontes, a CPTM pouco pode fazer sem a cooperação e o apoio da CET e da SIURB.

Mas esse atraso acabou sendo vantajoso: o projeto foi revisto e novos acessos e pontos de apoio serão construídos. Acompanhe abaixo.

Obras começaram: expansão e acessos devem sair em breve

Se os novos prazos foram cumpridos, a situação deve melhorar logo. O leitor Pedro Peron nos informou em e-mail que “já estão instalando os gradis amarelos saindo da estação vila olímpia, em direção à cidade jardim” e que “começaram também a erguer uma rampa de acesso à ciclovia junto à estação Santo Amaro da CPTM”. Parece que agora é pra valer.

Para o final de 2011

Foto: Willian Cruz

Atualmente com 14 km de extensão, a Ciclovia Rio Pinheiros ganhará mais 6,4 km até a estação Villa Lobos-Jaguaré. Segundo o Diário de São Paulo, o novo trecho deve ficar pronto até o final do ano. Até o final de 2011 devem ser criados também mais três acessos: ponte Cidade Universitária, estação Morumbi e estação Santo Amaro. Novos pontos de apoio também serão inaugurados.

O acesso na ponte Cidade Universitária será implementado do modo como deveria ser feito em todas as pontes do trajeto: uma passarela ligando a ponte à ciclovia. Um exemplo que, demonstrando seu sucesso, praticidade e frequência de utilização, pode servir de modelo para as demais. E o melhor: permitirá que aos alunos da USP que utilizam bicicleta que entrem e saiam da ciclovia num ponto bem próximo do campus.

Nas estações Morumbi e Santo Amaro, os acessos são resultado de adequações do mezanino à passarela interna das estações, com rampas para facilitar o deslocamento com a bicicleta. Esses dois pontos de entrada mostram a boa vontade da CPTM em facilitar o acesso à ciclovia, provendo-os por dentro de suas estações e dispondo-se a reformá-las para permitir ao ciclista alcançar a ciclovia por ali.

O ponto de apoio provisório que havia na altura da estação Santo Amaro está em reformas e deve se tornar permanente, como os outros dois, nas pontas da ciclovia, com cobertura, banheiros, bebedouros, espaço para troca de pneus e manutenção das bicicletas. Com essa mesma estrutura, outros três novos pontos serão implantados na altura das estações Cidade Jardim, Cidade Universitária e Jaguaré-Villa Lobos, totalizando seis pontos com boa infraestrutura de apoio nos 20km que a ciclovia virá a ter.

Primeiro semestre de 2012

Capivaras na Ciclovia Rio Pinheiros. Foto: Willian Cruz

Para o primeiro semestre de 2012, mais dois acessos: um no Parque do Povo, próximo à ponte Cidade Jardim, e outro no parque Villa Lobos, que será a nova “ponta” da ciclovia expandida. Ambos os acessos serão passarelas de uso exclusivo de ciclistas.

Esses acessos representarão ligações diretas com a Ciclofaixa de Lazer, facilitando também o acesso para quem quiser utilizar a ciclovia a passeio no domingo. Mais crianças conhecendo o Rio Pinheiros de perto, o que é ótimo: quem vai construir o futuro deve conhecer o presente, vendo a situação do rio e entendendo onde vai parar o lixo que cai na rua. E percebendo que, apesar de tudo, a natureza resiste: além das capivaras, há garças, quero-queros, pica-paus e outros pássaros vivendo ali.

Iluminação

Para 2012, também está prevista iluminação para a ciclovia, permitindo finalmente que seja utilizada durante a noite. E o melhor é que essa iluminação usará energia limpa. Serão instalados 764 postes com luminárias de LED, de potência superior a 30 watts, com aerogeradores para captação do vento e coletores solares.

O sistema inovador foi desenvolvido por técnicos da CPTM, que testaram nos últimos três meses um protótipo instalado perto da estação Jurubatuba. No alto do poste é colocado o aerogerador, dispositivo que funciona como um gerador elétrico integrado ao eixo de um cata-vento. Um pouco abaixo, é fixada a bandeja para captação solar. Cada poste é, portanto, uma estação autônoma e autossuficiente, não precisando estar ligado à rede elétrica.

No caminho certo

Foto: Willian Cruz

Com essas mudanças, o acesso à ciclovia vai melhorar bastante. A Ciclovia Rio Pinheiros tem tudo para se tornar parte importante da mobilidade por bicicleta na cidade, só precisa se tornar mais acessível e funcionar até mais tarde, pelo menos até as 21h.

Sugestões

Os motoristas que dirigem em São Paulo contam com sinalização que os ajudam a descobrir o caminho para chegar nos principais bairros da cidade. Seria interessante ter, dentro da ciclovia, sinalização semelhante para os ciclistas: próximo a cada saída, poderia haver uma indicação de que bairros o ciclista acessa saindo por ali.

Da mesma forma, do lado de fora da ciclovia, poderia haver sinalização indicando a entrada mais próxima. Há hoje muitos ciclistas que trafegam pela própria marginal. Sinalização indicando os acessos, nela e em avenidas da região, ajudaria a incentivá-los a seguir pelo caminho mais seguro.

Exceto onde indicado, as informações são da própria CPTM
(Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).


75 comentários para Ciclovia Rio Pinheiros: expansão, novos acessos e iluminação

  • Mauricio Chahin

    Bom Dia,moro na av Giovani Gronchi e gostaria de saber qual acesso mais rapido para ingressar na ciclovia marginal pinheiros, gostaria de saber se o acesso é pelas estacões dos trens da cptm?
    Obrigado

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Juju

    Oi Comecei a andar de bicicleta a Pouco tempo, Mas tenho vontade de Percorrer grandes percusos de Bicicleta e estou com dificuldade de achar um Axcesso na Ciclofaixa da Marginal Pinheiro Pois Moro No Guarapiranga….alguem ppode me ajudar Desde já agradesso..

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Luciano Kazuo

    Pessoal,

    Sou novo na ciclovia da marginal do Rio Pinheiros, mas sinceramente, tem muitos problemas nessa ciclovia…

    Moro próximo da estação largo 13 do metrô (Santo amaro) e tentaram levar a minha bicicleta nesse pequeno trecho (Tenho uma bike do tipo desmontável, acho que isso chama a atenção de muita gente). Tentaram me derrubar no meio da rua, a minha sorte que tinham uns policiais patrulhando em pleno domingo ao meio-dia!!! E através deles, fiquei sabendo que há muitos furtos de bicicletas na região (isso é lastimável) e me aconselharam a ir até a estação Santo Amaro de metrô (pagar 3 reais para andar uma estação… Se a ideia da bike era melhorar o trânsito da cidade, esquece…).

    Segundo, eu sempre vejo que a ciclovia acaba no Vila Lobos (internet, mapas). Eu imaginava que ele acabaria no Parque Vila Lobos, em alguma saída… Fui pedalar esse final de semana e quando cheguei no final… Surpresa!!! A ciclovia acaba exatamente do lado da estação Vila Lobos COM SAÍDA PRA LUGAR NENHUM!!!

    A ideia da ciclovia é muito boa, mas não investem nela, parece que é só um produto de politicagem da prefeitura (“Antes não tinha, agora tem” – Uma coisa que vai do nada pro lugar nenhum!!!).

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • carlos

    Na boa! Eu moro AO LADO desta ciclovia… é lastimavel que os acessos sejam extremamente distantes um do outro. moro ao lado da estação do morumbi, teria que ir de bicicleta pela rua até a estação vila olimpia se quisesse acessa-la e é longe pra cacete e perigoso devido aos carros. outra, os horarios que a cptm te permite entrar de bike na estação são pessimos, de seg. a sex. voce não entra! só sabado e domingo e mesmo assim depois das 14h… é vergonhoso uma ciclovia tão bem construida ser tão subutilizada pois não há pontos de acesso! praticamente não existem ciclistas hoje lá os que estão, são muito poucos para o que ela suportaria!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • andre de oliveira

    quero saber quando estará pronto a ciclovia que chega até a estação do jaguré muito obrigado.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • sergio henrique

    bom dia!
    estou frequentando todo sabado na parte da manhâ….estou achando otima a ciclovia,gostaria de poder frequentar durante a semana na parte da noite….digo pra umas 21 horas….acho que o horario podia ser mudado para mais tarde.
    portanto a segurança deve ser ampliada….todo sabado só vejo duas motos de segurança,que ficam parados no mesmo local….proximo a jurubatuba.
    ai vai minha sugestão…vamos aumentar esse horario,para que possamos pedalar a noite !!!!

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • fernando Aragão

    boa tarde Willian, estou falando da ciclovia da marginal Pinheiros..
    talvés não tenha me expressado bemmm..
    não vou a ciclovia a pé com crianças..
    tenho um projeto no meu bairro com outroas pessoas chamado criança no esporte e na escola é adulto honrado no esporte..
    Começamos como uma pequena escola de futebol que hoje já possui subsistência própria graças ao apoio do comércio e algumas empresas da região.
    Más mesmo assim notamos que algumas crianças não tinha interesse pelo futebol e com algumas breves conversa notamos que a outra coisa que mais interessava a eles é andar de bicicleta, foi ai que decidimos estender o projeto para esse esporte.
    compramos algumas bicicletas usadas ou de sucata de ferro velho e com apoio de uma parceiro de uma pequena bicicletaria que nos fornece as peças a preço de custo e a mão de obra sem custo, montamos 5 bicicletas e passamos a levar as crianças para passear na ciclovia da marginal pinheiros.
    esse projeto deu um resultado tão surpreendente que 2 meses depois já temos mais de 40 crianças cadastradas e participantes do passeio e esse número tem crescido a cada dia.
    eu vou todo fim de semana com 10 a 15 bikes para lá

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Fernando M. Aragão

    a ciclovia é sim uma ótima opção de laser.
    além de todos esses problemas sitados acima temos outros bem preocupantes também.

    Sou frequentador da ciclovia e estou preocupado com o alto crescimento de corredores profissionais na ciclovia. Acredito que essa área de lazer não foi criada com o intuito de pista de treino de corrida, mas é isso que tem acontecido.
    Todo fim de semana vou passear com meu filho e alguns amiguinhos, mais em vez de ser um lazer tem sido uma tortura.
    tenho de passear o tempo todo preocupado com as crianças pois esses ciclistas profissionais passam com suas bikes velozes em alta velocidade e acabam colocando em risco aqueles frequentadores que vão aproveitar essa área de lazer.. Até mesmo nos pontos de acesso e descanso é comum eles passarem em alta velocidade. acredito que a adm dessa pista deve efetuar um estudo mais detalhado sobre
    esse assunto para que possa assim adequar o direito de uso dos mesmos tbbb.
    na minha opinião uma proposta para isso seria limitar dias ou horários para uso dessa modalidade na pista.
    a Pista tem velocidade máxima de 20 KM/H.
    mais um exemplo disso no último domingo dia 04.03 conversando com um corredor de uma equipe
    ele me mostrou o tempo que ele e sua equipe levaram para percorrer 20 km que foi de 32 minutos.
    ou seja regra básica
    se vc tem média de 20 km para casa 60 minutos na prática gastaria 3 minutos para percorrer 1 km
    esse ciclista gastou 1.36 segundos para percorrer o mesmo percurso que deveria ser feito em 3 minutos.
    ou seja ela estava andando a quase 40 km p/ hora…
    E OLHA QUE HÁ MODALIDADES DE CICLISMO QUE CHEGAM A MAIS DE 40 KM/H PODENDO ATÉ CHEGAR A 70 KM POR HORA.
    Um ciclista a 40 ou 50 km/H atropelando um ciclista de passeio a esta velocidade e imagine o tamanho do estrago……….

    abraços a todos

    agradeço desde de já a atenção dos mesmos

    Atenciosamente

    Fernando Aragão

    Thumb up 4 Thumb down 1

  • danilo mathias

    Ola, ando frequentemente pela ciclovia e não presenciei nem ouvi algo a respeito de ladrões, porem todo cuidado é pouco! Já na ciclovia nas Praias, o recomendado, pelo menos quando desci para santos (rota marcia prado), era de não usar as ciclovias e sim a estradas e ruas, pois já existiam relatos assim!!!!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Ana Claudia

    Não se iludam com autoridades preocupadas com segurança dos ciclistas…

    Também tive minha bike roubada na ciclovia da Praia Grande (Praia Mirim, em frente a prefeitura) no meio da tarde… O ladrão ARMADO, largou a bike dele e levou a minha depois de ter me derrubado, não me machuquei feio por sorte… Depois conversando o pessoal que me socorreu, fiquei sabendo que é comum. COMUM????!!!!!!Quer dizer, todo mundo sabe e nada é feito… Policiamento Zero!!!! Ah! Liguei pra policia, depois de duas horas desisti de esperar…o Ladrão deve continuar solto, ARMADO, roubando bikes e o que mais lhe convier…..

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Tatiana

    Boa tarde!
    Sobre a segurança na ciclovia Marginal Pinheiros, soube de vários assaltos a ciclistas DENTRO da ciclovia, realmente o acesso é para pessoas com bikes e esses bandidos entram de bike na ciclovia e assaltam os ciclistas lá dentro. Roubam objetos pessoais a té bikes. Um conhecido teve a bike roubada! O cara largou a bike dele e roubou a bike do meu amigo, deu meia volta e sumiu!
    Alguma notícia para mais segurança na ciclovia? Ou se sabem algum meio que podemos avisar as autoridades?
    Tks!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • MARCOS ( MACARRÃO )

    Boa noite, gostaria de saber quando vão instalar mais bebedouros durante o trajeto, pois está sendo insuficiente os que já existem, filas e mais filas para beber água é o fim, BOMBAS DE AR que já fazem mais de mês quebradas, porque tanta demora para fazer a manutenção.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Humberto

    Quando a ciclovia chegará na marginal Tietê?

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • valbiker

    Vestiario para banho.
    Ja tem algum em funcionamento?
    nao podemos chegar suado no trabalho.

    Abc….)

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Mercedes

    Olá,

    Alguma novidade quanto à iluminação noturna? Além da iluminação precisaríamos de segurança para poder utilizar a ciclovia durante a noite, na volta do trabalho, já que de tanto em tanto a marginal é alvo de arrastões… Alguma informação sobre isso?

    Thumb up 0 Thumb down 0

    • Willian Cruz

      Mercedes, a CPTM ainda está tentando encontrar um parceiro que ajude com os custos de implantar a iluminação. Quanto a arrastões, na Marginal os carros estão imobilizados, presos no congestionamento e não há para onde fugir. De bicicleta você sempre pode dar meia-volta. Além disso, o acesso à ciclovia é restrito a quem está de bicicleta e há equipes de segurança circulando.

      Mas que precisa ter iluminação e abrir à noite para o pessoal voltar para casa, isso é fato!

      Thumb up 0 Thumb down 0

  • William Siqueira

    Olá,

    hoje também temos a saída da Cidade-Universitária.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Jose Carlos Gaivota

    Pedaleiros, foi show o pedal de 50km (uma boa estréia r..os). Uma excelente forma de descontrair e relaxar somados a boa companhia e bom papo. O melhor foi ver que agora posso ir da estação Santo Amaro de Trem/Metro ate a USP via Ciclovia marginal com minha bike. Acesso FÁCIL e muito bem planejado tanto em Santo Amaro como em cima da Ponte da Cidade Universitária. eTudo GRATUITO ( Aqueles que estão informando que tem que pagar para entrar na CICLOVIA MARGINAL no acesso Santo Amaro não é VERDADE, estive ontem (Vide foto anexa. Se você quiser o usar o METRO/TREM paga como outro cidadão qualquer) e foi show o role lembrando que o risco é próximo a ZERO. “O pânico esta dentro do nosso córtex, apenas respire a coragem que tudo fica melhor”. Tai o CONVITE . Sucesso José Carlos Gaivota – http://www.facebook.com/josecarlosgaivota fotos

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • fabio

    Gostaria de enfatizar a falta de educaçao dos ciclistas que treinam ,pois tambem treino na ciclovia e tambem a uso para trabalhar,e ja ando em Sao Paulo ha mais de 25 anos e nunca vi tamanha falta de respeito aos nossos proximos.
    Sera que nao ha algum meio de educa-los.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • edson

    seria maravilhoso se fosse feita ima ligação com a MARGINAL TIETÊ ,pois a zona norte tb precisade uma alternativa tão saúdavel e inteligente como esta abs .

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Julio

    Gostaria de saber se existe expectativa de uma saída próxima a estação Hebraica Rebouças?

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • DELSO

    PRA GALERA AI QUE NAO ANDA DE BIKE E TA PREOCULPADO COM CHEIRO DO RIO, A CICLOVIA E AO LADO DA MARGEM DO RIO, SAO 14 KM DE PISTA LISA E SEM BURACOS E CARROS TI JOGANDO PRA FORA DA PISTA, ANTES PRA FAZER ESSE PERCUSO ERA PRECISO ANDAR NA PISTA MARGINAL QUE FICA TAMBEM AO LADO DO RIO, I AINDA O AGRAVANTE DA FUMAÇA DOS CAMINHOES DO SEU LADO, VALEU PREFEITURA DE SAO PAULO, TAMARA QUE ESSE CICLOVIA SIGA ATÉ A TIETE.GALERA DO CHEIRINHO, SÓ MUDAR PARA COPACABANA!

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Willian Cruz

    Anderson e Cláudia, vejam informações mais recentes sobre expansão e acessos aqui.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Cláudia

    Bom dia a todos! No dia 25.01 acontecerá mais uma edição da Bike Tour, que começa na Ponte Estaiada e termina na Cidade Universitária. Seria ótimo se o trecho novo da coclivia estivesse pronto até essa data, facilitando o retorno do passeio. Por favor, sabem a previsão de inauguração no novo trecho ? Obrigada.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • anderson

    Boa tarde a todos,
    esta ciclovia é uma obra que em minha humilde opinião deveria ser mais divulgada os pontos de acesso,ao chegar na estação St Amaro perguntei aos “gentis e educados” seguranças do local sobre acesso a resposta foi simples,
    “moço não sei tem que perguntar pra alguém que use esta ciclovia”

    só queria usar de St Amaro até a mais próxima da Cidade jardim.
    caso alguém que faça esta caminho ou conhece por favor me informe.

    agradeço a todos pela atenção.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Osdonio Nascimento

    boa tarde.

    gostaria de saber o numero de telefone para contato/duvidas sobre horario de funcionamento?

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Flavia Cavalcante

    [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 0 Thumb down 6

  • Alexandre

    Pessoal,
    Gostaria de relatar publicamente os abusos quanto aos veículos de empresas que circulam na ciclovia. Sou usuário diário da Ciclovia, moro na zona sul e deixo a bike no bicicletário da vila olímpia para ir de trem até o Jaguaré. Os carros da EMAE passam a 60km e até mais pela via, lembrando que a regra é 30km e com farol ligado.
    Trafegando no primeiro horário (05:30h) corremos o risco de sermos atropelados.
    Enviei um e-mail a empresa que não retornou, não deu nenhuma satisfação, portanto, espalhem essa orientação.

    Abraço a todos os ciclistas

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Alex

    Bom, estamos praticamente a 1 mês de acabar o ano e o que temos: a saída da estação Sto Amaro praticamente pronta e a da USP avançada. Porém, de resto, o asfato da expansão da ciclovia acaba na estação Rebouças, nem há gradis ainda da estação pinheiros em diante e nem sinal do acesso na estação morumbi. Será que isso tudo sai mesmo até o fim do ano?

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Oswaldo Tobal

    Que tal inutilizar as lombadas que existem atualmente na ciclovia? Na vejo razao para sua existencia. Se o acesso de veiculos a ciclovia e restrito a sua manutencao os veiculos e que obedecam a regulamentacao do uso da ciclovia, assim como os ciclistas devem obedecer a regulamentacao do transito quando estes estao circulando nas ruas.

    Thumb up 0 Thumb down 0

    • Willian Cruz

      Oswaldo, a razão para a existência das lombadas é que funcionários da EMAE utilizam a ciclovia como atalho para não terem que ficar no trânsito da marginal com seus carros particulares e muitos deles abusam da velocidade. Havendo quem não obedeça o limite de velocidade, as lombadas tornam-se necessárias. Tenho inclusive a impressão de que em certo momento aumentaram a altura das lombadas, sinal de que os carros continuam desrespeitando o limite apesar da sua presença.

      O ideal seria que só veículos EM SERVIÇO utilizassem a via. Ou seja: caminhões, dragas, veículos que fazem análise da qualidade da água, funcionários alocados na Usina de Traição, transporte de trabalhadores até locais onde estejam ocorrendo trabalhos na ciclovia ou no rio, etc. Veículos de passeio que usam a ciclovia como atalho deveriam ser proibidos.

      Thumb up 3 Thumb down 0

  • Dema

    Vou pedalar nessa via assim que o rio estiver completamente limpo, a final de contas já tem uma grana preta rolando para a despoluição do mesmo.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Natália

    Por que não fazem uma saída na Berrini?

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Anderson Araujo

    Já é possível ver a construção do acesso pela estação Santo Amaro. Estou adorando a idéia, sempre que vou ao serviço de bike passo ali perto e sigo até a Vila Olímpia, não passo pela ciclovia pois não tenho um caminho rápido e seguro que me permita voltar a estação Jurubatuba.

    Com a construção desse acesso na estação Santo Amaro, passarei sempre pela ciclovia quando for para do trabalho de bike, será ótimo!

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Obras na ciclovia da Marginal Pinheiros «

    […] + saiba com detalhes no Vá de Bike […]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • mariana

    Pedalei hoje sob o sol forte. Adorei a possibilidade de andar com liberdade sem o crowd, porem depois de 12k nao aguentei mais o cheiro e voltei. Depois me senti impregnada com aquele odor do rio. Uma pena mesmo…o estado tem que investir muito mais na limpeza do Pinheiros.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • ricardo poletti

    Vamos torcer p/ criação de mais ciclovias em São Paulo, inclusive nas grandes avenidas p/ facilitar o ciclista a sua ida e vinda ao trabalho.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Felix

    Olá, amigos! Passo todos os dias pela marginal pinheiros, se a ciclovia ficasse pronta até a cidade universitária (com um acesso, claro) poderia ir de bike. Vejo que já colocaram as grades amarelas em alguns trechos pra frente, mas até a cidade universitária ainda não se fez nada quanto ao asfalto e de acesso também não vi nada.
    Acredito que antes de 2012 não fique pronto, pelo jeito, como as coisas estão andando.
    Torço para que saia o mais rápido possível! Já mandei vários e-mails perguntando para a cptm.
    Abraços.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Claudia Chaves Sampaio

    Sensacional! Quanto mais alternativas, mais será utilizado!

    As rotas de bicicleta para complementar este uso contribuirão muito!

    Este tipo de opção de transporte, integrando com outras soluções com certeza contribuirão para uma cidade mais limpa, silenciosa e com menos transito!

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • ana rüsche

    oi, william,

    sempre com as melhores informações!
    torço bastante para que os novos acessos saiam mesmo.

    não sei se são as mesmas notícias, mas é de 3 de agosto esta entrada no Diário da CPTM: http://diariodacptm.blogspot.com/2011/08/ciclovia-rio-pinheiros-ganhara-novo.html (mencionando inclusive que as fontes de energia da iluminação serão eólica e solar).

    e vamo que vamo.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Sergio Leis

    Legal de mais. Vamos pressionar.
    Sergio Leis

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Ju

    Acabo de descobrir que esta ciclovia equivale a 90% do meu trajeto do trabalho para a faculdade. No meu caso, ela serve mesmo pro commuting. Só que pedalar 20 km para ir e 20 km (14 na ciclovia + 6 na cidade) para voltar pode ser difícil no começo. Quando começar a pedalar para trabalhar, vou querer fazer apenas o trecho menor de 6 km (do trabalho para a Vila Olímpia) para me acostumar.
    Pedalei os 14 km de uma ponta à outra este fim de semana e isso realmente me exigiu um trabalho de perna (estou desacostumada). Teria voltado os 14 km de boa se não tivesse me queimado com o sol (esqueci o protetor). Infelizmente tive de voltar de metrô, mas a experiência foi incrível. Incrível e puxada. 40 km diários irão exigir de mim algum preparo físico.

    Thumb up 3 Thumb down 0

    • Danilo Mathias

      Oi @Ju, isso é uma questão de tempo, logo vc não sentirá dores nas pernas. O melhor é fazer pequenos trechos, para ir se acostumando. O protetor solar é fundamental. Já vai se preparando para a Rota Marcia Prado em dezembro! Abs.

      Thumb up 2 Thumb down 0

  • Igor Carvalho

    Essa ciclovia é simplesmente sensacional !! utilizo praticamente todos os dias.. não acho que ela é só de passeio…. quando ter acesso em Sto Amaro e Morumbi acho que vai bombar…. pois nessas 2 estações tem muitos ciclistas na rua .. os que vem da Ponte João Dias…. odeio politica mas tenho que tirar o chapéu para o governo/CPTM e EMAE que estão fazendo esse pouco mas que é de grande utilidade publica aos poucos as coisas vão ficando cada vez melhor… e quem sabe um dia SP seja a capital da BIKE !

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Sergio Macedo

    Muito boa notícia.
    Só sugiro que os acessos da ciclovia sejam por rampas, e não por escadas, como ocorre na Vila Olímpia.
    Só facilitará mais ainda as coisas. Obrigado.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Danilo Mathias

    Ufa ate que fim, e já vejo as obras na estação sto amaro. Utilizo todos os dias, e não terei q voltar ate a jurubatuba, para ter acesso a ciclovia!

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Ricardo

    Gostaria de saber se não tem nenhuma alternativa melhor para aquelas canaletas ao lado da escada, na minha opinião mais atrapalham do que ajuda, será que todos os novos acessos serão assim?

    Thumb up 1 Thumb down 0

    • Willian Cruz

      Ricardo, a canaleta foi o melhor que pôde ser feito para aproveitar a passarela de serviço existente. Não era possível transformar a escadaria em rampa, pois ficaria muito inclinada. Transformar parte da escada em rampa impediria que as pessoas subissem e descessem simultaneamente.

      Os novos acessos serão todos com rampas. Um deles ficará a uns 700 metros dali, no Parque do Povo.

      Thumb up 2 Thumb down 0

  • Luis

    Olha, moro no jardim São Luiz, e trabalho ao lado do Shopping Morumbi, poderia ir pedalando todos os dias mas infelizmente não vejo ninguem falar em passarela na ponte joão dias, desta maneira tenho que passar horas no transito para fazer um percurso de 7Km já com minha bike seria no maximo 30 minutos de onibus levo serca de uma hora e meia. fica meu protesto.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • ricardo poletti

    Gostaria demais q nosoos rios voltassem a ser navegaveis e com ciclovias ao lado p/ nós aproveitar-mos mais a cidade c/ passeios de bicicletas respiraqndo um ar melhor. Mereçemos uma cidade melhor, pois pagamos impostos demais e temos q ter um retorno desse nosso capital.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Aline Cavalcante

    O cheiro é forte no começo (ali perto da estação Vila Olímpia), mas depois de alguns metros vai diminuindo até sumir. É suportável e, principalmente, importante que a gente sinta e veja o rio morrendo.

    Quando Mikael Colville-Andersen esteve em SP, o levamos para conhecer essa ciclovia e ele disse que os rios da Europa eram bem parecidos com o Pinheiros. hoje estão navegáveis e as pessoas tomam banho graças às reclamações e políticas publicas para salvar as vidas dali. Quem sabe aproximando o paulistano do rio, as coisas mudem um dia ne…

    Ele fez alguns comentários aqui (em ingles): http://www.copenhagenize.com/2011/07/sao-paulo-bicycle-life.html

    acho uma aberração (além da falta de acessos), a falta de iluminação. na epoca que inauguraram já tinha o projeto de ser feita iluminação a partir da energia solar http://2.bp.blogspot.com/_w-LsPLm6V-0/S37F9l8PKvI/AAAAAAAACI4/C6FYczUDQSQ/s1600-h/DSC09706.JPG

    mas – como disse o willian – dps que mudaram os “cabeças” da CPTM, a coisa empacou de vez

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

    • Danilo

      Uma diferença dos rios urbanos da Europa é que eles não são “cercados” por vias rápidas como as marginais… talvez isso tenha sido realmente determinante para salvá-los, pois ficando mais proximos das pessoas, muitos devem ter reclamados. Mas do que passar rapidamente de carro, com uma certa distância e as vezes sem notá-lo.

      Thumb up 2 Thumb down 0

  • Re

    desculpem a pergunta imbecil, pois nunca fui nessa ciclovia…mas e o cheiro? é suportável??? não dá ao ciclista a impressão de precisar ir correndo para o banho, depois de passar por ela?uma máscara resolve?

    Thumb up 0 Thumb down 1

  • Danilo

    Perto das saídas poderiam ter um “mapa dos arredores” como há nas estações de Metro.

    Outro ponto, alguém tem notícias de como anda aquele plano cicloviario do BUTANTA? Com ciclovias na Av. Eliseu de Almeida e arredores?

    Thumb up 2 Thumb down 0

    • Phil

      Não anda… Já fiz várias reclamações na sub prefeitura inclusive sobre as situações deploráveis daquela avenida… Não tive resposta!

      O ideal é que continuemos reclamando para conseguir alguma resposta.

      Thumb up 1 Thumb down 0

  • jose

    Tomara que isso saia mesmo, pq o negócio tá demorado…

    Sobre a sinalização e integração, seria bem bacana se as ciclorrotas tmb chegassem as novas entradas da ciclovia, e que isso fosse sinalizado, tanto para quem está na rota, quanto para quem está na ciclovia.

    Com essa ciclovia completa, com muitas saidas, iluminação, horário de funcionamento razoável e com a integração dela com as ciclorrotas, o negócio começaria a ficar interessante para quem mora e trabalha no centro, na zona sul e oeste da cidade!

    Thumb up 2 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>