De bicicleta, sinal verde é sinal verde

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Foto: Vá de Bike

Av. Paulista, São Paulo. 17h de uma segunda-feira. Todos os sinais abertos, até onde a vista alcança. Todos os carros parados, até onde a vista alcança. A ciclista flui. Não está com o pé apoiado no chão, não está com a mão apoiada em nenhum lugar. Está em movimento.

Seus filhos a esperam em casa e ela não vai se atrasar. O congestionamento não a atinge, ela se torna imune em suas duas rodas. Imune ao engarrafamento, imune ao stress.

A ciclista é Luciana Spedine. Eu havia parado atrás de um carro para fotografar o trânsito parado e, enquanto preparava o celular, ela surgiu vindo de trás pelo corredor. Sorriu dizendo “oi, Willian!” e seguiu adiante, abrindo caminho com seu sorriso em meio às caras amarradas no trânsito. Então cliquei não só o congestionamento, mas também a fluidez. Não só as amarras, mas também a liberdade.

Depois que postei a foto no twitter, ela se identificou agradecendo o clique. Seu marido e filhos gostaram de vê-la na foto. Fluindo, livre, uma mãe que chegará em casa sorrindo. E não é o congestionamento nosso de cada dia que vai atrasar seu reencontro com os filhos e o marido.

Ciclista não tem adesivo da família na bicicleta – talvez porque não goste, talvez por simples falta de espaço para colar. Mas também leva a família sempre consigo, dentro do peito. Quando vir um ciclista no trânsito, lembre-se: seus filhos podem estar esperando em casa.

Proteja o ciclista. Proteja a vida.

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

32 comentários para De bicicleta, sinal verde é sinal verde

  • Rickybell

    Lindo texto, conseguiu transformar a essência de andar de bike pela cidade em palavras….

    Parabéns.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • neto

    Willian,
    Que texto bacana, com toque poético…e leve. Adorei a composição, o tema abordado e a maneira suave com que você descreveu a situação. Parabéns, cara.
    E fica um recado indireto para a Luciana: Putz! Gostaria que minha esposa também pedalasse pela cidade desta forma.
    Valeu.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Edgar Campos

    A foto ilustra uma momento de ousadia e coragem, visto que trafegar pelos corredores dos automóveis e ônibus no trânsito caótico de São Paulo.
    Nem as motos são respeitas imaginem só o ciclista. Da mesma forma que o prefeito da cidade de São Paulo, delirou em criar a faixa exclusiva para motos, o mesmo deveria criar a faixa exclusiva para bicicletas, para utilização diária não apenas nos finais de semana e feriados.
    O Adesivo é uma grande sacada, mas visualizem mais, as eleições para o cargo de prefeito iniciam-se em janeiro de 2012.

    Qual dos candidatos manterá a palavra em apoio ao ciclista? Qual vereador apoiará esta causa?

    Pois desta forma aposento minha moto e vou voltar a usuar a minha magrela.

    No mais sucesso a todos nesta jornada que nada acontecerá da noite para o dia, mas desistir jamais.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Marco Labão

    Pedalar potencializa a saúde, promove a Liberdade, nos leva em frente, nos humaniza e com certeza desenvolve a sensibilidade. Parabéns Willian. Você externa sentimento, motiva Vida.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Alexandre

    Muito legal o texto. Gostei da abordagem sobre o adesivo. Embora muitos levem a família no carro, se comportam como se só eles tivessem o direito de chegar rápido e bem em casa. Que possamos compartilhar o mundo em harmonia, começando pelas ruas…

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Douglas Spedine

    É caçula Parabéns pela sua atitude de exemplo. Willian show de bola a matéria. A foto já diz tudo no que SP está se transformando.

    Bjs,

    Douglas.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Thais Spedine

    Essa Luciana…o que dizer sobre ela. Muitas coisas além da sua coragem e determinação. Mulher que surpreende. Adorei te ver assim minha irmã, continue sempre firme, você é uma pessoa formidável e cresce a cada dia. Te amo, e que Deus te proteja sempre. Adorei o Willian, por sua matéria e destaque, pois precisamos disso, as pessoas tem que saber respeitar e cuidar do nosso planeta e deixar o stress em algum outro lugar bem distante. Precisamos de mais incentivo e que esse governo olhasse tudo isso bem diferente para continuar essa jornada. Lindos!!!! Parabéns!!!

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • James Prado Gondim

    Bom dia

    Gostei muito do texto, é demonstração de muita sensibilidade. Precisamos, com nossas atitudes, mudar o comportamento das pessoas. Precisamos demonstrar que é possivel se deslocar, sem o uso do automovel ou moto. Precisamos ajudar, a quem ainda não descobriu, o prazer que é andar de Bike. A auto-estima aumenta, pois assumimos o controle do ir e vir. Alem de que aumenta a nossa condição fisica.
    Mais uma vez parabens pelo texto!
    Agora um pedido. Estou organizando umas ações, aqui em São Bernardo do Campo e vou precisar de ajuda, nos encontros e outras ações. Espero poder contar com voces e , da mesma forma me coloco a disposição, para qualquer convocação.

    Abraço

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Luiz Eduardo Anelli

    Tenho muito orgulho da minha mulher, a Luciana. Sempre foi valete e corajosa com a bicicleta. É lindo ver o carro dela ficando velho e sem uso na garagem. A preocupação com ela, no entanto, é diária. Quase sempre tem ela trás uma histórinha de desrespeito de motorista para contar. Mas ela está fazendo a parte dela, ajudando a mudar a cidade, e influenciando positivamente as pessoas.

    Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 0

  • Rafa

    Também me emocionei muito ao ler este post, eu como a Luciana também sou mãe, tenho um filho lindo me esperando em casa e espero que os motoristas pensem nisso ao me ver passar, pois pretendo vê-lo crescer, ter um futuro maravilhoso e pedalar muito com ele… 🙂

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Luís Carlos

    Lindo !
    E tem gente que ainda acha que as prefeituras tem obrigação de fazer avenidas cada vez maiores para entupir de carros e para esta ciclista QUE CHEGOU SORRINDO EM CASA, não dão uma faixa asfaltada de míseros 3 metros. Felizmente essa manada motorizada estava parada e a ciclista pode seguir tranquila mesmo estando no meio da rua. Esta foto pode até ter um conceito poético e realmente ficou linda, mas também espelha o descaso e a vergonha com que são tratados os ciclistas no Brasil.
    Valentina e outras milhares de pessoas, poderiam chegar mais tranquilas ainda em casa, pelo simples fato de ter marcado no asfalto uma pequena faixa de 3 metros para ela e sua BICICLETA.
    Menos carros, mais bicicletas, mais vida !

    Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

  • Valentina Spedine

    Fiquei muito feliz quando li o texto por 2 motivos.

    1-fiquei orgulhosa da minha mãe;
    2-pelo seu bom trabalho William.

    Eu amei o texto!

    Bjs,

    Valentina

    P.S- sou filha da Luciana…

    Comentário bem votado! Thumb up 10 Thumb down 0

    • silvia

      Valentina
      Vc é muito fofa!
      Lembra de mim? Da Pedalada pela Paz!
      Eu nunca vou esquecer das suas pernadas subindo a rebouças!
      Tomara que um dia minha filha pedale como vc pedala!
      Super corajosa e super forte!
      um beijo super especial pra vc!

      Thumb up 1 Thumb down 0

  • Ana Cris

    Maravilha!!!! Adorei!!!!

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Daniel Freitas

    Sabendo que mães também usam a bicicleta como meio de transporte neste município fico com muito receio por elas. Saio todo dia do Morumbi e pedalo até a Fatec Tiradentes e não faltam “quase tragédias” no caminho. Alguns monstroristas dão um medo na rua, mas torço muito pelas mamães e por sua segurança pois são um exemplo em dobro, triplo, quádruplo, pros filhos pro maridão pra família toda e para as pessoas na rua, pena que nem todos percebem o olhar de uma mãe.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • gisele

    Lu, fiquei realmente orgulhosa, principalmente por adimirar sua atitude e coragem.

    o texto me emocionou e quer saber, a mãe lá de cima está como eu, euforica , emocionada e orgulhosa.

    willian, texto lindo , parabéns.

    bj

    gi

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • andre

    Muito bom, muito bom, muito bom !!

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Silvia

    Identifiquei-me com o relato, pois sou mãe de 2 filhos (14 e 11 anos) e tenho ido trabalhar de bicicleta desde julho, do Ipiranga até a Vila Mariana, e voltando pra casa na hora do almoço.
    Espero mesmo que os motoristas me respeitem, pois meus filhos me esperam em casa para almoçarmos juntos.

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

  • Jean Pierre Chauvin

    Oh, best friend! Congratulations! Lu, amiga dos tempos das Letras e das baladas em que sempre tiramos o tempo da bebedeira para pseudofilosofar. Parabéns ao Willian, pelo texto. Parabéns aos ciclistas, pela atitude: por mostrar que um outro mundo é possível. E com orgulho dos amigos, é claro. Está na hora de eu consertar o pneu furado da bike e me reunir a vocês. Um grande abraço, JPC.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Thiago Busse

    Perfeito William, como sempre! Valeu. Abçs

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Daniela Urquidi

    Olá William,
    O que é belo e inspirador deve ser mostrado mesmo.
    Enviei um email para o contato@vadebike.org pedindo uma entrevista. Por favor, me responda o quanto antes!

    E parabéns pelo site!

    Abs.
    Daniela Urquidi

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Fabricio Semmler

    “Eu amo essa cidade, quero mais felicidade!”

    Parabéns William e Luciana. Vocês me inspiram.

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Claudio Br

    Delícia recuperar a minha humanidade.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Luiz

    parabéns ao autor, à mamãe, aos motoristas que respeitam as bikes e aos bons ventos da mudança que se instala.

    Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 0

  • @otaviobiker

    Excelente texto Willian, a visão que esperamos de nós é essa mesmo, a de que existem pessoas que nos amam esperando que cheguemos bem. Respeite o ciclista, poderia ser alguém que você ama!

    abços.

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Lucas Landim

    Até desceu uma lágrima agora…

    Thumb up 3 Thumb down 1

  • Luciana Spedine

    William, fico lisonjeada por ser uma menção no seu blog. Seu trabalho e ativismo são inspiradores e certamente já estão dando frutos.

    Sim, estava indo para casa naquela hora e antes ia entregar o terno (!) que meu marido alugou para irmos a um casamento dias atrás, algo que sequer sonhava em fazer um dia de bike (ele estava enrolado nas aranhas externas da mochila – não é o máximo?!).

    Que nossos filhos vejam em nós um exemplo de respeito gratuito ao próximo e cidadania.

    Um abraço e mais um ótimo dia!

    Comentário bem votado! Thumb up 27 Thumb down 0

    • silvia

      AAAAA Lu, só vi agora!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
      que lindo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
      Willian, parabéns pelo seu texto!
      E por sinal, a Lu me inspirou e fiz um cartaz assim: “Elas me esperam em casa, preserve a Vida” e desenhei minhas duas meninas.(né Lu)
      Estava lá na Rio+20 e fotografaram e adoraram o cartaz inspirado no cartaz da Lu
      SENSACIONAL
      Me emocionei né
      Sou mãe e manteiga derretida 🙂
      Bjs pra vcs!
      Sil

      Thumb up 2 Thumb down 0

  • rafael matias

    Sinto a mesma sensação quando não pego a fila gigantesca de carros para fazer a travessia Santos – Guaruja.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Daniel Serafim

    Me emocionei ao ler, muito bom o registro e o texto.

    Por conta do exercício, já temos uma melhora da saúde do corpo, mais ainda contra as doenças do século “XXI” como stress, depressão…

    belo relato

    Daniel Serafim

    Thumb up 3 Thumb down 2

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>