O que é uma bike fixa?

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!
"Fixeiros" participam das FixOlimpíadas 2013, evento que teve provas como skid, subida de ladeira, peanuts e arremesso. Saiba mais. Foto: Rachel Schein

“Fixeiros” participam das FixOlimpíadas 2013, evento que teve provas como skid, subida de ladeira, peanuts e arremesso. Saiba mais. Foto: Rachel Schein

Aline em sua fixa rosa. Ou vermelha, não decidimos ainda. Repare na ausência de câmbios. Foto: Laura Sobenes

Apesar de parecerem bicicletas convencionais a um primeiro olhar desatento, as fixas diferem delas em diversos aspectos. O principal é não terem roda livre, ou seja, os pedais se movem o tempo todo junto com as rodas.

Por essa característica, os próprios pedais são utilizados para frenagem, o que faz com que tradicionalmente não precisem de um sistema de freios. Também não possuem marchas. Em se tratando de fixas, menos é mais.

Por serem leves, ágeis, demandarem baixa manutenção e não terem peças “roubáveis”, necessitando apenas de uma pequena u-lock ao estacionar, as fixas são muito utilizadas pelos famosos bike messengers de Nova Iorque, que rasgam a cidade em alta velocidade, desviando de tudo e de todos com extrema agilidade.

Primando pela leveza e pela simplicidade, os fixeiros (leia “ficseiros”) capricham nos detalhes, do quadro com pintura especial e selim de couro até o vestuário. Apesar de haver modelos produzidos por fabricantes tradicionais de bicicletas, a maioria das fixas são customizadas, às vezes até montadas em casa com peças compradas por aí. Há até mesmo quadros feitos à mão, personalizados para a alma do dono, como katanas. O dono de uma fixa costuma ter muito orgulho de sua bicicleta.

Quem passa a usar uma fixa integra um novo universo, interessante e diversificado, que envolve bem mais que a bicicleta. Há toda uma subcultura a seu redor, envolvendo moda, comportamento, ideologia e até esporte: o Bike Polo é bastante adequado às fixas (entre outros motivos, pela maior facilidade em realizar trackstands).

Yo, fixie!
Alguns sites brasileiros para saber mais sobre fixas e sua cultura singular:
Fixa CWB – Fixa Sampa – Fixadas – Pscycle Community – Rodafixa
Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

91 comentários para O que é uma bike fixa?

  • luiz

    Eu tenho uma fixa! #Que seja baixo enquanto dure 😉

    Thumb up 1 Thumb down 1

  • Rosana

    Kit Bike do Night Riders da Caixa Econômica deste ano vem com uma bicicleta bem bonita, de aço, com cubo traseiro flip-flop, fixo ou single-speed. E com os dois freios.
    Custa 450 ou 3 x 150. Bike, sacolinha, camiseta, capacete, squeeze.
    Pra quem quer começar acho que vale.
    Quem se interessar dá um google e vê no site do evento outras especificações.
    Ano passado foi uma dobrável de 400 reais bem decente (13,5 kg e câmbio Shimano, até!) que uso até hoje. Este ano, o kit do Circuito Pedalar do Banco do Brasil vem com dobrável.
    PS: não é merchandise, é dica, somente!

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Quintiliano

    Olá galera,

    Moro em Goiânia e sou apaixonado por minha fixa, gosto demais de São Paulo e gostaria de saber onde e como posso encontrar uma tribo de fixeiros.

    Abraços

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Fabio

    Minha curiosidade com as fixas é tão grande quanto o medo que tenho só de ler sobre elas, imagino levando um tremendo capote na primeira descida, mas pretendo um dia experimentar.

    Thumb up 3 Thumb down 0

    • Fabio

      E tenho uma dúvida sobre os pedais presos, andando na cidade precisando parar toda hora, pra quem não manja das manobras de ficar parado montado, sempre vai haver a necessidade de colocar o pé no chão. E aí, COMOFAS?

      Thumb up 3 Thumb down 0

  • Eduardo

    Tenho vontade de comprar uma fixa, mas tenho uma dúvida: por não ter marcha não fica muito ruim de pegar grandes subidas? Ou não perde muito em velocidade para usar em ruas de limite mais alto?

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • cwbfix

    [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 0 Thumb down 10

  • luca

    [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 5 Thumb down 19

  • CONDE TERRANOVA

    Se levar uma fechada de um carro ja era

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • fermino cido

    Eu tenho uma fixa vilking é muito bom pedala com ela me sinto leve e pretendo compra outra valeu… .

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • fermino cido

    Eu tenho uma fixa vilking é muito bom pedala com ela me sinto leve valeu… .

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • andre

    é e la vamos nos(a bruxa tentanto voar na vasoura famoso episodio do pica-pau rsrs)termnio de montar uma fixa asemana que vem,minha primeira.espero que nao caia muito kkkk.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Roberto "Negrete"

    A minha fixa foi feita com um quadro antigo da trek de cromoly, grande. 60cm. Tô a mais ou menos 4 meses girando com ele e bem feliz.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Marco Labão

    Legal rever os posts.
    Na época disse que montaria uma com quadro de MTBiking… Acabei montando num de Sportíssima e a idade me aconselhou utilizar um cubo com contrapedal para poupar os joelhos…

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Ismael

    [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 1 Thumb down 8

    • Juca

      Amigão, como assim “na versão feminina”? Freios são opcionais e recomendados com em qualquer bike. Não me venha com aquele discurso infantojuvenil (e aparentemente machista, no seu caso) de #brakeless #vidaloka. Rua não é velódromo e crânio não pega solda.

      Comentário bem votado! Thumb up 35 Thumb down 1

      • tiagobarufi

        sem querer polemizar na questão de gênero, acredito que seja bem perigoso descer de fixa sem freio e sem preparo físico. E qualquer pessoa pode desenvolver a musculatura das pernas de modo a diminuir a velocidade de forma muito eficiente sem freios, sem travar a roda. É muito bom para o corpo e ver os efeitos desse tipo de pedal nas pessoas foi um dos motivos para que eu resolvesse experimentar.
        De qualquer forma, eu tenho o freio dianteiro sempre em condições porque há momentos em que ele pode ser muito útil: carregando peso, ou descendo uma ladeira de mais de 8%, ou no caso de um pneu estourando.
        Normalmente não toco no freio mas é bom saber que ele está lá.

        Comentário bem votado! Thumb up 10 Thumb down 0

  • José Antonio Meira da Rocha

    Os pedais estão sempre girando? Acho mais seguro o que se chama (em Porto Alegre, pelo menos) de “torpedo”. A roda é livre e o freio, no contrapedal.

    Comentário bem votado! Thumb up 9 Thumb down 2

  • Leonardo

    Tenho, ao mesmo tempo, curiosidade e medo de andar numa fixa… deve ser um negócio doido pedalar uma dessas.

    O Joseph Gordon-Lewitt usa uma em “Perigo por encomenda”… tem uma cena que ele dá perdido no Michael Shannon pedalando pra trás.

    Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

  • Marco

    Bike fixa tranquilo

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Elvis

    Pedalo de mtb a muito tempo e depois de andar em uma fixa decidi montar uma para mim assim,que ficar pronta colocarei mais comentários.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • prof. Luciano

    Caríssimos…

    …já que correções são “bem vindas”… lembramos que “bem-vindas” devem ser escrito assim, com hífen.

    Atenciosamente

    PT Saudações

    prof. Luciano

    Thumb up 4 Thumb down 3

    • Willian Cruz

      Obrigado, Professor! Já corrigimos! 🙂
      E novas correções serão bem-vindas! 😉

      Thumb up 2 Thumb down 0

    • Synara

      Mas, Prof. Luciano: a reforma ortográfica recente no Brasil não aboliu o hífen? Até onde sei agora é ultrassom (não mais ultra-som, p.ex), dentre outras palavras compostas ….então o correto, atualmente, não seria bemvindas ou benvindas(?) ? Obrigada. Synara

      Thumb up 2 Thumb down 1

  • silvia

    Adoro reler!!!!
    Fiquei com mais vontade !!!!!!…um dia quero andar numa fixa 🙂
    será que eu consigo?

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Rickybell

    Olha sou fã deste pessoal, deve ser algo bem complexo utilizar uma FIXA….. O dia q alguém quiser me dar uma aula de como fazer o negócio, estamos aih….

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • carlos

    [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 4 Thumb down 16

    • Aline Cavalcante

      A guria da foto sou eu.
      capacete é um item de segurança PESSOAL, não obrigatório e, portanto, com decisão de uso (ou não) a partir da vontade e responsabilidade do próprio ciclista.
      Eu assumo o meu risco de não utilizar e isso é uma vontade minha, não pode ser colocado como instrumento de “exemplo” para os outros.

      Comentário bem votado! Thumb up 29 Thumb down 10

      • Rodo

        [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

        Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 7 Thumb down 16

      • Evandro Alves

        Do ponto de vista legal definitivamente você não é obrigada a usar um capacete assim como tem todo o direito de não usar nenhum item de segurança exatamente como acontecia com os automóveis nos anos 80 quando ninguém usava cinto de segurança! Independente de obrigatório ou não, ou de certo ou errado, vc é instrumento de exemplo sim já que o artigo é publico e lido por milhares de pessoas …. mas bem que vc podia defender a utilização do equipamento mesmo tendo o direito e a vontade de não usar! Tenho dois amigos que morreram por estarem sem capacete em acidentes ingênuos e sinto falta deles e de politicas que alertem as pessoas para isso, tem muito ciclista morrendo ou tendo graves lesões por falta de equipamentos simples como uma luva, um farol ou mesmo um capacete …. enfim … sou ciclista e pai e as vezes penso em parar de andar de bike em lugares urbanos por causa dos riscos … gostaria muito que fossemos incluídos “de verdade” no código brasileiro de transito com regras sérias de segurança e até mesmo de idade para trafegar em vias urbanas com trafego compatível com a de capitais como RJ e SP … a bike é uma arma perigosa principalmente para quem a conduz. Abç

        Polêmico. O que acha? Thumb up 10 Thumb down 11

        • silvia

          não considero arma perigosa!
          Pedalo como meio de transporte a 25 anos e sem capacete
          Conduzo a bike com prudência, respeito e muita gentileza, faz muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito tempo!
          As vezes eu me pergunto: estes ciclistas que foram atropelados, com ou sem capacete, estava disputando espaço nas ruas? Xingaram? se desequilibraram?
          Oras
          nada disso combina com minha conduta e com a conduta que eu prego, que é a conduta do respeite para ser respeitado e devagar se vai ao, longe
          Ciclista com pressa não combina!
          Quando estou com pressa e corro, assumo meus erros e sei do meu risco
          às vezes uso capacete pq me enchem a paciência nas ruas
          mas antes de CAPACETE
          RESPEITAR E SABER USAR A BIKE NA RUA vem muito antes de qq item de segurança
          que na verdade
          são poucos e invisíveis e pequenos e frágeis
          CICLISTA RESPONSÁVEL TEM MENOS CHANCE DE SE MACHUCAR!
          se cuidem e pedalem com segurança!

          Comentário bem votado! Thumb up 11 Thumb down 6

      • enio PAiPA

        eu uso capacete, mas não ligo em NÃO USAR… hoje mesmo é dia de festa em todas as BICICLETAS e aqui em RECIFE o arrasta BIKE vai rolar… por isso decidir vim com o capacete pendurado na mochila e de chapéu de palha… confesso que senti um respeito maior pelos motoristas de ver um SAMBUDINN passando todo mundo com uma roda fixa e DE CHAPÉU DE PALHA VOANDO!!!

        usando ou não capacete, O QUE NÃO PODE É PARAR DE PEDALAR! #fixxxieFEELINGS

        Comentário bem votado! Thumb up 15 Thumb down 4

  • Eduardo Accioly

    Algum site que venda as fixas aqui no Brasil? Pode ser usada!

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • giovane

    montei uma fixa em dezembro depois de ver no yuotub agora ja estou montando a segunda fixa é mto tri andar em uma fixa ok abraços a tds fixacheiros kkkkk

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Rodrigo Ratan

    Em relação a uma Bike 21V, qual é o ‘peso’ de uma roda fixa pra pedalar? Qual é a marcha ‘equivalente’? Em uma subida, é mais pesada? Na reta, muito leve? Na descida, se falhar ao travar ou reduzir os pedais, eles podem girar com tudo e te atingirem e machucar?

    Thumb up 5 Thumb down 2

    • Diego

      Desenvolve bem em retas, em descidas não escapam tão fácil porque geralmente se usam firma pés pra pedalar, em subidas só os fortes. A Relação que usam, geralmente é uma coroa de 44D e um pinhão pequeno, tem gente que usa coroa maior, tem uma saída lenta, mas desenvolve bem em grandes retas.

      Thumb up 0 Thumb down 0

  • Bia

    Aki na minha terra esse tipo de bike não é novidade, tanto q tem nome específico, é chamada “contra-pedal” e qualquer bicicleteiro converte uma bike comum em uma contra-pedal. As “contra-pedal” são velozes, por isso mais práticas e não precisam dos freios é parar de pedalar q elas param… mas tem q pegar a prática, se não, é queda na certa.

    Thumb up 0 Thumb down 0

    • Willian Cruz

      Bia, contra-pedal é o nome dado a uma bicicleta um pouco diferente: ela tem roda livre (ou seja, é possível parar de girar os pedais numa descida sem que a bicicleta freie) e trava a roda traseira quando você gira o pedal para trás. Tive uma dessas nos anos 80.

      E as fixas não são novidade. As primeiras bicicletas com sistema de transmissão, construídas no final do século XIX, eram também de roda fixa.

      Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 0

  • lclucas

    Eu possuo uma caloi aspen o cambio dela tá bem detonada, eu já sei que o problema fica com a gancheira, mas tirando isso, é possivel converter em uma fixa?

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Yuri

    Minha única hesitação com fixa aqui em Fortaleza é a junção de subida+calor infernal. Alguém do Rio 40 graus já fez o teste? :]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Aline Cavalcante

    e se vc acredita em deus, pode rezar tb
    funciona comigo

    Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 1

  • Phil

    Descida você pode:

    1- empurrar
    2- colocar freios se isto lhe deixa mais confiante
    3- desenvolver sua técnica de frenagem com as pernas!

    A que eu estava usando(e foi roubada >:/ ) não tinha freio nenhum então nas descidas muito ingremes eu empurrava mesmo…

    Já nas mais leves Pedalava normal

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Augusto

    EEEE na descida, como faz??

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Aline Cavalcante

    obrigada phil.
    =)

    subir é sussa. quero ver descer kkkkkkkkkkk

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Phil

    Amigo Neto posso afirmar(tbm por ser um metódico com esse problema de subidas) que subidas nã osã oo problema!

    O problema são as descidas!!!

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Neto Goulart

    Aline, mas vc andou aki só por retas, Marechais e outros comandantes kkkk. Mas pros bairros tem cada ladeira minha amiga que é de colocar a lingua pra fora.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Aline Cavalcante

    aaaaaaaah curitiba é um tapete, vai
    =)

    Pedro. ja vi posts MUITO bacanas sobre cadência, rpm, etc no http://www.asbicicletas.wordpress.com
    da uma fuçada por la tb
    ;*

    Thumb up 1 Thumb down 1

  • Neto Goulart

    Bem estou com minha “Carla Velosa” nome dado a minha fixa pelo meu filho de 4 anos, a pouco menos de 1 mês. Acostumado a andar de MTB, senti bastante diferença pois nunca tinha andado numa fixa. Principalmente no dia que peguei a minha. E o post relada muito bem o que é a Cultura Fixed Gear, foi através disso que acabei me apaixonando pelo estilo. Pois conheci primeiro a moda, comportamento, ideologia para depois ter e experimentar o bike. É maravilhosa a sensação de pedalar uma Fixa, vc faz parte da bike, vc fica mais experto no transito pois antevê as situações perigosas. A minha foi montada em um quadro de caloi 10 antigo. Já estou pensando na minha próxima. EU particularmente Adorei.
    Ah e pro cara de BH, aki em Curitiba tem muitas subidas, mas é pouquíssimo complicado apenas no inicio pois quando ela embala a subida se torna fácil.
    Abraços
    Neto Goulart

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Pedro

    Já que falaram em relação (sempre é importante discutir a relação com a fixa), caso alguém ainda não conheça tem esse site bem legal pra simular a velocidade atingida com cada relação: http://www.bikecalc.com/speed_at_cadence. Valia um post sobre essa questão de cadência e rpm, o que vocês acham? Sei que a temática do blog é mais voltada para mobilidade urbana, mas entender melhor de cadência faz o ciclista fazer menos esforço nos seus deslocamentos, o que incentiva ainda mais a abandonar o carro e ir de bicicleta. Abraços!

    Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 0

  • Paulo Kreppel

    É… não rola de usar uma dessas em BH.
    Fiquei animado, mas dai lembrei que aqui só tem subida. 🙁

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • tiago barufi

    Fixa não é só aquela bicicleta clássica de messenger com cara de quadro de pista. Na verdade, qualquer geometria se presta a isso:

    http://sheldonbrown.com/fixed-scb.html

    A roda fixa veio antes da catraca!

    A restrição ao alumínio é importante porque ele apresenta fadiga, e com o tempo isso pode resultar em falha estrutural catastrófica (quebra sem aviso!), por causa dos esforços da fixa, principalmente nos chain stays.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Aline Cavalcante

    sobre freio.. err.. mais outra questão de opção!
    na época dessa foto eu ainda usava o dianteiro (que me salvou inumeras vezes), mas hoje só travo no pedal. existe o risco, claro, mas com o tempo vc aprende a dominar a bicicleta e isso se torna um desafio diário que se retroalimenta e vicia o cerebro.
    obvio que se vc for pedalar pela primeira vez esse tipo de bike, é essencial ter freio na mão. a atitude de tira-lo depende (mais uma vez) unica e exclusivamente de vc.
    =)

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Juliana

    Fugingo um pouco da discussão sobre tons… rsrsrs… tenho algumas dúvidas…
    O tipo de quadro geralmente tem o cano central paralelo ao chão, mas nada impede que seja inclinado, certo? É por questão de gosto? Nunca vi uma fixa com o cano central diferente…
    Qual a melhor relação entre coroa e catraca para a cidade de Sampa?
    Existe algum lugar em que poderia fazer um test ride ou mesmo alugar e sentir como é?
    ah… e… pelo menos um freio dianteiro ajuda numa frenagem brusca? É mais seguro?
    Obrigada…

    Thumb up 1 Thumb down 0

    • Aline Cavalcante

      é. existe uma questão estética em relação a isso. mas não é regra. a fixa de uma amiga minha (a talita), por exemplo, tem o quadro um pouco mais inclinado em função da geometria e tamanho do cavalo.

      a melhor relação depende unicamente de vc. tem gente que anda com super leves pra girar bastante o pedal, enquanto tem outros que andam com relações estúpidas pra girar menos e desenvolver mais. cada um cada um.

      essa coisa da personalização da bicicleta tem disso. ela é tao particular que fica dificil generalizar sobre qualquer coisa. eu, por exemplo, usava 44×18 ( que é leve e sobe bem as pirambas de SP), mas hj uso 44×16 (um pouco mais pesada). mas experimentando outras relações ja to querendo mudar.

      vc pode fazer test drive la na CicloVila onde o pessoal do CicloUrbano tem exemplares à venda http://www.ciclovila.com.br/

      beijos

      Thumb up 2 Thumb down 0

  • Pedro

    Legal o texto. Tem sempre mais gente conhecendo as fixas a cada dia (eu inclusive), apesar delas serem mais velhas que nossas bisavós =) Aqui em Porto Alegre estão surgindo também mais bicicletas “single speed”, bicicletas sem marcha mas com roda livre. E o freio é contrapedal, o chamado “torpedo”. Abraços.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • tiago barufi

    Eu já expliquei, isso é magenta. Fim da discussão.

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Aline Cavalcante

    OK.
    e mais uma vez a principal novidade da matéria é o debate super importante sobre o tom ROSA (ROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOSA) da minha bicicleta.

    Comentário bem votado! Thumb up 15 Thumb down 2

  • Marco Labão

    Na minha lista também está uma Fixa com qudro de MTB.

    Quanto ao quadro, com certeza é… VerRosa, puxando para o RosaMelho…

    Thumb up 3 Thumb down 3

  • Phil

    Essa cor do quadro da Aline já gerou muito bafafa!

    Vou montar a minha ainda! mas vai demorar primeiro tenho que pagar a do Rodo =\ que foi roubada quando estava comigo!

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Felipe

    Galera, tô querendo fazer uma fixa. Sei que em geral o pessoal aproveita o quadro de speed pra isso, mas eu tô querendo fazer uma com quadro MTB. Alguém tem uma assim? Recomenda?

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • JP

    Essa fixa da foto é VERMELHA!!!

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

  • Rosana

    Parece-me, pelas fotos que já vi, que a da Aline é rosa 🙂

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Xampa

    Curto a simplicidade das fixas.
    Tive uma em 2002, mas nao ficou muito legal. O tema ainda era pouco conhecido.
    Mas, tenho vontade de fazer outra. Tá na lista.

    Thumb up 3 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>