Sílvio Lucena (em primeiro plano) e Eduardo Macedo, ambos de Porto Alegre, disputam o roller race durante as Fixolimpíadas. (foto: Mariana Villa Real)

Paixões pela bike e pela zoeira marcaram olimpíadas de fixed gear em Porto Alegre

Com provas bastante disputadas, evento aproveitou onda de nudismo na cidade para inovar em uma das categorias.

Sílvio Lucena (em primeiro plano) e Eduardo Macedo, ambos de Porto Alegre, disputam o roller race durante as Fixolimpíadas. (foto: Mariana Villa Real)
Sílvio Lucena (em primeiro plano) e Eduardo Macedo, ambos de Porto Alegre, disputam o roller race durante as Fixolimpíadas. Foto: Mariana Villa Real

O fim de semana de 15 e 16 de novembro em Porto Alegre, marcado pela realização da edição 2014 das Fixolimpíadas, teve dois momentos emblemáticos e que representam suas duas principais características: a paixão pela bicicleta e pela… zoeira.

O primeiro caso foi a constatação do gaúcho Marcelo Castro, vencedor, no domingo, da prova de roller race. “Calculando agora, na final com o Daniel Farias, meu tempo foi de 9,7s nos 250 metros, com uma media de 208RPM, quase 3 voltas e meia no pé de vela por segundo! Aaaauuuuu”, disse o rapaz na página do evento no Facebook. O “rolo”, em que dois adversários disputam, em bicicletas estáticas, quem atinge em menos tempo a marca de 250m, foi uma das provas que mais tiveram a empolgação dos torcedores e o empenho físico dos atletas. No processo, a galera ficava exausta, perdia o boné, a compostura, e até esquecia de parar de pedalar, tamanha a empolgação.

A outra ponta, a da “zoeira”, caracterizou-se pela originalidade de algumas provas que aproveitaram a recente vocação de Porto Alegre para a prática de esportes com pouca ou nenhuma roupa. Por isso, o primeiro “campeonato mundial de sprint em bicicleta infantil…. pelado” gerou a comoção dos participantes, mesmo passando batido na mídia local, que perdeu a oportunidade de aumentar a estatística da nudez esportiva da capital gaúcha. A vitória foi conquistada pelo curitibano Guilherme Akio, que disputou o “pódio” com outros três desnudos. Na noite de sábado, na orla do lago Guaíba, os mesmos pelados destemidos já tinham praticado uma prova de arremesso de pneu.

Sem roupa e sem vergonha, fixeiros aderem à nova tradição portoalegrense: a prática naturista de esportes. (imagem: Deb Dornelles)
Sem roupa e sem vergonha, fixeiros aderem à nova tradição portoalegrense: a prática naturista de esportes. (imagem: Deb Dornelles)

Na verdade, não houve nenhuma das provas ou atrações do evento que não tenha proporcionado diversão máxima e ainda mais integração à já unida comunidade brasileira de adeptos das fixas (veja aqui o que são). “Nada te prepara para o quão foda é uma Fixolimpíadas”, resume Marcella Olinto, de Florianópolis, vencedora da categoria feminina da prova de subida, que percorreu, ladeira acima, o trajeto até o topo do Morro Santa Tereza, na zona Sul de Porto Alegre. Marcella começou a andar de fixa há cerca de um ano, mas a maior parte de seus deslocamentos é feito com uma mountain-bike que também usa para cicloviagens. Além da subida, ela disputou a final da roller race com a jornalista e cicloativista Aline Cavalcante (colaboradora do Vá de Bike), que, por sua vez, venceu a prova e conquistou também o primeiro lugar no Sprint feminino, no sábado.

Repetindo vitórias

Se Marcella é uma das vencedoras novatas das provas da Fixolimpíadas, o evento repetiu diversos êxitos da edição passada, que aconteceu em São Paulo em novembro de 2013. Vinícius Hax, o Elfo, de Porto Alegre, foi vencedor novamente no trackstand e dessa vez também no peanut. Carina Chandan, de São Paulo, que mesmo de braço quebrado tinha sido vencedora da anticorrida de 2013, recuperou-se da fratura e conquistou o Critério feminino e a prova de arremesso de objetos. Geninho, de São Paulo, que foi vencedor da subida em 2013, foi o melhor de 2014 no free-style e ficou em segundo no Sprint.

Celebração e saudades

Aline Cavalcante e Tássia Furtado ajudaram a organizar o evento e também participaram das provas. (Imagem: Mariana Villa Real)
Aline Cavalcante e Tássia Furtado ajudaram a organizar o evento e também participaram das provas. (Imagem: Mariana Villa Real)

Como em anos anteriores, a premiação e os “louros da vitória” não são a principal atração das Fixolimpíadas. Quem explicou o verdadeiro espírito do evento foi uma das organizadoras locais, Tássia Furtado, da Vulp Bici Café, que recebeu algumas das atrações do evento. “Pra mim, a Fixolimpíadas representou a energia da cultura urbana da bicicleta tanto em Porto Alegre quanto no Brasil. Para quem curte fixa, bicicleta é transporte, esporte, prazer, estilo de vida. São muitas coisas que vão muito além de pedalar e que mostram que, quando as pessoas se unem, dá para fazer coisas incríveis”, filosofa.

Esse espírito aconteceu na hospedagem solidária, onde desconhecidos dividiram o mesmo teto e viraram velhos amigos; barris de chopp da melhor qualidade, além das comidinhas veganas já célebres em Porto Alegre, também ajudaram a “azeitar” parcerias para a vida toda. “A festa mal acabou e já estamos sentindo saudade de toda essa zoeira”, suspira Roger Cardoso, outro dos organizadores locais. Em suma, como se diz lá na Vulp, a mistura de “cerveja bonita e gente barata” torna o mundo mais feliz.

Resultados das Fixolimpíadas POA 2014

Alleycat pré-evento

Vencedores: Ogro e Fabrício

Peanut

Vencedor: Vinícius Hax

Primeiro a cair: Guilherme Akio

Trackstand

Vencedor: Vinícius Hax

Primeiro a cair: Pedrinho

Arremesso de objetos

Mais longe: Carina Chandan

Mais perto: Seiti

Free Style

Vencedor: Geninho

2º lugar: Danilo

3º lugar: Carina Chandan

Anticorrida

Vencedor: Alemão

Skid

Vencedor: Guga

2º lugar: Geninho

3º lugar: Macedo

Sprint feminino

Vencedora: Aline Cavalcante

2º lugar: Andreza

3º lugar: Cristine

Sprint masculino

Vencedor: Kiko

2º lugar: Victor Gimenes

3º lugar: Igor

Critério

Categoria feminina: Carina Chandan

Categoria masculina: Vicente Siufi

Categoria elite: Jim Daniel

Subida

Categoria feminina: Marcella Olinto

Categoria masculina: Kiko

Roller race (rolo)

Categoria feminina: Aline Cavalcante

Categoria masculina: Marcelo Castro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *