Final de semana agitado em São Paulo

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Quem antes reclamava da falta de programação ligada ao assunto da bicicleta em São Paulo, já não tem mais tempo de acompanhar tudo que acontece no meio. O aumento do número de atividades relativas à mobilidade urbana acontece em função do processo irreversível que a cidade vem passando, de rediscussão de seus espaços, prioridades e interesses sociais.

Felizmente novos sonhos vêm emergindo, muitas pessoas se engajando, interesses individuais dando lugar à consciência do bem estar coletivo. E o resultado de tudo isso: agenda lotada de coisas bacanas pra fazer! Aos poucos mais cidadãos se interessam pela cidade e nós ganhamos força e subsídios para mudá-la.

 

Sexta, 30: Bicicletada

Toda última sexta-feira de cada mês, pessoas de centenas de cidades no mundo saem às ruas para reocupar o espaço público que vem sendo dedicado prioritariamente ao conforto do automóvel. A Massa Crítica ou Bicicletada completa em 2012 duas décadas de existência e seu principal objetivo é celebrar o uso da bicicleta como meio de transporte nas cidades.

Em São Paulo, o movimento acontece há 10 anos com concentração no cruzamento das Avenidas Paulista e Consolação, local batizado como Praça do Ciclista, a partir das 18h. Por não ter organizador nem líderes, os ciclistas que estiverem presencialmente na Praça é que decidem seu roteiro, portanto quem participada massa pode fazer parte das decisões coletivas.

Com o tema “Thor”, a Bicicletada desse mês estimula os participantes a se fantasiarem de super-heróis. O tema se estende a outras cidades do país, como Belo HorizonteVá fantasiado, leve alegria, flores, paz e muita diversão.


Sábado, 31: Escolas de Bicicleta e Mão na Roda Itinerante

O dia vai ser cheio, concorrido e começa bem cedo. Às 6:30 da manhã, um “bonde” de ciclistas sai da Praça do Ciclista em direção a Heliópolis. Lá será lançado o programa da Secretaria de Educação “Escolas de Bicicleta”, que pretende levar crianças aos CEUs na periferia da cidade.

Antes das crianças pedalarem de fato, haverá período de monitoria, aulas de ciclismo urbano, dicas de segurança e orientação de ciclistas experientes.

O lançamento oficial do projeto Escolas de Bicicleta é das 8h às 16h no Centro de Convivência Heliópolis. Na programação, um pedal com os moradores do bairro, show, bike-vapor, cine-bike, Oficina Aprendendo a Pedalar, gincana e muito mais!

Pra quem não for até Heliópolis, a Oficina Comunitária Mão na Roda montará sua bancada no Festival BaixoCentro, das 10h às 13h, com conserto de bicicletas, bate-papo sobre ciclismo urbano e um pedal pela região. O Festival tem programação durante todo o final de semana, acompanhe.

 

Julie Dias durante o Pedal Verde. Foto: Pedal Verde/Divulgação

Domingo, 01: Pedal Verde Especial e Jardins Suspensos

O coletivo urbano Pedal Verde se reúne normalmente no último domingo de cada mês para pedalar e plantar pela cidade, mas excepcionalmente esse mês se reunirão dia 01/04, primeiro domingo de abril.

O grupo surgiu em 2009 em homenagem à ciclista Márcia Regina Prado e, desde então, se reúne todos os meses saindo do Viveiro Manequinho Lopes em direção às praças de São Paulo.

Esse domingo o Pedal Verde vai homenagear Juliana Dias, uma ativista que participava com frequência das ações para deixar São Paulo mais verde, ciclável e agradável. O grupo sai às 9:30 do Viveiro Manequinho Lopes (Parque do Ibirapuera) e seguirá para a Ghost Bike da Julie, onde serão deixadas mensagens à ela. Saiba mais no evento do facebook.

Foto: BaixoCentro/Divulgação

Domingo também é o último dia de ações do Festival BaixoCentro e, para comemorar, o Minhocão será transformado num parque suspenso, com gramado, piscina infantil, animadores e piquenique, a partir das 10h.

O minhocão é uma daquelas obras pensadas única e exclusivamente para o automóvel. Não há espaço para pedestres, ciclistas nem transporte público. Por ser símbolo da uma cidade dedicada aos carros, o sonho de muitos entusiastas de uma cidade para pessoas é que aquele espaço seja transformado em algo que a população possa aproveitar melhor.

A ação inclui, ainda, debate sobre arte nas ruas da cidade com a presença do galerista Baixo Ribeiro (Choque Cultural) e do coletivo BijaRi, envolvidos na recente polêmica do carro-jardim, obra de arte recolhida pela prefeitura de São Paulo.

“A ideia do debate é refletir sobre os limites da arte e das intervenções do Estado, suas consequências e como a arte pode se inserir nesta nova forma de pensar a cidade proposta pelo BaixoCentro. No dia 22 de março, uma obra de arte foi guinchada e levada para um pátio da prefeitura. A obra em questão era um carro abandonado que sofreu uma intervenção do coletivo BijaRi, que colocou árvores dentro do veículo fazendo dele um jardim estacionado em frente à galeria Choque Cultural, na Vila Madalena”, diz a descrição do evento no facebook

O evento, como toda a programação do festival, é aberto ao público. A grama artificial será montada pela manhã e o debate começa ao meio dia.

Vai ficar em casa?

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

2 comentários para Final de semana agitado em São Paulo

  • luiz carlos

    Estivemos neste domingo na ciclovia e notei que: Devido ao calor intenso vi vários ciclistas passando mal. Minha sugestão é : Consultar médicos,biomédicos e fisiologistas e elaborar uma cartilha para ciclista com relação a hidratação e tipo de alimentação antes de andar de bicicleta.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Julio cesar reis

    Ola pessoa alguem sabe me imformar se existe ou onde fica um point para bikers aqui na zona sul de sp, na cid ademar/ interlagos, pedalar sozinho nessa regiao è um risco! Valeu !

    Thumb up 0 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>