Ciclovia na V. Mariana, em São Paulo, já está sendo sinalizada

Ciclovia aponta caminho com subidas mais acessíveis entre a Ricardo Jafet e o topo da V. Mariana. Foto: Willian Cruz

Ciclovia aponta caminho com subidas mais acessíveis entre a Ricardo Jafet e o topo da V. Mariana. Foto: Willian Cruz

Bicicleta presa ao poste, ao lado da ciclovia: sinal da demanda reprimida. Foto: Willian Cruz

Bicicleta presa ao poste, ao lado da ciclovia: sinal da demanda reprimida. Foto: Willian Cruz

Algumas novas ciclovias – ainda não anunciadas – estão sendo pintadas na cidade de São Paulo. Fomos conhecer, na terça-feira 29 de julho, a sinalização que está sendo feita na Vila Mariana, uma ciclovia pintada na lateral de algumas vias. A área ciclável pretende facilitar o trânsito de ciclistas entre a Av. Ricardo Jafet – bastante utilizada por ser plana e servir como parte da ligação entre as zonas Leste e Sul – e a região “alta” da V. Mariana – que serve de acesso a destinos como Av. Paulista e Parque do Ibirapuera.

A ciclovia passa pelas ruas Calixto da Mota, Dionísio da Costa e Rodrigo Vieira, indo do topo da Lins de Vasconcelos até próximo ao Extra da Ricardo Jafet. Veja mais abaixo em nosso mapa, seguido da galeria de fotos.

A largura adotada indica que a ciclovia será bidirecional. Isso permitirá que os ciclistas que sobem pelo trajeto possam se beneficiar de um trecho que, antes, seria de contramão, encurtando o caminho e evitando subidas maiores. A área sinalizada era ocupada anteriormente, em boa parte, por carros estacionados, que inutilizavam para circulação parte do viário durante a maior parte do dia.

Faixa alertando aos motoristas sobre a presença de ciclistas. Ao fundo, o ponto de ônibus. Foto: Willian Cruz

Faixa alertando aos motoristas sobre a presença de ciclistas. Ao fundo, o ponto de ônibus. Foto: Willian Cruz

A ciclovia passa em frente a algumas residências que fizeram no leito carroçável uma adaptação de concreto para não precisar rebaixar o meio-fio. O ciclista precisa ficar atento a essas adaptações ilegais, bem como a algumas irregularidades junto ao meio-fio em alguns trechos.

Dois ou três pontos de ônibus já existentes ao longo do caminho foram mantidos, portanto ciclistas e motoristas dos coletivos precisarão compartilhar esse espaço, com o ciclista sendo paciente durante o embarque e desembarque e o motorista sendo atento quanto à presença das bicicletas.

Andamento

Ainda não foi divulgada nenhuma informação oficial dessa ciclovia, portanto não há data de inauguração até o momento. Havendo mais informações, publicaremos aqui no Vá de Bike. Para conclusão ainda faltava, na nossa visita: sinalizar com faixa branca as margens da ciclovia, com tinta amarela a separação das mãos dentro da área ciclável e aplicar os pictogramas de bicicleta e de setas direcionais, além dos balizadores. Seria importante fazer adaptações no pavimento, ainda que pontuais, como em um local onde há uma tampa de serviço rebaixada bem no meio da ciclovia.

Fiscalização será necessária. Embora a ciclovia ainda não esteja concluída, a placa à frente desse carro indica claramente que a parada e estacionamento já estão proibidos no local. Foto: Willian Cruz

Fiscalização será necessária. Embora a ciclovia ainda não esteja concluída, a placa à frente desse carro indica claramente que a parada e estacionamento já estão proibidos no local. Foto: Willian Cruz

Havia sido realizada, naquele momento, a pintura vermelha em toda a extensão e a mudança de regra de estacionamento, com placas de proibido parar e estacionar ao longo do trajeto, indicando que nem mesmo o desembarque é permitido, para não obrigar os ciclistas a desviarem para o restante da via.

A proibição de estacionamento e parada é importante porque os motoristas não esperam ciclistas saindo da ciclovia, sendo portanto pegos de surpresa em situações como essa, o que cria risco de atropelamento. Em outras palavras, parar o carro sobre a ciclovia, ainda que “só um minutinho”, pode colocar a vida de outras pessoas em risco. Não à toa a multa é alta, o mesmo valor que estacionar sobre a calçada.

Mapa

Clique aqui para abrir o mapa em outra janela

Fotos


22 comentários para Ciclovia na V. Mariana, em São Paulo, já está sendo sinalizada

  • luiz

    Se ninguém utiliza ciclovias pq está construindo adoidado ?!O Prefeito e seu sócio sabe PORQUE !
    O mais assustador é o povo que não reclama e ainda 90% aprovam as faixas que praticamente ninguém as utiliza, apenas tornando as vias para automóveis cada vez mais estreitas.Nao esquecam que embora os ônibus economizem mais o espaço das vias, porem os automóveis também tem direito de utilizá-las,afinal originalmente as ruas foram feitas para os automóveis.
    Não pensem que pela pequena largura a bicicleta ocupa menos espaço,NÃO,tem que reservar um metro de cada lado para protege-lo.
    Aqui isso não funciona pois os motoristas não tem educação e são autocentristas,não tentem imitar OUTROS países. Os AUTORES SABEM disso,porém o propósito é OUTRO,por isso insistem.VOCES NAO ENCHERGAM QUE NINGUEM ESTAO AS UTILIZANDO ? Porque não constroem um pouco e completo e observar alguns meses para decidir se deve continuar ou não ? È pq o motivo é OUTRO.
    A nossa finança ainda não permite o luxo de construir ciclovias para LAZER !
    SE construir tem que ser para uso prático.

    Thumb up 0 Thumb down 3

    • Luiz, se você ainda pensa que ninguém utiliza as ciclovias, deveria se informar melhor. Veja esta matéria, por exemplo, e também esta outra. E, se não acreditar nos números, assista este vídeo.

      Quanto às vias terem sido feitas originalmente para os automóveis, me desculpe, mas elas foram feitas originalmente para as pessoas. Depois vieram os cavalos, as carroças, as bicicletas e, por fim, os automóveis.

      Sobre o espaço ocupado, mesmo com um metro de largura de cada lado ela ainda é menor que um carro. E se formos comparar os dois veículos em movimento (já que o metro e meio de distância lateral é com ela circulando na via), o automóvel ocupa muito mais espaço que a bicicleta por causa da distância de segurança que deve ser mantida dos demais veículos. Recomendo que veja esta página do Detran PR, que explica sobre distância de seguimento, e avalie pela própria imagem ilustrativa quanto de espaço um carro em movimento ocupa. E esse espaço aumenta conforme a velocidade. Neste link, que aponta para um livro sobre o assunto (Transporte e Meio Ambiente – conceitos e informações para análise de impactos, Eduardo Alcântara de Vasconcelos), que aponta todos os estudos que lhe serviram como fonte, há a informação de que “a área total requerida por um carro para estacionar em casa, no escritório e em área de compras foi estimado na Inglaterra como igual a 372 m²”. Há ainda uma tabela mostrando o espaço ocupado por hora com o uso de ônibus, bicicleta e carro, em m² por hora. Em circulação, o carro ocupa três vezes mais espaço que a bicicleta. Estacionado, oito vezes mais – e eu contesto esse número, pois dá para parar tranquilamente 10 bicicletas no espaço que seria ocupado por um único automóvel, sem nem levarmos em conta o espaço necessário para circulação e manobra dentro do estacionamento.

      Acho que você deveria estudar um pouco o assunto antes de emitir opiniões baseadas apenas em achismo, pois elas tendem a lhe colocar em uma posição constrangedora. Deve ser por isso que você se identifica de forma quase anônima…

      Grande abraço.

      Thumb up 2 Thumb down 0

  • REGES PIRES

    Pô Francisco. estou no aguardo, moro na santa cruz e trampo na vergueiro, quando vier pra este trecho, aí será show de bola, galera está acontecendo alguma coisa boa na cidade com relação ao transporte público, vamos ter um pouquinho de paciência que o sonho virá pra uma grande parte da cidade, poucos carros na rua e mais povo, principalmente de bike.

    boa sorte à todos.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Alexandre

    Pessoal, bom dia! Ontem a noite (22/08/14) trafeguei de carro da estação Vila Mariana até a Sé, a ciclovia está praticamente pronta, estavam terminando de colocar as “tartarugas”/”olho de gato”, as placas de sinalização já estão postas, creio qie agora só falta a divulgação da ciclovia! =D

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Nelson

    E caro a pintura no chão! XD É muito bom, alguns trechos na cidade estão muito bons, o bicicletário no Largo da Batata é ótimo, porém foi o que o colega falou, faltam estudos de uma rota mais coesa.
    E deveriam ser rotas que ligam os metrôs da cidade com mais bicicletários e empréstimos de bike.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • marcelo

    Olá, conheço bem este trecho, e não gostei da implantação nestas vias, uma boa parte dela é íngreme, nem todos os ciclistas são atletas, e com muitas curvas, ligando nada à lugar algum. A prefeitura está apenas pintando as ruas de vermelho, sem estudos e reparos nas vias antes da execução, aliás a mesma coisa que ela fez em relação aos ônibus.

    Thumb up 1 Thumb down 1

  • Edson

    Como vai Willian, td bem? Nesse projeto de 400 km de cliclovias em São Paulo, vc tem alguma notícia ou previsão de ciclovia na rua Capitão Pacheco Chaves na Vila Prudente? É uma via de muita movimentação de cliclistas e liga a Vila Prudente ao Ipiranga, e infelizmente é a única opção para nós, cliclistas. Se proibirem estacionar carros a esquerda da rua, cabe tranquilamente uma ciclovia. Essa via é mão única no sentido Ipiranga e somos obrigados a utilizar a via na contramão quando no sentido Vila Prudente. Uma ciclovia ali seria de grande utilidade….
    Abraços, Edson.

    Thumb up 2 Thumb down 0

    • Perfeita colocação, Edson, conheço bem o local. Sinalizar no viaduto também seria importante, pois apesar de haver bastante espaço, muitos motoristas que passam ali fazem questão de nos espremer, acreditando ainda que estão com a razão. Mas infelizmente não temos essa informação. :/

      Thumb up 1 Thumb down 0

      • Edson

        Verdade Willian, em alguns locais um bom trabalho de conscientização dos motoristas é importantíssimo. Esperamos que junto com a implantação dessas ciclovias, as campanhas de respeito e de convivência com o ciclista, sejam ativadas e mantidas de forma permanente. Abraços.

        Thumb up 1 Thumb down 0

  • Alexandre

    Passei por esse trecho de ciclovia em “nascimento” hoje. Achei o traçado bom e apesar de ter uma subida moderada, não oferece grandes dificuldades. Vamos aguardar o termino da sinalização. Espero que tenham certo cuidado nessa parte porque existem alguns riscos principalmente para o ciclista que esta descendo. Um encontro com outra rua e um ponto de ônibus quase no final da descida precisam de uma certa atenção.
    Aliás essa parte de sinalização vem sendo muito criticada em quase todas as ciclovias em criação.
    Acho que precisamos ter um pouco de paciência e esperar pelas inaugurações oficiais das ciclovias. Com certeza vão ser necessários ajustes e em algumas delas. O pavimento das ciclovias onde eram ruas são ruins mas eles serão consertados com o tempo, assim como acontece nas ruas que de tempos em tempos são recapeadas.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • eu

    ciclovia da av. dr. gastão vidigal em fase de acabamento, sinalização, pintura e paisagismo… pelo jeito em 1 ou 2 semanas inauguram…. Está ficando chique o negócio! A mudança no visual da região é brutal, antes era um canteirão mal tratado, largado, cheio de zumbis do crack… agora tem uma ciclovia boa, com paisagismo, etc… revitalizou a região! quero ver comerciante reclamando da ciclovia!!! Sem contar em ganho em qualidade de vida, pq é outra coisa pedalar numa ciclovia boa em comparação com dividir a pista com caminhões loucos para entrar e sair do Ceasa… Para ficar perfeito só dando um jeito na travessia das pontes… Antes eu não tinha 1 metro de ciclovia no meu trajeto para o trabalho, agora já faço 60-70% em ciclovias! Até demoro um pouco mais dq dividindo a pista com os carros, mas o sossego e a paz de pedalar numa ciclovia não tem preço! Assim como não tem preço ver a cara de felicidade do pessoal que está fazendo as obras vendo os ciclistas usando a ciclovia mesmo antes dela ser concluída! É impressionante a educação do pessoal da obra, sempre de olho se tem ciclistas passando por ali, dando espaço para nós, etc… Não sei como o povo fala tão mal desse prefeito… ele foi o único a realmente fazer algo por nós! Com essas pequenas obras o cara está salvando centenas de vidas, melhorando a qualidade de vida de milhares de pessoas, melhorando a saúde do povo, diminuindo, agora e no futuro, os atendimentos médicos e ausências no trabalho por motivo de saúde, etc…

    Comentário bem votado! Thumb up 9 Thumb down 0

  • Marcel Morgado

    Fala Willian, blz?
    Essa ciclovia tem uma subida bem íngreme, mas sempre passei por essa ruas para ir para Ibirapuera e Paulista.
    Você viu que a ciclovia da Anhaia Mello já está quase pronta?
    E já tem lixo nos canteiros e os pilares pichados, é uma pena que a população não respeita os benefícios de uma ciclovia…

    Thumb up 1 Thumb down 0

    • Vi sim, Marcel. Passei por lá ontem à noite, sem iluminação adequada para fotografar. Achei interessante ela passar pelo viaduto, evitando o cruzamento com a Maluf logo embaixo. Que acompanhe toda a linha verde, a zona leste precisa.

      Thumb up 1 Thumb down 0

  • Que maravilha! Mais ciclovias para a cidade!

    O problema é que as vias onde as estruturas estão sendo implantadas, não estão passando por um recapeamento, o que deixa a ciclovia totalmente irregular.

    No mais as ciclovias são muito bem vindas.

    É o mesmo padrão que também está sendo adotado na Granja Julieta:
    https://www.facebook.com/BikeZS/posts/792404160781126

    Thumb up 1 Thumb down 0

    • Cícero Soares

      Então, é disso também que eu estava falando na falta do capricho. Mas eu até entendo. Quer dizer, entendo que essa decisão política de finalmente agir do Senhor dos Transportes do Haddad é meio parecida com o pipocar das faixas exclusivas de ônibus. É como se eles raciocinassem assim:

      “Pô, a rejeição do PT na capitarrrr sempre foi muito grande, o PT nunca se reelegeu aqui, então vamos fazer o seguinte: primeiro vamos estabelecer a estrutura de uma tacada só, mas com o que já está aí, adaptando e improvisando, e então avançamos, deixamos uma marca, ‘fazemos História’, e a gestão que vier, se não for a nossa, não teria como voltar atrás.”

      E os custos mais “pesados”, como recapeamento por exemplo (um digno pra nós) ficaria mais pra frente.

      Thumb up 2 Thumb down 3

  • Cícero Soares

    (Opa, então deixa eu complementar aquele meu comentário aqui.)

    É, realmente, Willian, todo, ou quase todo o “calçadão” do canteiro central da Av. Sumaré também virou um tapete averrrrmelhado, desde a Praça Marrey Júnior até, até… até antes do viaduto da Dr. Arnaldo, parou ali, sei lá por quê.

    Agora, além da “minha opinião formada” de que ali deveria ser objeto de sinalização (ia ser bacana, como iniciativa “educacional” para futuros trechos de compartilhamento de) pedestre+ciclista, precisa dar um jeito nos cruzamentos lá, que são constantemente invadidos. Acho que um delay nos semáforos de uns segundinhos resolveria. Claro, a sinalização característica de cruzamento cicloviário também vai ajudar a desestimular os motorizados mais apressadinhos, que acabam quase sempre sem conseguir vencer o cruzamento, apenas atrapalhando o fluxo do calçadão.

    E outra coisa: andei reparando que esse a toque-de-caixa do Senhor dos Transportes tá fazendo com que as ciclovias saiam meio das coxa. Ou é ledo engano meu? De qualquer forma… Pô, precisa dar caprichada. Afinal, o “dêmo cicloviário” também mora nos detalhes…rs.

    Thumb up 0 Thumb down 1

    • Cícero Soares

      Bão, agora cedo vi que completaram o tapete vermelho da Av. Sumaré/Paulo IV até… até o viaduto, o que passa por cima da R. João Moura. Mas não pintaram o passeio do viaduto. Por que não? Será que vão fazer algum outro tipo de intervenção ali? Ou…?

      Bão, agora é que são elas, agora que quero ver: como é que vai se dar a “saída” do calçadão central pro viário, pra avenida. E isso não é mero detalhe, não. E isso vai revelar também se o tal do capricho está realmente presente na cabeça de quem é responsável por planejar-executar a coisa, que tem que proporcionar funcionalidade e segurança.

      Thumb up 2 Thumb down 0

      • Cícero Soares

        Arrá! Outra passadinha na Av. Sumaré/Paulo VI agora à noite: sinalização de chão ainda incompleta, mas… em toda a extensão, uma penca de de placas (sinalização vertical) indicando circulação de bicicletas E pedestres (dessas redondinhas, vermelha na borda e branca, só que com os dois símbolos, não só a bicicletinha).

        Só que é o seguinte: nos cruzamentos, um misto de placas PARE (“parada obrigatória”) e aquele triângulo invertido, “dê a preferência”. Ou seja, pô, não vai ter semáforo pra bicicleta nem aquela faixona vermelha no chão? Pode isso, Arnarrrrdo?!

        Ah, detalhe curioso (deve ter ocorrido alguma pequena desavença institucional ali…rs.): se a pintura do chão em vermelho segue toda Paulo VI até o semáforo da Rua Lisboa (exceto sobre o viaduto, colocaram aquela plaquinha ciclista/pedeste com uma inscrição do tipo (não me lembro as palavras exatas) “fim do trecho” no farol anterior, no cruzamento da Praça Caetano-alguma-coisa (de onde aliás, eu sempre saio, para então pegar a Avenida).

        Thumb up 1 Thumb down 0

        • Cícero Soares

          Último capítulo (na verdade, não é o último, né?, o último será a “inauguração”, mas acho que já tô passando da conta com esse novelão Av. Sumaré, então é o último que relato): aêeeeeeeee!, a faixona vermelhona nos cruzamentos estão in progress, acabei de testemunhar.

          Thumb up 1 Thumb down 0

  • Juan Ferrero

    Existe alguma possibilidade de uma ciclovia que passe pela rua Luis Góes (acredito que nao por ser uma subida)e entre outros locais na Regiao da Vila Gumercindo/Metro Santos Imigrantes??

    Abraços

    Thumb up 1 Thumb down 0

    • Francisco

      Mesmo sendo subida, a Luis Goes entre a Ricardo Jaffet e a Jabaquara e Domingos de Moraes já tem uma quantidade de ciclistas razoável, à volta do dia. Se bem me lembro, era uma das rotas naquele mapeamento do Cebrap. Eu e minha mulher usamos esse trecho diariamente.
      Agora, sonho mesmo é a ligação do corredor Jabaquara Domingos Vergueiro e Paulista ter ciclovia. O uso de bicicletas iria explodir.

      Thumb up 3 Thumb down 0

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>